jan

31

Domingo, 31 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE LOS COCOS, CÓRDOBA, ARGENTINA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS

 DEVOCIONÁRIO PELO ECUMENISMO E

PELA UNIDADE NA CONSCIÊNCIA HUMANA

 

Conta de união

Senhor,

pela união da humanidade ao Teu Propósito de Amor,

rogamos por Tua Presença

nas diferentes nações, povos e religiões,

que a Cultura Universal seja uma realidade na Terra.

Amém.

 

Primeira dezena

Pelo Poder da Divina Misericórdia

emanada do Sagrado Coração,

que todos os povos, raças, culturas e religiões

alcancem a Redenção.

Amém.

 

Segunda dezena

Pelo sacrifício vivido por Cristo

e pelos méritos alcançados por Ele na Cruz,

que todas as nações despertem

à vivência do Amor absoluto.

Amém.

 

Terceira dezena

Pelo Poder da Piedade emanada por Cristo

ao descer da Cruz nos braços da Virgem Maria,

que todas as culturas, religiões, crenças e nações

se unam para verter a Graça de Deus

sobre os mais esquecidos e perdidos

entre os homens e os Reinos da Natureza.

Amém.

 

Quarta dezena

Pelo Poder do Amor Puro

que ressuscitou cada célula de Cristo

e O fez vencer a morte,

que todas as religiões renasçam

no Princípio da Pureza.

Amém.

 

Quinta dezena

Pela Graça absoluta que nos concede o Criador

com o retorno de Seu Filho,

que todos os povos despertem, todos os corações se abram

e que todas as línguas proclamem, em um só idioma,

a unidade com Deus por meio do Cristo Resplandecente

Amém. 

 

A cada dia que passa, a humanidade se separa mais de Deus e, em consequência, os seres humanos se separam uns dos outros, fortalecendo a individualidade e o desamor em um mundo que deveria emanar o Princípio da Unidade para com todo o cosmos.

Por esta razão lhes pedirei que orem por todas as religiões, por todas as nações, por todas as raças e por todas as culturas.

Que as criaturas que um dia nasceram da Consciência Divina possam regressar a Ela.

Que as diferentes expressões de Deus na Terra encontrem a pureza do seu impulso original.

Que no novo ciclo da Terra tudo seja segundo a Vontade do Criador; tudo seja segundo os princípios divinos.

Orem com amor e com o coração, porque as duas missões que vocês vivem atualmente estão abrindo uma porta para que a humanidade desperte ao respeito e à unidade de uns para com os outros e de todos para com Deus.

Eu os amo e os aguardo em oração.

Orarei com vocês todos os dias e por toda a eternidade.

Seu pai e companheiro,

São José Castíssimo

jan

30

Sábado, 30 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE LOS COCOS, CÓRDOBA, ARGENTINA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS

Os Céus se abrem para receber as ofertas da humanidade.

Sendo sinceros de coração é que a Misericórdia volta a descer em terras que já vivem a Justiça Divina. Os atos misericordio­sos são os que os unem à Consciência de Cristo, Aquele que é a própria Misericórdia.

Uma missão humanitária, filhos, é mais do que um ato social, porque lhes falo de um pedido de Deus, uma renovação e um despertar do compromisso que Suas criaturas têm para com Ele.

Por mais que vocês estejam diante de duas missões nas quais se encontram com culturas extremamente diferentes das suas, as almas reconhecem a unidade, e os espíritos são tocados pelo amor que permeia os seus atos.

Quando servem de coração, equilibram muitos males, não apenas os daqueles a quem estão servindo. O amor que vocês irradiam toca os que estão ao seu redor e permeia a vida do espírito; substitui os erros e as dívidas das nações por méritos divinos de Redenção, de Salvação e de Misericórdia.

Se, em verdade, todos se abrissem ao espírito missionário, com­preenderiam o que lhes digo.

Hoje quero que saibam que os missionários na Turquia já se tornaram um instrumento nas Mãos de Deus, porque seus espíritos reconhecem que o serviço que prestam não é para si mesmos. A experiência e os anos os encaminharam para con­sagrar a vida aos atos de Misericórdia e, assim, tornaram-se, como grupo, uma ponte para que a Misericórdia do Criador desça à Terra. Mas eles são apenas 14 e não podem se multi­plicar em todas as nações que devem se consagrar a Deus pelo serviço e pela oração. Por isso, quando os chamo ao serviço, escutem Minha voz.

Nenhum dos missionários na Turquia é perfeito; nenhum deles sabia servir no princípio, mas as resistências foram sendo que­bradas pelo amor e, hoje, quando estão diante de uma missão pedida por Deus, eles podem transcender as individualidades e misérias para serem portadores da Divina Misericórdia.

Não esperamos que as diferentes missões que pedimos tenham o mesmo êxito, mas, sim, que vocês se abram ao espírito missionário que a consciência-grupo desta Obra de Amor já alcançou ao longo dos últimos anos.

Quisera que o espírito missionário se expandisse além do Brasil e que principalmente o Uruguai e a Argentina se ani­massem a transcender os atavismos para servir ao próximo e descobrir no serviço a pronta transformação, a união com Deus e com o próximo, a transmutação e a libertação dessas nações de todos os erros cometidos no passado.  

Porque, embora a Terra tenha que recomeçar, ela necessita ter um ponto de partida, e vocês devem deixar nela um solo fér­til, para que os que virão depois semeiem as sementes de um novo tempo.

Eu os amo e apenas lhes peço que confiem no que lhes digo e que não temam responder aos pedidos celestiais. Nestes tem­pos, todo esforço é pouco para cumprir a meta que lhes corres­ponde desde o princípio desta raça.

Seu pai e companheiro,

São José Castíssimo

jan

29

Sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE LOS COCOS, CÓRDOBA, ARGENTINA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS

Enquanto o mundo começa a tomar consciência da necessidade do serviço e a Argentina dá os primeiros passos no equilíbrio ativo de suas dívidas para com Deus, chamo-os para que vocês não detenham os seus passos. Que cada missão seja uma porta que se abre para uma maior possibilidade de redenção no mundo.

Meus missionários no Chaco estão começando a tomar consciência da tarefa espiritual que realizam e seus corações já podem sentir um pouco mais o Propósito de Deus.

O sofrimento da consciência indígena está sendo aliviado, mas, como lhes disse, esta é uma porta que foi aberta, para que continuem em um longo trajeto de reparação e de redenção.

Para que a Argentina se torne uma nação apta para ser o berço da Nova Humanidade, assim como o Brasil, o Uruguai e outros países da América do Sul, deve existir um maior espírito de amor e de fraternidade.

Com os pequenos atos de serviço, a consciência se amplia para a conhecer a verdade, que é a presença de Deus dentro de todas as criaturas viventes. O serviço, filhos, dignifica o espírito e ativa o amor latente no coração humano. É por isso que, agora que vocês deram os primeiros passos com uma maior consciência, Eu lhes pedirei que não se detenham.

Os missionários sentirão, em seus corações, a necessidade de que este serviço tenha um prosseguimento, e Eu lhes digo que esse sentir é verdadeiro. Gostaria que outros membros desta Obra tivessem a oportunidade de aportar o seu amor em atos de caridade fraterna, mas, para isso, necessito da disposição interna e material de todos.

À medida que o desajuste espiritual for se equilibrando e se transmutando no Chaco, pelas simples e sinceras ações dos servidores, na matéria, os caminhos se abrirão e encontrarão aqueles intercessores enviados por Deus, que os ajudarão a proporcionar uma vida materialmente mais digna para os povos do Chaco.

Mas, antes disso, vocês ainda deverão esforçar-se muito para que o amor possa dissolver a dor que impregna a consciência indígena há tantos séculos.

Filhos Meus, o mundo está em seus últimos suspiros de sofrimento e pronto a Justiça de Deus descerá à Terra. Isso não é uma ameaça, é uma realidade. Por isso, o mais importante agora é aprender a amar verdadeiramente, romper as próprias estruturas do orgulho, do egoísmo e da indiferença, para que, ainda no tempo de Sua Misericórdia, o Senhor lhes conceda a Graça de habitar o seu mundo interior e fortalecê-los para a reconstrução da vida material e espiritual da Terra.

Eu os amo e, por isso, impulsiono-os para que não detenham os seus passos agora. Aprofundem-se no espírito do serviço e, no final desta missão, Eu lhes direi o que mais quero para a Argentina e para a América do Sul. Eu os espero atentos e abertos de coração para escutar-Me.

Seu Pai e Instrutor,

São José Castíssimo

jan

28

Quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE LOS COCOS, CÓRDOBA, ARGENTINA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS

A maturidade na hora de servir surge da compreensão de que um serviço que se presta respondendo a um pedido de Deus transcende a matéria e tem o seu verdadeiro propósito no espírito.

Quando o Criador os envia a servir, devem ter consciência de que são meros instrumentos em Suas Mãos, já que, para equi­librar o grande carma humano, é necessário que sejam os pró­prios membros da humanidade os atuantes e intercessores deste ato de equilíbrio.

O que temem quando os enviamos a servir? Acaso estão pen­sando que serão as suas mãos a agir?

Não percam mais tempo com expectativas, ansiedades ou mes­mo com orgulhos e vaidades. Concentrem-se em ser verda­deiros e simples, obedientes, mansos, vigilantes e pacíficos. Concentrem-se em estar unidos a Deus e em pensar n’Ele todo o tempo e não em si mesmos.

Quando estiverem diante de um ato de serviço, não se con­fundam. A confusão provém da falta de clareza de propósito de suas ações. Se concentrarem a atenção em Deus, logo verão como Ele abrirá os caminhos e lhes mostrará a maior necessi­dade que, de repente, não será aquela que pensavam.

Tanto no Oriente Médio quanto no Chaco, seus irmãos necessitam ser escutados e encontrar em vocês uma ponte para algo superior. Doem alento, doem esperança, doem paz de coração.

Não se mostrem imaturos, inseguros ou sem um propósito, porque vocês estão sendo guiados de perto tanto pelas Nossas palavras quanto pela intuição e pelo coração, veículos que usamos sempre para conduzi-los. Por isso, deixem-se guiar internamente.

Confiem nos que elegemos para coordená-los e dirigi-los em cada missão, porque a esses corações estamos unidos de uma forma especial. Não tenham grandes ideias nem queiram reali­zar serviços heroicos para contar no final, porque a verdadeira missão, que acontece no espírito, será conhecida por poucos e, será admirada apenas por Deus, porque a humanidade ainda não aprendeu a amar a vida do espírito e, por mais que conheça os fatos espirituais, pouco lhe interessará, se não houver resul­tado material.

Por esse motivo lhes peço, outra vez, que sejam mais humil­des e obedientes, mais unidos de coração uns com os outros e todos com o Deus Altíssimo. Assim se cumprirá o Propósito de Deus.

Aquele que os ama e os guia,

São José Castíssimo

Que todos aqueles que aspiram a ser missionários do Plano de Deus escutem estas palavras e aprendam a servir. Os espí­ritos verdadeiramente atentos nunca pensam que Eu falo para os outros, mas tomam tudo para si; por isso, crescem e amadu­recem assim como Deus espera.

jan

27

Quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO ÔNIBUS ÁGUIA DE LUZ, DURANTE A VIAGEM DA CIDADE DE CÓRDOBA ATÉ A CIDADE DE CAPILLA DEL MONTE, ARGENTINA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS

Cada serviço prestado pelos servidores e consagrados ao Plano do Deus Altíssimo seja o motivo para gerar o equilíbrio necessário e curar os males do passado de uma humanidade tão transgressora.

Que suas mãos comecem desde já a reconstruir o mundo com atos de serviço, a reparar o mal causado no princípio e a aplacar o caos que se precipita sobre a Terra.

Existem muitos lugares do planeta que não estão destruídos pela guerra ou tomados pelos conflitos armados, mas que estão espiritualmente tão feridos como estes que estão em guerra.

A humanidade, como consciência, agrediu tanto a vida plane­tária que uma grande parte do espírito do planeta está deterio­rado e padecendo como um moribundo que dá os seus últimos suspiros de vida.

A maneira de curar este mundo enfermo é apenas com o amor, o amor em todas as suas expressões: amor com atos de caridade fraterna, amor irradiado na oração, amor irradiado no silêncio, amor que se manifesta no coração que se transforma por amor ao Plano de Deus.

Um servidor que se encaminha a uma missão pedida por Deus deve ser como o obreiro que leva em suas mãos o tijolo e o cimento para reconstruir a consciência planetária*. Em cada pequena ação deve estar o amor pleno e absoluto, que transcende as condições, as diferenças, os erros, o medo e a dor. Assim, aos poucos, vocês poderão se converter em verdadeiros instrumentos de Deus.

Que esteja na intenção de cada missionário a reconstrução ativa e luminosa da vida espiritual da humanidade.

A consciência humana foi criada com base em princípios divi­nos e puros, o que dava a ela a particularidade de poder unir-se diretamente ao Criador, sem intermediários. Esses princípios foram atacados desde o início deste Projeto, e as forças do adversário trataram de convertê-los no que vocês conhecem como energias capitais, que hoje são muito mais do que sete.

Para voltarem a ser cristalinos como Deus pensou e para alcan­çarem o Propósito Divino, chegou a hora de ir fazendo crescer os princípios divinos no seu próprio interior e no interior de seus semelhantes e, assim, ir enfraquecendo aquelas forças escuras que tanto cresceram na consciência humana.

É por isso que lhes peço que comecem cada dia de serviço rogando a Deus a Graça da humildade e da unidade com Ele. Assim, dando o primeiro passo de seus dias na intenção de serem puros, vocês serão ajudados pelos anjos a servir de forma cristalina e a ser verdadeiros instrumentos do Criador do mundo.

Pela reconstrução da consciência espiritual do planeta,

São José Castíssimo

jan

26

Terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO ÔNIBUS ÁGUIA DE LUZ, DURANTE A VIAGEM DO CENTRO MARIANO DE AURORA ATÉ CÓRDOBA, ARGENTINA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​​

Se há algo que deve ser dissipado imediatamente do coração humano é o medo.

O medo é a ausência de Deus, do amor, da fé. O medo nasce e cresce no coração dos que se acomodaram na condição humana e ainda não reconheceram que aquilo a ser cuidado com esmero é apenas a essência mais profunda do ser, os princípios divinos que ali se encontram.

Aquele que sente medo é porque não confia no amor.

Com suas ações, vocês devem fortalecer os princípios da fé, a certeza de que o amor, algum dia, falará mais alto na cons­ciência humana, porque será tanta a necessidade de paz e de unidade que todos se unirão em busca de um Único Deus.

O medo com o qual vivem os povos originários é o medo de perder sua cultura, perder o seu espaço na Terra. Por não terem o básico de que necessitam para viver, sentem medo de desaparecer como povo, assim como desapareceram tantos outros povos.

Na missão que acontece no Chaco, assim como em todas as missões que ainda acontecerão com estes seus irmãos indíge­nas, vocês devem fortalecer a fraternidade e deixá-los sentir que compreendem, ou que buscam compreender, o papel espi­ ritual dos povos originários na Terra, porque, mais do que de suprimentos e de cuidados básicos, vocês encontrarão em seus irmãos a necessidade de serem reconhecidos com sua cultura e sua sabedoria, como parte desta civilização humana.

No profundo desses corações, mais do que a fome ou a miséria pesam o abandono e a indiferença por parte da maioria dos seres humanos. Por isso, estamos dedicando essas mensagens não somente para instruir os missionários, mas também para despertar espiritualmente a humanidade e, sobretudo, neste caso, a Argentina, a conhecer o papel da consciência indígena, já que o seu equilíbrio depende da pureza, da simplicidade e da sabedoria que os povos originários mantêm em seu interior.

Vocês devem prestar um pequeno ou um grande serviço sempre levando em consideração muito mais o propósito espiritual do que o ato físico, porque fisicamente encontrarão infinitas neces­sidades materiais, sociais, morais, carências de coisas básicas para a sobrevivência e, para suprir todas elas, seria necessário um esforço muito maior do que alguns poucos dias.

Muitos podem se perguntar: qual é a razão de fazer missões tão rápidas, nas quais não se supre nem a mínima parte da grande necessidade desses povos?

E Eu lhes respondo que aqueles que conseguem ver com os olhos o que acontece no espírito, e não somente na matéria, sabem que as necessidades espirituais se movem com base em outras leis e, às vezes, uma situação que espiritualmente é muito mais grave do que uma grande carência material se resolve com um pequeno ato de amor verdadeiro.

É por isso que lhes pediremos, sim, que levem recursos mate­riais, mas o que verdadeiramente dá sentido a uma missão é a vivência do amor, a capacidade de abrir as portas para que Deus desça e atue por intermédio de suas mãos.

Busquem ser verdadeiros e não queiram ser heróis. Sejam ape­nas simples de coração, abram-se para aprender, deixem-se curar da própria indiferença humana, do orgulho e do egoís­mo. É assim que vocês poderão chamar-se missionários, mis­sionários do espírito, missionários que servem para cumprir a Vontade de Deus.

Eu os amo e por isso os ensino a servir.

Seu pai e amigo, servidor do Deus Altíssimo,

São José Castíssimo

jan

25

Segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Aprende a encontrar na consciência indígena não a decadên­cia de um povo que um dia viveu a plenitude neste mundo, mas, sim, contempla, diante deles, a persistência de um povo que resistiu às colonizações e às perseguições e que manteve a própria cultura mesmo quando o mundo buscava “educá-los” e instituir outra forma de vida para eles.

Contempla a parte da consciência desses povos que não se corrompe, que se mantém pura, simples e verdadeira. Percebe que algo superior os sustenta até hoje. Não vejas apenas como a vida moderna tenta chegar dentro das diferentes comunida­des. Procura aquilo que deves aprender e traz, para a comum humanidade, um aprendizado diferente, pois os seres huma­nos que se dizem civilizados, em sua maioria, apenas veem os povos originários como algo inferior e observam, com certa indiferença, que eles desaparecem do mundo.

São as forças do caos que, pouco a pouco, conseguem retirar do planeta os princípios que o sustentam.

Os poucos que souberam amar os povos originários muitas vezes alimentaram nos corações deles o rancor e a dor de não serem compreendidos pela atual civilização do mundo, sem perceber que a verdadeira ajuda que se dá a esses povos é forta­lecer a sua pureza e animá-los a ser verdadeiros.

Na missão para o Chaco, encontrareis muitas carências, pobre­za, fome, abandono. Mas, além de suprir-lhes as necessidades básicas, deveis cumprir uma missão espiritual: fortalecer o espírito de pureza desses irmãos e anunciar ao mundo a impor­tância de viver em fraternidade e unidade com as diferentes expressões de Deus na Terra.

Quisera que muitos outros se animassem para esta missão, para seguirem realizando serviços em outros lugares do mundo onde a consciência indígena necessita de auxílio.

Ajudar a manter os povos originários neste planeta é ajudar o próprio planeta a manter o seu equilíbrio.

Se todas as nações despertassem ao serviço aos povos originá­rios que lhes corresponde, muitos desequilíbrios poderiam ser ajustados na Terra.

O simples ato de compartilhar auxílio, fraterna e amorosa­mente, aos poucos vai curando a consciência grupal, tão ferida e esquecida, dos povos indígenas.

É por este motivo que convido todos os seres a uma missão espiritual: sustentar, com serviço e orações, os povos indíge­nas e oferecer ao Pai o próprio serviço como uma tentativa de manter o equilíbrio do planeta.

Em um tempo de tão grandes atrocidades, todo esforço por parte dos poucos que estão despertos será como tábua de sal­vação para a humanidade.

Se fizeres o que te digo, logo compreenderás a importância da consciência indígena para o planeta e, cruzando os portais para o Reino do Espírito, nos Mundos Sublimes, talvez vejas que quem te assinala o caminho de ingresso é aquele irmão que um dia vestiste, alimentaste e curaste em uma aldeia indígena.

Pelo descobrimento do valor de cada povo e da expressão das diferentes culturas da Terra,

São José Castíssimo

jan

24

Domingo, 24 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Fraternidade, Unidade com Deus, Fé e Esperança são atributos que devem sempre reinar no coração humano.

Partindo do princípio da Unidade de Deus, que na diversi­dade da manifestação de Sua Consciência jamais deixou de ser Único, vivam, também vocês, a unidade entre si como um único corpo pertencente à Consciência Divina.

O Criador Se multiplicou e Se expandiu em diferentes formas de vida, de expressão, de manifestação, para que Sua Perfeição se fizesse vida e matéria, para que o Amor que Ele expressa em Seu Espírito Divino pudesse tornar-se carne, mente, sentimen­to, alma, espírito, vibração, som, para que não houvesse limite na manifestação do Seu Amor.

Deus permeia tudo o que foi criado e a todas as criaturas dá a oportunidade de ser semelhante a Ele. Conscientes dos Princípios do Criador, vocês devem imitá-Lo. Que o amor se multiplique em seus corações, que se expresse de diferentes formas, com palavras, orações, silêncio, ações, com comunhão interna, espiritual ou física, na hora de receber a Eucaristia.

Como grupo, que vocês se expressem como a Consciência de Deus: muitas formas de vida, muitas formas de servir, infini­tas possibilidades de amar, mas tudo isso sem nunca perder a unidade.

Embora as criaturas existentes sejam tão diferentes umas das outras, isso não retira de nenhuma delas a essência que as une na semelhança divina com o Pai Criador.

Digo-lhes todas essas coisas porque é hora da unidade, da reconciliação, da fraternidade como pontes para o amor.

As diferentes missões que hoje estão sendo levadas adiante assi­nalam o caminho que cada um deve trilhar em seu dia a dia: transpor as diferenças entre raças, culturas, idiomas, nações, religiões, para viver, como humanidade, a Unidade com Deus.

Que vocês sejam conscientes de que chegará a hora de unir suas consciências em um único propósito: trazer à Terra paz e reconciliação.

O sofrimento do coração humano faz com que se vençam as barreiras para amar, e a necessidade de encontrar a paz os une.

Tanto no Oriente Médio quanto no Chaco, vocês compreen­derão o que a purificação material, mental e física causa na consciência humana. Devem estar diante dessas situações tão extremas não apenas para auxiliar, mas também para aprender. Então, com esse aprendizado na consciência, deverão se pergun­tar se é realmente necessário passar por semelhantes purifica­ções para aprender a viver o amor, para buscar a unidade com o próximo, para transcender as diferenças e caminhar rumo à concretização dos Planos de Deus como uma única raça.

A dor os faz buscar o amor, mas a possibilidade de amar existe dentro de seus corações, latente como uma condição natural do ser humano. Apenas é preciso que vocês saiam de si mesmos e se entreguem à busca desse Amor Crístico, verdadeiro; amor que une os universos, amor que destrava a evolução, amor que os assemelha aos anjos e lhes permite retornar a Deus. 

Que diante das situações do Oriente Médio e do Chaco, vocês reflitam profundamente e façam as suas escolhas: esperar os tempos de caos ou aprender a amar desde já, rendendo-se à Graça da Unidade com Deus.

Seu pai e companheiro de sempre,

São José Castíssimo

jan

23

Sábado, 23 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDU, URUGUAI, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS

No princípio da Criação existia apenas a Unidade, a Consciência Divina que habita onde não há tempo nem espaço, onde não há matéria, sentimentos ou pensamentos, onde apenas há Espírito.

Sem deixar de ser Unidade, o Espírito de Deus Se multiplica. Isso é Onipresença.

Sem deixar de ser Espírito, nasce a Mente de Deus manifestada nos Arcanjos. Essa é a obra da Onisciência.

Sem Se separar dos níveis do Espírito, Deus manifesta a Luz em criações materiais. Esse é o fruto da Liberação.

Deus, que era Um, Se divide em três, sem deixar de ser Único. Incompreensível para a mente humana é a Sua Transcendência.

Deus Pai Se fez Filho e na Transfiguração multiplica o Seu Único Filho em todas as criaturas. Todas são Unas com o Pai, por intermédio do Filho.

Os princípios primordiais tomam vida própria e poder criador. Os Raios se tornam consciência e habitam todas as partí­culas existentes no cosmos.

Deus jamais perdeu a Unidade do início. Sua multiplicação não tem fim, não tem limite. Sua Consciência Se expande além das fronteiras do espírito, da mente e da matéria. Sua Divindade a tudo permeia.

Vocês podem se perguntar: “Como habitará o Criador um mundo tão cheio de escuridão? Onde está Deus, quando o caos se precipita no mundo?”

Deus é Vida que habita a essência, Consciência que anima os conscientes, Luz que dá forma e vida ao que os olhos dos que não estão cegos podem ver.

Um homem pode não ser cego, mas se há ausência de luz em sua vida, ele nada poderá ver. Não é que o mundo não exista, que as cores não existam, a vida não exista: o que acontece com esse homem é que ele está separado da luz. Não está cego, ape­nas está trancado em um quarto escuro e vazio e não encontra forma de abrir as janelas ou nem sabe que as janelas existem no quarto de sua consciência.

Assim acontece com a maioria da humanidade. A ignorância e a indiferença fecharam a consciência humana em um quarto escuro e todos os mistérios da vida estão do lado de fora, pron­tos a serem revelados no momento em que se abrir a janela da consciência.

Como não estão cegos, creem que veem tudo. Como não conhecem a luz, não sabem que estão presos em um quarto escu­ro e pensam que a vida começa e termina dentro das quatro paredes desse quarto.

O amor, o serviço e a oração chegam ao escuro dessas cons­ciências como frestas de luz que entram pela janela, revelando que a janela existe e que detrás dela se encontra um grandio-so mistério.

Alguns podem ver a luz pela fresta e crer que já conhecem tudo; outros ousarão abrir a janela e contemplarão a vista diante de si. A consciência se expandirá profundamente, apesar de ver apenas a vida diante de sua pequena janela.

Até hoje, quase não houve quem se dispusesse a sair desse quar­to, e desbravar o mundo fora de si mesmo; por isso, os mistérios continuam sendo mistérios.

Comecei esta mensagem com algumas palavras que são capazes de abrir no quarto escuro da consciência uma pequena fresta, mas sei que muitos fecharão a janela com as próprias mãos para, assim, permanecer na escuridão absoluta.

Reflitam sobre o que lhes digo e tentem, por um instante, arriscar-se a sentir nos olhos do coração este misterioso raio de luz, esta pequena fresta que se abre na consciência.

Se deixarem que a consciência se expanda, poderei levá-los mais verdadeiramente à união com Deus. Vocês poderão ser mais verdadeiros em tudo e desvendar mistérios, inclusive sobre si mes­mos e sobre a vida planetária.

Pelo crescimento e amadurecimento da consciência humana e sua adesão à Verdade,

São José Castíssimo

jan

22

Sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Filho,

Para venceres a indiferença do coração humano, começa conti­go mesmo. Observa todas as vezes em que teu coração se fecha à realidade planetária ou quando pensas que te importas com o mundo, mas tuas ações demonstram o grau da importância que dás a ti.

A indiferença entorpece a consciência e não lhe permite evo­luir. Não é necessário que te envolvas emocionalmente com o que acontece no mundo, mas, sim, que tais acontecimentos te levem à transformação e te impulsionem a jamais deteres os teus passos.

A indiferença é um dos grandes males da humanidade, ainda pior do que a ignorância, porque aquele que é indiferente já tem certo grau de instrução e, no entanto, segue pensando mais em si mesmo e nas próprias necessidades.

Filho, é a indiferença o que levará muitos seres que se creem espirituais ao abismo da consciência planetária. Cuida para que não sejas tomado e levado pela indiferença humana. Trata de seguir tua consciência e teu coração e, quando souber que deves fazer algo, faze-o prontamente; não ignores as necessida­des. Quando vires que alguém precisa de ti, vai em auxílio, sem medo. Se sabes o que acontece no mundo e que, neste mesmo instante no qual tu estás diante das palavras de Deus, existem outros que estão sendo provados em sua fé e, de joelhos, elegem morrer com Cristo a viver sem Ele, então ora verdadeiramente, sem cessar.

Se já sabes o papel da consciência indígena no planeta e tam­bém sabes o quanto os indígenas padecem de abandono e de indiferença, então age, serve, ora, auxilia, oferece o teu amor. Demonstra a estes irmãos que eles têm uma importância vital na vida espiritual do planeta e que sua forma de ser não deve ser vendida de forma turística, para divertir os inconscientes.

Quando estiveres diante de um irmão indígena, aprende com ele e, em tua postura de aprender, deixa que emerja do coração dele a pureza e a sabedoria que ele tem para transmitir à humanidade.

Se sabes que o esforço e a perseverança são as chaves para trans­por os obstáculos neste tempo, então não baixe os braços quan­do estiveres em dificuldades.

Se a prova for maior que tua fé, recorre à unidade com teus irmãos, unidade que, quando é verdadeira, abre as portas a Deus, para o descenso de Sua Vontade.

Une teu coração ao coração dos que estão contigo. Faz desta obra uma fortaleza na qual habitará o Rei dos reis, em Seu esperado retorno. Confia na vitória e preza pelo amor.

Não penses no que os outros farão por ti; pratica o que sabes e vence a indiferença que se manifesta, em diferentes circuns­tâncias, nos corações de todos os seres viventes.

Sê tu aquele que transcende as leis deste mundo; assim, pode­rei revelar-te mistérios universais, e os acontecimentos do mundo serão para ti os sinais para ler e dar os próximos passos sem medo e com valentia.

Une-te a Deus, une-te a esta missão universal.

Vive sob a Graça da Divina Misericórdia.

Pelo despertar do coração humano,

São José Castíssimo

jan

21

Quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Quisera falar-lhes da unidade com Deus e da fusão absoluta com Seu Divino Espírito; mas, antes disso, vocês devem aprender sobre a unidade uns com os outros e com os Reinos da Natureza.

A unidade é um princípio divino primordial para a criação humana, que deverá alcançar o ápice de sua evolução por meio dela.

Assim como a máxima expressão do projeto humano é a unida­de perfeita com Deus, a mínima expressão também deve estar baseada na unidade. Para que vocês alcancem minimamente expressar-se como Criação Divina, a unidade deve ser uma meta e uma realidade para as suas consciências.

Para que possam viver a unidade, deverão desterrar da cons­ciência humana o que os leva à desunião, que é a competição.

Quando não há competição, os corações podem se unir em um único propósito e caminhar como raça para um fim comum. Mas quando querem ocupar lugares que não lhes correspon­dem, quando querem sobressair dentre os demais, quando tentam chamar a atenção para si mesmos, quando querem fazer da própria presença algo insubstituível, quando buscam os defeitos alheios e os afirmam para que as próprias destrezas e habilidades se elevem, quando realizam todos esses movi­mentos já tão conhecidos pela comum conduta humana atual, vocês se afastam completamente do Propósito de Deus. Com aparentes boas intenções de viver a santidade, ao quererem ser mais santos que alguém, vocês estão alimentando o reinado daquele que reina nos abismos do orgulho humano.

Vocês devem compreender, sentir e viver que cada peça que compõe a humanidade tem um papel primordial, uma mis­são única que deve ser cumprida para que o Plano de Deus se manifeste.

Antes de julgar ou diminuir alguém e tentar se sobressair, pensem que existem civilizações inteiras no universo que dependem da vitória de Cristo no interior da consciência des­se alguém.

Antes de derrubar o próximo com críticas e julgamentos, ajudem-no a dar seus passos, porque o Plano de Deus, para o qual supostamente todos trabalham, depende do triunfo de Seu Coração em cada uma de Suas criaturas.

Nestes tempos definitivos, vocês devem batalhar contra tudo que trabalha pela desunião, ainda que isso esteja dentro de vocês mesmos, pois muitos soldados já ficaram para trás porque o próprio Exército de Cristo os derrubou pela falta de amor e de unidade.

Caminhem como um único coração e, em vez de se deixarem envolver pelas forças que reinam no mundo, envolvam o mun­do com o Poder de Deus que habita dentro de vocês.

Amem-se uns aos outros, sempre. Ajudem-se, levantem-se, caminhem juntos. Vivam a fraternidade como porta para a unidade com Deus.

Se trabalharem sobre este ponto, muitos caminhos internos lhes serão abertos para a própria transformação.

Seu pai e instrutor,

São José Castíssimo

jan

20

Quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Busca, filho Meu, em tudo vencer-te a ti mesmo. Exercita a renúncia, deixando que os demais expressem suas ideias e seus sentimentos, e experimenta ser conduzido por teus irmãos a novos caminhos.

Se para ti é muito fácil e simples estar em silêncio e deixar-te conduzir, então exercita o contrário e permite que aqueles que tanto se expressam aprendam contigo; coloca à disposição do universo teus pensamentos e sentimentos e deixa que o Criador te mostre um caminho diferente a seguir, para que assim des­cubras espaços de tua consciência que, até agora, não conheces.

Como falo ao mundo e a diferentes criaturas desta Terra, necessito instruir aqueles que silenciam pela comodidade de não se expressar e aqueles que se expressam todo o tempo pela necessidade de impor seus pensamentos.

A humanidade necessita encontrar o equilíbrio e aprender a comungar com o que cada criatura contribui para o mundo, incluindo aqui todos os Reinos da Natureza.

Para que encontres o equilíbrio, necessitas ir por caminhos que desconheces, caminhos opostos aos que trilhas sempre, para que, assim, descubras dentro de ti outras formas de viver e de se manifestar, até que encontres o perfeito equilíbrio com tudo e não haja diferença para ti entre falar ou estar em silêncio, ensinar ou aprender, porque as duas coisas são necessárias, cada uma em seu momento.

Exercita esses pequenos exemplos e encontrarás amplos cami­nhos diante de ti.

Pelo equilíbrio do coração humano,

São José Castíssimo

jan

18

Segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Muitos se perguntam de onde partirá a unidade entre as diferentes culturas, religiões, raças e nações. Como unir tanta diversidade?

Poucos descobriram a potência do Amor de Deus e quase nin­guém vive a verdade que é saber que, se um Deus tão Infinito foi capaz de criar tanta diversidade, Ele Se encontra em todas as coisas e também nas diferentes religiões por Ele inspiradas.

As criaturas estão dentro da Consciência de Deus, e Deus nelas, mas a ignorância que fechou os seus olhos não lhes per­mite ver que o Criador está ali, no profundo. E, assim, vivem uma ilusão, uma vida separada d’Ele, apenas pelo fato de não saberem que Ele É em tudo o que foi criado. Não O veem e não O sentem porque não se abriram para saber que Ele está no interior dos seres.

O Criador, em Sua possibilidade incomensurável de amar, ao longo da existência da humanidade, concebeu muitas religiões. Cada uma conduziria uma parte de Sua Criação, mas, ao man­ter viva a sua essência, todas levariam a um único fim.

Quando Maria diz que unirá em Seu Imaculado Coração as diferentes religiões, povos e raças, não significa que todos reco­nhecerão a pessoa de Maria como Mãe de Deus. Maria é a pró­pria Unidade, pois o Seu Manto ampara em si toda a Criação. Como Unidade, Ela conduz as diferentes religiões ao Amor, que é o Princípio que expressa Seu Filho.

Muitos podem não reconhecer a pessoa de Cristo como o Caminho, a Verdade e a Vida, mas aqueles que creem no Amor e vivem no Amor estão em Cristo, sem sabê-lo.

O Amor que Cristo expressa transcende a existência da pes­soa de Jesus. A Unidade que expressa Maria transcende a pessoa mesma de Maria. Eles já não são parte material de uma Criação. Aqueles que provieram de um Espírito Único se manifestaram na Terra para construir um caminho, para expressar um arquétipo, para dar um exemplo vivo e, agora, nas diferentes escalas de evolução, seguem dando exemplos e deixando Suas pegadas em todas as dimensões, para que inclusive os anjos sigam Seus passos.

Os princípios do Amor e da Unidade são possíveis de ser vivi­dos por todas as religiões verdadeiras e, inclusive, por aqueles que não têm uma religião guiada por uma instituição, mas que, em seus corações, buscam religar-se com Deus todo o tempo pelo Amor e pela Unidade. É assim que Cristo e Maria con­duzem a humanidade.

Ser cristão é mais do que crer em Cristo. Se querem chegar à religião do coração, na qual todos são irmãos, filhos de um único Deus, acreditem no Amor e na Unidade.

O Amor e a Unidade os levarão à Origem. Esta é a razão da existência humana: viver esses dois atributos universais que, um dia, se fizeram carne e que hoje retornaram ao Coração Puríssimo do Criador, para que toda criatura que vive, desde a matéria até o espírito, possa retornar a Deus.

Quero que anunciem ao mundo que Deus é único e que os une a Ele nos princípios do Amor e da Unidade. Não importa que o caminho seja aparentemente diferente, porque uns terão mais abertura para seguir os passos de Maomé, outros, os de Buda, outros, de Cristo, outros, de Maria, mas todos podem se unir, em espírito, no Propósito de Deus para a humanidade, que é único: o Amor e a Unidade para chegar a Ele.

Vivam com essa certeza no coração e não duvidem, nem por um só instante, da possibilidade de que Deus, do qual provêm todas as coisas, possa fazer retornar para Si tudo o que um dia Ele criou.

Eu os amo, os abençoo e lhes peço que sigam orando pela Paz no planeta. Recordem todos os dias que seus espíritos já vivem em Deus e que, só de serem conscientes da Presença d’Ele dentro de vocês, já são portadores do maior mistério de Amor e de Misericórdia desta Criação.

Orem pelos que desconhecem o Amor de Deus e por aqueles que acreditam que O amam, mas que não conhecem o verda­deiro Amor nem a verdadeira Unidade que levam ao Criador.

Seu pai e companheiro,

São José Castíssimo

jan

17

Domingo, 17 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Enquanto o inimigo tenta fortalecer a ânsia de poder material e a discórdia entre as nações e as diferentes reli­giões do mundo, que aqueles que ainda estão lúcidos e firmes na aspiração a seguir o Propósito Divino fortaleçam a convicção de que o único Poder é o que vem de Deus e de que todas as religiões que conduzem ao Pai devem ser respeitadas.

Filhos,

Compreendam que o espírito desta próxima missão ao Oriente Médio, assim como ao Chaco, é a Unidade, a possibilidade de se unirem em amor e em respeito às diferentes culturas e formas de reverenciar a Deus, que é Único.

Se as almas caminham para Deus sob o espírito do Amor, da Fraternidade e da Unidade com o próximo, não importa a for­ma como trilham esse caminho, porque, quando chegar a hora, Deus mesmo unirá todas as trilhas por Ele abertas ao longo da existência humana, para fundi-las em um único destino, que é o Amor e a Unidade com Ele.

O mais importante neste momento é dar exemplo ao mundo da possibilidade de amor existente entre as diferentes religiões, culturas e nações. Não importa se os cristãos são perseguidos no Oriente Médio; o fato de os cristãos do Ocidente seguirem em auxílio daquele povo com a intenção de dissolver o ódio que se expande nos corações é para Deus um ato grandioso que equilibrará muitos males do planeta.

Assim como os missionários estão seguindo ao Oriente Médio, que todos os seres orantes do mundo os acompanhem com seus corações e se unam a este propósito de orar verdadeiramente para que as diferentes religiões se fortaleçam na essência de união com o Único Deus, que é o Deus do Amor e da Verdade.

Filhos, não permitam jamais que o inimigo alcance sua meta de destruir no coração humano a fé em suas religiões e a essência de todas elas. Que todas as religiões verdadeiras, que levam a Deus, possam manter a pureza e a essência vivas, para que sigam religando as almas ao Criador, assim como é o propósito da existência de cada uma delas.

Também em Chaco, na Argentina, vocês deverão aprender a religião do coração, que transcende as instituições e se baseia apenas no sentido verdadeiro da palavra: religar-se.

Que, pouco a pouco, o amor e o respeito sejam semeados na consciência humana. Essa é a Vontade de Deus para este tempo. Que, apesar das diferenças, haja unidade entre os seres. Que os diferentes caminhos sejam formas de conduzir as diferentes almas a um único propósito: o Amor e a Unidade com Deus.

Se aprenderem a dar a vida por seus amigos, a amar e a perdoar acima de todas as coisas, vocês estarão vivendo os Princípios Crísticos, mesmo dentro de outras religiões. É assim que a consciência alcança a cristificação, ainda que só chegue a com­preender a essência de sua experiência quando transcender o nível físico deste mundo.

Cristo está escondido na essência de todas as religiões verda­deiras, pois aquele que vive no Amor vive em Cristo.

Eu os amo e os abençoo.

São José Castíssimo

jan

16

Sábado, 16 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Irmã Lucía de Jesús: Estávamos realizando uma tarefa gru­pal com todos os membros da Comunidade-Luz Fraternidade de Aurora, no Uruguai, onde vivemos, e concluímos a jor­nada de trabalho com a transmissão da mensagem diária de São José. Apesar de haver chegado de um campo de refugiados do Oriente Médio, São José nos transmitiu uma mensagem dirigida especialmente às Comunidades-Luz, mas que, como Ele mesmo nos explicou, pode servir para todos que se consi­deram servidores de Deus e consagrados ao Seu Plano. Que todos os que a lerem pratiquem estas palavras, adaptando-as à própria vida. Esse foi um pedido de São José.

A fraternidade é algo que deveria caracterizar este mundo, um atributo que todos os seres da Terra deveriam trazer em seu interior, para que se tornasse o ponto de partida para a vivência do Amor Crístico. Para dar a vida por seus amigos, primeiro vocês deverão aprender a ser fraternos.

Existem seres que conseguem ser fraternos pela natureza do próprio espírito, mas outros deverão fazer suar muito o ego em um árduo trabalho de transcendência dos próprios pareceres, vontades e necessidades; deverão viver uma verdadeira reno­vação no que chamam “prioridades” em suas vidas.

A prioridade dos seres humanos encarnados neste mundo deveria ser, em verdade, a vivência perfeita do Amor e da Unidade – uns com os outros, cada um com Deus e todos com Ele; tendo isso como única prioridade, tudo o mais deve­ria se adaptar.

Se vocês pensam que têm alguma necessidade maior do que viver a fraternidade e o amor, comecem desde já a meditar sobre a razão de suas vidas e o propósito de suas existências no mundo.

Busquem, por um instante, a razão pela qual se levantam todos os dias. Por que trabalham, estudam, comem, bebem, cons­troem casas, programam os seus dias, fazem planos? Qual é o verdadeiro sentido de tudo isso?

Vocês não devem pensar que a vida encerra o seu propósito na simples necessidade de se manterem vivos e cômodos neste mundo! Ou sim?

Se a alma não encontrar um propósito superior pelo qual se levantar todos os dias, ela vai perdendo o interesse pela vida.

Vocês devem fazer desta experiência na Terra um ato perma­nente de renovação, de transcendência, de superação, de liber­dade em Deus, para amar! Liberdade de si mesmos, para se doarem ao próximo sem limites nem restrições.

Todos pensam que vivem por um propósito superior; todos creem que estão no mundo para aprender o amor, mas quando estão diante do alimento na mesa, tratam de pegar pronta­mente o melhor para si. Se veem que o outro precisa de ajuda, fingem que não estão vendo. Se vão para alguma tarefa gru­pal, buscam logo aquela de que mais gostam ou aquela de que mais “necessitam”. Não será que existe outro irmão que pre­cisaria, mais do que vocês, colocar os pés na terra e cuidar de uma flor, enquanto vocês poderiam fazer alguma outra tarefa dentro de casa?

Aqueles que vivem nas comunidades sabem o que digo. Peço perdão aos que não compreenderão Minhas Palavras e Me tomo um tempo para instruir as almas, tão amadas por Deus, que decidiram entregar suas vidas ao cumprimento de Seus Planos e que devem refletir se realmente o estão fazendo.

Estas palavras servirão a todos que se consideram servidores do Plano e consagrados a Deus, porque devem levá-los para o próprio dia a dia e fazê-los meditar sobre si mesmos, nunca sobre o outro.

Então, pensem verdadeiramente: vocês estão aqui para servir ao Plano ou para viver a própria transformação e nada mais?

Desde que falamos em Cristos do Novo Tempo, algum de vocês já está trabalhando pela cristificação de outros ou pen­sam apenas na possibilidade de serem vocês mesmos estes ditos Cristos? Vocês devem perceber que, mesmo sendo isso um pro­pósito superior, estão pensando em si mesmos.

Se necessitam estar a sós e alguém necessita de sua presença, vocês fingirão que não o veem? Se querem dormir cedo e há outro que ainda não terminou seus afazeres, pensarão: “melhor um cansado do que dois”?

Queridos, falo-lhes como um pai, porque sei que suas almas querem crescer e devem fazê-lo. Os tempos de definição já não estão mais batendo à porta; eles entraram em suas casas e estão cobrando de todos uma vida verdadeiramente espiritual.

Se a humanidade não der um passo rumo à verdadeira fra­ternidade e ao amor, e seguir parcialmente entregue a Deus – quando se pode dizer que entregou algo – jamais se cumprirá o Plano, tal como o Senhor espera.

Deus silencia e procura encontrá-los na essência mais pro­funda de seus corações. Alguém O buscou? Vocês criaram condições para que seus irmãos possam fazê-lo?

Reflitam se o verdadeiro propósito de suas almas é a vida do espírito.

Querem construir uma ilha de salvação e de resgate? Então resgatem, enquanto há tempo, a própria vida espiritual.

Eu os amo e por isso lhes digo todas essas coisas. Que cada um as tome para si.

Seu pai e amigo,

São José Castíssimo

jan

15

Sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Diante de tudo o que acontece no mundo, os Mensageiros de Deus estão tentando ensinar à humanidade como intervir em auxílio das almas.

Queridos companheiros,

Ao longo dos séculos de sua existência, quase sempre o homem respondeu às guerras gerando guerras maiores e tentou con­frontar o falso poder com o mesmo falso poder, sem perceber que é apenas o Poder que vem de Deus que pode equilibrar todas as coisas.

É aspiração divina que o planeta não seja indiferente ao que hoje acontece no Oriente Médio, mas não para que os homens reajam com guerras e respondam ao ódio que permeia os cora­ções das pessoas ali presentes enviando uma carga de ódio ainda maior.

Percebem que essa sempre foi a estratégia do inimigo? Gerar tamanha atrocidade nas cidades e tamanho desamor entre os homens para que o ódio se expandisse a todos os seres e todos respondessem com o mesmo nível de terrorismo.

No princípio de todo este caos, muitos se impressionavam com o grau de maldade do coração humano quando viam a forma como alguns homens torturavam e assassinavam o próximo, mas agora tamanho é o ódio que está se expandindo pelos cora­ções que aqueles que antes se impressionavam com essas ações hoje seriam capazes de fazer o mesmo com os ditos assassinos.

É por isso, filhos, que Deus os chama a despertar. Não se dei­xem influenciar pelo mal do mundo. Mantenham suas cons­ciências fixas no bem e seus corações unidos Àquele que foi, em silêncio, coroado de espinhos.

Nós os chamamos a reagir ao que acontece no mundo inteiro e, sobretudo, no Oriente Médio, não com ódio nem rancor, mas, sim, com amor absoluto.

Dissolvam o rancor de seus corações; aprendam a perdoar, nas pequenas coisas, aos que estão mais próximos. Aprendam a ser irmãos uns dos outros sob o espírito da unidade e da frater­nidade e vigiem a si mesmos cada vez com mais precisão, para que nem no pequeno nem no grande vocês sejam infiéis aos princípios de amor que elegeram viver.

Unam-se aos Mensageiros Divinos em uma grande corrente de amor pela humanidade. Sirvam, perdoem, reconciliem-se, amem, enviem ao mundo mensagens de paz e vivam essa paz. Sejam exemplo de um verdadeiro esforço por viver o bem e não se permitam mais se renderem ao ódio nem ao desamor, simplesmente pela incapacidade de ser humildes.

Abandonem o orgulho e a vontade de vencer os demais e de se sobressaírem com o próprio comportamento, porque são essas mesmas condutas, que se manifestam em seu dia a dia, que em maiores proporções geram as guerras e os conflitos do mundo.

É tempo de crescer para aprender a servir a Deus. É tempo de ser humilde, para que o seu orgulho não faça afundar o planeta, mais uma vez, no mar do caos e do mal.

Perseverem e vençam a si mesmos. Deixem de lado os códigos infantis e retrógrados de orgulho e arrogância e permitam que a Graça de viver em paz e fraternidade seja uma realidade em suas vidas.

Pela salvação da humanidade,

Seu amigo e instrutor,

São José Castíssimo

jan

14

Quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Irmã Lucía de Jesús: Enquanto orávamos, vi São José no Oriente Médio, vestido como muçulmano e com um pano que lhe envolvia a cabeça. Andava pelo deserto acompanhando diferentes famílias que emigravam e colocava nos braços as crianças mais cansadas de caminhar. Depois, eu O vi em outras cidades grandes, ajudando as pessoas nas ruas ou ape­nas acompanhando-as, como alguém que simplesmente pas­sava por ali. Eu O vi também em diferentes aldeias indígenas e, quando apareceu, estava rodeado de crianças nativas que aparentavam ter entre três e oito anos de idade. Enquanto São José transmitia a mensagem diária, as crianças que O acompanhavam irradiavam espiritualmente luz às diferentes tribos indígenas do mundo.

Queridos companheiros em Cristo, missionários do amor nesta Terra com tanta necessidade de auxílio e de paz,

Hoje venho ao seu encontro com alegria, mas, também, com muito pesar no profundo de Meu Casto Coração.

Venho com alegria porque sabia que, chegando ao mundo, encontraria seres dispostos a estar Comigo onde quer que fosse necessário. E venho com pesar porque não posso ser indiferente a tudo o que acontece no mundo e também no universo, como repercussão dos acontecimentos na Terra.

Hoje não venho apenas do Oriente Médio. Venho de muitos lugares deste vasto planeta, onde posso caminhar além das fron­teiras, já que, para Mim, elas não existem. Venho, sobretudo, da região do Chaco, na Argentina, e também de outras aldeias e tribos de povos originários que a humanidade ainda desco­nhece. E não estou sozinho, pois trouxe ao encontro de vocês os pequenos que, dos Planos do Espírito, irradiam sua pureza aos seres humanos que têm a missão de seguir resguardando a presença da consciência indígena no planeta para que a pureza e a simplicidade não desapareçam do coração humano.

Muitos pensam que não seria necessário realizar duas missões ao mesmo tempo e elucubram, imaginando a razão pela qual pedimos uma missão ao Chaco, já que os missionários já estão indo para tão longe, ao Oriente Médio.

Sei que a ignorância própria da mente humana comum muitas vezes não lhes permite pensar nem sentir como pensa e sente o Criador de todas as coisas. Por isso lhes explicarei algumas verdades com o Meu pedido de que as observem e de que apren­dam com elas, para quando chegar o tempo de, com o próprio discernimento, tomarem importantes decisões – tempo no qual Nós já não lhes poderemos ditar todos os passos, como agora.

A consciência indígena, de maneira geral, tem a importante missão de resguardar a pureza na humanidade e também a possibilidade de compreender a natureza e, por intermédio dela, encontrar Deus. Os indígenas são guardiães da unidade, da vida em comunidade, de forma pacífica e amorosa. Ao longo dos tempos, muitos foram perdendo esses atributos, e os cos­tumes da atual humanidade foram influenciando as diferentes comunidades indígenas do mundo.

Na Argentina, a região do Chaco, assim como outros lugares, é um espaço da consciência da nação que, apesar do abandono e do sofrimento que vive, não perdeu a essência do que é e segue sendo guardiã da pureza, principalmente para aquela nação.

Como a América do Sul tem um papel primordial no final dos tempos, se a própria Argentina não cuidar do tesouro que tem no Chaco, poderá perder a possibilidade de viver a simplicida­de, a humildade, a paz e a pureza, atributos que são primordiais para o surgimento de uma Nova Raça.

Essa missão de consagrar a América a Deus é responsabilidade de todos aqueles que correspondem a esta Obra do Senhor, que devem ter consciência de que cada povo cumpre um papel primordial na construção da Nova Terra.

Por que enviamos os missionários ao Chaco e, ao mesmo tem­po, ao Oriente Médio? Porque, enquanto uns tentarão curar a dor, o sofrimento e o rancor de seres que saíram de suas terras, de suas casas, outros irão ao encontro de uma situação seme­lhante, de pessoas que também foram retiradas de suas terras e, no entanto, não perderam a esperança.

Que a pureza dos seus irmãos indígenas seja irradiada ao Oriente Médio e que, graças aos diferentes missionários que irão compor essas duas missões e de todos os grupos orantes que os apoiarão, possa se dar uma conexão de amor e unidade, para que, pelo serviço, o amor fortaleça o povo do Chaco, e a pureza desse povo, fortalecida pelo amor, chegue ao Oriente Médio como esperança de um dia os irmãos dali poderem viver a fraternidade.

Que, nestas duas missões, ambos os povos reavivem a esperança de estar entre irmãos, em um mundo de cooperação, de fra­ternidade, de unidade uns com os outros e de todos com Deus.  

Tudo isso se alcança com a pureza de intenção e com o coração unido perfeitamente ao Coração de Deus, de onde provêm todos os princípios e arquétipos para a humanidade.

Adiante, missionários de Cristo, de Maria e de Meu Coração Castíssimo! Estaremos em Onipresença com todos, zelando pelo cumprimento do Propósito Divino.

Seu pai e amigo, missionário de todas as horas,

São José Castíssimo

jan

13

Quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Enquanto todo o universo se mobiliza para auxiliar de alguma forma a humanidade, e até mesmo o Criador desce à Terra, entre os homens, por intermédio de Seus Mensageiros, não sejas tu indiferente e não vivas mais tua pequena vida como sempre viveste.

Filho amado,

Sei que para tua consciência custa muito despertar à realidade espiritual da vida, na qual tudo o que buscas viver encontra um sentido, mas se teu coração, tua mente e teus sentimentos não saem, um pouco que seja, das preocupações materiais e de tudo o que te envolve em relação à vida na Terra, em pouco tempo o teu caminho espiritual perderá sentido.

Se não buscares agora compreender como se movem os acon­tecimentos no que concerne ao espírito e quão é mais real o que acontece nas dimensões superiores do que na densidade da matéria, diante do terrível caos que se precipita na Terra, corres o risco de te envolver de tal forma com os ditos aconteci­mentos que a ti parecerá que de nada vale orar e clamar a Deus. Enquanto o Senhor espera de ti uma transformação absoluta, tu esperarás que Ele venha e resolva tudo por ti, apenas pelo fato de emitir algumas orações todos os dias.

Orar é a ação primordial para a tua vida, mas ela deve ser acom­panhada do servir, do agir, do transcender, do transformar, do ser e do parecer.

Compreende, filho, que esta batalha final já começou no nível do espírito e que, por menos que percebas e sigas vivendo como se nada de diferente estivesse acontecendo, não significa que tua consciência não esteja sendo partícipe deste acontecimento universal.

Chegou o momento de amadurecer e não somente de se como­ver com a atual situação planetária, porque de que serve a Deus e ao Seu Plano que chores pela falta de acolhimento e fraterni­dade dos demais e que ores algumas Ave-Marias pelo Oriente Médio se, após tuas orações, dás mostras de que os códigos de não fraternidade e de falta de amor também estão dentro de ti?

Não chores mais por ti nem pela atual situação planetária, por­que em verdade desconheces completamente a gravidade destes tempos. Faz aquilo que está ao teu alcance para transformar, ainda que seja com um conta-gotas, a vida neste mundo.

Sê fraterno, sê amoroso, sê serviçal, vive a santidade, vive a unidade com Deus. Isso é o que permitirá que os Mensageiros Divinos sigam intercedendo pelo mundo, pelos que mais necessitam e que nem sempre são aqueles nos quais pensaste.

O que é necessário agora é que a humanidade gere méritos para equilibrar o mal no mundo; por isso, perdoa, ama, reconcilia­-te com o próximo, apoia com tuas orações e como puder as missões que Nós pedimos que se realizem.

Concentra-te nos detalhes e nas pequenas coisas e constrói uma base firme, para que tenhas, algum dia, a possibilidade de agir nas grandes coisas. Por enquanto, deixa que realizem grandes obras Aqueles que podem fazê-las, porque já trans­cenderam os aprendizados menores da vida material e agora retornam ao mundo para auxiliá-lo. Falo dos Mensageiros enviados por Deus.

Não deixes de ser simples e humilde. Isso vale mais do que qual­quer grande ação.

Teu pai e companheiro,

São José Castíssimo

jan

12

Terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Querido filho,

Fortalece em teu interior, todos os dias, a certeza da existên­cia de uma vida superior e de um propósito que transcende a matéria e as superficialidades nela impregnadas.

Nestes tempos, muitos fortalecerão as ilusões, os prazeres des­medidos e o usufruto absoluto. As grandes empresas que domi­nam a mente comum da humanidade com suas influências, inspiradas nas forças do caos – da mesma forma como os falsos governos deste mundo – incentivarão a humanidade a buscar o prazer acima da própria vida.

Quando a mudança do ciclo planetário for visível até para os cegos de coração, a Luz chamará para Si os Seus filhos, e as trevas também quererão fortalecer o seu reinado. Tu, como filho da Luz, deverás ser um farol a iluminar o caminho dos perdidos e a lhes indicar a meta.

Não te deixes levar pelo desespero da humanidade ou mesmo pela ânsia de “gratificar-te enquanto há tempo”, porque esse será o lema dos trevosos no final de tudo.

Busca estar lúcido no meio de todos e, por mais que aqueles que amas sigam outros caminhos, mantém-te firme no propó­sito de chegar a Deus.

Nunca penses, filho, que não vale mais a pena seguir princípios espirituais e tentar encontrar a Deus em um mundo que tanto se afastou d’Ele. Por mais que ao teu redor o mundo aparente acabar, o Princípio de tudo, a semente que fecundará a Nova Terra, estará dentro de ti e, enquanto te mantiveres firme, ape­sar de ti mesmo, ela nunca morrerá.

Deus está vivo no interior de todas as Suas criaturas, mas ape­nas atua por intermédio daqueles que creem nessa verdade e que permanecem nela, mesmo que pareçam ser os únicos com essa certeza.

As coisas sobre as quais te falo, filho, poderás encontrar hoje no mundo ao teu redor ou amanhã ao teu lado. Por isso, assi­mila o que te digo e consolida dentro de ti a absoluta convicção do triunfo de Deus na Terra.

Por menos visível que seja esta guerra aos teus olhos, neste momento por causa de tua imaturidade espiritual, apenas confia e cresce; amadurece teu espírito com bases santificadas pelos impulsos dos Mensageiros Divinos e serás, tu mesmo, o Princípio vivo de uma criação perfeita neste mundo.

Como tu, existirão outros, e de todos surgirá a Nova Humanidade. Por isso, sê valente e persevera. Não abaixes os braços, pois estamos contando contigo neste exército de amor, de paz e de renovação para a Terra.

Teu pai e amigo,

São José Castíssimo

jan

11

Segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Queridos companheiros em Cristo,

Sei que muitos creem que repetimos as mesmas palavras muitas vezes e se perguntam por que o fazemos.

Não será porque ainda não se abriram para a essência do Ensinamento e seguem na superficialidade do entender, mas não na profundidade do viver? Será porque seguem com a informação dentro da mente, crendo que saber é o mesmo que ser?

Eu venho lhes falar sobre o silêncio, que é tão pouco compreendido e vivido pela humanidade, sobretudo no Ocidente do planeta.

Venho falar-lhes sobre o silêncio como uma busca do vazio e do caminho à humildade. Quero que compreendam o silên­cio como algo que os tira de vocês mesmos e não algo que os encerra no próprio umbigo.

O silêncio mal vivido os torna egoístas, cheios de juízos sobre os demais e com um sentimento sutil de superioridade. Esse é um falso silêncio, que cala a boca, mas descontrola a mente e os aspectos mais baixos do ser. Esse é um silêncio que se força, um silêncio que oprime, um silêncio que, partindo da falta de paz e sendo gerado por meios forçosos e conflituosos, jamais trará paz ao espírito e menos ainda ao planeta.

O silêncio de que lhes falo é aquele que a alma começa a bus­car quando não encontra mais saída para as suas imperfeições e já não suporta estar consigo mesma. Por isso, caminha ávida para a elevação, para o Deus que é o Verbo e, ao mesmo tempo, é o próprio Silêncio, que ampara tudo o que foi criado no Seu misterioso Som sem ruído.

Nestes tempos de purificação, o silêncio será uma chave-mestra que, ao ser combinada com o serviço e a caridade fraterna, jamais permitirá que vocês se percam do caminho.

Em meio a tantas imperfeições, que são ao mesmo tempo tão palpáveis e tão ilusórias, a alma só poderá sair da confusão que a envolve buscando o silêncio, silenciando o tumulto da expurgação interior, para viver a própria evolução de uma forma mais harmoniosa e pacífica, mais consciente e efetiva.

Vocês não devem buscar o silêncio como mutismo e pensar que já está tudo resolvido. O silêncio é o meio, a elevação é o que os motiva, e o encontro com Deus é a verdadeira meta.

Se viverem o silêncio na intenção de se elevar para trazer um pouco mais de paz ao mundo, ajudarão a humanidade a dar os seus passos. E se, além do silêncio, viverem a caridade fraterna, saberão quando as palavras serão necessárias.

O falar se tornará um ato de caridade. Vocês saberão o momen­to de rir, de estar sóbrios, de dar um alento ou de se recolher, de emitir um parecer ou de apenas observar.

Eu os chamo a buscar equilíbrio por amor ao planeta e não apenas por vocês mesmos.

Se já estão cansados do próprio abismo, procurem estar mais silenciosos, em uma busca permanente do Deus que Se escon­de em Sua Criação.

Se ainda não compreenderam o que Eu lhes disse hoje, expe­rimentem viver essas palavras e voltem a lê-las daqui a algum tempo. Vocês verão como a consciência se encontrará em outro ponto de compreensão.

Seu pai e instrutor, amigo do silêncio que leva a Deus e que mostra aos corações as necessidades mais profundas do próximo.

São José Castíssimo

jan

10

Domingo, 10 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Filho,

Se queres ver no mundo a fraternidade sendo a premissa para as relações humanas, elege que tu sejas fraterno sobre todas as tuas necessidades. Já sabes como fazê-lo e como ser, mas ainda não te dispuseste a sair de tua comodidade para tal.

Sei que, para muitos, é lindo admirar no outro o espírito do serviço e da caridade e muito mais fácil é pensar que, para si mesmo, isso acontecerá de outra forma, porque vós sereis fraternos e caritativos com base nos vossos pontos de vista, mas não como Deus vos chama a viver.

Tua consciência já tem uma voz suficientemente retumbante em teu interior, para indicar-te o caminho e mostrar-te o momento e as situações que necessitam de ti. Sê maduro para dizer prontamente que sim e para assumir um ato de caridade, por mais simples que seja, como o mais importante.

Aprende a estar no presente sem imaturidade, a assumir, sim, tuas responsabilidades e a zelar pela tarefa que te tenham encomendado, mas nunca deixando de ajudar o próximo, quando qualquer situação se apresentar.

Lembra-te de que, antes de empreendedor de Cristo, és o Seu servo. Por isso, antes de pensares na concretização de tuas próprias empresas, mesmo que sejam para o Senhor, sê tu humilde e servo do Cristo que habita no interior de teus irmãos e que se esconde no lado oculto de todas as coisas. Se assim procederes, já verás quão grandiosa empresa alcançará o Senhor por teu intermédio, que não tens apenas a aparência, mas também o espírito em Cristo.

Não andes observando os teus irmãos: sê tu único, diferente, autêntico e verdadeiro em todas as coisas, tratando de viver o que já sabes, sem esperar que os outros o façam. Porque também sabes que tudo necessita de um motor que impulsione à transformação. Sê tu esse motor vivo, animado pelo Espírito de Cristo.

Entrega teu cansaço nos braços da caridade e elege para ti o descanso eterno e não o passageiro. Já não será o repouso que nutrirá os teus corpos nestes tempos, porque serão apenas a plenitude no Espírito de Deus e a vivência do Evangelho de Cristo que te manterão de pé. Por isso, sê conforme hás estudado.

Não deixes que nenhuma indicação do teu mundo interior te passe desapercebida: em tudo atende à voz do coração; assim, ela falará cada dia mais alto dentro de ti.

Teu Pai e Companheiro, teu Amigo,

São José Castíssimo

jan

09

Sábado, 9 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Filho,

Não deixes que teus dias se tornem mecânicos e tua vida, comum, “normal” para o teu coração. Não deixes que o rit­mo te faça automático nem que a repetição das ações retire a espontaneidade do teu ser.  

Observa-te para que não te acostumes com o caos e a desordem interna e externa; para que o Armagedom do planeta não se torne algo normal para ti e percas o sentido de teu papel no Plano de Deus, assim como muitos já o perderam.

Sabes que é da natureza humana buscar se adaptar e se acomo­dar a todas as situações que se apresentam na vida, mas essa acomodação é fruto da influência de forças da inércia, que não permitem a evolução da consciência.

A maioria dos seres humanos está, neste momento, tentando se acostumar à violência, ao terror e ao caos atual do planeta. Aqueles que estão minimamente despertos deveriam estar ávidos por retirar do sono os seus irmãos, porque a sonolência está envolvendo a humanidade.

Digo-te isso, filho, para que não busques para ti um espaço cômodo, fácil ou “normal”, para que tua consciência não viva a tensão própria destes tempos. Ao contrário, afirma para as tuas células adormecidas que é hora de despertar e viver em Cristo cada segundo, como se fosse o último.

É hora de escutar cada mensagem como se fosse a última e de buscar vivê-las como se fosse o último momento para fazê-lo porque, em verdade, é.

Não procures adaptar teus corpos à tensão do dia a dia, como forma de não te incomodares com o assédio da escuridão, por­que no momento em que te acomodares neste atual cenário planetário, a vitória do caos prevalecerá em ti.

Por isso, filho, busca apenas encontrar a paz interior. Encontra tua fortaleza no Propósito Divino da existência deste ciclo planetário e sê firme para suportar as correntes que descem ao mundo.

Não temas titubear nem mesmo cair; apenas levanta-te a cada vez, porque também o Teu Senhor caiu mais de três vezes.

Pelo despertar do coração humano,

São José Castíssimo

jan

08

Sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Queridos companheiros em Cristo,

Quisera falar-lhes sobre a grandeza da Criação e os Mistérios Celestiais; quisera revelar-lhes o Amor que preenche as estrelas e anima os universos, para que assim vocês se vissem fortale­cidos e resguardados por um Propósito Maior, para cumprir a própria missão neste final de ciclo na Terra.

Com Minhas palavras, a cada dia espero que suas consciências alcancem um nível de compreensão que transcenda os limites da mente humana. Tento fazê-los compreender a magnitude do Plano de Deus e como esse Plano não pode começar e terminar na existência deste mundo.

Sei que muitos necessitam de palavras simples para compreen­der a tarefa de resgate dos Mensageiros Divinos e aderir a ela. Muitos preferem desacreditar de Nossas Palavras e de Nossas Presenças, quando lhes revelamos algo que não compreendem e que não se ajusta ao que já conhecem. Porém, peço-lhes que não tentem reduzir a Grandeza de Deus à compreensão da mente humana; não tentem comparar o Amor do Único com a capacidade de amar de vocês. E não esperem que a Criação de Deus se restrinja à existência deste pequeno planeta, quando tão vasto é o universo.

Para que existiriam tantas estrelas e galáxias se não para que nelas habitassem as diferentes expressões do Amor de Deus em Suas criaturas? Ou acaso vocês pensam que as estrelas no céu existem para que os homens possam contemplá-las da Terra?

Enquanto uma grande mudança se precipita no mundo, os Mensageiros Divinos tentarão elevar a compreensão e o conhe­cimento da humanidade; tentarão abrir os olhos do coração humano a verdades que não se veem com os olhos materiais.

Isso será assim porque apenas a certeza de um Propósito supe­rior e de uma vida superior que os ampara lhes dará forças para viver os tempos que chegarão. Sem uma compreensão maior dos Planos de Deus, suas vidas perderão o sentido, assim como já perderam para muitos jovens e adultos que não encontram motivo para estar neste mundo.

Se estiverem fortalecidos na esperança de uma meta espiritual e divina, poderão perseverar e se manterem firmes para trans­por os obstáculos com amor, perdão e valentia; e quando for o tempo, reconstruir o mundo com a devida coragem e com os princípios do espírito.

Saberão que nunca estarão sós e poderão contar com o auxílio de Irmãos seus que observam o mundo e aguardam, com santa esperança, que a Terra viva o seu aprendizado.

Em Amor e Paz, preparando os seus corações,

São José Castíssimo

jan

07

Quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Irmã Lucía de Jesús: Tanto na mensagem de ontem como na de hoje, São José faz uma analogia entre a Paixão de Cristo e o Armagedom, que Ele chamou Paixão planetária. No dia de hoje, Ele nos mostrou a semelhança entre a atuação do Cirineu na Paixão de Cristo e dos Reinos da Natureza na Paixão planetária, explicando-nos que os diferentes fenô­menos da natureza que acontecerão no mundo não serão um castigo ou uma forma de prolongar o sofrimento humano; serão o veículo que nos dará a possibilidade de entregar tudo por amor a Deus.

São José nos dizia que, ao mesmo tempo em que a Natureza sustentará espiritualmente a consciência humana, ela tam­bém criará as condições para que cheguemos onde devemos chegar em nosso aprendizado, graças aos diferentes movimen­tos climáticos que viveremos.

Dizia-nos isso para que pudéssemos acompanhar a transição do planeta com a visão correta. Ele procura levar a huma­nidade a estar diante desta Paixão planetária com a mesma intenção e compreensão de Cristo durante a Sua Paixão, ou seja, não se sentindo castigado ou martirizado, mas sim oferecendo cada passo com a cruz para o triunfo de Deus no mundo, vencendo a dor graças ao amor.

Ele nos disse:

Também os Reinos da Natureza viverão a Paixão planetária, o chamado Armagedom. Compartilharão da cruz do mundo com os seres humanos, assim como o Cirineu sustentou a Cruz de Cristo e caminhou com Ele até o Gólgota.

Os Reinos da Natureza aprenderão com a experiência huma­na, e esse aprendizado ficará marcado na consciência grupal e individual de cada espécie. Isso significa que, quando chegar o momento da individualização da consciência para os Reinos Menores que compartilharam da evolução da Terra no final dos tempos, essa consciência individual trará em si os códigos de entrega, doação, sacrifício e perdão vividos nestes tempos.

Os Reinos da Natureza, assim como o Cirineu, não poderão evitar o ápice da crucificação: eles sustentarão a consciên­cia humana e criarão as condições para que ela viva o seu aprendizado. Além disso, conduzirão o homem pelo calvário do Armagedom e, por mais que, para muitos, pareça que a Natureza é a responsável pelo sofrimento humano, os que conhecem a Verdade saberão que a Natureza é o veículo para a concretização do aprendizado humano, é o Cirineu que per­mite que a humanidade viva o seu aprendizado e chegue ao ápice da cruz, na entrega total e absoluta por amor a Deus e pela realização do Seu Plano.

Na época de Cristo, muitos pensaram que o Cirineu prolon­gou o sofrimento de Jesus, não deixando que Ele morresse no caminho, mas O conduzindo a um momento de maior dor e angústia, que foi a Crucificação.

Outros sabem que o Cirineu foi aquele que, como os anjos, per­mitiu que Jesus chegasse ao Gólgota com a Cruz e derramasse ali até a última gota de Seu Sangue, por amor à humanidade e a toda a Criação, dando o exemplo a tudo o que foi criado de como age o Amor de Deus.

No tempo do Armagedom, da Paixão planetária, os Reinos da Natureza os levarão a entregar tudo por amor. Aqueles que abraçarem com gratidão a cruz do mundo e se abrirem para viver a magnânima expressão do Amor e do Perdão compreen­derão a atuação da Natureza e agradecerão à Mãe Terra por conduzi-los à Vitória do Deus Altíssimo.

São José Castíssimo, que os prepara e os instrui para os tempos que virão.

Que o Ensinamento fortaleça seus corações e dissipe seus temores.

Eu os abençoo.

jan

06

Quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Contempla o mundo no qual vives e, por um instante, silencia os pensamentos de tua mente e as emoções do teu ser.

Observa como teu mundo interior reconhece que a vida expressa na Terra em nada se assemelha ao Pensamento de Deus.

Vê como dentro de ti habita o arquétipo para a humanidade e para a expressão de todo o planeta.

Sente como teu coração tem ânsia de viver a fraternidade e de conhecer o verdadeiro amor, aquele que te leva a dar a vida por teus amigos e a perdoar os inimigos, amando-os tal como se fizessem parte de ti.

O que farás com isso que habita o teu interior? Calarás teu coração – como o faz a maioria dos seres humanos – ou renun­ciarás aos pareceres mundanos para instituir no planeta uma nova vida, ainda que pareças louco aos olhos do mundo?

A era do Armagedom, filho, já chegou ao planeta, mas a maioria dos teus irmãos está buscando conceitos científicos, filosó­ficos e espiritualistas que coloquem em um padrão de norma­lidade o que hoje acontece no mundo. São as mentes humanas tentando calar o coração.

Aqueles que escutam a Voz de Deus em seu interior sabem que um tempo final se iniciou no mundo e que, sem o esta­belecimento da paz no coração humano, o caos estabelecerá seu reinado e governará as mentes e os espíritos dos que não se abriram à Verdade.

Os que se unem a Deus e silenciam a mente para deixar que a sabedoria da essência surja não temem conhecer a Verdade e não querem calar a Vontade de Deus. Eles sabem que, no fim de toda esta batalha, triunfará o Bem. Por isso, reconhecem a urgência da necessidade de transformação, reconhecem a humanidade e todos os Reinos da Natureza. O Armagedom é a Paixão da consciência planetária.

Poderás estar nessa Paixão de três formas, como Cristo ou como os ladrões crucificados ao Seu lado: ambos os ladrões pensavam apenas em si mesmos, mas, no fim de tudo, um deles aceitou a Vontade de Deus e se converteu a tempo; o outro decidiu permanecer no seu orgulho e nem mesmo com todo o sofrimento se rendeu ao Perdão de Deus. Ou, então, poderás estar como Cristo, sendo tu quem viverá os mesmos passos da Paixão de todos os seres da Terra, porém não com espírito de castigo, de culpa, fúria, frustração ou dor, apenas oferecendo ao Pai cada passo com a cruz do mundo, para que uma Nova Raça redimida possa surgir de tua oferta de amor e de perdão.

Filho, deverás eleger, desde já, o caminho que seguirás: se tuas pegadas estarão sobre as pegadas de Cristo, confirmando a vitória de Deus; se escolherás sofrer na ignorância e permanecer em teu próprio parecer, para render-te à última hora; ou se per­manecerás em teu orgulho sem limites e, mesmo na Presença de Deus, elegerás o caminho do abismo.

A cruz te será entregue de todas as formas. Segura-a firme e dá teus passos.

Os primeiros passos na Paixão planetária ditarão o destino da humanidade. Por isso, desde agora, em teu Getsêmani interior, renuncia às tentações e aceita a redenção; assim, Deus estará contigo, os anjos te ampararão e carregarás tua cruz, apenas contemplando a vitória do teu Pai Altíssimo.

Depois de tudo, reinará a Paz.

São José Castíssimo, que vem abrir os olhos da humanidade.

jan

05

Terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Vive com fé os tempos de superação de ti mesmo, enquanto ainda estás em um ambiente de harmonia e de paz. Descobre como reage o teu ser quando se vê diante dos diferentes obstá­culos que se apresentam a ti neste tempo e aprende a controlar tua consciência e encontrar a paz.

Observa-te e percebe o que te faz transpor os limites e chegar além do que imaginaste ser possível para ti. Percebe o poder do Amor de Deus em teu interior, que te chama à superação permanente.

Ainda que te estejas superando a cada dia, quando pensares estar em teu limite, faze-o em paz e sem perder a meta clara do teu espírito. Não deixes que as dificuldades turvem os teus olhos e ceguem o teu coração; observa-te com atenção e aprende a dar cada passo a seu tempo.

Assim como tu, muitos serão chamados a transcender as pró­prias limitações, mas poucos serão os preparados com ante­cipação para isso. Por isso, vive cada dia com muita atenção, observando-te detidamente e aprendendo contigo mesmo, porque se reconheces os teus próprios mecanismos, poderás ajudar outros que têm as mesmas dificuldades, mas que não tiveram a mesma possibilidade de estar em um ambiente pací­fico na hora da própria purificação.

Tudo o que hoje vives, todas as oportunidades que te são dadas, é para que te formes como servidor de Deus e te tornes companheiro de Cristo, para que teu exemplo e tua experiência sirvam para outros. Por isso, faz tudo em favor dos demais e estarás no caminho correto.

Constrói uma fortaleza em teu interior com a intenção de amparar a outros; assim, sem que te dês conta, haverá um Rei habitando nessa morada, porque a encontrará segura para fazer dela o Seu refúgio. Esse Rei não será somente teu, mas também de todo o universo; é o teu Senhor, Cristo Jesus.

Abençoa-te e guarda-te,

São José Castíssimo

 

jan

04

Segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

 

Que o Senhor teu Deus e teu Pai derrame sobre ti Suas bênçãos e Graças Divinas. Que construa em teu coração uma inque­brantável fortaleza, com base na humildade e na honestidade.

Que o Senhor lave teu espírito, limpe tua alma e retire de tua consciência o que ainda te incita à perdição e a negligenciar o Plano de Deus.

Que o Senhor verta sobre ti o Seu Perdão, para que saibas per­doar o mundo à tua volta, apagando o passado e aprendendo a compreender o futuro.

Que o Senhor coloque Seus Olhos nos teus, para que possas ver Sua Presença em cada ser e compreender Sua Vontade em todos os acontecimentos, ensinando-te a intuir e a discernir. Que coloque Suas Mãos nas tuas, para que elas estejam dispo­níveis para receber e ansiosas por dar. Que coloque teus pés em Suas Pegadas, porque Ele não poderá caminhar por ti – há coisas neste mundo que deves eleger com teu próprio coração –, mas poderá indicar-te o caminho e esperar à tua frente, para que O acompanhes de perto.

Que o Senhor teu Pai, teu Companheiro, teu Rei e teu Mestre jamais te perca de vista. Não deixes que Ele retire os olhos de ti; para isso, faz sempre o que Ele te pede, aprende o que Ele já te ensinou e Ele estará sempre contigo, mostrando-te novos horizontes, conhecimentos e segredos que desconheces.

Que o Senhor retire os limites de tua consciência, amplie a visão do teu coração e te ensine a amar grande e a sair do escasso amor, do amor pessoal, individual e humano.

Que o Senhor te mostre que cada gota de suor do teu rosto corresponde à oportunidade de salvação de uma alma, sem­pre e quando tuas obras forem para Deus. Assim, aprenderás a transcender os limites, a doar o máximo de ti e, às vezes, o impossível. Conhecerás o sentido do ilimitado que habita a Consciência do Deus que não tem fronteiras.

Que o Senhor te ajude a reconhecer o Sagrado, a reverência que nasce do amor da alma pelo que Deus manifesta em tua vida.

Aprende a ler os símbolos dos acontecimentos; contempla a grandeza e a beleza de cada alma e de cada Reino da Natureza. Vive para conhecer a Perfeição de Deus.

Por infinitas horas, dias e ciclos, peço a Deus que esteja mais perto de ti e que derrame sobre ti todos os Seus Dons e Virtudes, para que sejas tu pleno em Deus e que plenifiques o mundo com tua santidade.

Quero, com isso, ensinar-te a orar pelos demais, a desejar pa-ra o próximo sempre o melhor, sempre o divino, o sublime, o glorioso.

Ora por teus irmãos, assim como Eu oro por ti. Aprende a pedir pelos demais, assim como hoje Eu peço diante do teu coração.

Oro ao Criador todos os dias para que Ele triunfe dentro de cada coração humano. Ora Comigo pelo próximo todo o tem­po. Se teus irmãos conseguirem viver os Dons e as Virtudes Celestiais, o Reino de Deus descerá ao mundo, e também tu estarás dentro dele.

Aprende, filho, a querer para o próximo sempre o melhor, e que tua súplica seja verdadeira.

São José Castíssimo, que te ensina a interceder pelas almas.

 

jan

03

Domingo, 3 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Fortalece a verdade em teu interior e sê verdadeiro, não somen­te quando estás sozinho e sabes que não podes te esconder de Deus em tua solidão.

Consolida tuas aspirações mais puras e mantém-te nessa pureza o máximo que puderes.

Recorda a grandeza do Plano de Deus; recorda também o sofri­mento do mundo e oferece tua transformação, pensando como deveria ser o mundo e observando em que ele se tornou. Tanto na grandeza do Plano do Senhor quanto na abissal situação planetária, deves encontrar os impulsos para não ser o que és e caminhar para o que deves ser.

Busca um maior contato com Deus na solidão do coração e fortalece ali a pureza de teu interior. Quanto mais momentos de união com Deus tiveres em teu dia, mais facilmente te man­terás no propósito e resistirás às tentações que se apresentam diante de ti.

Todavia, se eleges estar diante de todas as situações que já sabes que não podes superar, antes de escolher estar em solidão com Deus e ser verdadeiro diante d’Ele, jamais poderás sair da per­manente batalha contra ti mesmo. E não será necessário que o inimigo se aproxime de ti, porque tu corres sozinho para os abismos de tua própria consciência.

Filho, já sabes que estás te purificando ao retirar o lodo de teu interior; já sabes que, muito intensamente, as tentações e os desejos mundanos que ainda tens dentro de ti te chamam à queda. Por isso, não coloques tua consciência em provas desne­cessárias, quando o caminho da paz se mostra aos teus olhos.

Antes de correr para as situações que te comprometem, dá um passo para trás e encaminha-te à solidão com Deus. Ainda que seja por um instante, confessa-te com Ele e renova tua aspiração de estar na pureza de tuas intenções.

Fortalece o puro que há dentro de ti e deixa que o impuro per­ca sua força e pereça pelo desinteresse de tua consciência em relação às impurezas, porque aquilo que hoje estás purificando se alimenta de ti mesmo e apenas permanece em teu interior quando é retido por tuas próprias mãos.

Escuta, então, o que te digo e não segura as imperfeições e vai­dades, contemplando-as diante de ti; solta-as e volta teus olhos à pureza. Deixa que teu interior se purifique pela intensida­de da luz da verdade de tua essência, que se deve expandir a cada dia.

Se compreendeste o que Eu te disse, então vive-o prontamente.

Teu pai, guia e companheiro de sempre, São José Castíssimo

jan

02

Sábado, 2 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Para tu seres um companheiro de Cristo, buscarás transcender as leis e tendências da Terra, porque não podes seguir, com pensamentos humanos, os passos dAquele cujos espírito e divindade não provêm deste mundo.

Deixa o pensamento planetário para aqueles que buscam apenas as riquezas da Terra, a glória e a honra passageiras que aqui se alcançam. Busca para ti a glória de Deus e, em vez de procurar ser honrado, rende honras Àquele que é digno de recebê-las.

Busca para ti a recompensa dos mansos, que é o coração humilde. Sê mais ambicioso do que os homens da Terra e busca para ti um lugar no Reino do Universo. Ainda que sejas eternamente servo, não haverá melhor Rei ao qual servir senão Àquele que é um com tudo o que foi criado e cuja misericórdia não se mede com as proporções existentes, nem neste mundo nem em nenhum outro.

Não desanimes, filho querido, com as derrotas que vives na Terra; glorifica o Teu Pai e Deus cada vez que és humilhado, porque estarás aprendendo, assim, como se alcançam maiores Graças, Graças verdadeiras, Graças divinas.

Rende-te como servo, como nada; sê o tapete no qual pisam os que buscam a glória do mundo. Deixa que em tudo os outros sejam melhores e vitoriosos.

Perde-te, inclusive de ti mesmo, e farás de ti uma vitória para Aquele que é o Único vencedor de toda a Criação, porque perdeu-se de si mesmo e, assim, voltou para a Essência Divina.

Por que temes tanto sair das leis da Terra?

Por que temes tanto perder os tesouros do mundo?

Oh, filho querido, descobre a Graça de ser pobre de ti e de tudo e jamais irás querer outra coisa senão o nada.

Por que te aferras tanto a este mundo e às suas formas de vida, se tu não provéns dele e não permanecerás nele para sempre?

Vive neste mundo como deves viver, faz dele o que ele é: uma escola de transcendência, de redenção, de amor. Estás aqui para ser o que não és, para renunciar ao que vês, para redimir-te e para amar tudo o que existe, bom ou mau, como forma de deixar que o amor tudo transforme.

Escolhe a simplicidade, a alegria, a liberdade do espírito. Regozija-te na humilhação, plenifica-te na obediência, resigna-te a ser nada e verás que tudo te será dado.

Sê livre do mundo e de ti mesmo. Não dês ao mundo um peso maior do que ele já tem. Torna-o leve, sendo tu vazio de ti. Esvazia-te de amor-próprio, de quereres e pareceres, de aspirações. Flui na Vontade Divina, flui no que Deus envia para a tua vida e nada, filho, nem no espírito nem na matéria, te faltará.

Não temas parecer fraco e renunciar a vencer as competições impostas pelos homens. Dá um passo para trás quando vês que a competição vem ao teu encontro e rende-te à humildade. Já verás quão inquebrantável fortaleza se construirá em teu interior, pois é na tua humildade e pequenez que habitará o Rei do Universo, que não busca para si grandes castelos, mas sim simples presépios para nascer.

Confia no que te digo e lembra de Minhas palavras. Segue Meus passos, Eu te conduzo a Cristo e Ele te levará a Deus.

São José Castíssimo

jan

01

Sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Desenvolvam para este tempo a neutralidade como princípio primeiro, para que a paz permaneça no interior de vocês. Não confundam isso com indiferença, desprezo ou falta de interesse pelo que acontece no mundo.
A neutralidade é um dom que nasce nos corações dos que bus­cam a Verdade e que, em sua busca, podem contemplar a face oculta dos fatos que se manifestam no mundo. A neutralidade é um atributo que permeia o espírito dos man­sos e dos que têm fé no cumprimento dos Planos de Deus, tan­to no mundo quanto em si mesmos e, por isso, por mais que aconteçam grandes desastres e desajustes no planeta, jamais perdem o eixo e a meta de seus espíritos. Para chegar à neutralidade, vocês devem ter interesse em conhecer o Plano de Deus; devem buscar viver segundo os Princípios do Pai e infundir no próprio interior a certeza da perfeição de Sua Vontade.

Ao conhecer o Plano de Deus pela observação da manifesta­ção desse Plano, vocês compreenderão que o Senhor utiliza caminhos diversos e, às vezes, jamais pensados por nós para a concretização de Suas Obras, porém sempre as manifesta, porque Sua Vontade é uma Lei.

Com essa certeza infundida no coração, o espírito alcança a neutralidade e se mantém firme no cumprimento de sua parte no Plano, obedecendo e caminhando independentemente do que acontece ao seu redor, porque sabe que algum dia, em uma das curvas desse caminho, Deus manifestará Sua Vontade.

O coração que vive na neutralidade não se preocupa tanto com os meios utilizados pelo Senhor para chegar ao fim esperado, porque de maneira simples esse coração segue com fidelidade e paz as indicações do Criador e, apesar de estar sempre atento ao que vive o próximo e pronto a ajudá-lo quando necessário, esse coração não se abala e não se desestrutura interiormente pelo que acontece ao seu redor.

Compreendem agora o que Deus espera de Seus soldados? Espíritos serviçais, amorosos, mansos e prontos para doar tudo de si mesmos, e também retos, imutáveis e obedientes ao Propósito Divino.

Busquem, então, encontrar o dom da neutralidade desde já e vivam-no em seu interior.

São José Castíssimo, que os prepara para cruzarem em paz os tempos que virão.  

 

Quem somos?

Associação Maria
Associação religiosa cristã e ecumênica que tem por finalidade difundir a mensagem universal de amor e de paz que Cristo Jesus, a Virgem Maria e São José transmitem aos monges da Ordem Graça Misericórdia, estimulando o crescimento espiritual através da oração e do serviço altruísta.

Contato

Mensageiros Divinos