Sexta-feira, 29 de julho de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Filhos,

A paciência na transformação e na purificação é primordial. Recordem-se de que estão diante de uma condição humana degenerada por séculos e diante de códigos que emergem da consciência para serem transformados e que, inclusive, trans­cendem a vida na Terra, pois têm as suas raízes no universo.

Recordem-se sempre de que Aquele que veio ao mundo para dar-lhes um exemplo era o Filho de Deus Vivo e teve de padecer os males da Terra e transmutar os atavismos da humanidade para abrir-lhes o caminho.

A transcendência da matéria humana de Jesus começou desde a Sua gestação até o Seu último suspiro na Cruz. Se o Deus Vivo trabalhou em cada instante de Sua vida para poder culminar com o Seu aprendizado de amor, não esperem que com vocês seja diferente. Como querem santificar seus corpos e suas almas se agora é que estão começando a compreender este caminho?

O Filho de Deus era consciente da vida universal e de seus mistérios; era conhecedor de todas as ciências cósmicas, porque era uno com Aquele que as criou; e, ainda assim, para libertar o medo de Sua última Célula e viver o pleno amor com todos os níveis de Sua Consciência, teve de chegar à Cruz e perdoar tudo o que até ali tinha vivido.

Filhos, muito ainda lhes falta para chegar à perfeição. Não tenham pressa, tenham paciência. Porém, sejam constantes e persistentes e não se acomodem no fato de que a transformação lhes durará a vida inteira.

Sim, a transformação absoluta ocupará toda a vida, mas a cada dia devem alcançar um novo degrau, para que, no fim desta vida, sejam dignos de chegar a outros mundos e a dimensões celestiais que os aproximam de Deus.

A transformação durará toda a vida porque a evolução é eter­na e não porque estarão sempre no mesmo lugar. A cada dia, uma nova compreensão e um novo passo devem dar-se, com base no esforço permanente. Não se preocupem se dão passos

longos ou curtos, porque cada dia e cada ciclo os levarão a um degrau diferente.

O que verdadeiramente importa é que não se detenham e que sejam constantes.

Abram-se todos os dias para que o Amor de Deus os transforme e retirem um pouco de si mesmos da própria consciência para ceder espaço ao Amor e à Presença divina.

A cada dia, retirem um objeto de sua morada interior para dar lugar ao Morador Celestial, que um dia chegará. Em algum momento, terão a casa vazia e limpa para recebê-Lo.

Seu pai e amigo de sempre,

São José Castíssimo