MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Há mistérios que apenas são revelados à alma simples, aquela que, em sua simplicidade, deixa de aspirar às coisas do mundo e coloca o foco de sua evolução em viver o que é real e que des­conhece por completo.

Saibam que mesmo a alma que está aparentemente trilhando um caminho espiritual, se ela tem alguma meta ou aspiração material para si, jamais compreenderá os caminhos de Deus e não será capaz de ingressar verdadeiramente em Seu Coração.

A alma que se coloca no caminho correto é aquela que não aspira absolutamente a nenhum mérito neste mundo. Tudo o que constrói em sua vida material, inclusive a própria transfor­mação, é com a intenção única de obedecer ao que Deus lhe pede, sabendo que algo Ele fará com tudo isso. Sua aspiração verdadeira é dissolver-se em Deus, encontrá-Lo e não ser nada dentro de Sua Grandeza.

Essa era a essência da Sagrada Família, que foi o exemplo para toda a humanidade.

Na vida material, tudo ofereçam com empenho, esforço e per­feição, para que aquilo que Deus pede se concretize, não para que sejam vocês os concretizadores da Obra de Deus, apenas para obedecer-Lhe, não importando a finalidade que Ele dará a tudo o que vivem.

Se fazem suas as Metas de Deus, correm o risco de colocar a própria vontade dentro dos desígnios celestiais; tentarão des­cobrir qual é a Meta de Deus e, ao pensar sabê-la, quando essa não se concretiza, sentirão que fracassaram.

Meus queridos companheiros, compreendem então a essência de ser um obreiro do Senhor? O obreiro de Deus não sabe como será o final desta obra, não sabe o que está construindo, apenas coloca, a cada dia, o tijolo onde lhe é pedido. E o faz com muita liberdade e com muito amor, porque a obra não é sua, é de Deus.

A verdadeira meta do obreiro não está em concretizar a obra, mas em obedecer, a cada dia, ao Grande Construtor Celestial.

Coloquem então suas aspirações no lugar correto e abandonem as próprias metas, ainda que lhes pareçam espirituais. A cada dia, deixem-se construir por Deus e não queiram saber em que resultará a Sua Obra. Apenas amem ser servos do Criador. Confiem em Sua Perfeição e, com simplicidade, encontrarão a união absoluta com Ele.