Quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM PARA A APARIÇÃO DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​​

Quando Maria chegou, Ela mostrou-me uma imagem do universo e, de uma forma que não sei explicar, vi a Consciência de Deus. Ele estava se recolhendo em um profundo silêncio que, apesar de ser silêncio, retumbava em todo o cosmos e fazia estremecer o interior de todas as criaturas no Céu. Deus guardava, dentro de si, aquele primeiro Pensamento que teve ao criar o projeto humano. Ele se concentrava na perfeição de Sua Ideia Original para o homem e, assim, meditava.

Maria nos mostrava que muitos conselhos se reuniam, já sem saber como ajudar a humanidade, apenas observando, para que – na imprevisibilidade do coração humano – surgissem algumas possibilidades de conduzir os homens para o cumprimento dos Planos de Deus. Nossa Senhora dizia que, para todo o universo, neste momento, o destino da Terra é imprevisível. Disse que apenas Deus sabia o que aconteceria, mas Ele silenciava e concentrava todo o Seu Amor em direção à essência de cada ser humano.

Era como se Deus, naquele momento, não usasse nenhum intermediário, pois Ele mesmo, em Seu silêncio, estava tentando chegar à essência de todos os seres humanos, para revelar o Seu Mistério diretamente àqueles corações que pudessem perceber a Sua Presença.

Maria nos explicava que, em meio a todo o caos e o mal do mundo, o Criador começou, Ele mesmo, a atuar na Terra, tentando mostrar ao coração humano a grandiosidade de Seu Plano para a humanidade; a possibilidade única que o ser humano guarda de se unir a Ele, perfeita e absolutamente; o amor único que se encontra latente no interior de todos nós. Tudo isso Deus está tentando nos mostrar.

Maria, então, nos convidava para que, sozinhos e em silêncio, pudéssemos ingressar nos nossos próprios corações para tentar sentir a Deus, para procurar por Ele dentro de nós mesmos e para descobrir o que Ele nos quer revelar em Seu silêncio.


       Queridos filhos,

Enquanto o mundo agoniza, o Coração de Deus Altíssimo silencia e o Criador concentra o Seu Divino Espírito no verdadeiro propósito de Sua Criação.

Nestes tempos, em que a humanidade está no ápice do desvio da razão de sua existência, como parte de um Projeto Divino, o Senhor está tentando manter viva dentro de Si aquela aspiração divina que, um dia, partiu de Sua Consciência para renovar todo o universo.

Quando aceitou a experiência do projeto humano, Deus sabia de todos os riscos, mas também conhecia a potência do amor depositado como possibilidade latente no interior de cada ser humano, em sua essência mais profunda.

O Criador Altíssimo permitiu que Sua Criação corresse um grande risco: que criaturas aparentemente tão pequenas tivessem a possibilidade de levar a um extremo de evolução ou de involução todo o universo material manifestado por Ele.

Filhos, agora diante de tudo o que acontece no mundo e que transcende as barbaridades da vida material, com repercussões verdadeiramente perigosas e destrutivas para a vida do espírito, o Senhor apenas observa o mundo e silencia.

Todas as criaturas por Deus criadas estão atentas ao Seu silêncio, que repercute como um grande mistério dentro de toda a Criação.

O Senhor sabe que este é um momento definitivo, até mesmo para a Sua Divina Consciência. O silêncio de Deus guarda, em si, uma certeza de Seu triunfo, apesar de fazer estremecer internamente todas as criaturas.

Quando Deus silencia é quando apenas Ele sabe o que acontecerá. Já o universo apenas observa atento os movimentos da humanidade e espera, segundo a segundo, a forma de conduzi-la pelo melhor caminho.

Enquanto os conselhos se reúnem e os mestres e guias, entre os Bem-Aventurados, renovam os seus planos, Deus apenas silencia.

Digo-lhes isso hoje para que sintam o silêncio de Deus, para que sintam os Seus Olhos postos sobre os seus corações todo o tempo. Não somente os intercessores da humanidade rogam pelo despertar do coração humano, também Deus, em Seu silêncio, concentra todo o Poder de Sua Consciência Criadora para resguardar, dentro de si, o arquétipo perfeito da humanidade.

No silêncio do Criador, Ele se une à essência de todas as criaturas da Terra que aspiram a cumprir com o Seu Plano. Por isso, filhos, se vocês hoje escutam estas palavras, meditem por um instante no que lhes digo e unam-se ao silêncio de Deus.

Observem suas próprias essências como uma conexão verdadeira e pura com o Altíssimo. Encontrem dentro de vocês mesmos a união com o Pai e, graças a esta união, permitam que o Criador faça despertar, em vocês, aquele pensamento único que Ele tem para cada um.

Deus, no centro do universo, silencia e, em Seu silêncio, Ele Se multiplica no centro de cada criatura.

Sei que o que acontece no mundo perturba muitos corações e também as consciências daqueles que conhecem a gravidade dos tempos, porém, Meus amados, se vocês querem verdadeiramente ajudar a humanidade, sintam a Deus no próprio interior de vocês. Imaginem o Criador de todas as coisas em Seu profundo silêncio, que retumba forte no interior de todos os seres.

O universo se detém perante o poder do silêncio de Deus. Ele está tentando se fazer escutar por Seus filhos; está concentrando o poder do Seu Amor pela humanidade e pelo cosmos infinito, com a intenção de dar-lhes a conhecer a verdade. Por isso, apesar de tudo o que hoje aflige seus corações, permitam que suas consciências se elevem mais além da matéria; que, ao mesmo tempo, vocês ingressem no seu próprio interior e viajem para o centro da Criação, encontrando – dentro de si – um Deus silencioso, que lhes estende as Suas Mãos e lhes mostra a verdade de Seu Plano.

Enquanto para todo o cosmos a intenção de Deus com Seu silêncio é misteriosa, Ele quer ingressar no interior dos seres humanos, para revelar-lhes diretamente a verdade de Seu Amor.

Filhos, vocês abraçarão a grandeza do que lhes digo? Se abrirão para o mistério de receber, dentro de si mesmos, um Criador tão imenso, que se fez pequeno para falar-lhes ao coração?

Descubram hoje a união única e perfeita entre os seres humanos e Deus, porque o Senhor silencia, neste tempo, para dar a conhecer, aos homens, o maior mistério de Sua Criação, que é a possibilidade única da unidade perfeita com o Altíssimo.

Enquanto as misérias emergem do interior de todos e o caos lança mão de todas as suas estratégias de conquista, Deus aspira a lhes revelar Sua Grandeza.

Quem se abrirá para esta Verdade?

Eu os abençoo.

Sua Mãe Maria, Rosa da Paz