MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Hoje, filhos, com o Menino Jesus entre Meus braços, venho fazer-lhes um pedido especial.

Já não resta muito tempo para que Minhas palavras ecoem no mundo. É chegado o momento de Meu silêncio para que, assim, a voz deste pequeno Menino possa falar mais alto, para que Seus desígnios sejam escutados e Seu Verbo se torne Lei.

Mas, antes de silenciar Meu Casto Coração, venho pedir para cunhar uma medalha, a Medalha do Castíssimo Coração de São José. Medalha que guardará em si todos os méritos alcançados em Minha vida e na eternidade de Meu Coração; medalha que será a protetora das famílias e a guia para a evolução das almas; medalha que lhes recordará a pureza de seus corações e protegerá as suas essências, para que não percam a paz nos tempos de transição.

A Medalha de Meu Casto Coração levará gravada a Minha imagem com o Menino Jesus em Meus braços. Ele estará em Meu braço direito, e os lírios que carrego como símbolo de castidade estarão em Minha mão esquerda. Aos Meus pés escreverão: Castíssimo Coração de São José, rogai por nós.

Atrás, a Medalha levará Meu Coração, como uma ponte para o Meu Relicário espiritual. O Meu Coração com três lírios representará a união que vivi, como servo de Deus, com a Divina Trindade.

Com esta Medalha, filhos, se cumprirá o legado que devo deixar-lhes como Pai e Amigo.

Aqueles que portarem consigo essa Medalha levarão pelo mundo os Dons e as Graças alcançados por Meu Coração.

Como promessas divinas, digo-lhes que aqueles que portarem a Medalha do Castíssimo Coração de São José:

1. Encontrarão a paz nos tempos de tribulação.

2. Alcançarão a sabedoria interior, por meio da humildade e da entrega.

3. Encontrarão o caminho para retornar ao Pai, através da simples oração.

4. Serão protegidos de toda obscuridade.

5. Alcançarão a Graça e a proteção para as suas famílias.

6. Viverão sob o espírito da humildade e da mansidão de Meu Casto Coração.

7. Através do silêncio, descobrirão o Amor insondável de Deus e beberão de Sua Fonte Divina.

Com alegria em Meu Coração, deixo-lhes este pedido que gostaria de ver cumprido para o dia 19 de março de 2020, quando receberão de Deus uma Graça especial e uma expiação divina.

Deixo-lhes Minhas bênçãos e Minha paz.

Seu Pai e Amigo,

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Venho com o Sol, com o Menino Jesus em Meus braços, para abençoar o mundo e pedir-lhes que orem.

Orem pelas almas que agonizam por não compreender as provações destes tempos, e orem por aqueles que se comprometeram com o resgate planetário e não cumpriram com sua missão.

Orem pelos que estão enfermos de espírito, submetendo outros ao sofrimento, e orem pelos que sofrem por viver as injustiças impostas pelos homens neste tempo.

Orem pelos Reinos da Natureza, cada dia mais ultrajados e esquecidos, como se não fossem parte da Consciência Divina. Os homens que os maltratam não sabem que é ao próprio Deus que ofendem e matam todos os dias.

Orem pela consciência do planeta que, apesar de sustentar a Terra, vive a constante indiferença dos homens que, cegos por sua ignorância, não conhecem o seu espírito e sequer agradecem pela vida que lhes é concedida.

Orem, filhos, porque o mundo necessita de reparação, as almas necessitam de salvação e chegou o momento de que a Terra ingresse em outras leis, em outro tempo, em outro ciclo de sua evolução, em que já não caberão o sofrimento e a ignorância que conduzem os homens ao desamor.

Seu Pai e Amigo,

São José Castíssimo

MENSAGEM PARA A APARIÇÃO DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

O sentimento de Amor do Meu Coração no Nascimento de Jesus

Desde os Meus primeiros anos de vida e antes deles, fui preparada por Deus para cumprir com Sua Vontade e manifestar Suas promessas, estas que estavam guardadas nas palavras dos Profetas, nos Livros Sagrados do nosso povo.

Meu Coração amava o Senhor com todo o fervor, e este mesmo Amor permitia que, em Minhas orações, Minha Consciência cruzasse as dimensões para estar diante de Deus. Contemplava, assim, essa Fonte eterna de Vida e Seu Silêncio; observava como toda a vida se renovava, através dos raios, sons e cores que partiam do Coração de Deus e que eram conduzidos pelos anjos e arcanjos aos diferentes Universos.

Meu Coração apenas aspirava a silenciar com Deus, para estar ali, naquela dimensão da consciência, onde tudo era quietude e paz.

Foi assim que, contemplando a Consciência Divina, o Criador Me revelou os mistérios de Sua Criação; mostrou-Me o momento em que o Seu Amor se expandiu e deu origem à vida manifestada através das dimensões; mostrou-Me o momento em que eram criados os primeiros Espelhos do Cosmos e como eles serviam para conduzir o Amor e a Vontade Divina para tudo o que havia sido criado.  

Em Seu Silêncio, o Senhor revelou-Me a graça da expressão da Divina Trindade e como de Seu Coração nasceu Seu Divino Espírito e Seu Filho e, por fim, através do Arcanjo Gabriel, o Criador Me revelou que Seu Amor se manifestaria na vida como corpo, alma e espírito humano, ocultando todo esse mistério antes revelado.

Diante do Arcanjo Gabriel, Meu Coração se expandiu e todo o Cosmos e as realidades sublimes, que antes Eu contemplava diante de Meus olhos, através dos portais de luz que se abriam no céu, agora começavam a ingressar em Meu interior; em Meu Ventre se guardava todo esse mistério divino.

Primeiro, o Criador fez morada em Meu Coração; logo, em Minha Consciência e, então, em Meu Corpo, fazendo com que todos os níveis do Meu Ser experimentassem a Sua presença divina.

Quanto mais Eu vivia Deus, mais Eu Me silenciava, porque Seu Amor inundava o Meu Ser de forma que não havia lugar para expressões Minhas, mas apenas de Deus.

Cada dia que passava e que o Menino Deus crescia em Meu Ventre era como contemplar outra vez a criação dos Universos, a manifestação dos Aspectos de Deus, o nascimento dos anjos e arcanjos através dos mais puros sentimentos do Pai. Mas naquele momento, filhos Meus, isso acontecia dentro do Meu Ventre.

Um Cosmos interior despertava em Meu corpo físico, e tudo o que Eu era, como parte da vida humana, transformava-se em um Espelho da Consciência Divina. O Espírito de Deus se espelhava em Mim e, assim como Ele deu a vida a tudo o que habitava no Universo, agora Ele gestava uma vida nova em Meu Ventre Materno.

Expresso hoje com palavras o que foi vivido no silêncio, para que seus corações participem dos mistérios da vida e os amem, a fim de buscarem a verdade sobre si mesmos.

Cada dia de Minha gestação foi acompanhado de uma Revelação Divina, e Meu Espírito se regozijava em Deus, na eterna presença dos anjos, como se Meus pés já não tocassem a Terra, mas vivessem constantemente na renovação da vida, nas dimensões divinas.

Meu Casto Esposo José acompanhava Meu silêncio e também silenciava; isso lhe permitia comungar dos mistérios, apesar de que Ele não os compreendia e não os vivia com a mesma profundidade.

No caminho para Belém, Eu acompanhava com amor cada prova que Ele vivia e, em Meu silêncio, deixava que a humanidade se transformasse e se convertesse através de Seu Casto Coração. Já chegava o momento em que o Espírito de Deus inundaria o Seu Coração, e, sabendo que tudo tem o seu tempo, Eu apenas silenciava e deixava que o Amor de Deus, que pulsava em Meu Ventre, se expandisse para o Seu humilde e fiel Coração.

O Nascimento de Cristo foi sentido por Mim como uma nova criação, uma nova expansão divina. Minha Consciência se transladou para o Cosmos e, vendo a Deus Único multiplicar-Se, sentia Seu Filho nascer e Se expressar na matéria.

Os anjos cantavam glória e aleluia e emanavam sons jamais escutados na Terra; o Silêncio de Deus se expandia como ondas de Amor, e tudo isso Eu sentia em Meu Coração.

Ter o Meu Filho nos braços Me fez compartilhar do Amor de Deus ao multiplicar-Se; o primeiro sentimento de maternidade de toda a vida provinha de Seu Coração. E, como algo sublime e indescritível, um sentimento renovado de Amor, um Amor que não vivia na Terra, Meu Coração viveu uma nova expansão de luz.

Sintam, filhos Meus, este Amor que se guarda na memória de Minhas palavras, e deixem que, neste dia de glória, esta expansão de Amor viva em algum grau dentro de vocês.

Hoje lhes revelei os mais profundos sentimentos do Meu Coração e, com palavras simples, dei-lhes a conhecer aquilo que não se explica, mas que apenas se vive.

Para compreender verdadeiramente o que lhes digo, devem deixar que Minhas palavras ingressem em seus corações e deem origem a um estado novo dentro de cada um de vocês.

Agradeço-lhes por confiarem nos impulsos que provêm do Céu e por responderem ao Meu chamado!

Abençoa-os,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Série - Revelações Divinas destes tempos

Da humilde gruta de Belém ao Templo da Circuncisão - Parte II

Após os acontecimentos físicos, internos e universais ocorridos na simples gruta de Belém, alguns dias depois, São José e sua Mãe Celeste Se prepararam para apresentar o Menino Deus no Templo.

Esse já seria o segundo mistério que se revelaria naquele tempo aos homens a respeito do que, espiritualmente, significaria a vinda do Messias à Terra.

Naquele tempo, a gruta de Belém ficou impregnada e preenchida da luz crística. Por cada lugar que o Menino Rei passava, atributos e códigos divinos iam sendo depositados nesses espaços como terafins, e todos aqueles que, de uma forma ou de outra, participaram e souberam do Nascimento de Jesus em Belém também receberam impulsos espirituais que os levariam à transformação da consciência.

Dias depois de haver nascido o sagrado Menino de Israel, São José já havia feito os preparativos e suas orações, a fim de que Ele também atravessasse, no Templo, o processo da chamada purificação.

São José chegou ao Templo junto com Maria Santíssima e o Pequeno Menino nos braços; no entanto, durante o ato da circuncisão de Jesus, assim como pede a Lei de Moisés, um fato inesperado se apresentou através de um humilde sacerdote chamado Simeão.

Esse sábio e contatado ser era um dos tantos homens da Terra que esperava a chegada do Messias e o cumprimento das profecias dos Profetas.

Nessa instância da apresentação do Pequeno Menino no Templo e depois da circuncisão, Simeão, sendo inspirado pelo Fogo Divino do Espírito Santo, compartilhou e anunciou uma profecia à Mãe de Deus, dizendo-lhe que uma espada de dor atravessaria Seu Coração e, em seguida, repetiu uma das profecias sobre o advento de Cristo na Terra.

O Templo da Circuncisão foi o cenário que não só determinou a consagração total do Menino Rei ao Plano de Deus, mas ali também se viu representado o sacrifício espiritual que Sua Mãe Celeste viveria, oferecendo o Pequeno Menino como reparação e expiação espiritual por todos os erros cometidos pela humanidade.

Foi ali, a partir desse momento, com a presença de Jesus no Templo, que começou a queda do império do mal, que naquele tempo submetia e castigava a Terra, impedindo a continuidade da evolução do sagrado Povo de Israel.

A chegada do Pequeno Jesus ao Templo, na companhia de São José e de sua Mãe Celeste, permitiu que nessa mesma hora se desenvolvesse uma grande intervenção divina, que poria fim à decadência dos homens e de todas as gerações humanas por meio da presença de Cristo na Terra, assim como por toda a vida que, de maneira incondicional, o próprio Menino, depois Homem, doaria por amor a todos os Seus irmãos.

O ato da purificação no Templo significou a passagem para outra etapa desse Plano perfeito, mas silencioso, que o próprio Deus estava levando adiante através de Seu Amado Filho.

Foi através da Apresentação do Menino Rei no Templo que a intervenção angélica e arcangélica começou a ocorrer diretamente em todas as almas da humanidade daquele tempo, já que era necessário que todo o gênero humano saísse do seu processo de autodestruição e da sua ânsia de poder.

Por essa razão, desde que Jesus encarnou na Terra, os seres angélicos e arcangélicos, a pedido da Mãe de Deus, fizeram uso dos mais altos instrumentos espirituais e dos mais puros Raios Imateriais a fim de que os espíritos na Terra vivessem os primeiros passos da redenção.

Para que tudo isso fosse possível, o próprio Menino Rei, ainda recém-nascido, aplicava certas Leis divinas que, através de seu cumprimento, modificavam a condição espiritual da Terra e, ao mesmo tempo, abriam os portais para o contato e a comunicação espiritual entre a Fonte Maior e os mundos internos, lugar onde se encontram as essências.

Todo o movimento universal realizado pela presença da Sagrada Família e pela intervenção angélica impediu o avanço das potestades do mal sobre a consciência humana que, naquele tempo, era mais primitiva.

Essas entidades contrárias tiveram que presenciar, como castigo, toda a vitória que foi gerada desde o Nascimento de Jesus até a Morte e a Ressurreição de Cristo.

Dessa forma, o planeta e a humanidade foram convertidos e redimidos pela potente voltagem do Amor-Sabedoria.

A aliança que se alcançou entre o Céu e a Terra derrotou e venceu os projetos do adversário. 

Agora, neste tempo atual e antes da segunda vinda de Cristo, a humanidade se encontra em um momento muito semelhante ao do Nascimento de Jesus, um momento em que cada ser humano terá a graça de vencer através do amor e de superar e de transcender a indiferença para que Cristo volte a triunfar em todos os corações.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado!

Abençoa-os,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Uma Boa Mãe - Parte II

Filhos,

Quisera que pudessem lembrar o momento em que estavam nos braços de sua mãe terrena, em um ato tão semelhante a quando o pequeno Jesus esteve em Meus Braços.

Que tesouro nos entregou Deus através de vocês quando, uma vez, sendo pequenos, puderam estar nos braços de sua mãe!

Que momento tão especial e íntimo nos concedeu Deus de que vocês pudessem sentir o calor maternal de sua mãe, e sua mãe pudesse sentir a entrega incondicional de seu pequeno filho!

Nessa relação de mãe e filho se constrói o espírito verdadeiro da família, e é esse espírito que permite, em experiências posteriores, construir o amor e a solidariedade entre os seres.

Hoje, como Mãe de todas as mães, venho com esse exemplo porque estamos diante de uma humanidade que perdeu completamente os valores espirituais da maternidade.

Mas, se por meio da oração, hoje e durante os dias que virão, todas as mães do mundo se unirem a Mim sob o espírito feminino da Sagrada Maternidade, permitirão que a grande Mãe entre todas as mães possa interceder pelas jovens mães que hoje gestam seus filhos e são tentadas pelo adversário a se desfazerem da vida.

Se juntas, como mães espirituais e mães de todos os nossos filhos, unirmo-nos nessa aliança perfeita de mães de Deus, algum dia geraremos essa consciência tão necessária para respeitar, amar e proteger a vida nova que está chegando.

Hoje só peço às mães que se recordem do seu primeiro parto e da preparação para aquele momento.

Quão importante é para a Criação trazer a vida ao mundo, assim como Eu trouxe Jesus como luz para a humanidade!

Que hoje possa voltar a nascer este espírito bendito da Maternidade que Deus concebeu em cada ser feminino e que nestes tempos cruciais será imprescindível, porque muitos corações mais buscarão o consolo e o carinho de uma mãe na Terra.

Convido-as, queridas mães, à renovação desse íntimo princípio feminino da Criação.

Uma boa mãe guarda em seu interior o propósito da vida que uma vez gestou, e ela é zeladora e guardiã para que esse propósito se cumpra na alma que uma vez trouxe ao mundo.

A missão espiritual das mães, unidas a Deus, é uma missão ampla, mais do que parece. Uma boa mãe é essa consciência intermediária entre seus filhos e Deus, porque Deus concedeu essa autoridade à Virgem Maria e, em consequência, a todas as mães que estão sinceramente unidas ao Seu Coração Maternal.

Nestes tempos, todos os filhos de Deus deverão recordar a missão que cada mãe terrena cumpriu ante o Universo, quando ela trouxe ao mundo seu próprio filho.

Este é o motivo para reacender nas almas o espírito da Maternidade, que protegerá os filhos dos embates do adversário.

Quero deixar-lhes, para terminar, as palavras que uma vez o Pequeno Jesus expressou a Mim em Seus primeiros anos de vida, palavras que afirmaram em Meu interior que Eu deveria, como Mãe de todos, fazer o possível e o impossível para salvar Meus filhos da perdição.

E Jesus, uma vez, sendo criança, declarou-Me as seguintes palavras como uma simples oração:

Ó doce Mãe!
Terna Consoladora dos que estão aflitos.
Serva incansável que doaste e entregaste
Teu Puríssimo Ventre Virginal à Criação.

Ó bondosa Mãe!
Que acolhes os que sofrem,
que perseveras em Tua pura Fé,
que não descansas 
até poder ter nos braços 
o último de Teus filhos.

Ó Mãe da caridade!
Que fazes o bem por onde passas,
que realizas milagres e concedes graças
 a todos os Teus filhos.

A partir de agora, Puríssima Mãe,
serás Rainha e Senhora de todas as mães, 
a fim de que nesta humanidade
todos aprendam, algum dia,
por obra de Tua Graça, a amar de verdade,
assim como Tu nos amas incondicionalmente.

Com estas palavras, agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado maternal!

Abençoa-os,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE CRISTO JESUS GLORIFICADO, TRANSMITIDA NA CIDADE DE BAD VÖSLAU, ÁUSTRIA, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Primeira Série de Poemas
Segundo poema de uma alma ao Sagrado e Bendito Coração de Jesus

Faz-me amar, Senhor, o Divino Propósito
assim como Tu o amaste desde o princípio,
quando estiveste entre nós como Criança,
quando predicavas e ensinavas a Palavra de Vida,
quando obravas e realizavas prodígios nos corações mais fechados.

Amado Jesus,
fiel Mestre e Esposo Celestial,
compromete minha vida cada vez mais Contigo.

Que eu possa sentir na noite de frio o calor de Teu abraço;
que eu possa refugiar-me sempre em Teu Coração
quando atravessar o deserto da alma;
que eu possa estar absolutamente vazio
cada vez que Tu me chamares a servir.

Venerável e nobre Coração de Jesus,
participa inteiramente da minha vida,
porque minha vida é Tua vida,
minha respiração é parte da Tua respiração,
meus sonhos são parte dos Teus grandiosos Projetos.

Querido Jesus,
converte minhas aspirações em Teus Desígnios,
meus anseios em parte de Tua Obra,
para que eu possa dar-Te a conhecer ao mundo
assim como Tu, Senhor meu,
deste a conhecer aos homens
o Amor Maior de Deus.

Que Teu Reino, Senhor, desça à Terra,
para que cada aspecto da minha consciência
seja sublimado e transformado
conforme Tua Palavra e Tua infinita Misericórdia.

Deixa-me, Jesus, ao Teu lado,
porque na noite escura da alma
necessito sentir confiança e fortaleza
ao poder estar perto de Ti.

Permite-me, Senhor,
esvaziar-me completamente pela Tua intervenção,
para que deposites neste pequeno coração
a Obra do Teu Reino e todo o Teu Legado,
e assim se cumpra, nesta humanidade,
o desígnio maior de Teu Espírito.

Faz-me ver com clareza e sabedoria
os passos que devo dar hoje rumo a Ti.

Sustenta-me com Tuas Mãos
para que, confiante,
eu possa atravessar os abismos internos
que me separam de Ti.

Jesus,
faz-me reconhecer Tua poderosa Luz,
faz-me reconhecer o sublime Fogo de Teu Coração,
para que possas cumprir Tua Divina Vontade em minha vida
para sempre.

Amém.

 

Agradeço-lhes por guardarem estas palavras de uma alma em seus corações!

Abençoa-os,

Seu Mestre, Cristo Jesus 

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA DURANTE A VIAGEM DE SANTA FÉ, ARGENTINA, PARA O CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Na pequenez do Meu Coração, Meu amor e respeito pelo Egito e seu povo são muito grandes, porque foram os egípcios que acolheram com hospitalidade e amor a Sagrada Família quando ela chegou à cidade do Cairo.

Naqueles tempos, a Sagrada Família, depois de ter escapado e de ter-se exilado no Egito, foi recebida com glória e amor por todos os egípcios que encontrou no caminho e pelos que a receberam naquele tempo para proteger o Menino Jesus recém-nascido.

Foi um pedido do Alto que os egípcios fossem os primeiros guardiões do Menino Jesus. A família real do Egito, ao saber da chegada do Messias, dispôs-se a ajudar em tudo o que fosse necessário.

A Sagrada Família foi a primeira consciência refugiada em terras estrangeiras. Esse foi um acontecimento inesquecível porque, até os dias de hoje, Meus filhos do Egito recordam a passagem da Sagrada Família por esse lugar, onde marcas espirituais e divinas de cura, de amor e de redenção são vividas hoje pelos devotos cristãos destes tempos.

O exílio da Sagrada Família no Egito foi o primeiro passo na expansão da cristandade.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado!

Abençoa-os,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA DURANTE A VIAGEM DE LOS COCOS, CÓRDOBA, À CIDADE DE MENDOZA, ARGENTINA, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN

Hoje os levo todos ao momento do exílio da Sagrada Família no Egito, momento em que o Divino Filho Encarnado trouxe para a humanidade daquela época a fé em um só e único Deus.

Por meio do exílio da Sagrada Família no Egito, a consciência humana aprendeu a reconhecer através de Cristo a presença da Sagrada Vontade do Criador, a qual deve ser irrefutável e amplamente aceita por todos os seres humanos; dessa forma, a consciência humana estará livre dos constantes erros e plena na Vontade de Deus.

Foi assim que o Divino Filho com Sua Presença no Egito trouxe para aquele tempo a dissolução do ateísmo e o estabelecimento, por meio da energia crística, da união interna e sacramental com o Todo-Poderoso.

A Presença da Sagrada Família no Egito marcou um antes e um depois para esse povo milenarmente acostumado a uma forma de crença superficial e pagã.

O Divino Filho no Egito, ainda sendo silenciosamente pequeno, trouxe ao mundo a possibilidade de compreender e de viver a visão espiritual em um sentido evolutivo e não de apropriação, como os egípcios concebiam os astros do Universo.

A Presença do pequeno Menino Jesus ordenou o sistema de crenças e também a visão cósmica universal, porque Ele, naquele tempo, manifestava o correto alinhamento com as Leis e os Raios. Jesus abriu a Fonte da Renovação sobre o planeta, para que as consciências fossem curadas e aliviadas de seu sofrimento.

Ele reuniu todas as consciências de diversos caminhos e as colocou nas Mãos do Pai Eterno, para que tivessem a oportunidade de sentir o Amor de Deus e, assim, recuperar sua filiação com a Criação.

A Presença da Sagrada Família gerou o renascimento espiritual das origens deste Projeto, para que a raça humana daqueles tempos recuperasse os princípios desta escola de amor e de perdão.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado!

Abençoa-os,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO MUNICÍPIO DE LUZ-SAINT-SAUVEUR, ALTOS PIRINEUS, FRANÇA, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN

Os Sinais no Céu

E o mundo despertará de manhã e verá, no Céu, o sinal plasmado que indicará o momento do Retorno de Cristo.

Muitos olhos se abrirão e corações se redimirão ante esse visível sinal do Universo.

Enquanto o sol despontar no mais alto da colina, o sinal do Universo ficará cada vez mais visível e não se apagará. Será o momento em que tudo se transformará e o que permaneceu oculto, do nada, será visto.

Esse sinal deixará mais três sinais visíveis no mundo. Eles não poderão ser confundidos nem interpretados como fenômenos naturais, pois terão um grau de resplendor tão alto, que não se assemelharão a nada deste mundo.

Enquanto isso, uma estrela semelhante à grande Estrela de Belém anunciará a abertura dos portais do Universo.

Quando virem essa grande e desconhecida estrela brilhar intensamente no firmamento, prostrem-se no solo e façam penitência; manifestem um profundo arrependimento em nome da humanidade, pois esse será o sinal de que Cristo já está retornando.

Coisas semelhantes ao nascimento de Jesus sucederão no último tempo porque, quando o Menino Deus nasceu, Ele era o Alfa; agora, em seu retorno, Ele será o Ômega.

Preparem a tempo seus corações para esse momento.

Permitam que a purificação se adiante, para que estejam livres de vocês mesmos.

No total, quatro sinais se mostrarão neste Universo, para que a humanidade compreenda que já é hora de ir despertando e de abandonar a ilusão e a inércia.

Esses sinais trarão consigo algo novo e algo renovador, mas, ao mesmo tempo, eles moverão, do Oriente ao Ocidente e de Norte a Sul, tudo o que é obscuro, injusto e infiel.

É assim que, por serem sinais do Universo dentro do planeta, não poderão ser apagados, alterados ou ocultados.

Esses sinais terão a força de centenas de cavalos e uma expansão maior que todos os oceanos.

Será esse o momento em que deverão estar em oração sem se distrair, porque os impulsos ficarão, mas o que está em vão se transmutará.

Os sinais revelarão mistérios desconhecidos, abrirão portas inexplicáveis e farão que a humanidade adormecida desperte e, finalmente, coloque sua atenção em Deus, sem poder escapar para parte alguma.

Dessa forma, queiram ou não, os seres humanos tomarão consciência de todos os seus pecados, e tudo ficará exposto neste mundo.

Assim, a grande mentira mundial, criada pelos homens da superfície, será extirpada. E todos tomarão consciência da ilusão que foi criada durante séculos.

Quando Cristo retornar, muitas coisas se moverão, até as mais incríveis. Porque, como Cristo é a Lei Viva, onde está a Lei presente, não estará o injusto ou o oculto.

Por isso, purifiquem a tempo os seus corações para que tais acontecimentos não superem suas expectativas, nem, tampouco, os surpreenda da noite para o dia.

Vigiem, assim como faz o guarda que cuida da casa durante a noite.

Entrem em vigília e em oração, porque assim poderão ser guiados, passo a passo, até o fim.

Os sinais do Universo deixarão mais clara e evidente a realidade planetária antes que se desvelem todas as mentiras, as fraudes e as injustiças.

Que seus corações sejam misericordiosos, assim como Deus é misericordioso, porque, dessa forma, não cairão em tentação.

Venho pedir-lhes, em essência, o mesmo que Jesus pediu aos Seus apóstolos enquanto agonizava no Horto Getsemani, porque será necessária, nesse tempo, sua plena correspondência, sintonia e incondicionalidade.

Os mais humildes ajudarão os mais dormidos.

Os mais sábios, que serão movidos pelo Santo Espírito, ajudarão os mais ignorantes.

Os mais simples indicarão a todos a porta de saída para o novo e vindouro ciclo da humanidade.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado.

Abençoa-os,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO ÔNIBUS ÁGUIA DE LUZ, DURANTE A VIAGEM DO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, PARA A CIDADE DE SÃO CARLOS, ESTADO DE SÃO PAULO, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN

Queridos filhos,

Quando os vejo dormir diante de Minha presença, só recordo o momento de vocês no ventre materno.

Que esse sono que vivem possa restaurar a consciência, e que sempre recordem que guardam em si uma criança interna valiosa, que ainda aprende a crescer no amor e na caridade.

Por isso, quando os vejo dormir diante da Minha presença, vocês Me lembram também o Menino Jesus, entregue em Meus braços depois de tê-lo amamentado com a seiva do Espírito Santo.

Fiquem em Meus braços e entreguem-Me seu cansaço, para que Eu os cure e os nutra com a mesma essência com a qual Meu Amado Menino Se nutriu.

Deixem-Me banhá-los com a água santa e, em Meus braços, os farei dormir, para que sintam paz e consolo.

Tudo se recuperará, porque os colocarei no divino berço do Meu Amado Filho, para que as Leis da Cura possam atuar em cada um de vocês.

Sorriam à Mãe de todos os filhos do Pai, porque chegou a hora de se renovar.

Agradeço-lhes por estarem em Meus braços.

Protege-os maternalmente,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE WEED, CALIFÓRNIA, ESTADOS UNIDOS, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN

O Nascimento de Jesus

Naquele tempo, quando a presença de Cristo foi fundamental para a redenção da humanidade, a Sagrada Família, depois de ter passado três dias em Belém a pedido de Deus, dirigiu-se a Nazaré, onde a Divina Família se prepararia para acompanhar os primeiros e importantes anos da vida de Jesus.

No momento do nascimento de Cristo, depois da visita dos reis do Oriente, a Sagrada Família foi procurada por outras consciências que, como peregrinos de Deus, iam ao encontro do pequeno menino em Nazaré.

Recordamos que a profecia sobre o nascimento do Messias também foi confirmada pela sagrada Estrela de Belém e por todos os anjos que anunciaram o nascimento de Cristo em diferentes povos de toda a Israel.

Foi tão importante a vinda do Messias que até os mais afastados da Verdade e do Amor, em sonhos, tomaram consciência de que uma Luz infinita havia chegado ao planeta.

A Sagrada Família sempre se manteve austera, humilde e simples. Esta era Sua missão principal: mostrar-Se como verdadeiramente era, para que os princípios da Misericórdia do universo – através de Jesus, de Maria e de São José – pudessem chegar à humanidade.

Recordem, queridos filhos, que, há mais de dois mil anos, a humanidade estava a ponto de se autodestruir e de sair definitivamente do Plano do Criador, porque poderia ter ingressado em uma profunda decadência.

O nascimento de Jesus trouxe ao mundo a possibilidade de reintegrar seu vínculo espiritual e sua filiação com o Pai, algo que estava sendo corrompido pelas ações dos homens.

Jesus, em Nazaré, ainda criança, trabalhou nos primeiros passos internos da redenção da humanidade e na construção de uma nova consciência na Terra por meio da reaproximação à Fonte Divina.

A Graça de Deus esteve presente em todo momento, especialmente quando, em Nazaré, a Sagrada Família viveu uma etapa de união mais profunda com o Criador, a partir da presença de Jesus como o pequeno Salvador.

Jesus, sendo criança, tinha consciência da urgência de resgatar a humanidade. Quando o pequeno menino contava três anos de idade, abraçou com amor e simplicidade a manifestação desse propósito que o Pai Lhe colocaria aos trinta e três anos.

Sendo Jesus ainda menino, trabalhou, junto aos anjos que O rodeavam, nos mundos internos da humanidade.

Vejamos um exemplo disso:

Posso dizer-lhes, queridos filhos, que, aos três anos, Jesus já oferecia, com Sua pequena consciência, alguns sacrifícios que eram bem visíveis a todos, como o de não tomar água nem se alimentar por alguns dias.

Sabíamos, como parte de Sua família, que o Pai, naquele tempo, já estava cumprindo Seus desígnios, porque toda a vida de Jesus esteve preenchida pelo Espírito Santo; era o Próprio Deus, feito homem e consciência humana, que vinha para resgatar a consciência da humanidade.

Jesus, sendo criança, desenvolvia ações espirituais e sobrenaturais ao tomar contato com a Fonte do Pai, que com amor e doçura brotava do Seu pequeno Coração.

O Menino Jesus concedia muitas Graças, estados que permitiam reverter a condição humana das consciências e sua dívida ante a Lei. O pequeno Menino trabalhava silenciosamente e, mesmo sendo tão pequeno, os Arcanjos muitas vezes atuavam através d’Ele. Por exemplo, o Arcanjo Gabriel, em uma etapa da vida de Jesus, concedia certo tipo de milagre às almas, que, ao tomarem contato com o pequeno Menino Jesus, não somente transformavam suas vidas, como também liberavam-se dos laços que tinham.

A Sagrada Família dedicou os primeiros anos de vida de Jesus a ajudar o próximo, e um dos principais ofícios de São José foi o que vocês conhecem como carpintaria. Em verdade, a humilde carpintaria de São José era o templo dos milagres e das conversões.

O serviço que a Sagrada Família ofereceu fisicamente à humanidade nos primeiros anos da vida de Jesus foi para restabelecer na consciência humana a necessidade de servir ao outro, ao semelhante, a fim de reativar o espírito da caridade e da fraternidade.

São José empenhou-Se para que essa simples carpintaria em Nazaré fosse capaz de acolher as almas sofredoras para convertê-las em almas preenchidas pelo alívio do Senhor.

Ao mesmo tempo que São José levava adiante Seus trabalhos na carpintaria, ensinava as crianças de Nazaré a construir algo evolutivo em suas pequenas consciências. Assim, Jesus, em muitas ocasiões, participava desses encontros, e a união e o amor que se instauravam entre Jesus e São José eram capaz de tornar essa carpintaria um lugar de elevação e de devoção a Deus, a ponto de que os trabalhos de carpintaria, de forma inexplicável, fossem milagrosamente finalizados pelos anjos.

A Sagrada Família, por meio da essência do serviço, conseguiu ajudar a reverter a precariedade espiritual humana com uma potente energia de amor e de caridade.

A Santíssima Mãe dedicava Seus espaços de oração para estabelecer uma união mais profunda com Deus e também para reviver, em Seu Espírito, o sacrifício que Seu Amado Filho viveria, do qual tomou consciência por revelação do Arcanjo Gabriel.

Durante os primeiros doze anos de Jesus, os santos arcanjos mostraram à Santa Mãe a preparação espiritual e consciente que o Divino Filho viveria naquele período.

A Santa Mãe, desde aquele tempo, resignou-Se como escrava ante Seu Pai Eterno, deixando em completa e humilde liberdade o jovem Jesus, para que Sua Missão se cumprisse tal como a sagrada profecia indicava.

Em toda a etapa primária da vida de Jesus, a Sagrada Família foi conduzida pelos santos anjos em direção às necessidades que deviam ser supridas na consciência da humanidade. Nesse sentido, a Sagrada Família aportou à consciência humana a oportunidade de ser reintegrada no projeto do Criador por meio do sacrifício de Cristo.

Foram muitos os dons e as Graças durante a primeira etapa da vida de Jesus, os quais criaram as bases principais para tudo o que o Pequeno Menino viveria em Sua santa maturidade.

Desde o nascimento de Jesus, a humanidade teve a oportunidade de se conectar com a essência do amor, mesmo depois de Cristo ter feito Sua entrega final na Cruz.

Neste tempo, em que os valores da Sagrada Família perderam a atenção do homem de superfície, os Mensageiros Celestiais vêm ao seu encontro, ao encontro de uma humanidade novamente precária em todos os sentidos, para que, por amor e misericórdia, ela desperte do profundo sonho da ilusão e recorde que deve amar seu semelhante, que deve servi-lo e ajudá-lo a curar sua consciência por meio de atos de fraternidade e de irmandade.

A Sagrada Família aproxima-Se da humanidade com a finalidade de reparar a consciência humana e de retirá-la de todos os erros que comete por meio das guerras, dos conflitos, da indiferença, assim como da destruição e domínio dos Reinos da Natureza.

A Sagrada Família convida todos a deixar que, neste Natal, o Cristo Interior nasça a partir de uma comunhão íntima com o Criador. Assim, a Terra será repolarizada na direção da Luz que já perdeu.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado.

Por todos os que se esforçarão para concretizar esta última parte da peregrinação, estarei muito agradecida.

Ama-os,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE WEED, CALIFÓRNIA, ESTADOS UNIDOS, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN, POR OCASIÃO DA VIGÍLIA DE ORAÇÃO DA NOITE DE NATAL

A Fugaz Estrela de Belém

Naqueles dias em que se antecipava a preparação interior para receber em Meus braços o Menino Jesus, a sagrada Estrela de Belém, o símbolo da Grande Irmandade do Céu, revelou-se para os três reis, que, por terem coração puro, puderam chegar ao nosso encontro no humilde estábulo de Belém.

A grande Estrela de Belém brilhou durante vários dias e foi enviada por Deus para acompanhar e, ao mesmo tempo, para anunciar a chegada do Filho de Deus ao mundo.

Foi assim que esta sagrada estrela, que somente apareceu durante aqueles dias, começou a revelar-se primeiro em sonhos e em sinais para algumas consciências que, por Vontade de Deus, deviam tomar conhecimento da chegada do Messias.

São José, naqueles dias anteriores à chegada de Jesus, ainda estando em Nazaré, escutou dos anjos do Céu o anúncio e a hora exata em que a Santíssima Esposa deveria estar em Belém para dar à luz o Divino Filho.

Foi assim que a sagrada Estrela de Belém também indicou o lugar e o caminho por onde a Sagrada Família deveria passar.

Naqueles dias em que o Universo inteiro se reuniu para acompanhar e, ao mesmo tempo, presenciar o nascimento de Jesus, a Estrela de Belém fez chegar ao presépio, vindas de Nazaré, as consciências mais simples entre as simples, almas chamadas pelo Altíssimo para acompanhar amorosamente a chegada do Messias.

A Estrela de Belém foi este poderoso luzeiro que naquele tempo trabalhou o plano espiritual e material da consciência planetária para que ela pudesse receber o potentíssimo amor-sabedoria, o Raio que iria transformar os acontecimentos da noite para o dia.

Esta sagrada Estrela de Belém marcou um antes e um depois. Ela esteve irradiando certas correntes universais que fisicamente modificaram, antes da vinda de Cristo, todos os erros humanos, os que fizeram da raça uma civilização comprometida com o mal.

A Sagrada Família, durante os nove meses de gestação de Jesus, foi preparada pelos próprios anjos para que esse importante acontecimento da vida de Jesus fosse vivido em todos os planos da consciência, com o fim de que esse evento divino ficasse gravado neste planeta e no sistema solar.

A Estrela de Belém foi a guardiã do nascimento de Cristo e, ao mesmo tempo, foi a ponte cósmica que uniu o tempo da humanidade ao tempo celestial. 

Foi assim que a Santa Mãe de Deus, momentos antes do nascimento de Jesus, e depois de haver permanecido em silêncio durante nove dias, recebeu o impulso divino de todas estas revelações que a sagrada estrela estava realizando. 

Maria Santíssima sabia que o nascimento do Filho de Deus traria para o mundo, naquele tempo, a liberação dos erros milenares e ao mesmo tempo a luz redentora que, a todo custo, deveria brilhar neste planeta. 

A Estrela de Belém foi aquele farol cósmico que atraiu para a raça humana o despertar espiritual da consciência. Essa sagrada estrela foi a que gestou a maturidade de muitas almas para os tempos futuros; foi a grande Estrela de Belém que anunciou a todos os mundos internos a chegada da poderosa energia crística de redenção e de amor. 

Naqueles dias em que o planeta foi preparado para a vinda de Jesus e que também foi expurgado dos códigos de perdição do mundo, os santos anjos, os mesmos que estiveram no presépio de Belém durante o nascimento divino de Cristo, foram os que apoiaram o despertar do amor interior na humanidade, especialmente nos corações mais simples. Se esse amor, que foi gestado pelos santos anjos, não tivesse nascido na humanidade, a vinda de Jesus teria necessitado de outros requisitos espirituais. 

Na Estrela de Belém se refletia a presença do Amor do Altíssimo, assim como a Graça que estava sendo concedida através do nascimento de Cristo. 

Belém foi o cenário escolhido pelo Pai para que esse acontecimento guiado pelos arcanjos fosse adiante sob a perfeição divina do amor e da cerimônia.

A vinda do Messias e do Grande Libertador dos povos foi guiada preciosamente pelos anjos que, ao mesmo tempo, trabalharam no inconsciente da humanidade para poder redimi-lo a partir daquele abençoado momento. 

A grande Estrela de Belém trouxe ao mundo a oportunidade de elevar e de purificar a consciência através do pensamento elevado e não rudimentar, por intermédio da determinação. 

Essa preciosa Estrela de Belém se mostrou ao mundo naquele tempo para ir dissolvendo da raça humana os padrões da autodestruição e do compromisso com tudo o que é mundano.

A Estrela de Belém trouxe a consciência de que somos espíritos a serviço de um Propósito Maior, capaz de nos impulsionar à realização da Obra Divina.

Foi essa mesma Estrela de Belém que naquele tempo tentou refletir-se e brilhar na consciência dos seres humanos para que pudessem perceber dentro de si que uma oportunidade única lhes estava sendo dada através do nascimento de Cristo. 

Por isso, filhos, depois de todos esses acontecimentos que foram planetários e universais, uma vez mais a humanidade se encontra diante da prova do Natal - de poder passar por esta data sagrada, recordando e colocando a atenção em tudo o que significou a vinda de Cristo à Terra.

O Pai Eterno espera ver nascer o Cristo dentro de vocês, para que um amor maior do que vocês vivem hoje desperte na consciência da humanidade, que deve cumprir e colaborar para esta última parte do Plano Divino do Amor. 

Quisera que Meus filhos não fossem indiferentes, mas que aproveitassem esta data do Natal para reconfirmar seus votos diante da Hierarquia Celestial, porque essa confirmação abrirá as portas da consciência para outras almas no mundo. 

Que nesta véspera de Natal, em que a Sagrada Família se encontra em adoração aos pés do presépio de Belém, todos os Meus filhos se prostrem para reverenciar em seu interior o nascimento do Rei Menino em seus corações. 

Ao menos o façam em devoção e em oferta daqueles que hoje se perderão nas celebrações banais.

Por sua consciência e união a este momento, queridos filhos, agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado. 

Sob a sagrada Estrela de Belém, abençoa-os, 

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIARIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESUS

Filho,

Lança-te ao impossível, se assim te pede o Senhor. Vence qualquer temor natural ou sobrenatural e responde à Vontade divina, mesmo sem compreendê-la.

O que parecerá mais impossível para um homem do que aceitar que a sua virgem esposa gesta, em si, o Filho de Deus, trazido e fecundado pelo Espírito Santo? E no entanto, filho, diante desse e de tantos outros mistérios de Minha vida, jamais neguei a Vontade do Senhor.

Foi por essa obediência irrestrita que o Criador concedeu, ao Seu simples servo, a Graça de compartilhar de Seu Poder e de Sua Glória, mesmo que Eu estivesse em vida, em um corpo, uma mente, uma alma e um coração humano.

O Senhor sempre Me pediu coisas impossíveis, e o mais impossível de tudo foi ter-Me pedido, um dia, para ser tão semelhante a Ele quanto era o Seu Filho, na humanidade d’Aquele pequeno menino que por anos carreguei em Meus braços.

Era tão imensa a grandeza d’Aquele menino e infinitas Sua Santidade e Majestade, mesmo estando em um corpo tão pequeno, que assemelhar a tamanho amor manifestado parecia-Me impossível. Mas não Me neguei a esse pedido divino e apenas Me abri a amar o Meu Filho e a Deus como uma única coisa. Deixei-Me permear pela Presença divina em Minha vida e abri cada célula de Meu corpo para viver em si o despertar ao amor e à semelhança com Deus.

Aos poucos, fui descobrindo que ser semelhante ao Pai, assim como o era Meu Filho, era amar o Pai tal como Meu Filho O amava e amar a tudo tal como o Pai amava. A essência do amor era o começo, o meio e o fim de todas as coisas, de todos os caminhos.

E foi observando o pequeno Jesus que descobri que a evolução é eterna, e que a união com Deus deve ser permanente, constante. Foi assim que, mesmo depois da morte, segui contemplando os passos e o triunfo de Meu Filho amado e cada vez mais Me aprofundando na vivência do amor e da semelhança com Deus.

Digo-te isso porque o Criador pede coisas impossíveis a todos os Seus filhos. Inclusive, da mesma forma como Me pediu, Ele também te pedirá que ames como ama o Seu Filho Primogênito e que sejas semelhante a Ele, assim como é o Seu Filho amado.

Saiba, filho, que a essência de tudo se encontra em perder o medo de lançar-se ao amor.

Ainda que te atormentem a dúvida, o temor, o orgulho e a falta de paz, jamais deixes de cumprir com a Vontade do Pai. Quando responderes ao Seu Chamado, verás manifestar-se em tua vida os Seus Prodígios.

Eu te amo e, com Meu exemplo, inspiro-te sempre.

Teu pai e amigo,

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN​

Queridos filhos,

O cálido abraço maternal que Eu lhes ofereço todos os dias é para que suas almas reconheçam o grande e infinito Amor de Deus.

O cálido e amoroso abraço materno que Eu lhes ofereço é para que suas vidas renasçam em Cristo.

É por meio do cálido e amoroso abraço materno que Eu redimo seus corações e os levo em direção à paz.

Quem poderá resistir a esse grande e cálido abraço maternal?

O Amor do Pai tudo transforma, restaura e alivia, quando tão somente a alma se abre para viver uma experiência de amor.

Queridos filhos, um abraço maternal amoroso e cálido faz falta a toda a humanidade, para que já não se sinta perdida nem distraída. Por isso, filhos, busquem Meu abraço maternal; assim imitarão o pequeno Jesus quando Ele estava em Meus braços, em cada momento de Sua Vida, inclusive depois da Cruz.

Vejam, então, como o abraço maternal resolve muitas coisas, até aquelas que parecem impossíveis. As almas devem arriscar a sentirem-se amadas e não esquecer o caminho perfeito que constitui o Amor de Deus.

Estejam em Meus braços com esperança e alegria; ainda muito será aliviado quando tão somente vocês reconhecerem e adotarem Minha santa maternidade.

Desejo, agora e sempre, o melhor para todos. Desejo a paz e a redenção para todos os Meus filhos do mundo.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado!

Em um abraço perpétuo,

Sua Mãe Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN

Queridos filhos,

Venho neste dia para continuar preparando os novos rebanhos de Meu Filho às vésperas deste próximo Natal, quando juntos, como um só coração e uma só alma, celebraremos a memória do Nascimento de Cristo.

Para isso, queridos filhos, que seus corações representem esse chamado de redenção e que também possa acender-se nos corações não crentes.

É assim, queridos filhos, que seus corações hoje serão partícipes desse esperado advento do Menino Redentor, que esperará encontrar a porta aberta para que Seu Coração possa entrar em cada um dos seres humanos que aspiram a estar com o Menino Santo.

Queridos filhos, que este Natal seja de reconciliação e de paz, que nenhuma diferença os separe de Meu Coração, para que assim Eu possa levá-los pela mão ao sagrado Presépio do Senhor.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado!

Eleva-os ao Coração de Cristo,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

 

 

 

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Queridos companheiros e servos de Cristo,

Hoje quero ensinar-lhes algo que aprendi com Meu Filho Jesus, quando Ele era ainda criança.

Jesus foi descobrindo a essência do Plano de Deus para a humanidade aos cinco anos e era capaz de ver nos corações dos homens o Pensamento Perfeito de Deus para cada um deles. Era assim que o pequeno Jesus buscava ver em cada ser apenas a perfeição e, ainda que esse ser em nada se assemelhasse ao Pensamento de Deus para ele, Jesus apenas via o Pensamento Divino. E era tanto o amor que em Jesus nascia ao ver a Perfeição de Deus em cada criatura que esse amor, por si só, começava a expulsar dos corações dos homens aquilo que os separava do Criador.

A esse mistério quero convidá-los hoje, porque, ao longo dos séculos, a humanidade apenas respondeu aos estímulos capitais e muito pouco aos divinos, e foi assim que apenas cresceu no coração humano o costume de buscar no próximo sempre o pior, como forma de sentir-se melhor que os demais.

Por essa razão, os seres desconhecem o Amor de Deus por Suas criaturas, porque a consciência que apenas vislumbra as misérias de cada ser não pode compreender como Deus ama seres tão miseráveis e se pergunta de onde surgirá uma humanidade redimida, se todos ao redor estão perdidos em defeitos.

Hoje lhes digo que dentro de cada alma estão latentes a Perfeição de Deus e a possibilidade de viver e manifestar essa perfeição. Vocês devem aprender a buscar o que de mais maravilhooso expressa uma consciência, porque ali estão os Olhos de Deus.

Por essa possibilidade de unir-se aos Princípios do Criador é que Ele aspira, incessantemente, a que desta humanidade nasça o homem novo, capaz de transformar toda a Sua Criação.

Aprendam a desterrar do próprio interior a necessidade de observar e buscar os defeitos alheios, mas, ao contrário, alegrem-se na manifestação de uma virtude no próximo e imitem-no nisso que ele expressa com perfeição.

Encontrem no atributo que cada ser manifesta a possibilidade do surgimento de uma Nova Raça e aspirem, de todo coração, a que cada um possa crescer em virtude. Ajudem-se uns aos outros para que amadureçam sob o espírito da fraternidade e do amor, e apaguem da própria consciência e da consciência humana o mal da competição permanente.

Se seguirem esses exemplos tão simples, pouco a pouco aprenderão tudo o que Cristo ensinou à Sagrada Família e poderão atrair o Espírito Crístico ao planeta.

Eu os amo e os abençoo sob Minha divina humildade, para que sejam preenchidos por esse bálsamo celestial e possam compreender e viver o que lhes digo.

Seu pai e companheiro,

São José, humilde e casto operário de Deus

MENSAGEM DIÁRIA EXTRAORDINÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN

O Princípio da Sagrada Família Universal

Era uma vez uma família humilde de Nazaré, que em seu espírito cultivou a sagrada obediência às leis divinas.

De um ventre puríssimo, nasceu a Suprema Misericórdia chamada JESUS e, naqueles tempos tão difíceis, os três Sagrados Corações cumpriram uma tarefa em prol da salvação espiritual da humanidade.

De São José brotou a humildade de servir a Deus. Em Maria, expressou-se a obediência e o amor pelas almas e no pequeno Menino Jesus se manifestou a Graça e a Misericórdia do Universo Maior.

Era esse projeto de família sagrada que deveria cultivar-se em todas as criaturas não redimidas. Era esse projeto, tão pensado, que transcenderia as barreiras do mal e da dor, por meio do amor professado pelo pequeno Jesus.

Este projeto trino terminou quando o Mestre cumpriu a Vontade de Deus ao deixar-se pregar na Cruz e foi lá que a Sagrada Misericórdia se derramou uma vez mais sobre o mundo.

É esse projeto que ainda está latente nos Mensageiros Divinos e é por ele que Eles trabalham incansavelmente, para que a obra máxima da redenção planetária possa se cumprir na humanidade.

Que se abram os ouvidos internos das criaturas e que possam ouvir o chamado celestial, pois a Vontade oniabarcante dos Mensageiros Celestes é que todas as criaturas da Terra sejam uma sagrada família universal.

E será, filhos Meus, durante o tempo da purificação que esse sagrado e divino desejo de Deus poderá ser concretizado.

Não deixem de trabalhar por sua redenção. Não descansem até que estejam completamente vazios de vocês mesmos; será assim que Meu Filho encontrará barro novo para moldar o arquétipo de uma família divinizada por Deus e pela Santíssima Trindade.

É este sagrado projeto criador que deverá se cumprir, ao menos em uma parte da humanidade. Quando alguém conseguir viver os princípios da unidade e do amor, será o sinal para os Mensageiros Divinos de que a Obra Sacra foi completada.

Será nesse dia que os anjos cantarão Aleluia, porque terão visto cumprir-se a promessa na sagrada família universal, que deverá ser formada por cada um de vocês; assim o planeta será liberado do mal.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado!

Unifica-os na Santíssima Trindade,

Sua Mãe Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM EXTRAORDINÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, E DO CASTO CORAÇÃO DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, À MADRE MARÍA SHIMANI DE MONTSERRAT

Amados filhos Nossos,

Hoje estamos reunidos na Aurora do Amor para renovar os votos de todos aqueles que se comprometeram com Nosso Filho, Cristo, o Redentor, para que neste final do tempo desçam sobre este planeta a Graça e a Misericórdia que chegam do Coração de Deus.

Hoje, aqui, refletiu-se sobre a humildade, aquela que Nós dois aprendemos com Nosso pequeno Filho Jesus.

Saibam, amados Nossos, que quando Jesus tinha três anos e nos reuníamos para orar, Deus já falava através d'Ele. E era por meio desse Verbo pequenino e suave que o Criador instruía a Sagrada Família quase diariamente.

Assim, aprendemos a escutar a Deus também através de Nosso pequeno Filho que, em total inocência e amor, contava a Seus Pais da Terra o que Seu Pai do Céu lhe mostrava sobre os mundos, sobre o universo e sobre Seus outros filhos do Cosmos.

Nossos ouvidos e Nossos Corações aprenderam a escutar com humildade e a reconhecer a Sabedoria infinita que Deus depositava em Nós através do pequeno Jesus.

E vocês, filhos amados, escutam com humildade e de coração o que vem do Coração de Deus?

Creem verdadeiramente que é possível que o Pai Eterno fale por meio de Seus Mensageiros?

Vivem, em humildade e fraternidade, toda a Sabedoria que Nós, seus Pais do Amor, transmitimos por meio de alguns de seus irmãos que se estão doando para repetir Nossas Palavras?

Para que possamos construir esta nova sagrada família entre todos, devemos abrir-nos e confiar na Mensagem de Amor e Humildade que hoje Nós trazemos ao mundo.

Para que a fraternidade seja a tônica de suas vidas, devem deixar de ser o que eram e imitar a vida da Sagrada Família. A princípio, só poderão imitá-la, mas, à medida que experimentarem a paz e o sentir profundo do coração ao unir-se a Deus, chegará o tempo em que tudo se converterá em uma extraordinária experiência. Essa experiência será o berço da Nova Humanidade.

Não sintam temor de experimentar a humildade, não sintam dificuldade em ser menos que os demais, porque na realidade nada são, somente representam umas pequenas pedrinhas em um grande deserto.

Hoje lhes damos um impulso de amor e de unidade e, reunidos no Amor de Deus, convidamos vocês a realizar uma oferta a Nosso Filho, Quem os visitará hoje ao anoitecer.

Peçam a Ele que lhes ensine sobre a humildade, aquela que Ele ensinou, desde bem pequeno, a Nós dois, Seus Pais do Amor.

Hoje deixamos Nossa Graça neste lugar bendito e Nosso Amor a todos os Nossos filhos do mundo.

Amam vocês e os acompanham sempre,

Maria, Rosa da Paz, e o Casto Coração de São José

MENSAGEM EXTRAORDINÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, E DO CASTO CORAÇÃO DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, À MADRE MARÍA SHIMANI DE MONTSERRAT

Amados filhos Nossos,

Hoje estamos reunidos na Aurora do Amor para renovar os votos de todos aqueles que se comprometeram com Nosso Filho, Cristo, o Redentor, para que neste final do tempo desçam sobre este planeta a Graça e a Misericórdia que chegam do Coração de Deus.

Hoje, aqui, refletiu-se sobre a humildade, aquela que Nós dois aprendemos com Nosso pequeno Filho Jesus.

Saibam, amados Nossos, que quando Jesus tinha três anos e nos reuníamos para orar, Deus já falava através d'Ele. E era por meio desse Verbo pequenino e suave que o Criador instruía a Sagrada Família quase diariamente.

Assim, aprendemos a escutar a Deus também através de Nosso pequeno Filho que, em total inocência e amor, contava a Seus Pais da Terra o que Seu Pai do Céu lhe mostrava sobre os mundos, sobre o universo e sobre Seus outros filhos do Cosmos.

Nossos ouvidos e Nossos Corações aprenderam a escutar com humildade e a reconhecer a Sabedoria infinita que Deus depositava em Nós através do pequeno Jesus.

E vocês, filhos amados, escutam com humildade e de coração o que vem do Coração de Deus?

Creem verdadeiramente que é possível que o Pai Eterno fale por meio de Seus Mensageiros?

Vivem, em humildade e fraternidade, toda a Sabedoria que Nós, seus Pais do Amor, transmitimos por meio de alguns de seus irmãos que se estão doando para repetir Nossas Palavras?

Para que possamos construir esta nova sagrada família entre todos, devemos abrir-nos e confiar na Mensagem de Amor e Humildade que hoje Nós trazemos ao mundo.

Para que a fraternidade seja a tônica de suas vidas, devem deixar de ser o que eram e imitar a vida da Sagrada Família. A princípio, só poderão imitá-la, mas, à medida que experimentarem a paz e o sentir profundo do coração ao unir-se a Deus, chegará o tempo em que tudo se converterá em uma extraordinária experiência. Essa experiência será o berço da Nova Humanidade.

Não sintam temor de experimentar a humildade, não sintam dificuldade em ser menos que os demais, porque na realidade nada são, somente representam umas pequenas pedrinhas em um grande deserto.

Hoje lhes damos um impulso de amor e de unidade e, reunidos no Amor de Deus, convidamos vocês a realizar uma oferta a Nosso Filho, Quem os visitará hoje ao anoitecer.

Peçam a Ele que lhes ensine sobre a humildade, aquela que Ele ensinou, desde bem pequeno, a Nós dois, Seus Pais do Amor.

Hoje deixamos Nossa Graça neste lugar bendito e Nosso Amor a todos os Nossos filhos do mundo.

Amam vocês e os acompanham sempre,

Maria, Rosa da Paz, e o Casto Coração de São José

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN​

Eu Sou a Mãe e Senhora que auxilia, junto a Seu Filho, a todos os cristãos e não cristãos.

Desço do Céu para trazer a Graça e a Misericórdia de Deus, porque é a esses Dons sagrados que as almas devem se aferrar.

Eu Sou a que auxilia nas provações e a que socorre nas dificuldades. Sou a Mãe Consoladora e Corredentora, em quem as essências encontram o caminho da redenção e da paz.

Estou presente no mundo através dos que Me invocam. Sou o Grande Espelho da Justiça e da intercessão para os corações. Por meio da Minha Graça, as situações mais difíceis se convertem quando existe a aspiração sincera de querer mudar.

Minha potestade e reino abraçam muitas consciências porque, no plano espiritual, Minhas ações são obras de Paz e de Amor.

Eu Sou Maria Auxiliadora, Senhora que guia os cristãos e ajuda em todas as causas impossíveis quando existe a fé e a confiança no Senhor. Sou a Mãe que leva nos braços o Menino Rei, o Divino e Prodigioso Menino Jesus, para que Ele estabeleça a Vontade de Deus nos corações simples.

Quem recorre ao Divino Menino receberá a resposta, porque Sua Pureza e Inocência transformarão as causas mais difíceis.

Eu Sou Sua Mãe Auxiliadora, para que recordem, nestes tempos, Minha presença universal.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado!

Abençoa-os em Cristo,

Sua Mãe Maria, Rosa da Paz

Páginas

Quem somos?

Associação Maria
Fundada em dezembro de 2012, a pedido da Virgem Maria, a Associação Maria, Mãe da Divina Concepção é uma associação religiosa, sem vínculos com nenhuma religião instituída, de caráter filosófico-espiritual, ecumênico, humanitário, beneficente, cultural, que ampara todas as atividades indicadas através da Instrução transmitida por Cristo Jesus, pela Virgem Maria e por São José. Ler mais

Contato