Terça-feira, 10 de novembro de 2015

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Queridos companheiros e servos de Cristo,

Meu Casto Coração retorna ao mundo a cada dia, porque confio no potencial de amor dos seres humanos. Confio no potencial que vocês têm de transformar a si mesmos e todas as coisas, porque podem estar unidos em essência Àquele que a tudo criou e que tem a potestade para transformar tudo.

Unam-se todos os dias à verdadeira essência do que são. Recordem-se de que são filhos de Deus e assumam, assim, a responsabilidade de fazer parte do Projeto que teve como resultado o Rei do Universo, Cristo Redentor.

Peço-lhes que sejam um pouco mais pacíficos em suas vidas e que optem por estar em silêncio em lugar de criar conflitos e se desgastarem.

Sejam mais pacíficos também consigo mesmos e, assim, terão a paciência necessária para transitar nos tempos atuais.

A urgência dos tempos induz a consciência a cobrar de si mes­ma e do próximo coisas que talvez não poderão dar de um dia para o outro. Por isso, é necessário estar com o coração pacífi­co para saber discernir, da melhor forma, nas situações que se apresentam em suas vidas.

Com o coração pacífico, vocês poderão encontrar no próprio interior os recursos para superar uma prova espiritual, mas se, em vez disso, estiverem se cobrando e forçando a consciência a dar os passos com a rigidez da mente, correrão o risco de crer que estão avançando e, no entanto, contarão com falsos recursos internos, frutos da criação da própria mente para aliviar a tensão em que vivem, e, mais adiante encontrarão a mesma prova repetidas vezes.

Apenas o coração pacífico pode encontrar o manancial inte­rior do Amor de Deus, e é ali que as verdadeiras virtudes são fomentadas.

Por isso, nunca se esqueçam de que será suficiente a pressão das forças de oposição causada pelo caos do mundo, para que a consciência esteja em uma tensão que supere os seus limites. Essa pressão não pode vir da própria consciência porque, nos dias que virão, vocês necessitarão estar em paz consigo mesmos e com o planeta.

Se hoje vocês se assustam e se irritam com os erros do próxi­mo e perdem a paz ao ver as imperfeições alheias, não estarão aptos a suportar o que virá.

Pacifiquem-se! Pacifiquem-se todo o tempo.

São José Castíssimo, pacificador do Coração de Deus