MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE WEED, CALIFÓRNIA, ESTADOS UNIDOS, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN, POR OCASIÃO DA VIGÍLIA DE ORAÇÃO DA NOITE DE NATAL

A Fugaz Estrela de Belém

Naqueles dias em que se antecipava a preparação interior para receber em Meus braços o Menino Jesus, a sagrada Estrela de Belém, o símbolo da Grande Irmandade do Céu, revelou-se para os três reis, que, por terem coração puro, puderam chegar ao nosso encontro no humilde estábulo de Belém.

A grande Estrela de Belém brilhou durante vários dias e foi enviada por Deus para acompanhar e, ao mesmo tempo, para anunciar a chegada do Filho de Deus ao mundo.

Foi assim que esta sagrada estrela, que somente apareceu durante aqueles dias, começou a revelar-se primeiro em sonhos e em sinais para algumas consciências que, por Vontade de Deus, deviam tomar conhecimento da chegada do Messias.

São José, naqueles dias anteriores à chegada de Jesus, ainda estando em Nazaré, escutou dos anjos do Céu o anúncio e a hora exata em que a Santíssima Esposa deveria estar em Belém para dar à luz o Divino Filho.

Foi assim que a sagrada Estrela de Belém também indicou o lugar e o caminho por onde a Sagrada Família deveria passar.

Naqueles dias em que o Universo inteiro se reuniu para acompanhar e, ao mesmo tempo, presenciar o nascimento de Jesus, a Estrela de Belém fez chegar ao presépio, vindas de Nazaré, as consciências mais simples entre as simples, almas chamadas pelo Altíssimo para acompanhar amorosamente a chegada do Messias.

A Estrela de Belém foi este poderoso luzeiro que naquele tempo trabalhou o plano espiritual e material da consciência planetária para que ela pudesse receber o potentíssimo amor-sabedoria, o Raio que iria transformar os acontecimentos da noite para o dia.

Esta sagrada Estrela de Belém marcou um antes e um depois. Ela esteve irradiando certas correntes universais que fisicamente modificaram, antes da vinda de Cristo, todos os erros humanos, os que fizeram da raça uma civilização comprometida com o mal.

A Sagrada Família, durante os nove meses de gestação de Jesus, foi preparada pelos próprios anjos para que esse importante acontecimento da vida de Jesus fosse vivido em todos os planos da consciência, com o fim de que esse evento divino ficasse gravado neste planeta e no sistema solar.