Mensagens semanais
MENSAGEM SEMANAL DA VIRGEM MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Queridos filhos,

Que neste mês de maio que começa a oração do Rosário seja o preâmbulo e também a preparação interior para os próximos acontecimentos.

Que sua fé esteja firmada em Meu Coração Imaculado, um Coração materno que abre uma porta espiritual para que todos os Meus filhos possam atravessá-la e, assim, possam ingressar na Casa do Pai Celestial.

Este é o tempo de que Meus soldados da oração já vivam no estado contemplativo.

Que o exercício diário, através do verbo orante, seja a forma de despertar em vocês o coração espelho; assim, Eu terei permissão para que suas almas recebam do Céu os impulsos de Redenção e de Misericórdia que são guardados em Minha grande rede interna dos Espelhos Celestiais.

Este é o grande momento de que cada servidor Meu amplie sua consciência e participe ativamente, junto com a Mãe Celeste, de Suas grandes intercessões pela humanidade e pelo planeta.

Estar em contemplação é estar em silêncio, mas também é exercitar a vida de oração, a fim de que seus corações sejam receptáculos benditos das Graças que Minhas mãos esperam derramar sobre toda a humanidade.

Despertando seu coração espelho, estarão mais sensibilizados pela difícil situação planetária, e suas consciências se elevarão para unir-se, em espírito, à Minha grande rede espiritual de súplica que existe no grande Reino Celeste, de onde Eu provenho para  entregar-lhes Minhas Palavras de Amor.

Queridos filhos, volto a convidá-los a que coloquem suas mentes e sobretudo seus corações no Alto, no Céu, no Universo, porque é ali onde encontrarão a paz interior.

Agradeço-lhes por se postularem a fazer parte de Meus exércitos orantes e suplicantes do Céu!

Abençoa-os,

Sua Mãe, a Virgem Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Neste tempo de definições, filhos, todos os seres, em diferentes graus, estão sendo levados a confrontar no próprio interior a vontade humana e a Vontade Divina, o velho e o novo homem.

Dentro da vontade humana guardam-se todas as crenças sobre a vida, sobre si mesmos, sobre Deus e Seu Plano, sobre a missão pessoal e como levá-la adiante, sobre o conhecimento, a sabedoria, a verdade e a ignorância.

E na Vontade Divina guarda-se algo profundamente desconhecido e silencioso, que, com sua simples aproximação, derruba muros e estruturas, transforma, modifica e renova o que estava fora de lugar dentro dos seres.

Mas segurar-se no que é desconhecido não é coisa fácil de se fazer. Deixar transformar suas convicções mais formadas e amadurecidas na consciência para caminhar para algo que não se sabe o que é, onde a consciência humana não tem raízes, senão apenas espírito, é o grande desafio destes tempos.

E como vivê-lo?

Não haverá outra forma de cruzar este momento, filhos, senão orando, rendendo-se cada dia mais profundamente e abrindo-se para um relacionamento mais verdadeiro com Deus, para que assim saibam reconhecê-Lo, mesmo no invisível, mesmo no silêncio, para que saibam distinguir Sua Vontade, além dos gritos das vontades humanas.

Neste tempo do planeta, apenas se sustentarão com um relacionamento verdadeiro entre Deus e o homem. Se trata da experiência da Aliança já realizada por Cristo e que agora deve ser vivida pelos seres. Mas no relacionamento com Deus não há passado, não há condição humana, não prevalece a carne, mas tão somente o espírito.

Para passar pela porta do Encontro, haverão de vencer vergonhas, crenças, convicções, planos pessoais, vontades, condições, medos e desejos, metas e aspirações. É no vazio que encontrarão a resposta e a veste correta para passar pela porta estreita, onde cabem apenas espírito e amor.

Orem para compreender o que lhes digo. Silenciem para que, em comunhão com o silêncio, saibam escutar a Voz d'Aquele que, mesmo tendo manifestado o Verbo, fala através do silêncio.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Neste tempo de definições, filhos, todos os seres, em diferentes graus, estão sendo levados a confrontar no próprio interior a vontade humana e a Vontade Divina, o velho e o novo homem.

Dentro da vontade humana guardam-se todas as crenças sobre a vida, sobre si mesmos, sobre Deus e Seu Plano, sobre a missão pessoal e como levá-la adiante, sobre o conhecimento, a sabedoria, a verdade e a ignorância.

E na Vontade Divina guarda-se algo profundamente desconhecido e silencioso, que, com sua simples aproximação, derruba muros e estruturas, transforma, modifica e renova o que estava fora de lugar dentro dos seres.

Mas segurar-se no que é desconhecido não é coisa fácil de se fazer. Deixar transformar suas convicções mais formadas e amadurecidas na consciência para caminhar para algo que não se sabe o que é, onde a consciência humana não tem raízes, senão apenas espírito, é o grande desafio destes tempos.

E como vivê-lo?

Não haverá outra forma de cruzar este momento, filhos, senão orando, rendendo-se cada dia mais profundamente e abrindo-se para um relacionamento mais verdadeiro com Deus, para que assim saibam reconhecê-Lo, mesmo no invisível, mesmo no silêncio, para que saibam distinguir Sua Vontade, além dos gritos das vontades humanas.

Neste tempo do planeta, apenas se sustentarão com um relacionamento verdadeiro entre Deus e o homem. Se trata da experiência da Aliança já realizada por Cristo e que agora deve ser vivida pelos seres. Mas no relacionamento com Deus não há passado, não há condição humana, não prevalece a carne, mas tão somente o espírito.

Para passar pela porta do Encontro, haverão de vencer vergonhas, crenças, convicções, planos pessoais, vontades, condições, medos e desejos, metas e aspirações. É no vazio que encontrarão a resposta e a veste correta para passar pela porta estreita, onde cabem apenas espírito e amor.

Orem para compreender o que lhes digo. Silenciem para que, em comunhão com o silêncio, saibam escutar a Voz d'Aquele que, mesmo tendo manifestado o Verbo, fala através do silêncio.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Fica diante do Relicário de Meu Coração apenas para confessar tuas misérias mais profundas, como um filho que pode despojar-se de sua vergonha diante de seu pai.

Fica diante do Relicário de Meu Coração para expor a Mim teus defeitos e dificuldades, teus vícios não superados, teus medos mais arraigados, tuas incompreensões mais difíceis de moldar, tuas resistências mais duras de quebrar, teus muros, teus limites.

Fica diante do Relicário de Meu Coração e, ainda que não consigas dizer nada, oferece-Me teu silêncio, tua incapacidade de render-te, de soltar as rédeas de tua vida, de expor teu coração e sentir-te frágil e pequeno.

Fica diante do Relicário de Meu Coração e mostra-Me tuas tristezas, mas também tuas alegrias, conta-Me tuas derrotas e também tuas vitórias, para que Eu, filho, dissolva tuas ilusões com o Meu Amor, fortaleça tuas virtudes com a Minha Graça e te mostre no espelho do Relicário de Meu Coração que ser humano é mais do que o que descobriste até agora de ti mesmo. 

Deixa que Eu te mostre tua verdade, o que se esconde além de tuas aparências, o que se oculta além de tuas fragilidades confessadas. Os seres humanos não são apenas uma mistura de misérias e virtudes, de carne e espírito, mas são o próprio espírito, revestido e oculto no que até agora te parece ser tua única verdade.

Contempla o Relicário de Meu Coração não para encontrar-Me, mas para encontrar-te e, em ti, a Deus.

Tens a Minha bênção para isso. 

São José Castíssimo

 

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Para chegar ao Coração de Deus, não necessitas grandes ciências e profundas filosofias, não necessitas fórmulas e nem sequer práticas eternas. O que necessitas, filho, é um coração sincero, puro e rendido diante do Pai.

Todas as práticas e exercícios espirituais forjarão em ti a transformação de tua consciência e permitirão que permaneças em união com o Criador e que isso não seja apenas por um instante, mas que se torne um estado permanente de consciência. 

Mas para tocar o Coração de Deus, senti-Lo e conhecê-Lo, apenas necessitas um coração sincero, que se disponha a estar diante do Pai em confissão, em adoração, em comunhão e em entrega, para assim senti-Lo, experimentar no próprio interior o que é real e, conhecendo a Deus, conhecer também a ti mesmo.

Por isso, antes de mais nada, e ainda que não tenhas forças ou inspiração, apenas fica com o coração sincero diante do Criador, apenas fica com o coração rendido frente a Seu Altar. Coloca-te como oferenda a Seus Pés e deixa que Ele Se faça sentir. Na Presença Divina, tudo em tua vida recobrará o seu sentido, teus esforços terão valor e seu peso será menor, porque o Amor de Deus em ti falará mais alto; tuas batalhas te serão leves, não porque serão mais fáceis, mas porque teu coração já não estará solto nos ventos da obscuridade, mas cimentado na Presença de Deus, de onde vento algum poderá te retirar.

Tudo começa, filho, com a confissão, a rendição, a entrega, a adoração e, assim, a comunhão perfeita com Deus. E isso pode acontecer no silêncio, na alegria espiritual, no pranto profundo da alma, na oração ou na adoração, na própria vida. Apenas necessitas um coração sincero. 

Tens a Minha bênção para isso. 

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Que em teu coração reine a paz para que saibas compreender estes tempos e buscar tuas forças no lugar correto da consciência e do coração. 

Haverá dias em que tuas fraquezas irão além de tua capacidade de superar-te e seguir, mas nestes momentos, filho, busca em teu coração um ponto em que possas estar seguro. Busca o Amor de Cristo, a memória do abraço de teu Senhor; busca o saber da Presença Divina, de que os Olhos do Criador estão postos sobre ti; fica em silêncio diante da natureza, observa o sol que nasce e que se põe, trazendo paz e recolhimento ao teu coração; busca esperança nas Palavras já pronunciadas por Deus, através de Seus Mensageiros; senta-te em silêncio e solidão apenas para respirar e agradecer e em tua fraqueza dizer:

Senhor, aqui estou, 
fraco em mim mesmo, 
buscando Tua fortaleza, 
buscando a forma de permanecer em Ti.

Que desça sobre mim a Tua Graça, 
revelando em minha fraqueza já revelada 
a Tua grandeza ainda oculta em meu coração.

Vem, Senhor, 
e, conhecendo o mundo
e eu mesmo minhas fraquezas, 
revela agora Tua força, Teu milagre, 
Teu poder, Tua Graça e Tua Misericórdia, 
porque eu, por mim mesmo, sou nada, 
mas Tu em mim podes todas as coisas. 

Amém.

E, pronunciando esta e tantas confissões que podem surgir de teu coração, dá espaço para que Deus te revele não apenas teu vazio e pequenez, mas também Sua grandeza, Seu milagre, Seu poder.

Escolhe, filho, em tuas debilidades mais profundas, dar espaço para que Cristo revele ao mundo a Sua Graça pelo testemunho vivo de teu coração.

Tens a Minha bênção para isso. 

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Filhos, 

Quando chegar o tempo, o Conhecimento, a Verdade e a Luz do Universo de Deus se revelarão por si sós, e não haverá dogma, doutrina ou instituição que possa ocultar o que emergirá dentro dos seres como no mais alto dos céus.

O cosmos no interior das criaturas pulsará, e, deste mesmo infinito no céu, surgirão os sinais de um novo tempo, de uma nova vida que revela e manifesta o Reino de Deus, Reino incompreendido e desconhecido para os homens. 

Quando chegar o tempo, o silêncio dos que persistiram será sua maior ferramenta para permitir a revelação da verdade, porque a verdade não surgirá das palavras dos homens, mas dos seus exemplos vivos, dos sinais do céu e da própria Voz de Deus que, depois de ter estado em silêncio, fará ecoar o Seu Verbo com o poder de mil trombetas sobre o mundo.

Por isso, não queiram convencer, não queiram fazer por si mesmos, não queiram transformar o mundo com palavras, mas sim com o exemplo, com o testemunho que fala por si só. E, quando o homem silenciar, reverberará a Voz de Deus. 

Que Seu Reino, sempre vivo nos que permitiram Sua expressão, seja quem revele ao mundo o caminho.

Que estas sejam então as suas aspirações constantes: com o exemplo anunciar, com o verbo orar e proclamar a Graça de Deus, com a vida expressar Seu Reino, com o coração renovar o Seu Amor.

Têm a Minha bênção para isso. 

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Quando a natureza se agita, entra em oração e busca a unidade com o Espírito mais profundo da Terra, Espírito de Deus, silencioso, que impregna a vida e sustenta o planeta. 

Encontra em seu silêncio a paz, apesar de todos os ruídos dos elementos na superfície do mundo. Deixa rugir o vento e os mares, bravejar o fogo e mover-se a terra. Que teu coração esteja sempre no coração do planeta, em oração, servindo pelo equilíbrio e pela paz.

Aprende a observar e escutar a natureza, aprende a ver os seus sinais nos elementos e saber que quando ela se agita é porque o seu Espírito profundo necessita de paz.

Tudo na Criação é vida. Cada alma e cada espírito são partes de um Deus Único. Do coração do homem ao profundo dos Reinos da Natureza, tudo provém de Deus e encontra n'Ele a unidade.

Por isso, filho, sente-te parte da natureza, sente que tua oração lhe acalma, que teu amor lhe traz paz e que, quando tu estás em Deus, toda a vida pode ali estar, na Presença eterna do Criador. 

Por isso, ora pela vida, pelo equilíbrio e pela paz em tudo o que é vida.

Tens a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Em cada ciclo da evolução humana, filhos, chega o momento de os discípulos darem os seus próprios passos e entregarem ao Criador os frutos de seu aprendizado. Isso se vive no Céu como na Terra. 

Quando chega o momento de colocar em prática tudo o que foi aprendido, devem ter como primeiro princípio, o mais básico e ao mesmo tempo o primordial, a humildade. Nunca se esqueçam de que todo ensinamento recebido teve como base a Graça de Deus, e não o merecimento humano. Cada instrução, cada dom, cada virtude, e até mesmo cada destreza alcançada, tudo é fruto da Graça Divina em suas vidas. 

Por isso, filhos, não percam de vista essa Graça e, sob o espírito perpétuo da humildade, saibam que apenas triunfam quando estão na Presença do Senhor e Ele atua através de Seus filhos. Por isso, a oração, o silêncio e a eterna consciência da Presença Divina e da necessidade da Sua Graça são o que lhes permitirá sempre manter-se no caminho correto.

Isso é o que extirpará de seus corações qualquer vestígio de competição e desunião quando quiserem impor suas próprias ideias e pensamentos acima das ideias e pensamentos dos demais. Que ninguém queira jamais estabelecer sua própria vontade, mas que todos, reunidos humildemente na Presença do Criador, orem e peçam a Graça para atuar, decidir e discernir frente a cada situação da vida; isso os protegerá, os guiará e os manterá amparados sob a Lei da Graça e da Misericórdia de Deus, mesmo em tempos de justiça.

Tudo em suas vidas deve ser guiado pelo Criador, e, ainda que Seus Mensageiros silenciem, devem aprender a buscar a Presença do Pai no próprio coração e escutar os Seus desígnios. As pontes já foram criadas, as portas já foram abertas; basta que em seus corações sejam sempre humildes e conscientes da necessidade da Graça frente a qualquer situação. 

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Filho, 

Faz de tuas lutas internas um caminho para aprofundar tua união com Deus e teu amadurecimento como ser humano e espiritual. 

Que em tuas dificuldades mais profundas não busques preencher os teus vazios com o que é ainda mais vazio, que são as coisas do mundo. 

Busca o alívio para as dores, a cura para os teus temores, a resposta para as tuas questões internas, a plenitude para o teu vazio sempre em Deus. Busca teu Criador no silêncio, na oração, no canto, na respiração, no serviço, na própria vida. 

Encontra o Pai Celestial naquele que sofre, nos mais necessitados, naqueles que tens ao teu lado, teus irmãos de caminho, teus companheiros. 

Encontra o Pai Celestial na natureza, no ar que respiras a cada dia, no silêncio, no mistério que há em teu interior. 

Encontra o Pai Celestial na força que te vem de dentro para tomar uma decisão, para não permanecer nas infantilidades, para não cair nas mesmas tentações, para não cometer mais os mesmos erros e mudar. 

Encontra teu Pai Celestial na resposta de amor que podes sentir, mesmo que seja por um segundo, na gota de água que cai do céu no deserto de teu coração, e que pode não saciar tua sede, mas sim te dá uma esperança.

E assim, filho, faz de cada prova uma dádiva, uma oportunidade de encontrar a Deus e crescer.

Ora e serve. Descobre que servindo nas coisas mais simples também encontras plenitude, porque não se trata de empreender grandes missões, mas sim de sair de si mesmo para amar, e que o amor lave teus olhos e te faça perceber a vida de uma forma diferente. 

Ora e faz da vida uma oração. Assim encontrarás a paz. 

Tens a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

 

 

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Hoje oro para que o Imaculado Coração de Maria ampare em Seu interior as almas perdidas, as que não encontram sentido para a própria vida, as que estão confusas e não sabem o motivo de existir, as que não conhecem o Amor e a Graça de Deus.

Hoje oro para que o Imaculado Coração de Maria acolha em Seu interior as almas frágeis, as que lutam por ser fiéis, mas que sucumbem às tentações do mundo, as que se perdem nos vícios, as que cedem ao caos e ao mal.

Oro para que as almas que clamam por auxílio vejam os braços da sempre Virgem Mãe de Deus estendidos ao mundo. Que tomem essas mãos, firmes e delicadas, que cruzam os universos e os Céus, diante da Lei da Justiça, e derramam Misericórdia sobre o mundo.

Oro para que o Imaculado Coração de Maria seja conhecido, para que as almas saibam reverenciar o Amor de uma Mãe que detém as Leis e a Ira de Deus e clama por Seus filhos mais perdidos.

Em tempos de transição e de definições, filhos, oro para que as almas compreendam que o Amor da Virgem Maria vai além de toda a compreensão humana. Ela toma pelas mãos até as almas mais perdidas e as conduz ao Filho, que as conduz a Deus.

Saibam orar com Maria Santíssima, não apenas pela paz, mas também pelo perdão, pela esperança, pela salvação das almas mais pecadoras, porque é Ela, filhos, que clama ao Primogênito para que Ele coloque Sua atenção sobre a água que deve ser transformada em vinho; Ela é quem sustenta a cruz de Seus filhos, quem persevera além da dor, quem se mantém de pé; Ela é quem os ensina a servir em silêncio, a manifestar e perpetuar o Plano de Deus, ainda quando Deus pareça estar ausente. Ela os ensina a estar no Pai, em todas as circunstâncias, fazendo da própria vida a porta para o Reino de Deus.

Por isso, oro para que hoje não apenas seja honrada, mas, sobretudo, vivida a união com o Imaculado Coração de Maria.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Quando estive na Terra, em Nazaré, e Meu coração humano e frágil se via cansado, Eu Me afastava de tudo e de todos e, sozinho com Deus, orava.

Muitas vezes, não tinha força para orar, e a angústia calava não apenas Minha voz, mas também Meus pensamentos. Então, ajoelhado diante do Senhor, Eu silenciava. Permanecia em silêncio, sentindo o Seu Sopro ingressando em Meu corpo, no ar que Eu respirava. Buscava paz.

Não pedia nada ao Senhor, e tudo o que Eu tinha já Lhe pertencia; então apenas silenciava e esperava, esvaziando o coração do medo e das angústias e encontrando fortaleza nesse silêncio profundo que Eu compartilhava com Deus.

Por que hoje lhes digo isso? 

Porque conheço o mais profundo de seus corações e sei que, sob a pressão destes tempos, se veem cansados, angustiados e movidos sempre a uma transformação maior, a um passo mais profundo no desconhecido.

Por isso lhes ensino, filhos, que, ainda nas fraquezas, sua fortaleza se encontra em Deus. E, quando não tiverem palavras nem sentimentos para compartilhar com o Senhor, apenas silenciem e busquem a paz, compartilhando do Silêncio de Deus. Seu Sopro Divino lhes revelará essa paz.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Quando a alma da natureza entra em diálogo com Deus, o que ela diz? Como é respondida pelo seu Criador?

A alma da natureza fala com Deus em silêncio, através da expressão da beleza e do movimento dos elementos. A alma da natureza expressa ao Criador a sua dor através do vento, da chuva, do céu fechado e silencioso, do tempo que parece se deter para sentir a vida da Terra. 

A natureza expressa sua doação e amor através das flores, dos frutos, das folhas verdes e das folhas que se secam, entregando-se à renovação. Fala através do profundo silêncio dos oceanos, do seu equilíbrio e da sua entrega, do seu serviço constante e abnegado, seu esforço em manter vivo o Projeto do Criador para este mundo. 

A alma da natureza fala com Deus através do silêncio da terra, renovando em suas camadas mais profundas os registros mais antigos da humanidade, transformando com fogo o que passou e entregando ao planeta matéria que nutre, que supre, que sustenta.

E Deus responde à natureza com o sol que ilumina e comunica a vida, com a noite que restaura e traz alento, com o sopro que se faz ar e respiro, para que, apesar de toda a densidade do planeta, haja Espírito no espírito dos seres. Deus responde à natureza com gratidão, renovando sua perfeição e beleza, sua vida e sua forma, sua paz.

Que este diálogo, filhos, ensine-os a servir sem condições, a doar-se por amor, a expressar paz mesmo em tempo de caos, a adorar em silêncio quando o mundo se agita e a receber do Senhor a gratidão e o Amor de Seu infinito Coração. 

Têm a Minha bênção para isso. 

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Uma alma que aspirava a poder um dia viver a unidade com todos os seres e com Deus buscava em cada religião pontos que pudessem unir, no amor e no respeito, cada uma delas. E um dia, em oração, questionou o Senhor, dizendo: − “Senhor, Tu és o mesmo Deus para todas as religiões verdadeiras. És o mesmo que inspira os corações e as almas pelo caminho de retorno ao Teu Espírito de Amor. Diz-me, então, o que há em cada religião que nos une, que nos faz, a todos, Teus filhos?”

E o Senhor, com amor, respondeu-lhe: − “O que faz, alma pequena, com que sejam Meus filhos não são as religiões, mas a própria vida. O fato de existirem na vasta Criação faz de cada ser um filho de Deus, amado e predileto, criado por um propósito e com uma missão.

As religiões são impulsos que dei à humanidade, de tempos em tempos, para que as almas recordassem o caminho para a sua evolução, mas não apenas através delas enviei esses impulsos ao mundo; Eu o fiz também através da natureza, do silêncio, do serviço e, muitas vezes, através do sofrimento, porque alguns de Meus filhos escolheram esse caminho para despertar e perceber que não estavam compreendendo a vida da forma correta e que estavam perdendo o verdadeiro sentido de sua existência.

Através das religiões, enviei impulsos ao mundo que, à medida que os seres humanos cresciam e evoluíam mental, emocional e animicamente, puderam ser mais amplos, mais claros, mais diretos.

Através de Krishna, conduzi-os ao despertar de um grau de amor simples, amor pela vida, pelos elementos, pelas energias. Conduzi-os a uma percepção mais ampla da existência e comecei a criar um caminho de retorno ao Meu Coração. Porém, cada ser compreendeu a religião de uma forma diferente e a manifestou segundo as suas possibilidades, que muitas vezes não foram puras como os Meus impulsos.

Através de Buda, ensinei-lhes a unidade com o Todo, o amor compassivo e a paz. Ensinei Meus filhos a viverem em comunhão com o universo e a saírem das rodas constantes dos erros e das consequências. Já estavam prontos para compreender que são vocês mesmos os responsáveis pela própria vida e, através de suas escolhas, atraem para si os Raios e os impulsos que os elevam ou os corrigem, segundo o que escolhem viver.

Mas nem toda a humanidade evoluiu, nem todos se abriram para amar. A mente humana se desenvolveu e, com ela, a sua maldade, e não o seu amor. Em vez de viverem em comunhão com a vida, quiseram possuí-la e manipulá-la. Por isso, fizeram dos elementos deuses e das energias, formas de conseguir o que queriam.

Através dos Patriarcas, voltei a dar impulsos aos seres, corrigindo os seus caminhos; impulsos que foram vividos também segundo sua compreensão.

Até que enviei ao mundo o Meu Filho, não apenas com um ensinamento, mas com uma Graça. Diferente de todas as religiões anteriores, não era através do conhecimento ou do esforço constante para elevar-se que chegariam a Mim, mas, sim, através de uma Graça e da Misericórdia que um coração rendido pode receber.

O Amor de Cristo não veio para poucos, veio para todos. Não veio para o Oriente ou para o Ocidente, veio para toda a vida, para todos os seres que, apesar de seus pecados, souberam dizer sim.

Em tempos anteriores, a humanidade chegava às dimensões divinas através de um esforço constante pela elevação. Através de Cristo, foi-lhes revelado o Reino no próprio coração, e, ao longo da evolução humana, Meus impulsos seguem renovando-se.

Começo a unir em seu interior todos os conhecimentos e todos os graus de amor, porque é chegado o tempo da síntese da vida na Terra, o tempo da porta estreita e única, através da qual todos os seres chegarão a Mim. E essa porta, alma amada, é o amor em seus corações.

Por isso Eu Sou o Deus da Vida, porque a todos amo e a todos ensinei a amar. Esse é o caminho para chegar a Mim. Por isso venham, apesar das diferenças. Venham, apesar dos conhecimentos. Venham, apesar dos impulsos que receberam, porque todos eles tinham um único propósito, o de conduzi-los a amar.”

Que este diálogo, filhos, ensine-os a compreender os ciclos da vida e seu verdadeiro sentido, e saber que, apesar de toda a complexidade da existência humana, para tudo há um único propósito, que é a vivência do amor.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

 

 

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Uma alma que aspirava a aprofundar sua união com Deus e amadurecer essa união através de uma entrega verdadeira e de um contato puro com o Coração do Pai Celestial, orava-Lhe, dizendo: – “Senhor, minha vida e toda a vida pertencem a Ti; meu coração e cada coração pertencem a Ti e são partes vivas de Teu Coração de Amor. Ensina-me, então, a sentir-me cada vez mais parte de Teu Ser, de Teu Espírito, de Tua Fonte. Ensina-me a viver e a mover-me sempre dentro de Ti, expressando-Te e sendo Teu instrumento neste mundo e além dele.”

E, depois de um instante em silêncio, contemplando o interior dessa alma, o Senhor respondeu-lhe: – “Para expressar mais a Mim que a ti, deves primeiro, alma pequena, fazer como te ensinou Meu Filho: entrar no teu quarto em silêncio e orar em segredo ao Meu Coração, que te escuta em segredo. É ali onde fortaleces tua união Comigo. Antes de demonstrá-la ao mundo, antes de ser um instrumento Meu diante dos olhos dos homens, primeiro deves não apenas construir, mas também consolidar e renovar, pelos séculos que virão, essa união com o Meu Coração.

É em segredo que Eu te revelo o que mais quero de ti; é em segredo que te mostro o Meu Reino em teu interior; é em segredo que escuto tua confissão e perdoo os teus pecados, lavo os teus pés, teu rosto e tuas mãos, e te faço nova, todos os dias, para que sempre tenhas uma nova oportunidade para tentar chegar mais perto de Meu Espírito, de Minha Fonte.

Completa tua oração com o serviço, silencioso e simples, esforçado e atento, mas sempre buscando a humildade. A princípio, alma amada de Meu Coração, não busques sequer dar o exemplo, porque aquele que está buscando dar um exemplo busca a atenção de alguém que o observe e que aprenda com ele. Tu não queiras ensinar, mas apenas viver; tu não queiras mostrar, mas apenas ser. Sabe que és uma aprendiz e que estás tentando a cada dia ser melhor, e se para a Minha Glória alguém te observar e aprender contigo, que teu coração não mude, mas permaneça eterno aprendiz de Meu Espírito, eterno serviçal dentro de Meu Plano, eterno buscador de Minha Presença. Assim aprenderás em um contato verdadeiro Comigo, e Eu estarei em ti, e tu Me representarás, talvez, sem sequer perceber.”

Que esse diálogo, filhos, ensine-os a buscar a Deus, aprofundar seu contato com Ele e ser Seus instrumentos neste mundo e muito além dele.

Têm a Minha bênção para isso. 

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Uma alma que aspirava a conhecer a eternidade e o Paraíso e a cada dia buscava méritos para chegar a merecer um lugar no Céu, questionou o Senhor sobre qual seria o caminho para merecer estar a Seu lado, dizendo-Lhe: – "Senhor, a vida na Terra, apesar de sagrada, é-me pouco. Minha alma aspira ardentemente a estar Contigo no Paraíso de Tua eternidade. Diz-me então, Deus amado, como fazer para permanecer a Teu lado no Infinito?”

E, com profundo amor e sabedoria, o Senhor respondeu-lhe: – “Alma pequena, o que é para ti o Paraíso? Como pensas, em teu coração, que há vida em Meu Reino? Eu te criei para habitar em ti; dessa forma, quero fazer-te compreender que não precisas desejar estar no Céu para estar a Meu lado, mas descobre-Me em teu interior. Feliz e bem-aventurada é a alma que sabe encontrar na própria essência a unidade Comigo, aquela que não busca fora de si, mas sim dentro, no profundo do próprio interior.

Tantas são as almas que dizem querer estar Comigo, mas quantas são as almas que, em silêncio, detêm-se para encontrar-Me em sua própria essência?

Muitas são as almas que dizem preferir o Meu Reino ao mundo; mas quantas são as que deixam de lado, mesmo que por um instante, as coisas do mundo para buscar o Meu Reino no próprio coração e saber-se Reino?

Muitas são as almas instruídas em Meu Conhecimento, as que sabem de Minhas Palavras e dizem amá-las; mas quantas são as que, depois de serem instruídas sobre algo, não se detêm em conhecer e buscam uma experiência sobre o que aprenderam?

Alma pequena, o Meu Reino está em ti, assim como Eu também estou em ti, e o caminho para encontrar-Me é simplesmente buscando-Me de verdade, com sinceridade e com amor. Quando simplesmente te detiveres para encontrar-Me em ti, verás que Meus mistérios não estavam ocultos nas estrelas. Meu Paraíso não é apenas no Céu; ele está em teu interior.”

Que esse diálogo, filhos, inspire-os a buscar a Deus no próprio interior, e não apenas conhecer os Seus mistérios, mas também experimentá-los a cada dia.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Uma alma apaixonada por Deus e disposta a entregar-se a Ele com todo o seu coração, todos os dias orava e cantava, fazendo-Lhe a oferta de sua vida, de seu amor, de cada espaço de seu ser. E um dia, entre os seus devaneios e ofertas, disse ao Senhor: – “Senhor, entrego-Te minha vida, meu coração e a eternidade, para estar sempre em Ti. Entrego-Te tudo o que sou, e passaria a eternidade aos Teus Pés, em oração, porque apenas aspiro a estar em Ti para sempre.”

E, olhando-a com amor, o Senhor respondeu-lhe: – “Alma pequena, que com sinceridade aspiras a entregar-te, entrega-te pois em cada instante de tua vida, entrega-Me teu ser não apenas em uma oração, mas também em cada ação e pensamento de teu dia. 

Entrega-te a Mim, servindo ao próximo, dizendo-Me sim incansavelmente, na eterna superação de ti mesma. Entrega-te a Mim no silêncio, renunciando a dar o teu parecer para acolher a sabedoria do próximo e seus conselhos. 

Entrega-te a Mim, deixando que outros cresçam e encontrem seu lugar em Meu Plano, enquanto Eu cresço dentro de ti. Entrega-te a Mim, renunciando às tuas vontades e vivendo em obediência e resignação o que Eu pensei para ti. Entrega-te a Mim com um pensamento puro, não julgando, criticando ou atacando teus semelhantes com tua mente e com teu coração. 

Entrega-te a Mim no esforço para amar o próximo e dar sempre um exemplo de um coração paciente e compassivo. Entrega-te a Mim com sinceridade, com vida, com transformação, com deserto ou com alegria, com penas ou com regozijo. Entrega-te a Mim em cada instante; assim saberás que Eu vivo em ti, porque Me abriste a porta não apenas de teu coração, mas de todo o teu ser.”

Que esse diálogo com Deus vos ensine, filhos, que a entrega ao Criador deve ser em cada instante e em todas as coisas da vida; a entrega é plena, completa e incondicional. Assim, aprendereis a estar em Deus e permitir que Ele esteja e seja em cada um de vós.

Tendes a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DA VIRGEM MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Poemas ao Imaculado Coração de Maria

Décimo primeiro poema

Senhora eterna da Luz,
Poder invencível e imaculado,
Sustento dos que necessitam de Ti,
Amor Divino dos que o buscam,
faz-nos descobrir Deus em nosso interior, 
para que qualquer adversidade ou desafio sejam superados
pelo auxílio espiritual que Tu nos dás, 
Divina Mãe.

Pedimos-Te, neste dia,
que sempre nos guies a Teu amado Filho.

Que no serviço incondicional de nossas vidas 
possamos reconhecer o Rosto de Cristo.

Que em cada oportunidade de nos doarmos 
compreendamos a importância
do Plano de Amor para a humanidade.

Assim, Santíssima Mãe,
estaremos livres de nós mesmos 
para que, em cada novo dia,
nossa entrega e oferta sejam cada vez mais profundas.

Querida Mãe,
protege cada um de nossos passos.

Ajuda-nos a encontrar a humildade e o silêncio 
no ritmo da vida, 
porque aspiramos a imitar-Te 
na contemplação e na oração silenciosa.

Por isso, Mãe, rendemo-nos diante de Ti,
para que Teu puríssimo Coração
nos abençoe para sempre.

Amém.


 
Agradeço-vos por responderdes ao Meu chamado!

Abençoa-vos, 

Vossa Mãe, a Virgem Maria, Rosa da Paz
 

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Alinha constantemente tua consciência com o Propósito Divino, através da oração, da adoração, do canto, do silêncio, do contato com a natureza e de tudo aquilo que desperta amor verdadeiro e espiritual em teu coração.

Chegou o tempo de que correntes poderosas desçam sobre a Terra, com impulsos cada vez mais intensos, que moverão não apenas os mundos internos, mas cada espaço da consciência humana, desde as suas células até o seu espírito.

Isso é assim porque a humanidade deve ir retornando ao princípio de sua pureza, deve ir ingressando no Tempo e na Graça de Deus, para que este mundo volte a ser sagrado.

E, quando essas correntes universais encontram resistências nas almas e na vida humana, geram choques, desequilíbrios, atritos, a fim de ir rompendo os muros da indiferença nas consciências.

Mas se um ser ora e cria por ele mesmo, pouco a pouco, o caminho para chegar a Deus, essas correntes atuarão em sua consciência como uma Graça, como um vento sublime que empurra a barca para oceanos mais profundos, para que essa barca se mova e chegue ao seu destino.

Por isso, filho, não temas, mas apenas alinha tua consciência com o Propósito Divino e não resistas ao que te conduz ao crescimento interno e ao amadurecimento de tua consciência. Assim, tudo se cumprirá.

Tens a Minha bênção para isso. 

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Quando não tiveres força, oferece a Deus as tuas fraquezas, a tua debilidade humana, a tua pequenez.

Quando teu coração parecer vazio, oferece a Deus este espaço, para que seja Ele, e não o mundo, quem preencha esse vazio em teu interior.

Quando teu canto estiver mudo, oferece a Deus o teu silêncio e ora com o pensamento, para que seja Ele, e não o mundo, a preencher a tua mente.

Quando teu corpo estiver cansado, oferece a Deus os passos dados, todo serviço vivido e cada mérito alcançado e percebe assim, filho Meu, que sempre há algo para oferecer ao teu Criador, Este que espera não apenas teu triunfo, mas todo o teu ser, da pequenez à grandeza, do que conheces ao que te é um mistério; tudo coloca nas Mãos de Deus.

Tens a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

Páginas

Quem somos?

Associação Maria
Fundada em dezembro de 2012, a pedido da Virgem Maria, a Associação Maria, Mãe da Divina Concepção é uma associação religiosa, sem vínculos com nenhuma religião instituída, de caráter filosófico-espiritual, ecumênico, humanitário, beneficente, cultural, que ampara todas as atividades indicadas através da Instrução transmitida por Cristo Jesus, pela Virgem Maria e por São José. Ler mais

Contato