abr

12

Domingo, 12 de abril de 2020

Aparição Extraordinária
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO NO OITAVO DIA DE INSTRUÇÃO, DURANTE A SEMANA SANTA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

A procissão angélica chegou aqui junto com Nosso Senhor Jesus Cristo.

Reverenciemos o Glorificado Cristo Solar e deixemo-nos invadir pela Luz de Sua Divindade, que hoje vem mostrar-se como o centro de toda a Criação.

Essa Luz que nunca morreu e que venceu a escuridão, e que ainda a vence através dos tempos.

Participemos deste momento com a alegria de estar preparando o Seu Retorno à humanidade.

Deixemo-nos guiar pela Consciência do Cristo Solar que, revestido como um grande Sol, mostra-Se diante de nós com o Poder da Glória do Pai a Seu redor.

Contemplemos essa Luz silenciosa, mas poderosa, que Ele nos oferece. Reflitamos essa Luz da Divindade de Cristo em nosso coração, para que toda esta jornada que vivemos com Ele nestes oito dias seja selada como uma poderosa aliança entre nós e Seu Coração. Agradecendo por todas as Graças recebidas e pelos méritos que Ele compartilhou através da Instrução,  contemplemos a Glória de Nosso Senhor em Sua face de Cristo Solar.

Sintamos como todo o Universo se detém por Sua Presença, diante deste acontecimento Universal que o Mestre traz para nós e para toda a Criação.

Em Sua Presença, relembremos tudo o que vivemos nestes últimos sete dias e todas as revelações que Ele trouxe com um único propósito: a redenção da humanidade, o despertar das consciências, o cumprimento do compromisso de cada um de Seus companheiros.

Agradeçamos por todas as experiências que Ele nos fez atravessar e por todos os momentos de amor que Ele compartilhou com cada coração, renovando a vida dos que têm esperança em Seu Nome e despertando o mais verdadeiro e puro em cada ser humano.

É assim que hoje, nesta tarde, neste oitavo dia de Instrução com Cristo Jesus, o Cristo Solar vem pedir a nossa divindade, o mais profundo de nosso ser, a verdadeira luz que somos aos olhos do Pai Eterno, para que esteja a serviço de Seu Plano de Redenção e de preparação para o Seu Retorno ao mundo.

Que nossa divindade se coloque aos Pés de Nosso Senhor, assim como hoje nossas almas novamente são colocadas aos Pés de Cristo, para que sejamos preenchidos por Sua Luz espiritual e cósmica.

Reconheçamos este momento como algo único na história da humanidade. O Céu tocando a Terra, Deus chamando Seus filhos através de Seu amado Filho.

E vemos Cristo chorar de gratidão pela fidelidade dos consequentes, pelas orações dos perseverantes, pelo serviço dos incansáveis, pelo sacrifício dos humildes, pela incondicionalidade dos obedientes, pelos que amam a Deus e a seus irmãos assim como Cristo ama cada um de nós.

No mais profundo, nosso ser recebe o Cristo Solar e comunga com o aspecto mais imaterial do Pai. 

Hoje venho despedir-Me do mundo, porque este será meu último ano de  Instrução com vocês, depois que se cumprir a Sagrada Semana no mês de agosto. 

Eu já não virei mais, mas Meu Espírito será sua fortaleza, porque lhes dei tudo e pude cumprir, através dos Meus companheiros, a obra da Misericórdia que deverá continuar ressoando no mundo através do sacrifício total de suas vidas, até que lhes chegue a hora de ingressar no Céu para entrar no Paraíso de Deus.

Despeço-Me agora para que não sintam Minha falta. Quisera estar mais tempo com vocês, mas Minha nova hora se aproxima. Momento em que a humanidade será julgada universalmente para poder reconhecer seus erros e corrigi-los, através dos frutos da conversão e da Misericórdia que Eu entreguei para cada uma de suas vidas.

Mas não sofram porque Eu não posso ficar mais, porque os encontrarei através do Sacramento da Eucaristia. E quando se cumprir o final da Minha tarefa com vocês, tudo sucederá.

Mas não tenham medo; Minha Mãe estará com vocês. Seu Amor os protegerá e os levantará do chão quando não tiverem forças, porque  Seu Amor é incondicional. Por isso lhes entreguei o melhor que Minha Vida tem: a Mãe de Deus.

Enquanto não falo com vocês e faço silêncio, recordo os encontros que vivemos nos últimos seis anos. Recordo a força da fé de cada um dos Meus companheiros e a fidelidade dos que guardam o cumprimento de Minha Obra, através dos Sacramentos e de cada encontro de oração.

A Luz de Minha Glória desce à Terra para abençoar os que darão continuidade  à Minha Obra no mundo, sob o espírito da Igreja e do ecumenismo.

Assim como Eu mandei os apóstolos, de dois em dois, hoje  envio todos vocês para dar testemunho da Minha Presença em todas as nações do mundo. Que a Palavra do Cristo Glorificado seja ouvida em todas as línguas, para que, no coração dos que mais necessitam,  ressoem a mesma força e Graça que ressoaram em seus corações nos últimos anos.

Tudo foi consumado.

Assim como entreguei Meu Espírito nas Mãos do Pai, hoje entrego seus espíritos nas Mãos de Deus, para que nunca esqueçam tudo o que lhes deixei, a fim de que Meu desígnio espiritual se cumpra em cada um de vocês.

Hoje Me vou com Meu Coração cheio do amor e da gratidão dos Meus companheiros, dos que não tiveram medo da transformação, dos que não tiveram medo de proclamar sua fé e sua fidelidade a Cristo.

Minha Igreja espiritual e celestial os abraça, assim como hoje abraça o mundo inteiro, para que a cura se estabeleça na humanidade e em todo o planeta, porque Meu Amor nunca os deixará.

Minhas últimas mensagens serão as mais definitivas, de agora até agosto.

E vocês, com tudo o que aprenderam da Minha Palavra e da força do Amor de Deus, sempre deverão erguer Minha Igreja espiritual  sobre a superfície da Terra, para que cada alma seja o templo vivo que Eu necessito para poder retornar e cumprir com as Escrituras, assim como as Escrituras se cumpriram durante o Meu Nascimento.

Cristo se posicionou estendendo seus braços em Cruz como o Cristo Redentor, e a Luz do Seu Coração ilumina o mundo e tudo o que está nele, para selar esta aliança com o Plano Divino.

Se for de urgência e necessidade para o mundo, Eu poderia vir extraordinariamente a vocês, para que possam sempre ser guiados e conduzidos pelo caminho da Verdade.

Mesmo que Minha tarefa já esteja terminando entre vocês, assim como terminou entre os apóstolos, Eu poderia  reaparecer para dar e entregar as últimas instruções, conforme Meu Pai Eterno o determinasse.

Levem Luz para o mundo, para que o mundo, através da Luz, encontre o amor e a esperança de renascer à vida todos os dias.

Filhos, companheiros e amigos Meus, consumando este trabalho no oitavo dia de Instrução crística para o mundo inteiro, na plenitude do agradecimento do coração, oremos juntos a oração que Eu lhes ensinei em aramaico, suavemente.

Pai Nosso (em aramaico).

Bem-aventurados os que choram, porque sempre serão consolados.

Bem-aventurados os que perseveram, porque sempre encontrarão o Reino de Deus.

Bem-aventurados os que servem, porque verão a Deus.

Bem-aventurados os que se sacrificam por Mim, porque estarão Comigo na Vida Eterna.

Hoje darei a Bênção Pascal depois da Bênção dada pelo Santo Padre, o Papa Francisco. Hoje estou sob o embaixador de Cristo na Terra, porque os discípulos e servidores de Cristo sempre poderão dar passos maiores no amor do que os que Eu dei.

Que a Glória do Pai, do Filho e do Espírito Santo os acompanhe e os abençoe, para que estejam em Minha Paz.

Celebremos esta Eucaristia da Ressurreição dentro da Igreja Celestial.

Hoje, todos os consagrados que estão aqui presentes, representando todas as ordens religiosas do mundo, assim como todos os sacerdotes que hoje estão aqui presentes, representando todos os sacerdotes do mundo, subirão a este palco, para que juntos vivamos a consagração do Corpo e do Sangue de Cristo.

"Pai, Tu sabes que a humanidade sempre se equivocou, mas Tu também sabes de todos os que escutaram Meu Chamado e responderam a Minha Vontade. Nesta hora crucial do planeta, serve-Te de todas as entregas e sacrifícios de Teus filhos, daqueles que nunca abaixaram os braços nem tampouco desistiram de cumprir com Minha Vontade".

"Este é o maior oferecimento que Meu Coração Te faz neste dia, para que Tua Graça, Teu Amor e Tua abundância espiritual possam descer, e assim tudo possa ser renovado. Amém."

Hoje estou com os apóstolos dos últimos tempos e, assim como celebrei a Eucaristia com Meus apóstolos após a Ressurreição, hoje venho celebrar com vocês esta Comunhão espiritual, para que suas consciências sempre possam ser renovadas. 

Por isso volto a tomar o pão e, oferecendo-o a Deus para que seja transubstanciado, entrego-o a vocês, dizendo-lhes: "Tomem e comam, porque este é Meu Corpo, que foi entregue pelos homens para o perdão dos pecados".

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.
 Amém.

Ofereço ao Pai o Cálice da redenção e da renovação, para que o vinho seja transubstanciado no precioso Sangue de Cristo, e entrego-lhes este Cálice, dizendo-lhes: "Tomem e bebam, porque este é o Cálice de Meu Sangue, Sangue da Nova Aliança entre as almas e Deus, Sangue que foi derramado pelos homens para a remissão dos pecados. Façam isto em Minha memória".

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.
Amém. 

Em união com a Santíssima Trindade, por todas as Graças e méritos recebidos, como triunfo da dolorosa Paixão de Jesus e pela cura urgente e necessária da humanidade, rezemos a oração que Cristo nos ensinou, para consumar esta aliança e consagração espiritual e interna.

Pai Nosso (em espanhol).

Pai Nosso (em inglês).

Que a Paz e o Amor de Cristo desçam à Terra.

Damos-Te graças, Senhor, por quanto nos dás!

Neste encontro, honramos-Te, Senhor.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

abr

11

Sábado, 11 de abril de 2020

Aparição Extraordinária
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO NO SÉTIMO DIA DE INSTRUÇÃO, DURANTE A SEMANA SANTA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

E ainda que tenha sido colocado no sepulcro, Meu serviço pela humanidade não havia terminado.

Hoje dou continuidade, para todos, ao que verdadeiramente sucedeu naqueles tempos durante a dolorosa Paixão de Seu Mestre e Senhor.

Mas para poder entendê-lo espiritualmente, nesta tarde ingressarão Comigo no Universo de Deus, em outro espaço da manifestação criadora imaterial e cósmica onde também se guardou a memória de todos os fatos sucedidos durante a dolorosa Paixão do seu Senhor. Preparemo-nos para este momento.

Coloquem suas almas a serviço do Plano para que elas participem deste momento e guardem em sua memória tudo que viverão e experimentarão, acompanhando os registros universais de seu Mestre e Senhor. 

Para ingressar nesse Universo de Deus, bastará abrir a porta desse espaço com a sua palavra e a sua canção; essa será a chave que permitirá revelar-lhes tudo o que sucederá depois. 

Agora, enquanto Eu lhes mostro o Universo de Deus detrás de Mim e os anjos que acompanham este momento, porque são os encarregados de revelar os registros universais do seu Mestre e Senhor, deverão entoar a chave musical que lhes permitirá ingressar nesse espaço da consciência.

Vamos entoar “Adonai, Espírito Santo” até que o Senhor o indique, e que Adonai ressoe em nosso interior e em nossa consciência, para que nossas almas ingressem nesse espaço. Podemos começar.  

Canção: “Adonai, Espíritu Santo”.

Uma vez mais.

Voltemos ao instrumental anterior.

Estamos em um espaço que não é material, porém espiritual. Estamos dentro de uma parte da Consciência de Deus, que se expressa como uma grande Esfera de Luz celeste, onde os anjos escrevem em nossas essências neste momento. O centro desse lugar é uma poderosa Esfera de Luz dourada que alterna, em sua manifestação, diferentes cores e formas, manifestando a beleza mais perfeita da Criação.

Nossas almas estão no Universo do espírito, lugar aonde sempre aspiraram a chegar e a participar dele.

Nossas almas participam desse lugar com a sua consciência mais sutil e elevada, e são invadidas por muitos impulsos que vêm do centro dessa Fonte, onde, em pequenos Cristais de Luz, dentro de uma Esfera dourada, guarda-se a experiência do nosso Redentor na Terra, as passagens mais importantes e emblemáticas de Sua tarefa espiritual e cósmica.

E no Universo mental, o Universo ultraterrestre, outra parte do plano da Consciência da Criação, também se guarda uma cópia fiel desse espaço e lugar, que são outros aspectos da tarefa que Cristo realizou na Terra naquele tempo. 

Sintamos, neste momento, como o centro da nossa alma se conecta e se une a essa grande Esfera dourada que rege o centro desse espaço da Criação.

E por fora dessa Esfera azul, que nos envolve e nos protege, vejamos as diferentes Hierarquias angélicas acompanhando Nosso Senhor neste momento.

Mas vejamos Cristo absolutamente transfigurado. Uma transfiguração mais profunda e completa que a que viveu no Monte Tabor. Ele nos mostra neste momento a Sua verdadeira Face, a consciência do Cristo Cósmico, chamado Jesus Glorificado.

Vamos contemplá-Lo ao lado dessa Esfera dourada de Luz e, enquanto isso, dentro dessa Esfera dourada, não percamos a atenção e a sintonia com esses pequenos Cristais de Luz, como giram de forma tão semelhante ao nosso DNA, o movimento das nossas moléculas e átomos. Estamos ante o aspecto científico de Deus.

Contemplemos a Cristo, como cada parte de Seu Ser está iluminada e glorificada e alcançou uma matéria transubstanciada e sublimada pelo poder do Amor que Ele encarnou, por esse Amor que Ele expressou a cada um de nós, do Seu Nascimento até a Sua Ascensão. 

Ali se reúnem, através de Cristo, todas as etapas da Sua vida na Terra, não apenas as etapas da Sua vida material, mas também espiritual. Estamos ante a revelação do Cristo Vivo e Glorificado. Todo Seu Ser é a própria Eucaristia viva, é a grande Relíquia de Deus que se ilumina ante nossas almas e consciências, levando nossos seres a uma comunhão espiritual e cósmica com as Leis do Universo imaterial.

Neste momento, devemos crer no que estamos vivendo e sentindo, além da distância ou da separação. A Consciência Glorificada de Cristo nos une e nos reúne neste momento para viver esta experiência.

Vejamos Nosso Senhor levitando no Universo, dentro dessa grande Esfera celeste de Luz, e nós ali dentro, participando conscientemente com todo o nosso ser e consciência, abrindo nossa alma para que todo o nosso ser receba, através de Cristo, os mistérios das Leis imateriais que ali se encontram neste momento e que são as Leis que impulsionaram as Leis materiais, as chamadas Leis universais. Estamos sob outra vibração e condição espiritual; mantenhamos a nossa conexão e o nosso coração aberto para isso.

Deixemos que a nossa alma seja invadida por todos esses impulsos lumínicos que a Consciência transubstanciada de Cristo nos oferece neste momento.

E assim, em um ato de profunda gratidão e reverência, dentro desse espaço da Consciência de Deus, em que o Seu aspecto científico está presente, sintamo-nos no absoluto vazio, no completo despojamento e na renúncia necessária para que seja Ele, Cristo, que atue através de nossas almas, e não nós.

Dentro dessa Esfera dourada de Luz que Ele nos apresenta e que acende através da palma de Sua Mão direita, Ele nos oferece viver a Vontade de Deus.

Ele nos coloca ante a visão e o momento consciente de poder reconhecer a Vontade Divina que surge da Fonte como uma emanação poderosa de Amor e de Unidade.

Por fora dessa grande Esfera celeste de Luz, vemos aproximar-se São Miguel Arcanjo, também com um aspecto transfigurado como um grande guerreiro de luz que cuida dos diferentes Projetos da Criação. Em Sua Mão direita, vemos uma lança, e em Sua Mão esquerda, vemos uma balança que mantém seu equilíbrio, sua igualdade e equidade.

Contemplemos todos esses símbolos, mas, sobretudo, compenetremo-nos dessa realidade que Nosso Senhor hoje nos oferece com toda a Sua Humildade e Amor. 

Ele coloca, no centro de cada uma das nossas almas, esses Cristais de Luz que guardam Sua Energia Crística. Nossas almas se rendem aos Seus Pés, não se sentindo dignas desse merecimento, mas, sim,  reconhecendo a Graça suprema que as trouxe até aqui.

E agora, essa grande Esfera celeste de Luz se dissolve no espaço. Centenas de almas, de diferentes partes do mundo, estão ali presentes, rendendo-se aos Pés do Redentor, dentro dessa Consciência de Deus, em que as Leis imateriais atuam e agem por meio da Lei do Silêncio.

Contemplemos a beleza que Deus nos mostra nesse lugar e nesse espaço, que é parte da Sua Consciência  Universal.

Através de nossa cabeça, do centro coronário, eleva-se um sutil fio de luz que nos conecta com esse Universo onde a nossa alma está presente.

O Cristo transfigurado não fala através de palavras, mas através das ações que hoje leva adiante com todos nós e com toda a humanidade.

Mas Ele nos pede algo:

Sejam conscientes do que estão recebendo e deem valor ao que se lhes entrega, porque esta será a única vez até que Eu retorne ao mundo, quando muitos reconhecerão Minha Presença, ainda que muitos outros a negarão.

Estou preparando-os através disto para esse tempo. Por essa razão os trouxe aqui em consciência e espírito, em alma e em essência, porque aqui é onde Deus reside, dentro de cada um dos Seus filhos.

Quem se esvazia, redime-se. Quem se rende, redime-se. Quem se entrega a Mim, redime-se. Quem Me dá sua vida, redime-se.

Enquanto isso, o Universo, através das melodias, revela diferentes impulsos da Criação, semelhantes a grandes nebulosas, estrelas ou galáxias, que se desenham nesse firmamento da Consciência de Deus, na presença dos anjos e de São Miguel Arcanjo. Cristo ainda mantém a Mão direita próxima à Esfera dourada de Luz.

Por momentos, somos ofuscados e invadidos por explosões de Luz dourada que tornam as nossas almas invisíveis. Somos banhados pelo Seu Amor-Sabedoria, esse Amor e essa Sabedoria que encarnaram no mundo, através de Jesus, para trazer a redenção ao planeta por um só propósito, o propósito do Amor.

Enquanto Jesus Se encontrava no sepulcro, vários aspectos de Seu Ser e de Sua Consciência realizaram esta tarefa que hoje Ele realiza conosco, ajudando diferentes grupos de almas e redimindo os infernos, dando oportunidade e Graça a todas as estrelas caídas.

Hoje Ele nos entrega, pelo poder divino de Sua Misericórdia, estes impulsos da Fonte Espiritual que guarda os registros de toda a Sua experiência na Terra e de todos os níveis do Seu Ser, que se revelam diante de nossas consciências para que saibamos e reconheçamos que Deus está em tudo.

Com muita suavidade e harmonia, tragamos nossas consciências a este espaço material,  ao lugar onde  agora nos encontramos, e sintamos como toda essa experiência se guarda no centro de nosso ser, no mais íntimo de nosso ser interno.

Ainda vemos aqui o Cristo Glorificado, o Cristo transubstanciado, com todo o Seu Ser como uma mesma e única Eucaristia que se oferece ao mundo para a sua redenção e perdão.

Ainda vemos, detrás de Cristo, esse Universo e espaço de Deus palpitando.

O Plano universal está centrado na redenção da humanidade. Por essa razão, o próprio Deus Se ofereceu ao mundo através de Seu Filho, para que a humanidade daquele tempo e a humanidade de hoje compreendessem que estão aqui por um Propósito divino, e não somente por uma vida material. Suas células, átomos e o centro dos seus seres devem compreender isso, devem afirmá-lo para que suas almas governem e levem adiante as Aspirações de Deus e a Vontade que Ele determinou para cada um dos Seus filhos.

Neste sétimo dia do encontro, vejo a maioria das almas vazias de si. Devem reconhecer isso todo o tempo. Devem resguardá-lo de vocês mesmos. Devem preservá-lo do mundo, do caos e da infidelidade. Devem comprometer-se com vocês mesmos pelo Plano de Deus, porque Deus está esperando atuar através de Seus filhos, como Ele tem atuado através dos tempos e das diferentes raças.

Mas, para que essa decisão que Deus tem possa se manifestar, depois de tudo que a humanidade recebeu através dos tempos, corresponde à raça de hoje dar o grande e último passo para que essa Vontade possa se realizar e se concretizar. Enquanto isso não ocorre, a humanidade continuará sofrendo.

O Reino dos Céus esteve neste planeta. O Reino dos Céus se reflete através da natureza deste planeta. Quanto mais agressão receber, maior dor o ser humano sentirá. Não haverá lugar nem consciência que possa suprir essa dor nem acalmar esse sofrimento.

Vocês são seres que provêm da Fonte. Por isso os levei a esse lugar predileto de Deus. Ele colocou todos dentro do Seu Coração, perceberam? É o Amor que surge e emana da Fonte, o Amor renovador e incansável que fará de cada ser um novo ser; por isso a sua rendição é importante.

Não tenham medo das mudanças. Abram-se às mudanças que chegarão no fim destes tempos. A alegria celestial é a promessa que Deus tem para cada um dos Seus filhos; e hoje Ele cumpre Sua promessa levando todas as almas que escutam ao recinto do Seu Sagrado Coração, além dos erros, das dúvidas ou dos traumas que cada ser humano possa estar vivendo e atravessando.

Deus é o eterno incondicional. Seu Mestre é o eterno incondicional. O Espírito Santo, que hoje está entre vocês, é o eterno incondicional.

Quando a humanidade aprender a viver no amor, e não na indiferença, a praticar a igualdade, a tolerância, o respeito e a fé, tudo se transformará. Para que isso aconteça, Eu retornarei ao mundo no momento mais difícil e culminante da raça. Aproximam-se os dias para esse acontecimento.

Hoje pedi ao Pai que Me desse a Graça de levar cada um de vocês para dentro do Seu Coração.

Agora, Cristo, colocando Suas Mãos em sinal de imposição, transfigura Suas vestimentas e toda a Sua Consciência em uma sutil cor rosa. Ele nos mostra o Seu aspecto espiritual de Amor. O Amor d'Aquele que  foi submetido e ultrajado pelos homens durante a Sua dolorosa Paixão nunca se rendeu.

Estamos diante do Amor invencível de Cristo, o Amor que Ele, neste momento, irradia ao mundo inteiro, colocando o nosso planeta, toda a humanidade e os Reinos da Natureza perto do Seu Peito.  

Hoje o Seu Amor espiritual e invencível recolhe as almas-grupo de diferentes espécies animais - como as baleias, que são aniquiladas, o gado, que é aniquilado, as espécies que perdem o seu habitat -, e do Reino vegetal, que é explorado, queimado e destruído na superfície da Terra.

E mais ainda, o Amor invencível de Cristo penetra no profundo do nosso planeta e recolhe a alma-grupo do reino mineral, cujos minerais sofrem e são destruídos e extraídos com violência e vingança.

Seu Amor também chega hoje, especialmente, aos que vivem na escravidão, na África e no mundo.

Estamos no momento e na Graça, diante do Amor invencível de Cristo, de pedir perdão pelos erros cometidos, por esta humanidade, contra os Reinos da Natureza, de pedir perdão por nós e por nossos irmãos que estão cegos e que só querem o proveito e os benefícios da Natureza.

Diante do Amor invencível de Cristo, peçamos perdão por destruir a Criação e por não valorizá-la.

Prostremo-nos diante de Cristo para pedir perdão e para que o Seu Amor triunfe no mundo pelos méritos da Sua dolorosa Paixão, pelo descenso da Sua insondável Misericórdia.

Podemos levantar-nos, respirar profundamente e agradecer.

Hoje vamos, a pedido de Cristo, oferecer esta comunhão pelos Reinos da Natureza, mas também pelos que têm sede no mundo e não têm água para beber e para hidratar seus corpos. Peçamos a Graça de que o Reino das águas, das entranhas mais profundas da Terra e por meio da Mãe Natureza, conceda a Graça de fazer brotar vertentes naqueles lugares onde abunda a sede. Amém.

Senhor, Deus do Universo e da Vida, Fonte inesgotável de Amor e de Verdade, manifestação infinita da providência, da abundância e da sabedoria universal, oferecemos-Te este Sacramento em nome de Teu amadíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, e pedimos a Graça e a oportunidade de que tudo que aqui recebemos, além de não o merecermos, possa chegar às almas que aspiram e esperam esta abundância espiritual que Tu fazes descer à Terra através do Teu glorioso Filho. Amém.

A novena de oração desta Semana Santa, a Trilogia Espiritual que Eu lhes ensinei há muitos anos, foi de vital importância para Mim, porque permitiu levar adiante toda esta tarefa, sem interrupções nem obstáculos.

Grato pelos que se esforçam de coração! Minha Paz esteja em cada um dos orantes que sustentam este Plano de Amor.

Por essa razão, neste sábado de Aleluia, para que no dia de amanhã suas almas ressuscitem em espírito, em gozo e em alegria por terem a Graça de escutar a Palavra de Deus, ofereço-lhes esta Comunhão Eucarística cumprindo a Minha promessa de estar com vocês todos os dias, até o fim dos tempos.

Pai, Amor infinito, Consolador e Curador, ofereço-Te este pão para que Tu, sob o poder da Tua Glória, o convertas no Corpo de Cristo, para que hoje, consumando esta tarefa espiritual e divina, ofereça-o a cada um dos Teus filhos, e volte a dizer-lhes: “Tomem e comam, porque este é o Meu Corpo, que é entregue pelos homens para o perdão dos pecados”.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Amém.

Da mesma forma, ofereço o Cálice da Redenção a Ti, Pai Amado, para que Tu o transubstancies no Sangue de Cristo. Por esse motivo, volto a oferecer aos Teus, dizendo-lhes: “Tomem e bebam todos dele, porque este é o Cálice do Meu Sangue, Sangue da Nova Aliança, que é derramado pelo Seu Senhor até os tempos de hoje, para o perdão de todas as faltas. Façam isto em Minha Memória”.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Amém.

E agora, dando-nos, todos, as mãos, e quem está só em sua casa levante as suas mãos para o céu em sinal de recepção, para que, junto ao Nosso Senhor, repitamos a poderosa oração que Ele nos ensinou:

Pai Nosso (em espanhol).

Pai Nosso (em inglês).

Que a Paz de Cristo desça à Terra e eleve ao Céu todas as estrelas caídas.

Que assim seja.

Podem levar as mãos ao coração, porque onde está a unidade não prevalece nenhuma enfermidade.

Que a Paz do Reino dos Céus esteja em vocês e em todo o mundo.

Abençoo-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Agradeço-lhes por terem compartilhado esta tarde Comigo. Guardem na memória o que hoje viveram. 

abr

10

Sexta-feira, 10 de abril de 2020

Aparição Extraordinária
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO NO SEXTO DIA DE INSTRUÇÃO, DURANTE A SEMANA SANTA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Para a tarefa planetária que Nosso Senhor está realizando neste momento, a seu pedido, vamos entoar "Adon Olam".

Convidamos os que escutam a se colocarem de pé para acompanhar Nosso Senhor nesta tarefa planetária.

Canção: "Adon Olam".

Vocês conheceram um homem frágil como Jesus, que carregou a pesada Cruz de madeira e que, sendo um ser humano, apesar de Seus poderes divinos e cósmicos, entregou-Se por cada um de vocês para que não tivessem que padecer e sofrer. Se há mais de dois mil anos a humanidade continua sofrendo e padecendo, é consequência de suas ações e cometimentos.

O Todo-Poderoso encarnou na Terra através do Seu Filho, para que a humanidade nunca mais tivesse que padecer.

O Todo-Poderoso encarnou como homem e como consciência como vocês, e reduziu Suas grandiosas vibrações de Luz para poder estar entre os seres humanos desta Terra.

A encarnação do Filho de Deus e a dolorosa Paixão de Cristo significaram momentos importantes para a humanidade. Através da encarnação do Filho, a humanidade pôde recuperar o caminho para sua pureza original, aquela pureza original que foi pensada na gênese do Projeto Genético Humano. Mas também essa encarnação do Filho de Deus pôs fim a uma cadeia interminável de erros.

O próprio Pai Eterno sabia que, por mais que Ele encarnasse na Terra e trouxesse a consciência do Amor-Sabedoria, essa vitória não se completaria, porque haveria seres humanos que duvidariam de Sua Presença e Poder e, mesmo depois da Paixão de Cristo, isso ocorreu em muitos seres humanos.

A encarnação do Filho de Deus, através da Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, pôs fim a muitos erros do passado que, até aquele momento da história da humanidade, fariam sucumbir para sempre o Projeto Genético Humano, ainda que houvessem passado os Patriarcas e os Profetas.

Mas nem todas as civilizações e raças se equivocaram; o adversário encarregou-se de desvirtuar algumas dessas raças que estiveram presentes na humanidade.

Desde os Adões e Evas até a Atlântida, a humanidade teve que aprender, como até os dias de hoje, a corrigir os erros cometidos, a fim de voltar a alcançar o poder da Graça e da Misericórdia.

Essa foi a principal razão da encarnação do Filho de Deus, que deu lugar e espaço para Sua segunda e importante tarefa, a Paixão de Cristo, que ocorreu em muitos níveis e planos de consciência, do espiritual cósmico até o plano mais material e concreto.

Toda a consciência de Deus participou de todos esses mistérios e feitos, assim como diferentes grupos de almas e consciências que, embora não estivessem encarnadas naquele tempo, participaram desses acontecimentos porque necessitavam, para poderem estar presentes nos tempos futuros como este.

Por essa razão, Cristo não apenas padeceu no plano físico, mas também no plano anímico e no espiritual. A poderosa Paixão de Cristo, que para muitos foi uma derrota, converteu-se em uma vitória nos planos internos, já que, através do poder da oração da Mãe de Deus, assim como da oração das santas mulheres e de alguns dos apóstolos, permitiu reunir a maior quantidade possível de consciências que, nos diferentes planos de consciência, precisavam da energia da redenção.

Cada padecimento vivido por seu Mestre e Senhor, desde a noite da Quinta-Feira Santa no Horto Getsêmani até a morte na Sexta-Feira, no alto do Monte Calvário, foram oferecimentos únicos e inapagáveis para toda a humanidade e o planeta.

Através dessa dolorosa e profunda Paixão do seu Mestre e Senhor, muitas situações planetárias do futuro foram contidas, muitas gerações futuras foram protegidas para não viver o desvio do Projeto Original.

E, embora nos dias de hoje isso se tenha desvirtuado completamente pela indiferença e omissão, muitos mais se fizeram presentes ao longo dos tempos e regressaram muitas vezes a este mundo como servidores, servos, discípulos e apóstolos, para estar presentes em colaboração e em serviço pela humanidade.

Certos grupos de almas, que alcançaram a experiência do Amor Crístico, ofereceram-se de forma semelhante a seu Mestre para estar imersos nesta humanidade e em diferentes povos e nações do mundo, a fim de dar continuidade ao Projeto Genético de Deus, que, neste tempo e nesta hora, está vivendo sua grande oportunidade de correção.

Para que toda a história dos erros que ocorreram, desde a morte do Filho de Deus até o presente, possa ser corrigida pela força da devoção de todos os Meus companheiros, pelo poder dos que adoram o Corpo Eucarístico de Cristo, pelos que sustentam a vida de serviço e de caridade, estamos no tempo e na hora de cumprir as promessas e as aspirações do Único, que se apresentaram através dos arcanjos e anjos, no Gênesis.

Por isso, a dolorosa Paixão de Cristo não foi apenas um fato ou uma história que a humanidade pôde conhecer. Muitos planos de consciência participaram desse acontecimento; por essa razão tive que Me retirar por quarenta dias no deserto, já que Meu aspecto mais material devia preparar-se para esse momento, mesmo durante os três anos de pregação, em que a humanidade deveria aprender a reconhecer a verdade e identificá-la, para não perder o caminho da Luz e do Bem. 

Por isso, a Paixão de Cristo é um feito que nunca se apagará da consciência do planeta, é um feito que sempre poderão reviver e recordar todas as vezes que necessitarem, para avançar em seu processo de purificação e redenção. Porque nesses feitos estão os códigos de Luz de que necessitam para alcançar sua liberação espiritual, cósmica e interior.

Com tudo isso, quero dizer-lhes, companheiros, que coloquem sua consciência na amplitude do que a dolorosa Paixão de Cristo significou, e em como muitas consciências, nos planos internos, participaram da redenção de mais consciências que estavam condenadas à perdição total.

Por isso a Paixão foi tão dolorosa, porque deveria superar todos os planos de consciência. E essa Paixão, vivida por seu Senhor e Mestre, deveria chegar com sua experiência ao plano físico e ao plano espiritual cósmico, onde deveria ficar registrado tudo o que ocorreu, para que a humanidade aprendesse a não cometer os mesmos erros, pela entrega que ela fez do Filho do Homem na Cruz.

O tempo da dolorosa Paixão de Cristo hoje se une a este tempo material e a este presente, em que toda a raça humana está diante da oportunidade de servir-se deste acontecimento, que ficou gravado nas entranhas da Terra pelo Sangue que derramou seu Mestre e Senhor.

Agora que o Armagedom já está presente no mundo, é quando as consciências devem estar mais despertas para sua preparação, a fim de estar à altura dos acontecimentos e participar dos preparativos do Retorno de Cristo.

A Cruz do Redentor sempre os protegerá, os salvará e lhes trará a força interior para renovar tudo.

Por isso, a Santa Cruz não se apagou da memória do planeta, porque era a árvore de Deus que entregava seus frutos à humanidade, através do sacrifício do Filho do Homem.

Este é o tempo de afirmarem-se nesse legado que lhes entreguei, porque tempos mais intensos chegarão, e suas consciências não poderão vacilar. Deverão estar firmes e decididos para poder seguir-Me até o cumprimento do que Eu espero de cada um de vocês. Essa é também a razão pela qual estou aqui.

Hoje vivem a comunhão com o Meu Espírito através do reconhecimento da dolorosa Paixão de Jesus, da qual suas almas podem colher os frutos e os méritos que o precioso Sangue de Jesus, que foi derramado, alcançou pela humanidade.

Agora, a humanidade não deve mais se autodestruir, mas deve reconstruir-se de forma espiritual, mental e material, para recuperar sua filiação com a Criação por meio destes méritos divinos que Eu entrego ao mundo, méritos que sempre lhes darão a liberdade para estar em comunhão com o Pai.

Hoje os ungirei para poder ungir a humanidade, assim como as santas mulheres ungiram todo o Meu Corpo, preparando Meu sepulcro que, depois de três dias, demonstraria ao mundo o poder da Ressurreição.

Através desta unção que hoje lhes oferecerei, também ungirei o mundo inteiro. Entregarei a vocês o poder da Ressurreição espiritual para os tempos definitivos que chegarão e, através desta unção, que hoje Minhas santas mulheres farão em vocês, recordarão que sempre poderão sentir-se ungidos pela gloriosa Presença do seu Mestre e Senhor.

Esta unção vem cicatrizar feridas espirituais da humanidade, feridas mentais e materiais, para que tudo possa ser regenerado, e a esperada preparação comece, para o surgimento de uma nova humanidade, livre da indiferença e afirmada no Amor, no Amor de Deus.

Traremos aqui quatro potes de unção para que o Senhor possa consagrá-los, assim como Ele também consagrará todas as cruzes que  trouxemos hoje para afirmar nosso compromisso com Ele e Sua união eterna com cada uma das almas.

Portanto, de onde estamos, ofereceremos nossa cruz, para que nossa cruz seja aliviada, e a cruz da humanidade seja aliviada da enfermidade, das guerras, da perseguição, das crises políticas e humanitárias, da indiferença, da falta de amor, da impunidade e da maldade que muitas almas praticam por serem ignorantes do Amor de Deus.

Por essa causa e motivo, ofereceremos nossas cruzes, para que o mundo alcance a cura e a paz. Amém.

"Santifica, Senhor, a cruz que deste a cada um dos Teus filhos, para que ela não seja um peso nem uma agonia, mas uma perseverança constante do triunfo do Teu Amor através da transformação e da redenção.

Deposita sobre estas cruzes, através da Tua Graça e Misericórdia, os méritos que Teu Filho alcançou desde o Horto Getsêmani até o alto do Monte Calvário, para que as almas possam sentir fortaleza nestes tempos, para que qualquer medo seja dissolvido, e Tuas criaturas sejam preenchidas pela confiança abundante do Teu misericordioso Coração. E dessa forma, assim como hoje abençoas e unges estas cruzes com Teu Espírito, abençoa e unge, Pai amado, cada uma de suas famílias e entes queridos, para que a grande rede da Tua Misericórdia e da Tua Paz esteja unida e viva nos corações dos que creem em Meu Retorno à humanidade. Amém."

Elevemos nossas cruzes para que o Senhor as abençoe, através da  Luz poderosa de Suas Chagas. Podemos levar nossas cruzes até o coração.

Agora passaremos à bênção do óleo, dos quatro óleos que Nosso Senhor nos pediu e que representam as quatro principais raças do planeta: as raças da América, as raças da África, as raças da Europa e as raças da Ásia e Oceania.

Abrimo-nos para esta unção espiritual e para esta unção material, que receberemos através das Mães de Cristo, em nome da humanidade e deste Projeto Genético, que deverá cumprir-se através de todos os autoconvocados.

Através da unção que cada um de nós receberá neste momento, estaremos permitindo também que todos os que estão atrás de nós no caminho espiritual e esperam ingressar nesta corrente e Obra de Amor de Cristo possam ter a oportunidade de serem partícipes da presença da Hierarquia Divina.

Assim, quando formos ungidos neste momento, tenhamos presentes todos os que estão atrás de cada um de nós e esperam por seu despertar e redenção, assim como através dos tempos somos redimidos e ungidos pelo Amor espiritual de Cristo.

Madre María Shimani e Frei Joaquín.

Madre María del Salvador e Frei Luciano.

Madre María Getsemaní e Frei Ariel.

Madre Zorobabel e Frei Gabriel Pío.

E, antes de começar esta unção, que tentará trazer a cura espiritual para a humanidade através das quatro raças representadas em nosso planeta, cada um de nós, mesmo não estando presente aqui, neste lugar ou neste Centro Mariano, realizará sua oferta interna através de um minuto de silêncio, para que se alcancem a paz e a cura na humanidade.

Fazemos nossa oferta em silêncio; e fazemos esta oferta, a pedido de Cristo, por todos os que morreram pela pandemia atual. Pedimos por cura, Misericórdia e perdão. Realizamos nossa oferta por essa almas.

Elevo suas intenções ao Céu para que o Pai Celestial as contemple em Sua Fonte. Que esta unção espiritual e interna traga todos os frutos que a humanidade necessita neste tempo.

Pelos que padeceram injustamente, que o Pai tenha Misericórdia.

Pelos que sofrem injustamente, que o Pai tenha Misericórdia.

Pelos que padecem a enfermidade, a desolação ou a morte solitária, que o Pai tenha Misericórdia.

Pelos menores e inocentes, pelos que são traficados, explorados e vendidos, que o Pai tenha Misericórdia.

Por todas as crianças não nascidas, que são milhões no mundo, que o Pai tenha Misericórdia.

Que a paz, a renovação e a fé despertem em todos os corações.

Que assim seja.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

E assim nos despedimos de Nosso Senhor. E a Seu pedido para este Sacramento da Unção, repetiremos a canção que escutamos no início deste trabalho: "O poder do Sangue de Jesus".

abr

09

Quinta-feira, 9 de abril de 2020

Aparição Extraordinária
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO NO QUINTO DIA DE INSTRUÇÃO, DURANTE A SEMANA SANTA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Reverenciemos a Presença de Jesus, o Sagrado e Insondável Coração de Jesus.

Ele nos mostra, no centro do Seu Peito, Seu Coração Misericordioso, como uma grande custódia de luz que irradia raios em várias direções.

Com os braços e as Mãos abertas, Ele nos oferece o centro do Seu Ser para que possamos entrar n'Ele e Ele em nós.

Detrás d'Ele, vemos uma casa muito humilde e simples, de pedra e palha, com pequenas janelas e uma porta de madeira muito simples e humilde.

Para os que nunca a viram, disse Jesus: “Este é o Cenáculo, e hoje convido toda a humanidade a entrar, em nome do Santo Padre, o Papa Francisco, dos líderes religiosos, de todos os crentes no Sagrado Coração de Jesus".

A porta dessa casa se abre para que possamos entrar em consciência e espírito, em alma e em divindade.

Primeiro entra Jesus, para que nós possamos entrar; vemos sua longa túnica e os pés descalços, sustentando sobre o Seu Peito o Santo Cálice. 

Nesta casa simples, vemos luzes muito suaves e tênues nas paredes, criando um ambiente de religiosidade e de comunhão; nesta casa há outros convidados, que não são os apóstolos, porque eles já viveram essa experiência; mas são outros Mestres, os Mestres dos Himalaias.

Eles estão aqui presentes, aguardando-nos para que sentemos no chão de terra, que é protegido por um grande tapete que tem em seu centro, representada, a Última Ceia. 

Descalçamo-nos e nos despojamos para entrar nesta comunhão eterna.

O Mestre se mostra solene, amoroso e carinhoso com cada um dos seus.

Ele toca nossas cabeças e acaricia nossos rostos, e nossas almas se rendem aos Seus Pés.

E, através de Cristo, sentimos o Pai Celestial que, como uma grande Luz, ofuscante, ilumina o teto desta sala, assim como cada um de nós e dos presentes.  

A porta da casa se fechou, e vemos aqui presente a Nossa Santíssima Mãe, a Virgem Maria, rodeada por um grande manto de cor rosa; Ela se ajoelha, um pouco mais distante, no interior da sala.

Todos se olham com expectativa, porque sentem, no coração dos Mestres dos Himalaias, a alegria desta renovação e comunhão com Cristo.

Maria, Nossa Mãe, reza em silêncio, por nós e pelo planeta.

Deixemo-nos levar por este momento de comunhão, para que seja a nossa alma que participe deste encontro e, assim, todo o nosso ser participe.

E agora, todos sentados entre os Mestres e o grande Mestre, que acaba de sentar-se para compartilhar este encontro, vemos como o Seu Rosto brilha e os Seus Olhos são como o céu; Ele mantém um semblante suave e carinhoso. 

Todos os Mestres colocam suas mãos em sinal de recepção enquanto aguardam, em silêncio, que o Mestre comece a pronunciar Suas Palavras, nesta ceia de renovação e de esperança. 

No centro desta reunião, vemos o nosso planeta. O Mestre o contempla com amor, igual aos demais Mestres que foram convidados a participar deste encontro.

Debaixo desse planeta, que é a nossa casa, vemos acender-se uma estrela dourada de seis pontas e outra estrela igual acima dele.

O planeta é envolto por uma poderosa Luz dourada, que desce no centro dessa sala, diretamente da Fonte, e grandes manchas escuras que rodeiam o planeta são dissolvidas, enquanto a sua aura é envolta por uma energia de Luz verde, que ingressa nas entranhas da nossa Terra, nos oceanos e continentes.

Quero que saibam, diz o Mestre, e Ele eleva a mão direita indicando o céu, enquanto fala para cada um de nós, "que esta é umas das últimas ceias espirituais que celebro com vocês, porque o tempo das Escrituras se cumprirá, e Eu não estarei aqui para falar-lhes; será o Espírito Santo que poderá obrar através de vocês, quando souberem reconhecê-Lo e contatá-Lo". 

Esta é a hora, companheiros, de os seus talentos emergirem à Luz e à consciência, porque assim poderão dar a vida por Mim como Eu a dei por cada um de vocês, até o fim dos tempos.

Reconheçam então, amados Meus, que são parte de uma história que ainda não se terminou de escrever.

Por essa razão, hoje os trouxe aqui, ao Cenáculo espiritual do Meu Coração, pobre, verdadeiro e humilde, para que possam servir-se dele.

Fora da casa onde nos encontramos participando deste momento importante com Jesus, há muitas, mas muitas almas presentes, que não puderam entrar, mas que Nossa Mãe, a Santíssima Virgem, trouxe até ali para que pudessem participar deste momento.

E Jesus disse: Minha morada é muito humilde e simples, mas o Meu Coração é muito grande para poder receber todos.

Nesta quinta-feira Santa, cada um de vocês tem a oportunidade de participar novamente deste ministério que Eu darei ao mundo com Amor, por todos os que ainda deverão despertar e reconhecer a Palavra de Cristo. 

Esta é a casa do Meu Pai; felizes os que se encontram dentro dela para reconhecer o seu compromisso com a Criação e com as Leis Universais.

Reunidos nesta casa, voltarei a lavar os pés; mas agora lavarei os pés dos Mestres, enquanto vocês lavarão os seus.

Convido-os a dirigirem-se ao lugar onde lavarão os seus pés, enquanto Eu lavarei os pés dos Mestres.

A cada um dos que Minha Mãe escolheu hoje para lavar-lhes os pés, entreguei um dom e um talento, antes de nascer, para que agora, neste tempo, estivessem a serviço do Meu Coração e da Minha Obra redentora.

Timóteo, tu tens o dom de unir fronteiras para que não existam mais barreiras entre os povos e as nações. Tu tens que abrir os caminhos para que Eu possa ingressar onde mais se necessita da Minha Palavra.

Iajodarah, tu tens o dom da música, de trazer do Universo à Terra as vibrações sutis e as melodias de Deus que as tuas mãos podem comunicar através dos instrumentos que tocas, com a força que a devoção ao Meu Sagrado Coração te dá.

Valentina, tu tens o dom da solidariedade, de viver a incondicionalidade pelo outro, de reconhecer a dificuldade do semelhante e de aliviar o sofrimento dos que padecem por solidão, abandono e discriminação.

Ceferino, tu tens o dom de levar a Minha Mensagem ao mundo e de iluminar os Meus altares, para que a Presença do Meu Espírito possa se refletir em tudo que é oferecido, de tempo em tempo. Tens a missão de refletir, nas imagens, o espírito do sagrado.

Camilo, tu tens o dom da perseverança do peregrino que nunca se cansa de caminhar até poder encontrar o seu Mestre. Chegaste ao Meu encontro e te prepararei, a partir deste dia, para que Me sirvas na consagração, quando Eu te indicar. O que persevera nunca morre. O que persevera nunca desiste, porque a sua força está na oração e na confiança que Deus lhe dá. Por isso, estás aqui.

Samaria, tu tens o dom da comunicação, de abraçar os projetos do Meu Pai e de levá-los à realidade, como Eu necessito. Tens o dom de comunicar Minha Palavra a diferentes partes do mundo, através das línguas de cada povo desta Terra. Não é a primeira vez que fazes isso para Mim. Esta é a continuidade de algo que não terminou; por isso a tua vida deve ser para Mim.

Os próximos seis, que agora serão sacramentados.

Frei Luciano, tu tens o dom do serviço incondicional, de levar alívio aonde há maior sofrimento, de levar amor aonde há maior agonia, de levar esperança aonde há maior desespero; para que a humanidade compreenda, finalmente, que através da doação de si e do serviço pelo semelhante, os seres humanos aprenderão a amar-se uns aos outros, verdadeiramente.

Madre Maria del Salvador, tu tens o dom da unidade, uma unidade que leva ao entendimento e à compreensão do semelhante. O dom da unidade para poder colocar-se no sofrimento do outro e ajudar a resolvê-lo. Uma unidade que compreende, que é paciente e perseverante, que emana compaixão.

Frei Ariel, tu tens o dom da constância, daquele que não deixa vencer a si mesmo, daquele que reconhece todos os dias as Chagas do Senhor, por amor à humanidade. O espírito da constância é um espírito incessante, que nunca muda, que sempre mantém o seu propósito através da fé.

Madre Maria Shimani, tu tens um dom importante que te entreguei. É o dom do discernimento invadido pelo espírito sagrado da Sabedoria, para cumprir sempre a perspectiva do Meu Propósito na humanidade. Também tens um dom especial que a Minha Santa Mãe te entregou, que é o amor e o entendimento daquele que não consegue se transformar, daquele que tem dificuldades, e esse amor e esse entendimento o transformam, o redimem e o levam à Verdade. 

Minha filha Amerisa tem o dom da beleza e da cura, de aprender a suportar o semelhante e dar oportunidades a todos para que, através do serviço dos altares, possam expressar a sua devoção ao Meu Coração. Tu és uma ponte para cada um deles, por isso te coloquei nessa missão. Também tens o dom da cura, que te permite sentir o sofrimento do semelhante para aliviar as Chagas do teu Senhor naquele que sofre. E isso Eu vi, nestes tempos, através da tua mãe, que agora, depois da sua agonia, está Comigo no Céu. Aprendeste a lição de amor que quis ensinar-te, para que vivas algum dia um amor maior que o que Eu vivi por ti. Estás a caminho desse propósito.

Minha filha Romina, já sabes o que és para Mim. Mas agora chegou o momento de viver o que tanto buscaste, de viver tudo o que Me cantaste, de cumprir o que tanto desejo, sem medo de nada, pela tua Nação e pelo teu povo.

Chegou o momento da consagração do Corpo e do Sangue de Cristo, quando cada um de nós, dentro da Casa do Cenáculo de Nosso Senhor, terá a Graça espiritual e interna de receber os impulsos, os mesmos impulsos que Cristo deixou plasmados no planeta e na humanidade, através do sacrifício da Sua Última Ceia, através da Comunhão.

Vemos Nosso Senhor, Cristo, depois de haver lavado os pés dos Mestres, e depois de lavarmos os pés entre nós, cumprindo, assim, os Seus pedidos.

Mantenhamos nossa consciência e concentração neste lugar da humilde Casa do Cenáculo, onde Cristo convidou cada um de nós a entrar.

Meu Coração sente este momento, porque é uma das últimas Comunhões espirituais que entregarei ao mundo, neste dia em que a Minha Vida é vida em vocês e vocês são vida em Mim.

Agora, que estão limpos e preparados para receber-Me, infundo, neste momento, o mesmo que infundi nos Apóstolos, para que neste momento o legado espiritual que deixei para o mundo, por meio da Eucaristia e do Sangue de Cristo, desça como Graça e como Luz na humanidade.

Elevo o pão e o ofereço a Deus, assim como suas almas podem ser oferecidas a Deus neste momento. Para que este pão seja transubstanciado, peço ao Todo-Poderoso que, pelos méritos da Minha dolorosa Paixão, conceda ao mundo a Graça de que necessita neste tempo para aprender a viver no Amor absoluto de Deus.

Por isso, após partir o pão, entrego-o a vocês, porque este é o Meu Corpo, que será entregue pelos homens para o perdão dos pecados.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Amém.

Volto a elevar o Cálice da redenção da humanidade, para que o vinho seja transubstanciado no Sangue de Cristo. Por isso volto a dizer-lhes e a oferecer este cálice, porque é o Meu Sangue, Sangue da Nova Aliança, que é derramado por Seu Senhor para a remissão das faltas. Façam isto em Minha memória.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Amém.

O Corpo e o Sangue de Cristo. 

Felizes sejam os que se servem deste Sacramento espiritual, porque suas vidas não perecerão.

Pai Nosso (em espanhol).

Pai Nosso (em inglês).

Que a Paz de Cristo desça à Terra.

Neste dia, tudo foi consumado, conforme o Pai Celestial o necessitava, e, disso que foi consumado, todos foram partícipes, sob a renovação que o Sacramento da Eucaristia traz a cada uma das suas almas, até que se concretize o Novo Tempo.

E a Casa do Cenáculo desaparece da nossa consciência, enquanto o Mestre está aqui conosco, entregando os méritos do Seu Coração à humanidade, para que reafirmemos o nosso compromisso em Cristo e por Cristo.

Nossa Mãe Divina também nos abençoa, e agora se encontra ao lado do Seu Filho.

Agora todos os sacerdotes se congregarão neste cenário, e entoaremos, a pedido de Cristo, “Hijo Supremo”, como consumação desta tarefa.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Canção: “Hijo Supremo”.

Somos gratos, Senhor, por quanto nos dás!

Neste encontro, honramos-Te, Senhor.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

abr

08

Quarta-feira, 8 de abril de 2020

Aparição Extraordinária
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO NO QUARTO DIA DE INSTRUÇÃO, DURANTE A SEMANA SANTA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Reverenciamos neste momento o legado mais importante da humanidade, que Nosso Senhor Jesus Cristo trouxe hoje. Esse legado é a Arca da Santa Aliança, que quatro anjos trouxeram com Nosso Senhor.

Reverenciemos este legado espiritual, universal e imaterial, que está diante de nós hoje, sob a proteção de Nosso Senhor Jesus Cristo e na presença de Abraão e Moisés.

Hoje este legado é irradiado a toda a humanidade, aos quatro pontos da Terra, enquanto Cristo, Abraão e Moisés, junto aos anjos, contemplam a Santa Arca.

E vemos dentro dela tudo o que guarda como legado espiritual, universal e imaterial, e como o centro de Luz do Coração de Cristo emana uma poderosa Luz sobre a Arca da Santa Aliança, onde estão a Coroa de Espinhos, os Cravos que Ele levou na Cruz, o Santo Cálice e as Tábuas da Lei, os chamados Mandamentos que Moisés recebeu, assim como outros elementos que compõem esse legado espiritual para este Universo material.

E somos rodeados pelo Universo que tem como centro este acontecimento espiritual e interno neste momento.

Como os anjos, que adoram e protegem a Santa Arca, deixemo-nos preencher por esse legado e por esse mistério que se revela diante de nós.

Ao redor deste acontecimento, vemos os Anciãos que também se mostraram a João na última parte da sua vida, quando ele viu o Apocalipse.

Aqui e agora, neste momento, forma-se a Ordem da Irmandade Celestial, que hoje chegou diante de todos nós, para que o seu amor e a sua vibração ressoem dentro de cada um, no centro do nosso ser e essência, para que entremos em comunhão com o legado espiritual que formará as bases da Nova Humanidade.

Enquanto isso, os Anciãos que estão presentes levam entre suas mãos um Livro Sagrado, que mostram e que tem as páginas em branco; eles estão atentos, vigilantes  e contemplativos, para registrar e escrever o que cada um oferecerá para este legado, a fim de ser zelador e vigilante, guardião e protetor do Conhecimento Divino e Cósmico.

Neste momento, vemos como Cristo, apenas com o Seu olhar de Amor, ilumina o Santo Cálice dentro da Arca da Santa Aliança, para que através dele uma potente coluna de Luz comunique ainda mais o Céu com a Terra, e se abram ainda mais os Portais para o Universo e, neste momento, sob a abertura espiritual que Cristo realiza em absoluto silêncio e sintonia, vemos acima desse espaço e desse acontecimento, um poderoso Triângulo de Luz, de lados iguais, que representa um aspecto de Deus, Abba.

Dentro desse Triângulo de Luz está Deus, que nos observa e contempla, como também contempla o acontecimento da Arca da Santa Aliança, na Presença de Cristo, de Abraão, de Moisés, dos Anciãos e dos anjos.

Sob a Arca da Santa Aliança, vemos apresentar-se e desenhar-se o nosso planeta, que é preenchido pelos raios de Luz que a Santa Arca expressa, e a aura espiritual do planeta é acesa e santificada por cada uma das correntes poderosas que a Arca está emanando neste momento, através de todos os seus elementos sagrados.

Enquanto Abba, através do Triângulo de Luz, ilumina ainda mais o espaço presente, a síntese de cada um dos Seus Nomes Sagrados se faz presente neste momento, neste acontecimento espiritual e universal.

Os anjos, na Presença do Pai, o Todo-Poderoso, não deixam de manter a cabeça no solo, como um ato de adoração e reverência ao nosso Criador. E vemos, neste momento, como diferentes hostes de Luz, exércitos de anjos começam a rodear a Presença de Deus.

Todos são convocados a este encontro, para receber o bálsamo do Amor de Deus e o princípio da Sua Sabedoria.

Para terminar de unir a Terra com todo o Universo, e antes da continuar tudo o que Nosso Senhor quer realizar neste dia, em um ato de maior reverência e amor ao nosso Criador, ante essa revelação e Presença Divina, entoaremos o Nome de Abba, através de "Fuente Primordial", em uma só voz e um só coração, até que Nosso Senhor o indique.

Neste momento, vamos permitir que cada um dos princípios e atributos da Santa Arca não apenas banhem de Luz o nosso planeta, mas também as nações e os povos, os Reinos da Natureza, os oceanos, para que toda a vida esteja em Deus neste momento.

Podemos começar.

Canção: "Fuente Primordial".

Vemos como nos Livros Sagrados dos Anciãos escreveram-se as nossas ofertas, que ficarão guardadas neles até que Deus as solicite.

Nosso Senhor retira da Arca da Santa Aliança o Santo Cálice para que, espiritualmente, seja colocado sobre este altar e celebremos, nesta tarde, a comunhão com o Corpo e o Sangue de Cristo.

Sentimos bem perto de nós este Santo Cálice, aquele Cálice com que Cristo celebrou a Última Ceia, e que testemunha e expressa a relíquia mais importante da humanidade, que é o precioso Sangue de Jesus.

Cristo nos diz:

Minhas Palavras hoje são representadas através desta experiência de amor, porque muitos de vocês, conscientes e preparados no caminho do espírito e do serviço pela humanidade, já estão prontos para viver estas experiências que somente Eu poderia dirigir, pela autoridade que Meu Pai Me concedeu. Experiência da qual faço cada um partícipe, para que as suas almas e essências estejam fortalecidas neste serviço do fim dos tempos, em que a sua doação e entrega serão a chave fundamental para concretizar o Meu Retorno.

Por isso, hoje deixei sobre este simples altar o Santo Cálice, para que não somente lhes irradie, mas também ao mundo inteiro, que necessita com extrema urgência espiritual.

Assim, Eu demonstro a todos que escutam a validade da comunhão espiritual Comigo, quando apenas se abrem para vivê-la.

Os Anciãos são as testemunhas desta humanidade e deste planeta até os seus últimos dias; por essa razão hoje estão aqui com vocês e com o mundo.

Abraão e Moisés são parte fundamental da história da sua humanidade, que, em diferentes tempos e épocas, alcançou importantes movimentos espirituais de expansão da consciência e da realização do Plano do Criador.

Este é o terceiro momento, depois da Minha Paixão, Morte e Ressurreição, em que poderá suceder o mesmo, sempre e quando as almas aderirem ao descobrimento deste legado espiritual, guardado na Arca da Santa Aliança para todas as essências do Universo e além dele.

Hoje a Arca da Santa Aliança traz a cura e a renovação da humanidade, porque as almas necessitam curar-se para poder estar sãs fisicamente e, assim, poder reencontrar o caminho para Deus neste momento planetário em que o amor e a indiferença se enfrentam, o que definirá o próximo tempo para toda a raça humana.

Neste momento, Moisés e Abraão se retiram, levando consigo a Arca da Santa Aliança para o centro do Triângulo, onde está Deus, para resguardá-la onde sempre está.

Mas as portas dos Céus ainda se mantêm abertas, porque fomos levados a outro espaço da Igreja Espiritual de Cristo, a chamada Igreja Celestial. O centro dessa Igreja é o legado da Arca da Santa Aliança, que os anjos resguardam, adoram e protegem, com um amor infinito por todo o sacrifício que Cristo viveu por esta humanidade e por cada um de nós neste planeta.

Ainda que pareça incompreensível e impossível, estamos diante de Abba e de Nosso Senhor Jesus Cristo, preenchidos por Seu profundo silêncio celestial e por Seu Amor eterno que emana do Pai, do Filho e da Fonte.

O Santo Cálice ainda se mantém perto de nós, porque Nosso Senhor o devolverá ao seu lugar quando esta cerimônia entre o Céu e a Terra, entre a Igreja Celestial e as almas, tiver finalizado.

E, assim, vemos como Cristo acende treze pontos de Luz em toda a América, e cada um desses pontos de Luz, que emerge do interior da Terra, traz um tom, uma vibração e uma melodia de que a humanidade necessita para poder ingressar no próximo tempo; e vemos como, em perfeita harmonia, esses treze pontos de Luz se unem, emergindo à superfície, começando da América do Norte até a América do Sul, em toda a coluna das Rochosas e dos Andes.

Estamos diante de uma Rede de Luz espiritual que sempre esteve presente no planeta, desde as suas origens, mas que teve seu tempo para despertar. Visualizemos as Américas iluminadas por esses treze pontos de Luz, e percebamos, neste momento, o que o nosso coração sente.

Guardar a memória desse sentimento é o que Cristo nos pede, para que  possamos sempre reconhecê-lo e, a partir desse sentimento profundo e interno, tenhamos força e valentia para poder renovar tudo, assim como Cristo nos renova.

Assim, vemos réplicas do Santo Cálice nos treze pontos de Luz. Vemos que um Sangue espiritual é derramado sobre cada um dos Cálices pelos anjos, e o planeta é banhado pelo poderoso Sangue de Jesus.

Assim, todas as almas recebem este impulso do Nosso Redentor.

E, no alto dos Andes, vemos a mesma Cruz que esteve no alto do Monte Calvário e, aos seus pés, Nossa Mãe Santíssima, a Virgem Maria, assim como todos os Seus filhos, seres de amor, de oração e de boa vontade, estendidos nos quatro pontos da Terra.

Essa Cruz é uma Cruz de Luz que ilumina cada um dos Cálices, e somos preenchidos pelo Espírito Santo.

Vemos a Nossa Mãe Santíssima rezar pelo mundo e pela humanidade, colocando ao Seu lado o Santo Padre, o Papa Francisco, e a América. E, através da América, a humanidade volta a levantar-se, assim como Cristo se levantou durante o Calvário.

O Triângulo de Deus percorre cada ponto de Luz das Américas depositando sobre eles cada um dos Seus aspectos e Nomes Sagrados; e do centro do nosso planeta sentimos a dor da Mãe Terra, que é aliviada, neste momento, pelo Sangue que Jesus derramou na Cruz.

Esvaziemo-nos novamente para poder receber tudo isso, reconheçamos nossa pequenez diante deste grande mistério, o mistério do Amor de Deus pela humanidade.

E neste cenário, com o Santo Cálice perto de nós, celebraremos este momento com um profundo ato de agradecimento pela revelação do Nosso Pai, Deus, através do Seu Filho, o Cristo.

Cristo nos pediu, neste momento, que lavemos as mãos em sinal de purificação e de rendição, em nome da humanidade.

A pedido de Cristo, lavaremos as mãos dos irmãos do Conselho desta Obra, em nome da humanidade.

Pedimos que, neste momento, a pedido de Nosso Senhor Jesus Cristo, se o Frei Supremo estiver nos ouvindo, que também lave as suas mãos, realizando a mesma oferta que Nosso Senhor pede, para que o Amor possa curar toda a dor. Isso sempre será para que o Amor derrote a impunidade.

Ante a Luz do Santo Cálice, recordamos a Nossa Mãe Santíssima aos pés da poderosa Cruz, no alto dos Andes, porque Ela também está recebendo a nossa oferta, neste momento, como Mãe da humanidade.

Meu Deus,
eu creio em Ti, eu Te adoro,
eu Te espero, eu Te amo, 
e Te peço perdão 
pelos que não creem em Ti, 
não Te adoram, 
não Te esperam e não Te amam.
Amém.
(Ora-se em inglês, três vezes)

Tomem e comam todos d'Ele, porque este é o Meu Corpo, que hoje é entregue ao mundo para o perdão dos pecados.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.
Amém.

Tomem e bebam, porque este é o Meu Cálice, o Cálice da Nova Aliança entre as almas e Deus, com o Sangue que é derramado por Seu Senhor para a remissão das faltas. Façam isso sempre em Minha memória.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Amém.

Pela poderosa Luz que emana do Santo Cálice neste momento, em união com a Nossa Mãe Santíssima no alto dos Andes, em união com os treze pontos de Luz que foram acesos por Nosso Senhor, rezemos juntos a oração que Ele nos ensinou:

Pai Nosso (em espanhol).
Pai Nosso (em inglês).

O Corpo e o Sangue de Cristo.

Bem-aventurados os que se servem deste legado de Amor.

Que a Paz desça à Terra.

Nosso Senhor retira o Santo Cálice do altar e o leva entre Suas Mãos para retorná-lo à Arca da Santa Aliança. E assim, os treze pontos de Luz se recolhem onde surgiram e se manifestaram. Nossa Mãe, a Virgem Maria, eleva-se ao Céu junto com o Seu Filho, assim como todos os anjos que participaram deste momento, para seguir em adoração a Deus.

Graças, Senhor, por quanto nos dás!

Graças, Pai, por quanto nos dás!

Neste encontro, honramos-Te, Senhor.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

abr

07

Terça-feira, 7 de abril de 2020

Aparição Extraordinária
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO NO TERCEIRO DIA DE INSTRUÇÃO, DURANTE A SEMANA SANTA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Não Me falta muito tempo para regressar ao mundo; por essa razão, estou chegando nestes dias, porque Meu Pai envia-Me ao mundo para estar entre os Meus e prepará-los para esse momento, que não está tão longe.

No Evangelho de hoje, vocês puderam ver representado o que Eu disse há mais de dois mil anos, que é uma realidade para os tempos de hoje.

Por essa razão, no dia de ontem, Eu os fiz ingressar conscientemente no Reino de Meu Pai, para que suas almas vivessem uma experiência e para que, dessa experiência, pudessem recolher um tesouro, que é um fruto dos Dons de Deus de que vocês necessitarão neste tempo para poder viver o que chegará.

É assim que o Universo tece pacientemente o Plano de Deus na Terra, integrado por cada uma de suas almas, que se autoconvocaram para estar aqui, como muitas almas estiveram ao longo dos tempos, em diferentes momentos da história da humanidade, por meio das Aparições da Santíssima Mãe de Deus e do Sagrado Coração de Jesus.

Porém, neste tempo e nesta hora, Eu venho por todos, e aqui não prevalece nenhuma religião nem crença, porque hoje volto a recordar que vocês são parte da Fonte e todos vêm dessa Fonte imaterial que originou a vida no Universo, depois que os planetas, as estrelas e os sóis foram criados.

Assim, poderão compreender, companheiros, quão extensa é a história de cada um de vocês dentro desta Criação Universal e que, como no dia de ontem, cada um pôde reconhecer que é algo mais do que um ser humano ou do que uma consciência que pensa e reflete.

É através do valor que as essências possam dar que Eu me servirei para levar adiante Meu retorno ao mundo.

Por essa razão, venho por todos, cristãos e não cristãos, crentes e não crentes, venho por todos. Todos os que estiveram atentos às Minhas Palavras no dia de ontem, receberam muitas Graças, que começarão a descer em suas vidas conforme o Pai pensou.

Essas Graças que vocês receberão também beneficiarão os seus seres queridos e, em consequência, o resto da humanidade. Quando a humanidade reconhecer que é uma só família, todos estarão preparados para receber-Me novamente.

Quando não existirem mais diferenças, prestígios ou protagonismos em nenhum de vocês, porque todos são iguais diante dos Olhos de Deus e Deus espera que cada um de Seus filhos possa também reconhecer o que Ele vê e o que Ele sente.

Nesta preparação, que hoje realizo por meio destas palavras, elevem suas consciências até Meu Pensamento, e de Meu Pensamento divino e universal recebam os novos impulsos e decretos que formarão suas vidas segundo o modelo que Deus espera para estes tempos. Que cada um cumpra com a sua parte, assim como o Universo cumpre com sua parte maior.

Reconhecendo estas instruções, rendidos ao Amor de Deus, abramos ainda mais as portas do Universo, para que, por um momento, vocês tenham a visão e a consciência da razão pela qual estão aqui e são chamados por seu nome para receber, neste tempo, os impulsos espirituais do Redentor.

Neste momento, Nosso Senhor Jesus Cristo, com Suas Mãos elevadas ao Céu, abre as portas para outros Universos, aonde a humanidade nunca chegou, mas que hoje, pela primeira vez, chega a esses Universos por intermédio do Redentor.

Acompanhemos este movimento espiritual de Nosso Senhor por meio de nossa conexão e contato com Ele, colocando toda a nossa atenção no que Ele está fazendo, para que possamos continuar sendo preenchidos por tudo o que Ele nos quer revelar e mostrar.

Nosso Senhor diz neste momento:

Por meio de Minhas Palavras, Eu os santifico, para que suas consciências estejam na vibração necessária e ingressem na sabedoria universal, que guarda a resposta para cada uma de suas vidas, assim como o conhecimento de cada uma de suas vidas.

Vejam, acima de vocês, o Universo e a grande abóbada da Via Láctea. Reconheçam as diferentes nebulosas e sistemas solares e sintam-se dentro do vasto Universo de Deus. E, assim, despertem em seus corações a lembrança de suas origens, assim como recordaram no dia de ontem.

Percebam, então, que não é impossível poder fazê-lo se de verdade vocês estão unidos a Mim e de coração confiam no que estou revelando-lhes.

Dentro de todo o Universo que os rege e os acompanha, concentrem sua atenção na nebulosa azul que estou mostrando-lhes e vejam como dentro dela existe vida e como diferentes estrelas brilham dentro dessa nebulosa, emanando sabedoria para o Universo.

Seguindo o som desta melodia, elevem suas consciências um pouco mais, esvaziando-se por completo, para que possam ser preenchidos pelo que verdadeiramente existe no Universo.

Seguindo Meus passos, ingressemos neste espaço de luz dentro desta nebulosa azul. Vejam seus seres iluminados por esta luz azul e como, desde o centro de seus peitos, iluminam-se pequenas luzes que brotam de seus corações, que são o coração de sua origem.

Frente a vocês, dentro desta nebulosa azul, identifiquem quatorze estrelas que, em perfeito alinhamento, contemplam cada um de vocês.

Vocês estão diante de seus Pais de Origem, os Pais que o Universo concedeu-lhes para que vocês pudessem ter vida, e nesse vazio que vocês devem exercitar neste momento, sintam-se preenchidos e plenos pela presença dessas estrelas de luz e perguntem-se, internamente: “quem somos?”. “Por que estamos aqui, diante de nossa origem?”.

E Cristo nos disse que recordemos, não com dor, mas com alegria, porque os erros do Universo material estão sendo corrigidos pela consagração de suas vidas e por sua filiação com Deus.

Cristo disse:

Detrás destas quatorze Estrelas de Luz, vejam uma poderosa Luz dourada. É a emanação de Adonai, sem forma alguma, mas em um sublime estado de consciência, e repitam internamente: Adonai, Adonai, Adonai.

E o Pai Celestial, abrindo Seus Braços com Sua emanação dourada de Luz, abraça com Sua onipotência todos os presentes, e nesse vazio, onde não há vontade pessoal, parecer ou querer, somos preenchidos por Sua Presença.

Cristo diz:

Ali estão os Pais de suas Origens diante da Presença de Adonai; estes são os Pais de Órion. Recordem e sintam Seu Amor silencioso e profundo. E vejam como de seus peitos ainda emerge essa luz que os une a cada um de seus Pais, que conhecem sua origem e seu surgimento desde a Fonte.

E, agora, nós nos vemos rodeados por estas quatorze Estrelas de Luz, com Cristo no centro; acima de nós, a Consciência de Adonai, e, ao redor de nós, sentimos como vibra o Universo, como uma melodia elevada, que nos traz correntes de Luz e os Impulsos de Luz às nossas consciências.

Estamos diante do que fomos uma vez, estamos diante da verdade que hoje nos revela o Coração do Redentor.

Acima destas quatorze Estrelas, que nos rodeiam, que são as essências de nossos Pais, vemos línguas de fogo. E se revelam, diante de nós, os quatorze Dons Imateriais do Espírito Santo:

        1) a Ciência do Entendimento;

        2) o Espírito da Verdade;

        3) a Fortaleza da Luz;

        4) o Amor Incomensurável;

        5) a Abnegação Eterna;

        6) a Sabedoria Divina;

        7) a Cura Espiritual;

        8) a Vida Interior;

        9) o Conhecimento Cósmico;

        10) a Transmutação;

        11) a Solidez da Alma;

        12) a Graça Incondicional;

        13) a Inteligência Divina e

        14) a Reconciliação Interior.

E Cristo nos diz:

Agora que vocês sabem que nunca estiveram sós e que Deus sempre os preencheu com Suas Graças, regressem ao que verdadeiramente são, para que este Universo material e, inclusive, este planeta cumpram com o propósito que têm diante da Criação, e assim as consciências sejam elevadas para a sua verdadeira condição espiritual, tomando consciência de sua missão e de seu propósito.

Órion foi um lugar de muitas histórias. Por isso, vem até vocês na presença de quatorze Pais das Origens, os mesmos Pais que Abraão e muitos outros patriarcas conheceram.

Que tudo isso os ajude a interiorizar suas vidas, para que estejam alinhadas ao Propósito. E que, depois deste momento, que todo o planeta está vivendo, muitos mais corações aspirem a chegar à verdade, além da religiosidade da vida, ingressando no abundante  Conhecimento de Deus, que se expressa em todas as Suas Moradas.

Hoje vocês estão diante de uma dessas moradas, que foi testemunha de muitos acontecimentos, mas, hoje, Órion expressa uma das mais importantes sabedorias para este Universo material. Esse impulso chega a vocês diretamente, por meio da Minha Presença, para que possam seguir afirmando o que verdadeiramente são e a razão pela qual estão aqui, neste momento planetário, não para viverem as coisas do mundo, mas para viverem o que está no Céu, no Universo, e que desde há muito tempo continua vibrando e palpitando em sua abóbada.

Reconheçam a chegada dos que vêm em seu auxílio e estarão no caminho da Paz.

Trazendo nossa consciência para este lugar, agora estamos com Cristo frente a este altar, para que possamos perceber a diferença de como alcançar um contato mais profundo com tudo o que está nas Esferas Sublimes.

Meu Pai pede-Me para fazer tudo isso por uma razão principal: para que despertem os talentos em cada um de vocês. Na Fonte, isso é chamado “linhagens”. Agora, depois deste momento, cada um está preparado para conhecer sua linhagem, que, em Meu Nome, deverá aportar e servir à humanidade na construção da Nova Humanidade, para que a cura se estabeleça, o perdão redima-os e o Amor eleve-os à Verdade.

Em honra aos Pais das Origens, hoje celebraremos, porque Deus concedeu-lhes a Graça de tomar consciência da Verdade, para que a cada dia vocês estejam mais conscientes, abertos e disponíveis para encontrar o sentido e a resposta de estarem aqui hoje.

Por isso, Eu rezo todo o tempo para que Meus amigos alcancem essa Verdade, porque a Verdade os fará livres.

Nosso Senhor está pedindo um véu e uma aliança de auxiliadora.

Para que compreendam, companheiros, quão importante é sua missão na Terra, antes de voltar a Me entregar em Corpo e Sangue para vocês, entrego-lhes Meu Amor por intermédio da consagração.

Tragam-me também, aqui, óleo para ungir e água para consagrar.

Os apóstolos e as santas mulheres conheciam esta verdade que hoje vocês sabem e, durante os três anos da Minha Vida pública, os apóstolos e as santas mulheres foram zeladores, nos planos internos, desse conhecimento do Universo. É por essa razão que Meus apóstolos e Minhas santas mulheres alcançaram a liberdade através da Verdade.

Hoje abençoo estes elementos, que pedi para chegarem ao Meu Altar, para demonstrar Minha gratidão e confiança nos que perseveram e rendem-se diante do Meu Corpo Eucarístico, como também nos Sacramentos e na oração diária.

Estes elementos são meios de conversão, assim como cada um dos elementos sagrados que vocês levam consigo, para que Eu possa consagrar neste momento.

Em humildade, coloquem seus elementos entre as mãos, sejam rosários, medalhas, cruzes ou o que levam consigo. Mas, especialmente, coloquem seus corações para que Eu possa aceitá-los.

Esperei dez anos por este momento, para consagrar esta alma para um serviço mais profundo ao Meu Coração, a fim de que se cumpra no mundo a Obra de Minha Misericórdia. Também esperei até este momento para que cada um de vocês, segundo seus aprendizados e escolas, conhecessem a Revelação desta Verdade que hoje trouxe-lhes, a qual, ao final deste encontro, Minha amada Madre María Shimani lhes explicará, pelo dom que Eu lhe darei para poder pronunciá-lo.

Mediante esta consagração do Corpo e do Sangue de Cristo, o Senhor abençoará os elementos que estão ofertados, para que sejam meios de Graça, de conversão e de luz para todos.

Neste momento, em que a Divina Misericórdia desce à Terra, por meio do Amor e da Compaixão de seu Senhor, ofereçam-Me pelo menos uma alma, uma pessoa que venha às suas consciências e que necessitem, neste momento, de Minha ajuda, seja uma pessoa sã ou enferma.

"Diante deste conhecimento sagrado, que os preenche e que beneficia a humanidade no ato de perdão e de reconciliação, Adonai, como faz mais de dois mil anos, mas hoje reunido com muitíssimos seguidores Meus, peço-Te, em nome de Teus filhos e do Amor infinito e cósmico que Tu tens por cada um deles, que abençoe estes elementos que são oferecidos, para que Tu, Pai, estejas mais presente na vida de cada um de Teus filhos, para que eles possam sentir Tua bênção e Teu Amor além do que suceda."

"Por essa razão, hoje Te ofereço este pão, para que seja consagrado por Ti e converta-se no Corpo Glorioso de Cristo."

Por essa razão, volto a lhes dizer: "Tomem e comam, porque este é Meu Corpo, que até os dias de hoje é entregue para o perdão dos pecados".

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.

Amém.

"Elevo este Cálice, Senhor, para que também seja abençoado por Ti e para que se converta no Sangue de Cristo e, assim, o sopro de Teu Espírito esteja em todos os corações da Terra".

É assim que hoje volto a lhes dizer: "Tomem e bebam, porque este é o Cálice do Meu Sangue, Sangue da Nova Aliança, que é derramado por seu Redentor para a remissão das faltas. Façam isto em Minha memória".

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.

Amém.

Unidos ao Nosso Redentor, rezemos a oração que Ele, amorosamente, nos ensinou.

Pai Nosso (em espanhol).

Pai Nosso (em inglês).

Que a Paz de Cristo desça à Terra.

Somos gratos, Senhor, por quanto nos dás. Neste encontro, honramos-Te, Senhor.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
 

 

Comentários de Madre María Shimani de Montserrat:

Vamos tentar trazer para todos uma história muito antiga do Universo; e vamos contar essa história de forma simples, como se estivéssemos em uma reunião com muitas crianças que necessitassem compreender uma realidade muito ampla, e por isso a simplicidade será a chave para sua compreensão.

Há muito, muito tempo, quando Deus pensou o que queria para a Sua Criação, Ele se multiplicou em todos os Seus Atributos e sentiu a necessidade de que criaturas materiais, que pudessem viver a experiência do Amor e da Unidade, guardassem, no coração de suas raças, cada um de Seus Atributos.

Então, encarregou Seus arcanjos de construir formosas raças, belas criaturas que pudessem representar Seus Atributos no Universo material.

Uma dessas raças era Órion, uma raça de Coração Azul, na qual se guardava o profundo Amor do Universo.

Mas, por essas coisas que sucederam entre os anjos, há muito tempo, um deles, que não soube valorizar o Amor de Deus e compreender o que Deus queria realizar, caiu preso em sua própria ignorância e quis destruir a Criação de Nosso Senhor, o Pai Eterno. E foi buscar no Universo uma das maiores Criações de Deus, a raça Órion. E ele quis conquistar, através de seus enganos, o Coração Azul dessa raça que guardava o mais profundo Amor de Deus. 

Mas o Coração Azul de Órion, depois de viver muitas provas, através desse Amor que guardava em seu coração, pôde sobreviver e aprender o que nunca mais deve suceder no Universo. 

Órion tinha 14 Pais, os sábios mais sábios da raça Órion, que zelaram pela Criação durante muito tempo. E nessa história, conta-se que esses 14 Pais pereceram nas mãos do enganador, ofereceram suas vidas para salvar a raça Órion, e hoje brilham como 14 estrelas azuis, como o Coração de Órion, para que no Universo sempre se lembre de que o Amor do Coração de Deus triunfará sempre, porque essa é Sua Vontade. 

Todos nós, neste planeta Terra, tivemos, algum dia, algo a ver com esse Coração Azul de Deus. É uma história que cada um terá que descobrir, porque, à medida que ingresse mais no Coração de Deus, irá encontrar essa cor azul, que guia seu caminho de retorno à Casa. 

Somos gratos, Senhor, por quanto nos dás!

E unidos a Ti, Rei do Universo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Fiquem todos com Deus.

abr

06

Segunda-feira, 6 de abril de 2020

Aparição Extraordinária
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO NO SEGUNDO DIA DE INSTRUÇÃO, DURANTE A SEMANA SANTA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Chegou o tempo de saberem, companheiros, quem são verdadeiramente, o lugar de onde provêm, a Fonte de onde surgiram e por qual razão vieram à Terra, para que, neste tempo como em outros tempos, aprendam a viver o Plano de Deus e sua realização nesta vida.

Esta é a encarnação definitiva para todos os seres humanos, momento em que todos são colocados ante a oportunidade de discernir e de tomar consciência do que verdadeiramente são,  e não do que aparentam ser.

Hoje venho como o Nazareno, o Pastor que volta a convocar Suas ovelhas dos quatro pontos da Terra, para que possam escutar atentamente esta revelação, que as fará conscientes de sua realidade e do momento que estão vivendo, da etapa que estão atravessando e do aprendizado que, neste ciclo, estão transitando.

Venho colocá-los na dimensão do Universo Sideral, onde a Consciência de Deus está presente em infinitas manifestações e Nomes; daí, vocês provêm. Vocês não são somente seres humanos; são essências, almas e espíritos que vieram aprender algo fundamental: o perdão.

Esse perdão, que é tão necessário em vocês e no mundo, é  o perdão que os levará ao arrependimento e à reconciliação com vocês mesmos, entre os povos e as nações.

Por isso, chegou a hora de conhecer a verdade e de poder despertar através dela, sabendo que é neste último ciclo que terão o grande impulso espiritual para dar o grande passo de suas vidas, reconhecendo que Deus o necessita neste momento e que vocês também o necessitarão para poder reconstruir suas vidas, não apenas de maneira espiritual, mas também de forma material e, em consequência, toda a humanidade se reconstruirá e tornará a levantar-se de onde hoje se encontra.

Mas só existe um requisito para isso: sua fé em tudo o que lhes digo, sua confiança em tudo que realizo, seu amor em tudo que prego.

Assim também impulsionarão outras almas que, por meio de sua oferta e entrega, também poderão despertar e tomar consciência de que chegou a hora de mudar.

Porque a grande mudança está chegando, o fim está se aproximando; o tempo marca esse momento. Vocês também têm que ser conscientes disso para que estejam preparados, atentos e vigilantes diante de tudo que moverá o planeta, pelo movimento que realizará o Universo.

Hoje quero colocar todos neste plano de consciência, de onde cada um de vocês provém, para que, voltando à Origem e ao princípio de sua existência, recuperem os valores e os atributos de que necessitam para atravessar estes tempos e estes momentos tão definitivos.

Ingressemos agora neste estado de consciência e deixemo-nos preencher pela Presença de Deus, na manifestação de Elohim. Foi esse aspecto do Pai que se encarregou, diretamente, da manifestação das diferentes Fontes que, sendo criadas pelos anjos, gestaram a vida.

Sintam-se no Ventre materno do Universo e façam despertar, neste momento, a sua pureza original, que os levará a entender a Sabedoria de Deus; pureza que lhes mostrará o caminho de regresso ao Pai Eterno.

Porque Ele se encontra com Seus braços abertos, como um Pai que ama Seus filhos, como um Pai que espera Suas criaturas para fazê-las sentir a imensidade de Seu Amor e de Sua compaixão pelo mundo.

Diante deste estado de consciência, todos vocês se voltem para Deus, assim como são, sem ocultar nada d'Ele, porque Ele os conhece por dentro, Ele os sabe por dentro, e nada pode ficar escondido dentro de seus corações.

Liberem suas amarguras, dissolvam suas tristezas, curem seus corações, fortaleçam suas almas e entrem em comunhão com o Pai, ante a Presença de Elohim, para que Ele possa entregar-lhes Sua Graça, neste momento, através de Seu Filho, pela grande necessidade que tem a humanidade e por todas as essências que ainda estão perdidas nos abismos da ilusão, da ignorância e da indiferença, e pelas almas que sofrem, neste momento, sem ter um instante de alívio, tampouco de paz.

Pela Graça que Meu Coração misericordioso sempre lhes entregou e, diante dessa Origem, da qual cada um provém, em essência e em espírito, diante da oportunidade da reconciliação e da paz, para que se estabeleça a cura na humanidade, em companhia de todos os Anjos da Guarda presentes neste planeta e nesta humanidade, entoaremos os Nomes de Deus para que cada um, ante a Fonte puríssima do Pai e sob o poder de Seus Sagrados Nomes, receba o que necessita neste momento.

Em total despojamento interior, sem expectativas nem intenções pessoais, com a abertura do coração e da alma, chamaremos os Nomes de Deus para que Seus Nomes, Atributos, Graças, Misericórdias e Prodígios desçam à Terra.

Vocês o farão até que Eu indique.

Podemos começar.

Cântico: "Os Nomes de Deus".

Neste momento, Cristo está falando com Seu Pai, diante da Fonte Espiritual da Criação. Cristo, como um terno Filho, conversa com o Pai, ajoelhado diante d´Ele.

Ante a emanação dessa poderosa Luz, Cristo se oferece por cada um de nós, pelo propósito de cada vida, pela missão de cada ser, pelo Plano de Amor na humanidade, pela redenção de todas as almas.

Cristo se oferece incansavelmente, mostrando ao Pai cada uma de Suas Chagas, revelando ao Pai cada um de Seus martírios, agonias e pesares pela humanidade e, o principal, Cristo Lhe oferece de novo Seu Coração, por cada um de nossos corações. Porque, neste momento, o Mestre sabe da importância do cumprimento do caminho espiritual de cada um de Seus companheiros.

Das Chagas de Suas Mãos e do Seu Lado, Ele oferece a Luz da insondável Misericórdia, alcançada pelo Redentor durante Sua dolorosa Paixão.

O Pai recebe, novamente, no centro de Seu Espírito, de onde a Fonte se manifesta, cada uma das ofertas de Cristo, assim como as ofertas e os sacrifícios, as renúncias e as provas de seus discípulos. Ele oferece ao Pai os triunfos da adoração, a fortaleza da Comunhão e o poder da oração dos que recorrem a ela, dia a dia.  

Jesus, com um olhar de amor diante da Fonte do Pai, reúne ao Seu redor os arcanjos, que também estão em adoração ante essa Fonte luminosa.

Os arcanjos oferecem suas consciências pelo Projeto Genético humano, e cada um deposita dentro dessa Fonte suas ferramentas: espadas, escudos, cristais de luz, suas próprias coroas e, especialmente, o coração espiritual de cada arcanjo que, unidos como um só coração, protege e ampara toda a Mente Criadora.

Jesus, em absoluto e interiorizado silêncio, olha para cada um de nós, mesmo que ainda esteja frente a essa Fonte de Luz. Com um olhar de amor, mas, em Seu Coração, com um sentimento de dor pelas almas do mundo, pelos que O abandonaram e não se renderam, Ele nos pergunta:

Meus companheiros, o que vocês darão a Deus pela redenção de todo o gênero humano?  O que entregarão ao Pai? O que esperam para poder fazê-lo?

Jesus, chorando, nos diz:

O tempo está terminando, não o desperdicem, não desperdicem sua encarnação; façam valer o que Deus depositou, como tesouro, em cada um de seus corações.  

O olhar de Cristo volta-se à Fonte de Luz.

Nossa Senhora, a Virgem Maria, aproxima-se d´Ele, assim como dos arcanjos, acompanhada por mais hostes de Luz.

Maria oferece a Cristo...

No silêncio de Maria se expressa o Amor que Ela pôde recolher de cada um dos corações que, sinceramente, todos os dias, oraram junto a Ela, sem esperar nada em troca.

Maria, a Virgem Santa, coloca sobre as Mãos de Seu Filho todos os frutos da oração do coração, especialmente a Oração pela Paz nas Nações, assim como entrega o amor que Seus Filhos colocaram em cada uma dessas orações, superando a si mesmos, morrendo para si mesmos, vigiando, cuidando e protegendo esse pedido da Mãe Universal. 

Dessa forma, as hostes que acompanham Nossa Senhora depositam sobre a Fonte centenas de Rosários de Luz e a fé, expressada por cada um de Seus Filhos nos Santuários e Centros Marianos fundados por Seu Imaculado Coração.  

O Pai, atento ao movimento da Mãe de Deus, escuta Nossa Senhora, assim como os arcanjos escutam Nossa Senhora.

Maria, nossa Mãe, conversa com Deus, e Cristo, Seu Filho, está em êxtase diante do Amor que emana da Voz de Maria e, sobretudo, diante da doação que Suas Mãos fazem pela humanidade. E a Graça que o Pai concede a nossa Mãe alivia o Coração de Cristo, e um bálsamo de Luz entra no Coração do Redentor, dissolvendo os espinhos em Seu Espírito.

Os erros são aplacados. A Misericórdia concede a redenção às almas que escutam, neste momento, esta mensagem.

Jesus se levanta do solo e toma as mãos de Sua Mãe, olhando-A com doçura, dizendo a Maria: 

Mãe, Eu Te entreguei Meus companheiros e Tu cuidaste deles, ainda que alguns não tenham correspondido. Hoje volto a levantar-Me do solo, assim como Me levantei três vezes no Calvário, porque Tu Me ajudas, Mãe, com a força de Teu Amor, de Tua paciência e de Tua confiança, a renovar todas as coisas. E hoje renovamos juntos, diante da Presença de Deus, todas as Suas criaturas, e os que se arrependeram de coração são ungidos com o Sinal luminoso da Cruz. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Assim, os arcanjos retiram-se da Fonte, e a Mãe de Deus se recolhe no Templo de Seu Coração para continuar orando por Seus Filhos.

Cristo retorna aqui, neste lugar, com um olhar de mansidão, impregnado de um profundo silêncio e, renovando Seu Coração em nós, oferece-nos, novamente, o maior mistério de Seu Amor, a santa Comunhão, da qual todos os que escutam são convidados a participar espiritualmente.

E assim como hoje Nosso Senhor nos oferece Seu Corpo e Seu Sangue, neste momento e depois desta experiência na qual fomos preenchidos pela Santíssima Trindade e nossas culpas foram lavadas pela Fonte do Amor de Deus, ofereçamo-nos, neste momento e pelos dias que virão, para que Deus, por meio dos Sagrados Corações, sempre nos mostre o caminho para encontrar a Luz, o Amor e a rendição.

Vamos escutar o instrumental de "Y así habló el Maestro".

Rendidos diante do Altar de Nosso Senhor, revivemos este mistério de amor e o legado que Ele nos entregou por meio da Eucaristia, e permanecemos diante da presença dessa experiência que vivemos juntos. Trazemos à nossa consciência a imagem dessa Fonte de Luz, para que também possamos depositar o que temos e o que não temos, em confiança, no Criador.

Em um tempo tão semelhante a este, Jesus estava reunido com Seus apóstolos para entregar-lhes o legado mais importante da humanidade, antes de viver Sua dolorosa Paixão.

Assim, Ele se ofereceu  e, elevando o pão, entregou-o ao Pai para que fosse abençoado. E, em seguida, deu-o a Seus apóstolos, dizendo-lhes: “Tomem e comam, porque este é o Meu Corpo, que será entregue pelos homens para o perdão dos pecados”.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 

Amém.

Em seguida, tomou o Cálice e, realizando o mesmo exercício, ofereceu-o ao Pai para que fosse abençoado. Em seguida, passou-o a Seus apóstolos e, com toda a ternura e o amor de Seu Coração, olhando nos olhos de cada um deles, disse: “Tomem e bebam, porque este é o Cálice de Meu Sangue, Sangue da Nova Aliança que será derramado pelos homens para a remissão de todas as faltas. Façam isto em Minha memória”.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 

Amém.

O Corpo e o Sangue de Cristo.

Bem-aventurados os que se servem deste Sacramento de forma espiritual, porque neste dia também estarão comungando Comigo,  apesar de onde se encontrarem.

Em união ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, rezemos a oração que Cristo nos ensinou.

Pai Nosso (em espanhol).

Pai Nosso (em inglês).

Que a Paz de Cristo desça à Terra.

E hoje, sete gotas do Sangue Espiritual de Cristo foram derramadas pelo Redentor, dentro destes cálices, para a redenção da humanidade. Amém.

Que a paz esteja em vocês, para que a paz esteja no mundo.

E antes de partir para o mesmo lugar e espaço espiritual aonde hoje, em consciência, levei cada um de vocês, peço-lhes que recordem esta experiência, porque necessitarão dela, como fortaleza de seus espíritos e almas.

Meditem através desta experiência e poderão encontrar muitas chaves mais em seu caminho espiritual.

Hoje, pela segunda vez, senti a presença de cada um de seus corações; dessa forma, não Me sinto sozinho.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

abr

05

Domingo, 5 de abril de 2020

Aparição Extraordinária
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO NO PRIMEIRO DIA DE INSTRUÇÃO, DURANTE A SAGRADA SEMANA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Às portas dos Mistérios de Amor que Eu trouxe ao mundo durante a dolorosa Paixão do seu Mestre e Senhor, hoje trago ao mundo a Presença de Deus, a Presença de Emmanuel. 

Assim, neste momento Deus está com vocês, assim como vocês estão com Deus.

E este Mistério que hoje se apresenta ao mundo é uma das tantas revelações que o Apocalipse trará à humanidade, ainda que a humanidade viva o seu tempo de Armagedom.

Para que Deus possa estar mais tempo com vocês, através da Presença de Emmanuel, vocês deverão  continuar aprofundando a sua união interna com o Pai, para que Ele, diretamente de Sua Fonte de Amor, de Misericórdia e de Piedade, envie ao mundo o que os corações necessitam neste momento para poder suportar estes tempos difíceis.

Cada um de vocês, como também os que despertarão no futuro, aprenderão a conectar-se com Deus da forma que cada um puder reconhecê-Lo e representá-Lo em seu interior, no seu coração.

Por meio destas palavras, hoje lhes trago a Presença de Emmanuel, que Se representa através do símbolo Ômega, com o qual um fim está chegando para toda a humanidade e o Universo. Um fim que trará muitas revelações mais, trará mais consciência e mais discernimento à humanidade, até que a maior parte dos seres da Terra reconheça, neste momento e neste tempo, que se separou do Pai Eterno para honrar, adorar e louvar os deuses da modernidade e da vanguarda destes tempos.

Mas como sei, companheiros, os corações estão despertando para essa realidade, estão começando a perceber que já chegou o último tempo, em que se apresenta o Grande Portal para poder ingressar, pelo caminho do retorno, à Casa do Pai.

O Coração de Emmanuel escuta as súplicas dos Seus filhos. O Coração de Emmanuel acompanha o momento que a humanidade vive hoje, e com Ele todos os Seus anjos e hostes de Luz que, aos Pés do Seu poderoso Trono, adoram eternamente o Pai, através do Coração Eucarístico de Seu Filho, para poder trazer ao mundo a ajuda de que o mundo necessita neste ciclo. 

Quanto mais as almas se voltarem a Deus, mais cedo terminará o que a humanidade está vivendo neste ciclo.

Mas se isso não ocorrer, se os corações não se arrependerem e fizerem sacrifícios para reparar o Coração ofendido de Deus, maiores provas virão para a humanidade, e essas provas serão desconhecidas. Quanto mais o povo de Deus suplicar, quanto mais os corações se arrependerem verdadeiramente, e não demorarem a fazê-lo, menor será o tempo de sofrimento, ainda que estejam vivendo neste momento a primeira parte deste Armagedom planetário. 

Se Emmanuel estiver entre vocês, vocês estarão dentro do Plano de Deus e da grande Consciência da Sua Vontade. Assim, suas almas e corações serão inspirados para poder refazer as suas vidas conforme os Mandamentos de Deus o declaram, e assim recapacitarão e voltarão a ingressar no caminho que perderam por diferentes circunstâncias.

Hoje, em Nome de Emmanuel, do Deus entre nós, venho  entregar  esta mensagem ao mundo, porque ainda resta um pouco de tempo para que a maior parte da humanidade possa fazer a mudança necessária e, assim, receber do Universo todos os códigos e inspirações de que necessita para poder voltar a erguer esta humanidade que se afastou do Amor, do Perdão e da Redenção. 

Neste dia, Meu Coração Eucarístico se oferece ao mundo novamente, não apenas para que os anjos e as hostes de Luz o adorem e o contemplem, mas também para que as almas da Terra deem honra e glorificação ao sacrifício que o Filho de Deus realizou por cada um de vocês durante a Sua dolorosa e agonizante Paixão. 

É por meio deste Coração Eucarístico que Eu lhes trago esta oportunidade e esta Graça para que, por meio do Meu Coração Eucarístico, mediante a Adoração à Sagrada Eucaristia no altar, as almas possam ser perdoadas e, por meio dos méritos que o seu Redentor alcançou, as almas justifiquem suas vidas e consciências, além dos erros cometidos, para voltar a ser colocadas no caminho da Redenção e do Amor.  

O que hoje lhes digo, companheiros, não é nada novo, e o ouviram de diferentes formas e através dos ensinamentos que Eu deixei no Evangelho. Mas precisam ampliar ainda mais as suas consciências para que a sabedoria e o discernimento possam chegar às suas vidas, sabendo que neste momento é importante tomar decisões corretas para viver resultados corretos. 

Dependerá de cada um de vocês que isso possa ou não acontecer.

Por meio deste Sacrifício, que hoje o Filho de Deus oferece, no início desta Semana Santa, começo a prepará-los, de maneira mais consciente e real, para tudo que o mundo está enfrentando neste tempo e tudo em que o Universo está participando com o que a humanidade está atravessando.

Nada do que está sucedendo está fora de lugar. A humanidade está tendo a oportunidade de reconhecer os seus erros e, através da vida sacramental e orante, corrigir todos os ultrajes que foram cometidos ao Coração do Pai Celestial, especialmente por aqueles que, sendo chamados pelo nome, não cumpriram a sua missão e deram as costas ao Mestre e Senhor.

Assim compreenderão, Meus amados companheiros, a amplitude deste pedido e o sentido oculto desta situação que hoje apresento a cada um de seus corações. 

Porque, com essa consciência e essa preparação para estes tempos definitivos, viverão a verdadeira religiosidade, além do dogma ou da crença. 

Necessito que vivam a religião do Amor, espiritual, divina e essencial, que o seu Mestre, por meio da Sua Presença, traz a todas as almas do mundo.

Hoje falo a vocês, como adultos no caminho espiritual, para que cada um reconheça definitivamente o que não deve mais fazer e que o tira  o tempo todo  do caminho, do Meu caminho de Amor e de Luz.

Reconfigurando suas consciências e vidas, transformando suas almas e corações, seus espíritos se redimirão e poderão ser estrelas de Luz na superfície da Terra, que ajudarão a iluminar o mundo e os tempos de escuridão que a raça vive neste momento.

E Eu lhes darei o poder da Luz, através do poder do Amor e da Unidade do Pai, e assim Emmanuel, o Todo-Poderoso, estará entre vocês e em vocês, obrando e trabalhando, depois de dois mil anos, por uma nova redenção da humanidade.

Sirvam-se, então, dos Sacramentos espirituais e divinos que Eu ministrarei nesta Semana Santa. Esta é a razão espiritual por que estou aqui, é a razão principal e fundamental por que estou aqui, para que Meus companheiros, crentes, devotos e fiéis, cada dia tomem mais consciência e discernimento sobre o que é necessário fazer neste tempo e sobre o que não é mais necessário fazer neste tempo.

Assim, amadurecerão muito em breve, e os seus corações, como muitas vezes Eu vi, estarão disponíveis para que Eu possa servir-Me de cada um de vocês e não somente compartilhar Minhas Graças e Minhas Misericórdias, mas também compartilhar Minha dor para que juntos possamos transmutá-la e sublimá-la, com a mesma força e poder do Amor, assim como Eu o fiz na Cruz, até o último segundo da Minha vida.  

É assim que hoje brotam do Meu Coração os Raios da Divina e Insondável Misericórdia, o Sangue e a Água, que justificam os erros dos seres humanos e trazem a Graça da conversão dos corações.

Se as suas almas, consciências e seres internos se abrirem de coração nesta Semana Santa que estou compartilhando internamente com cada um dos Meus, muitos serão os prodígios, mais rapidamente se dissolverá o sofrimento, e as almas reencontrarão o sentido de terem vindo aqui, à Terra, para servir a Deus e cumprir o Seu Plano de Amor. 

Por isso, Meu Coração se abre nestes oito dias para receber as ofertas de cada um de seus corações, as ofertas das almas e das consciências que, aceitando e reconhecendo a dolorosa Paixão do Senhor, entregam-se como vítimas do Meu Amor para que mais e mais almas na superfície da Terra justifiquem, como o Redentor, os grandes erros do gênero humano, nesta guerra biológica que foi construída e que altera, absolutamente, o Projeto original do Criador.

Mas não se esqueçam - e, nesse momento, Jesus aponta para o Céu e nos diz:

Se o Céu está acima de vocês, é porque Deus está acima de vocês. E se o Céu desce sobre vocês, é porque Deus está entre vocês e é a Sua Vontade. Ninguém nem nada o impedirá. Ainda que nação esteja contra nação, ainda que a enfermidade abunde na superfície da Terra e os sofrimentos se agravem no mundo, o coração que crê e vive em Cristo não perecerá, porque terá vida eterna e glorificará até os últimos dias da Terra, entre os que se lamentarão por não haver reconhecido a chegada do Messias em Seu retorno espiritual e divino ao mundo. Os corações que tenham vivido em Cristo celebrarão em Nome de Jesus e receberão a chegada do Mestre, assim como foi escrito. Que assim seja.

Agora, que as suas almas se deixaram moldar pelas Minhas Mãos para construir um instrumento novo nas Mãos do Senhor, quero que hoje se ofereçam como cálices vazios, para que Eu possa tomá-los entre Minhas Mãos, verter o Meu Sangue, entregar-lhes o Meu Corpo, e nesta Comunhão ofereçamos ao Pai cada uma das suas vidas pela redenção do planeta e o triunfo do Sagrado Coração de Jesus.

Este é o momento da sua oferta e entrega às portas da Nova Jerusalém, que hoje desce ao mundo através do Poder infinito de Emmanuel, para que todos ingressem na Sagrada Cidade espiritual que habitarão durante os mil anos de paz; uma Cidade que será elevada e erguida, integrada e formada pela redenção das almas, pela fé dos corações, pela bênção que cada espírito tiver recebido de Mim mesmo.

Este é o momento da sua entrega, do seu oferecimento sincero ante o Criador, para que o poder do Meu precioso Sangue os lave e os purifique e, assim, sejam modelos perfeitos nos Altares de Deus.

Ofereçam-se. Ofereçam-se. Ofereçam-se como cálices vazios nas Mãos do Redentor, nesta nova Ceia que hoje celebro com cada um de vocês, pela descida da Misericórdia em cada espaço da Terra.

Ofereçam-se e esvaziem-se. Ofereçam-se e esvaziem-se, para que se cumpra a Minha Vontade, e não a sua; para que, na Minha Vontade, vivam a Verdade. 

Ofereçam-se e esvaziem-se. Ofereçam-se e esvaziem-se, pelos méritos que Jesus alcançou na Cruz e para que a vida sacerdotal na Terra volte a erguer todos os que caíram no abismo da ilusão e da perdição.

Ofereçam-se e esvaziem-se, como cálices, como os anjos se oferecem em adoração e em glória pelo Nome de Jesus e pelo cumprimento do Seu Plano de Redenção.

Ofereçam-se e esvaziem-se, porque já entraram na Minha Igreja espiritual, que habita dentro de vocês por meio da Comunhão com o Santíssimo Sacramento.

Eu lhes disse uma vez: “Quando dois ou mais estiverem reunidos em Meu Nome, Eu estarei no meio deles”. E hoje são muito mais que dois, são centenas que escutam a Minha Palavra no mundo inteiro. Por isso, escolhi para este ciclo enviar Minha mensagem através da língua inglesa, para que chegue a todos os corações que necessitem da Minha Palavra.

Ainda que Eu tenha escolhido este humilde lugar, algum dia a Minha Igreja, espalhada por toda a Terra, deverá reconhecer o que aconteceu aqui, quando Eu Me elevar ao Céu e não regressar mais aqui.

Isso sucederá com o tempo e virão aqui buscar Minhas Graças, assim como virão buscar as Graças da Minha Mãe, a Virgem Maria, e do Meu Pai, o Casto Coração de São José. Porque o que desceu do Céu neste lugar nunca se perderá, porque não é algo palpável, mas profundamente espiritual, interno e imaterial. É algo que vem do Pai, pela Sua Vontade.

E ainda que a Terra trema, as montanhas se separem, ainda que os mares subam e as florestas se queimem, ainda que muitos animais se percam e  se escutem gritos, no monte deste lugar estará o Todo-Poderoso, o Deus entre vocês, para que, apesar de tudo, sejam preenchidos pela Sua Paz, reconhecidos pelo Seu Amor e santificados pelo Seu Espírito, a fim de que cada uma das suas vidas, dos fiéis ao Meu Projeto, também tenham méritos para os que deles necessitarem no momento culminante da humanidade, quando o Céu e a Palavra de Deus já se tiverem recolhido do mundo para sempre. 

É aí que os provarei, um a um, cara a cara, e poderei ver com Meus próprios Olhos o que fizeram dos Meus tesouros, e virei buscar os talentos e os dons que deixei nos seus corações, para que Eu possa repovoar a Terra de seres humanos de paz, de almas que compreenderam, acima de tudo, a mensagem que o Céu trouxe nos últimos doze anos.

Quando se cumprir o ciclo, tudo acontecerá, assim como está escrito. Mas as almas que se oferecerem a Deus de verdade, ainda que imperfeitas, mudarão os acontecimentos, assim como muitos santos e bons servidores da paz mudaram os acontecimentos ao longo da história da humanidade.

Mas nunca se esqueçam de que este é o último tempo, o tempo definitivo.

Ofereçamos a Deus os cálices vazios de seus corações, para que nesta hora, às portas da Nova Jerusalém e nesta Semana Santa, concelebrada com todos os que escutam e estão presentes de coração, o mundo receba a intervenção do Universo para que seja curado e reencontre o caminho que uma vez perdeu.

“Ó, Amado Senhor do Universo, que através dos Teus anjos, santos e bem-aventurados, através de todos os seres de boa vontade presentes neste planeta, seja abençoado este altar, que nestes oito dias representará uma pequena parte da Tua Obra, da Tua grandiosa Obra, em todo o Universo. Amém."

“Abençoa esta água, Senhor, que é o primeiro elemento que Tu criaste neste mundo, para que as almas, neste momento, voltem ao Ventre da Mãe de Deus, sintam-se contidas, amadas e amparadas pelo gesto maternal do Puríssimo Coração da Virgem Santíssima. Que esta água abençoe e purifique todo o planeta, sob o Seu poder espiritual."

Minha Mãe Me purificou no Templo, dias depois de ter nascido em Belém. Hoje Eu os purifico, mas também os abençoo no Templo de Deus, na Casa do Nosso Pai Celestial, para que recebam a Sua Graça e a força da transformação para estes tempos.

Israel hoje se levanta em espírito. As tribos que cresceram e se expandiram pela Terra glorificam o nome do Senhor. E apesar dos tempos de escuridão, as almas reconhecem a Vinda do Senhor, o Retorno do Filho do Homem nestes tempos críticos. 

Bem-aventurados sejam os que escutam a Palavra do Senhor e a vivem plenamente no seu dia a dia, para sempre reconhecer o Retorno de Cristo em cada coração. Amém.

E havendo purificado os apóstolos dos últimos tempos, convido-os a estar em Minha mesa, na mesa do Santíssimo Sacramento, para dizer-lhes novamente que hoje volto a tomar o pão e o ofereço a Deus pela redenção do gênero humano, para que seja abençoado e transubstanciado no Glorificado Corpo de Cristo. E assim o entrego a vocês dizendo: “Tomem e comam, porque este é o Meu Corpo, que hoje é entregue pelo mundo para o perdão dos pecados”.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 

Amém.

E hoje tenho entre Minhas Mãos todos os cálices vazios dos seus corações e, preenchidos por este vinho da renovação, ofereço-os ao Pai, para que sejam abençoados e transubstanciados. E em seguida, entrego-os novamente a cada um de vocês, dizendo-lhes:  ”Tomem e bebam, porque este é o Cálice do Meu Sangue, Sangue da Nova Aliança entre as almas e Deus, Sangue que hoje é derramado espiritualmente sobre o mundo para a remissão de todas as faltas. Façam isto sempre em Minha memória”.

Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 
Louvamos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. 

Amém.

O Corpo e o Sangue de Cristo! Que sejam felizes os que são chamados a servir-se deste Sacramento, para que desça a Misericórdia de Deus e as almas se exaltem em gozo e alegria, até o retorno do seu Mestre e Senhor.

Em união ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, unidos a todos os que escutam nos quatro pontos da Terra, unidos ao Meu Coração Misericordioso e Eucarístico, através da força e do poder da oração, decretemos a oração que Eu lhes ensinei no Monte das Bem-aventuranças.

Pai Nosso.

Vamos fazer a oração em inglês.

Pai Nosso (em inglês).

Que a Paz desça à Terra.

Renovados pela força deste Sacramento que os renova na vida espiritual, interior e física, recebam este impulso espiritual como preparação para caminhar Comigo durante esta Semana Santa, para reviver os méritos da dolorosa Paixão do seu Senhor.

Agradeço a abertura e a disposição dos que escutam, porque estão vivendo uma Vontade muito grande neste momento e, ainda que seja desconhecida, prometo-lhes que a conhecerão em pouco tempo.

Em oferta por todos os que se ofereceram nesta tarde como cálices vazios, como corações abnegados, e antes de elevar-Me ao Céu, lugar de onde provenho para visitá-los, escutaremos uma oferta, que também toca o Coração do seu Redentor, chamada “Tú eres el Rey”.

Agradeço-lhes, e que a paz esteja em vocês, para que a paz esteja no mundo, nas almas que mais sofrem.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Amém.

Quem somos?

Associação Maria
Associação religiosa cristã e ecumênica que tem por finalidade difundir a mensagem universal de amor e de paz que Cristo Jesus, a Virgem Maria e São José transmitem aos monges da Ordem Graça Misericórdia, estimulando o crescimento espiritual através da oração e do serviço altruísta.

Contato

Mensageiros Divinos