Paixão Planetária

MENSAGEM PARA A APARIÇÃO DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

A Graça e a Alegria de ser Fiel

Queridos filhos,

Quero hoje contar-lhes uma história para que, inspirados por Meu exemplo, possam dar novos passos nos tempos que se aproximam. Dessa forma venho despertar em seus corações a Graça e a alegria da Fidelidade.

Deus Me chamou a cumprir com Sua Vontade muito antes do nascimento de Jesus, antes mesmo que Eu chegasse a este mundo; assim como Ele chamou cada um de vocês.

Ainda pequena, reconheci o Chamado e a Vontade de Deus e, ao longo de Minha Vida na Terra, uma e outra vez tive que confirmar Minha Fidelidade para com o Criador. Meu Coração pertencia ao Senhor desde o princípio, mas isso não O fazia livre de dificuldades e padecimentos.

Sua Mãe Celeste teve que superar muitas provas espirituais, materiais, mentais e emocionais, como parte da humanidade. O mesmo teve que viver Meu Filho e São José Castíssimo.

A humanidade daquela época, filhos, era precária, e escasso era o amor em seus corações. Por isso Deus enviava ao mundo um impulso tão grande de Amor e Verdade através da Sagrada Família. Mas para que esse impulso se fizesse vida, Nós, como parte da consciência humana, tivemos que transcender essa condição de limitação e romper as capas do desamor e da ignorância, para cumprir com o que Nos foi pedido.

Para cada provação que o Criador Me concedia viver, Ele também deixava emergir um Dom em Meu Imaculado Coração. Cada vez que Me confirmava diante de Deus, via emergir a Fortaleza do Pai e Sua Graça, e era n'Ele que encontrava a força para prosseguir.

Assim foi quando o Espírito Santo gestou em Meu ventre o Messias. Assim foi quando chegamos a Belém e não havia lugar nas hospedagens. Assim foi quando mandaram matar o Menino, e apesar de fugir com Ele, senti em Meu Peito a dor de cada mãe que perdia o seu filho injustamente. Assim foi quando O perdemos em Jerusalém. Assim foi quando Ele foi negado na Galileia e quando escutava os insultos proferidos ao Filho de Deus, pela ignorância e cegueira humana. Meus Olhos, que viam a Verdade além de qualquer compreensão, tiveram que superar as injustiças causadas pela cegueira dos homens, e tudo vivi em silêncio.

A Graça e o Dom de Deus também emergiram em Meu Interior quando Jesus foi condenado, flagelado e subiu ao Calvário, unicamente com o Poder de Seu Amor. Eu senti cada Chaga Sua em Meu Peito e, cada “sim” que Ele dizia ao Pai, Eu repeti em Meu Interior.

MENSAGEM PARA A APARIÇÃO EXTRAORDINÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ E RAINHA DO SANTÍSSIMO ROSÁRIO, TRANSMITIDA NA CIDADE DE GONDOMAR, PORTO, PORTUGAL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS, POR OCASIÃO DO ANIVERSÁRIO DA MADRE MARÍA SHIMANI DE MONTSERRAT

Eis que virá do Céu, tão brilhante como um novo Sol, uma Estrela de esperança. Brilhará no interior daqueles que se abrirem para receber a Sua Luz e iluminará os olhos dos que estavam cegos, para que sejam retirados de suas próprias trevas e contemplem a Verdade que nunca puderam ver.

Eis que virá do Céu uma Mulher Vestida de Sol, Aquela que um dia, amparada pelo silêncio divino, viveu ocultamente os mistérios da Paixão de Seu Filho, o Filho de Deus. Virá porque a paixão do planeta já começou, e a Mulher Vestida de Sol sustentará os Seus filhos nos braços, os protegerá e os amparará, assim como fez com o Seu Filho, do Calvário à Cruz.

Eis a Mulher que, com olhos de compaixão, renova os Seus pequeninos depois de cada queda. Eis Aquela que não poderá evitar o sofrimento dos Seus filhos se a humanidade não se abrir à Sua Paz, mas que fará leve e meritória a cruz dos que Lhe dizem sim.

Eis Aquela que, apesar de não ser compreendida pelos homens, segue vindo ao mundo para orientá-los. Eis, filhos, a Mãe da Verdade, proclamada por Deus e não pelos homens, parte viva e indivisível do Coração do Pai.

Eis que hoje estou aqui abrindo as portas de Meu Reino, que é o Reino da Paz e da Pureza para o planeta, onde o Meu reinado se estende além do Céu; onde os anjos encontram morada e refúgio além do Paraíso; onde as almas recebem novas oportunidades de redenção.

Filhos, eis aqui a sua Mãe Celestial para consagrá-los e abençoá-los, para lavá-los nas águas do Conhecimento divino e, dessa forma, despertá-los à Verdade que emergirá diante de seus olhos, para que possam recebê-la com alegria e gratidão e se deixem transformar por ela.

Essa Verdade, filhos Meus, não será transmitida apenas pelo verbo, com o sentir ou com o coração. A Verdade emergirá do Céu e da Terra, e tudo o que estava oculto para os olhos dos homens se revelará. Os que sabiam e eram indiferentes se arrependerão; os que a sentiam e a esperavam se exaltarão; os que a conheciam e com esmero preparavam sua chegada agradecerão e repousarão na revelação de sua luz; os que não acreditavam e negavam a Verdade temerão e tentarão fugir, sem saber para onde.

MENSAGEM PARA A APARIÇÃO DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS

Não temam! Não temam! A verdade se anuncia aos corações valentes, capazes de conhecer os tempos finais e, ainda assim, aceitar vivê-los com a paz do coração e em profunda entrega a Deus.

Filhos, por que lhes revelo os acontecimentos finais? Porque é parte de sua redenção e de seu caminho de transformação em Cristo que sejam conscientes destes tempos, assim como Meu Filho conhecia a cruz que carregaria – não apenas no Calvário, mas até os dias atuais.

A Paixão destes tempos será longa para muitos e forjará a fortaleza interior dos que ainda não se fortaleceram para cumprir a vontade de Deus.

Nada se assemelhará à batalha que viverão depois dos mil anos de Paz; porém a transição dos tempos e o vencimento das ataduras lhes permitirá transpassar os obstáculos que virão além desta vida e além deste mundo.

Meus soldados já estão prontos para vencer as tentações do adversário, mas o que mais lhes custará, filhos Meus, é vencer dentro de si mesmos aquilo que ainda aspira viver essas tentações. Não será a tentação em si a sua prova, mas sim a batalha com os seus núcleos mais humanos, que tendem a responder a essa tentação.

No ciclo anterior, encontravam-se nas primeiras horas do Getsêmani, aprendendo a vencer as tentações, a renunciar, a entregar a própria vida. Agora, estão nas últimas horas da agonia no horto, no momento em que o Meu adversário lhes apresenta as tentações do mundo e o Criador lhes apresenta a cruz.

A grande provação destes tempos será renunciar aos prazeres mundanos para encontrar na cruz um regozijo escondido, uma vitória que se encontra oculta na transcendência de si mesmo, do sofrimento, da dor, do aparente fracasso; a vitória que se encontra na vivência do perdão, da humildade, da compaixão, da piedade, do abandono de si mesmos; uma vitória que começa quando dizem sim à vontade superior e abraçam a cruz destes tempos, que é a própria purificação e transformação, para que, através da persistência, vençam a escuridão dos próprios corpos e da consciência humana como um todo, para que emerja a luz e triunfe em cada espaço de seus seres.

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NA SAGRADA CASA DE MARIA, MÃE PAULISTA, SÃO PAULO, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Assim como o teu Senhor renovou todas as coisas em cada passo com a Cruz, renova-te tu também nesta paixão planetária, filho Meu.

Não há peso que Deus coloque sobre ti que não possas suportar.

Não há queda que vivas da qual não possas te levantar.

O amor que está latente em teu interior deve despertar e crescer, e isso acontecerá na superação de ti mesmo a cada dia.

Recebe do Pai as graças, para que teu coração esteja firme e cimentado no amor ao Seu Propósito Divino.

Ora, e que tua oração seja sincera, porque dela surgirá a fortaleza que te fará levantar, uma e outra vez, com a cruz destes tempos e, em cada queda, o amor crescerá em teu interior; em cada passo, o amor se expandirá dentro de ti.

Vive sem temor as agonias; vive sem temor as humilhações; vive sem temor a solidão; vive sem temor o sacrifício.

Fixa teu olhar e teu coração no calvário deste tempo, onde não apenas morrerás para ti mesmo, mas entregarás tudo o que és, para que, através de ti, Deus renove e supere o Seu Amor.

Anima-te sem temor, vergonha ou orgulho a ser um Cristo do Novo Tempo, porque para isso teu Senhor te chamou pelo nome. Que cada dia seja vivido por esse Propósito Divino.

Contemplando a memória de teu Senhor com a Cruz, imita os Seus passos e deixa que teu coração encontre o Amor que Ele sentiu pelo mundo e pelas criaturas que nele habitam; o Amor que Ele sentiu pelo Universo e por toda a vida que nele evolui.

Deixa que teu coração ceda espaço para o Coração de Cristo, para que aprendas a estar na paixão deste tempo, não apenas como um homem imperfeito, mas como um espírito pensado e manifestado por Deus para recriar a Sua Criação.

Isso é o que és. Isso é o que este momento planetário forjará em ti.

Por isso, solta as rédeas de tua vida e já não caminhes para aquilo que pensas que deves ser. É assim como és que Deus fará de ti um Cristo. Apenas vive esse calvário e supera-te a cada dia. Chegará o momento em que Deus mesmo se superará em teu interior.

Teu Pai e Amigo,

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Mesmo sabendo de Sua Cruz e de Sua entrega, teu Senhor jamais perdeu a alegria e a esperança. 

Mesmo sabendo de Sua Cruz e de Sua entrega, teu Senhor jamais deixou de colocar nos corações dos Seus a Paz e o Amor. Ele os ensinou a estabelecer uma nova vida e atrair o Reino de Deus ao mundo, ainda que viessem sobre eles perseguições e sombras. Cristo os ensinou a que jamais perdessem a esperança e a alegria que o Reino de Deus que habitava em seu interior lhes trazia.

Hoje, filho, Deus te anuncia uma cruz, uma purificação e uma entrega absoluta; anuncia uma Paixão que se estende além dos corações dos homens e chega às consciências das nações, chega às entranhas mais profundas dos povos e das religiões. 

Deus te anuncia um ciclo difícil, desconhecido, porque é diferente de tudo o que viveste e de tudo o que a humanidade e a Criação Divina viveram ao longo de sua evolução; diferente da Paixão de Cristo, que em verdade foi uma preparação e um anúncio do que viverão nestes tempos como seres e como humanidade.

Porém, filho, Deus também fala diretamente ao teu coração, para que não percas a esperança, não percas a fé, não percas a alegria e o ânimo de anunciar e proclamar, até o fim de tua vida, que um novo tempo e um novo homem estão por vir.

Anuncia ao mundo que basta se abrir ao Amor e não resistir à transformação; basta viver a obediência e não se render ao cansaço e à solidão; basta clamar a Deus e saber encontrá-Lo em todos e em todas as situações da vida, porque o Amor triunfa além dos medos humanos, o Amor triunfa além de seus orgulhos e vaidades, o Amor triunfa além do sofrimento e da desesperança.

O Amor faz da Cruz uma fonte de Misericórdia, faz do sacrifício a superação do Amor de Deus e faz da entrega do velho homem o surgimento do novo homem e da nova vida, que finalmente expressarão a semelhança com o Coração e o Reino de Deus.

Com atenção, escuta Minhas palavras e não deixes que elas passem como vento, porque, em sua simplicidade, te entrego as chaves para superar todos os males e reencontrar a Deus.

Teu Pai e Amigo,

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Tanto na mensagem de ontem, como na de hoje, São José faz uma analogia entre a Paixão de Cristo e o Armagedom, que Ele chamou de Paixão planetária. No dia de hoje, Ele nos mostrou a semelhança entre a atuação do Cirineu na Paixão de Cristo e os Reinos da Natureza na Paixão planetária, nos explicando que os diferentes fenômenos da natureza que acontecerão no mundo não serão um castigo ou uma forma de prolongar o sofrimento humano, serão o veículo que nos dará a possibilidade de entregar tudo por amor a Deus.

São José nos dizia que, ao mesmo tempo em que a natureza sustentará espiritualmente a consciência humana, ela também criará as condições para que cheguemos aonde devemos chegar em nosso aprendizado, graças aos diferentes movimentos climáticos que viveremos. Nos dizia isso para que possamos acompanhar a transição do planeta com a visão correta.

Ele está tentando levar a humanidade a estar diante desta Paixão planetária com a mesma intenção e compreensão de Cristo durante a Sua Paixão, ou seja, não se sentindo castigado ou martirizado, mas sim oferecendo cada passo com a cruz para o triunfo de Deus no mundo, vencendo a dor graças ao amor.
    

Os Reinos da Natureza também viverão a Paixão planetária, o chamado Armagedom. Compartilharão da cruz do mundo com os seres humanos, assim como o Cirineu sustentou a cruz de Cristo e caminhou com Ele até o Gólgota.

Os Reinos da Natureza aprenderão com a experiência humana e esse aprendizado ficará marcado na consciência grupal e individual de cada espécie. Isso significa que, quando chegar o momento da individualização da consciência para os Reinos Menores que compartilharam da evolução da Terra no final dos tempos, essa consciência individual portará, em si, os códigos de entrega, doação, sacrifício e perdão vividos nestes tempos.

Quem somos?

Associação Maria
Associação religiosa cristã e ecumênica que tem por finalidade difundir a mensagem universal de amor e de paz que Cristo Jesus, a Virgem Maria e São José transmitem aos monges da Ordem Graça Misericórdia, estimulando o crescimento espiritual através da oração e do serviço altruísta.

Contato

Mensageiros Divinos