Segunda-feira, 2 de março de 2020

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

A quaresma, filhos, é um momento de deserto, mas também de encontro. 

Momento de encontrar-se com o espírito da humildade, com a vastidão do Universo, com as Leis sublimes que nos fazem pequenos, com o Pensamento de Deus que nos faz tão frágeis diante de Sua Vontade.

A quaresma é o momento de caminhar na imensidão das Palavras Divinas, escritas no Livro do Plano de Deus para esta humanidade; compreender que sobre essas linhas devem caminhar, e que as letras do Pai Celestial são como marcas no chão, nas quais os seus pés cabem perfeitamente. Basta segui-las.

Na quaresma derrubam-se as falsas crenças sobre si mesmos e todas as fortalezas erguidas sobre a areia do ego humano. Tudo isso se derruba; a fragilidade revela-se, mas também, filho, Deus revela-Se. 

Devem aprender a viver a quaresma, na qual a consciência se dispõe a encontrar o que é sublime e perfeito, e que, ainda que se revele toda a aparente miséria humana, traz-lhes a segurança da Presença Divina e a liberdade de saber que tudo está escrito. 

E para aquele que caminha nas letras de Deus, apesar de todas as batalhas, desafios e provas, estará o triunfo incalculável do Amor de seu Senhor, que não tem medidas neste mundo, senão vastidão.

A quaresma, então, é esse momento de reconhecer o pó e deixar ao pó o que dele provém; mas também reconhecer o espírito e abrir caminho para que esse espírito possa expressar-se em tudo o que são.

Vivam a quaresma com plenitude; sintam-se pequenos, frágeis, nada, mas sejam capazes de entregar essa pequenez diante da grandeza de Deus e confessar: 

 

Senhor, 
reconheço minha fragilidade e miséria; 
reconheço minha imperfeição e ilusão, 
e, feito completo nada e pó, aqui estou, 
como oferenda no Altar de Teu Espírito, 
para que Ele se revele em meu interior, 
e que Teu Sopro faça do barro vida, 
e que Tua Vida seja plena em mim, 
para que eu me torne Teu instrumento 
e Tua Vontade se cumpra. 

Amém.

 

Essa deve ser a oração dos corações rendidos diante do deserto, dispostos, na quaresma com o Senhor, a se prepararem com Ele para a cruz do mundo.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo