Terça-feira, 1 de setembro de 2015

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Fui criado em espírito de humildade no Reino dos Céus, tendo esse atributo como primordial para a história que escreveria no mundo. Assim como trago esse atributo divino, cada alma e cada essência traz em seu interior um atributo para manifestar.

Minha criação não foi diferente da de vocês; apenas tive a missão de ser um exemplo para a humanidade e, ao longo de Minha existência no mundo, fui ajudado nisso.

Desde criança, sabia que algo dentro de Mim não podia viver a mesma vida que vislumbravam Meus irmãos. Essa busca pelo propósito que o Criador tinha para Mim, muitas vezes Me fez afastar do mundo e mesmo dos que Eu amava.

Vivi muitos momentos de solidão, tentando encontrar o senti­do da vida e, quando o encontrei na união com Deus, descobri que em Minha solidão se encontravam todos aqueles que Eu amava.

Apesar de não ter sido compreendido por muitos, sustentei-Me na fé e na confiança de que aquela vida era vivida pelo bem e pela evolução de todos os que estavam ao Meu redor e que, sem saber exatamente como, o que Eu vivia os estava ajudando.

Eu tinha doze anos quando fui buscar no silêncio o que Deus tinha para Mim e que não encontrava na vida cotidiana que levava junto a Meus irmãos. Em silêncio e oração, comecei a crescer em espírito e a descobrir que a maturidade não estava na idade que Eu tinha e que, apesar de ser tão pequeno, encon­trava no espírito todas as compreensões de que necessitava para crescer.

Foi assim que consagrei a existência a Deus. Ele Me escutou e aceitou Minha oferta, mostrando-Me o plano que tinha para Mim nesta e em outras vidas. Naquele momento, Eu ain­da não sabia da magnitude da missão que Me esperava e foi apenas diante de Jesus Menino que pude compreender e supe­rar provas maiores.

Conto-lhes tudo isso porque Deus também veio ao encontro de vocês, colocou-os diante de todos os absurdos deste mundo e os impulsionou a buscar um sentido verdadeiro para a vida. Levou-os ao caminho da consagração da alma; alguns, do espí­rito, e outros, de todos os aspectos do ser.

Por meio de Seu Espírito Trino, revelou-lhes uma missão: pre­parar o retorno de Cristo e tornarem-se um exemplo para as almas que não terão um rumo nestes tempos de tanta confusão.

Se mergulharem no próprio mundo interior, encontrarão toda a maturidade do espírito e crescerão rapidamente, muito além dos corpos materiais. Compreenderão o que é incompreensível para a mente humana que não está unida ao espírito e, ainda que não saibam realizar grandes teses e científicas explicações sobre o que vivem, saberão de Deus e O viverão. Manifestarão o Seu Propósito e passarão por muitas provas, até cumprirem a missão primordial encomendada por Ele.

Mas, diante do Cristo Vivo, todos os pesares se tornarão peque­nos e passageiros. Não haverá sofrimento ou tribulação que não seja recompensado diante da grandeza de Seu Amor e da Glória de Seu Espírito Resplandecente.

É por isso que venho ao mundo: para ensiná-los a repetir o que vivi como José de Nazaré; para que compreendam que a essência da trajetória humana é a mesma e que, com a mesma naturalidade com que os erros se repetem tantas vezes, a gló­ria também se repete, a santidade se repete, o nascimento e o retorno de Cristo vão se repetir. Assim como ressuscitou em Espírito e abriu os Céus à Sua Ascensão, Ele retornará e abrirá os Céus para pousar Seus Pés no solo deste mundo.

Eu os abençoo e os guio no cumprimento da missão espiritual do coração humano.

São José, servo confiante e fiel de Deus