MENSAGEM PARA A APARIÇÃO EXTRAORDINÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, À MADRE MARÍA SHIMANI DE MONTSERRAT

Amados filhos do Altíssimo,

Durante a Paixão de Meu Senhor, seu Redentor, o Arcanjo Gabriel, nos planos internos de Minha Consciência, mostrou-Me que, no fim dos tempos, em lugares distantes deste mundo, umas comunidades de seguidores de Meu Filho se reuniriam para orar, Me receberiam em espírito e seriam instruídos por Mim.

Eles preparariam a segunda vinda do Cordeiro de Deus ao mundo.

Logo após essa visão, Meu Amado Filho, enquanto agonizava na Cruz, anunciou que Me entregava à humanidade para que cuidasse dela até Seu retorno.

Hoje vejo plasmadas sobre a superfície deste mundo, em terras distantes da Terra Santa, em outra terra, que também é santa, aquelas comunidades, hoje cristãs, que preparam a segunda vinda de Cristo.

Hoje vejo diante de Mim aquelas consciências que o Grande Anunciador Gabriel Me mostrou, e escuto novamente Suas palavras: esses serão os fiéis, os que abrirão a porta a centenas, milhares, milhões, e que serão os novos companheiros do Redentor.

Nesse momento de tanta dor, essa visão e essas palavras acalmaram Meu Coração e Me enchi de esperança.

Hoje que estão diante de Mim esforçando-se para cumprir cada um de Meus pedidos, enfrentando difíceis provas, muitas vezes sem compreender totalmente os Desígnios do Pai, quero agradecer-lhes a fidelidade e o compromisso que Nos entregam e quero anunciar-lhes que estarei com vocês até o último dia de suas vidas, acompanhando-os e guiando-os dos mundos internos.

Chegará um dia em que já não aparecerei publicamente, não falarei através de vocês a seus irmãos; mas saibam que dentro de suas almas se construiu um amoroso lugar para sua Mãe Celeste, onde Eu habito e sempre habitarei.

Nesse lugar nos encontraremos até que Deus os chame a Seu lado.

Hoje, que é um dia especial para este mundo, dia que Deus elegeu para entregar-lhes uma de Suas filhas, que realizaria uma tarefa dura e esforçada, quero entregar a todos os Meus filhos o Dom da Fidelidade, Dom imprescindível nestes tempos, que é uma coluna de luz sobre a qual Meu Filho está construindo Sua Igreja Celestial dentro de seus espíritos.

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN

Aos que se consagram

Aos que se consagram, que nunca percam a fé e a confiança em tudo o que vivem porque, por mais que algum dia seja difícil, Deus não os abandonará.

Aos que se consagram, que vivam sob um espírito de mansidão e de pacificação, porque assim estarão protegidos de toda adversidade.

Aos que se consagram, que creiam que é possível viver a infinita transformação porque, na hora mais culminante do planeta, recordarão os tesouros da Graça que um dia receberam.

Aos que se consagram, que nunca percam de vista os princípios da comunidade religiosa, ecumênica e fraterna; que suas vidas sejam as bases definitivas para o nascimento de uma nova humanidade.

Aos que se consagram, que escutem com atenção e cheios de humildade, de gratidão e de entrega, as palavras dos que os guiam, porque assim estarão dentro do espírito da inquebrantável unidade entre irmãos.

Aos que se consagram, que recordem, dia a dia, as ferramentas que lhes foram entregues e o júbilo de seus semelhantes, dos anjos e dos santos por haverem dado um passo em direção ao Senhor.

Aos que se consagram, que protejam de si mesmos as regras que constituem o espírito de cada congregação e que, como vigilantes das portas dos monastérios, sempre prevaleçam a transparência e a verdade.

Aos que se consagram, que trabalhem o resto de suas vidas para erguer, na superfície deste planeta, a morada onde Cristo encontrará repouso quando retornar.

Agradeço-lhes por dedicarem suas vidas ao Propósito maior e desconhecido, que um dia se cumprirá na humanidade!

Abençoa-os,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE CRISTO JESUS GLORIFICADO, TRANSMITIDA DURANTE A VIAGEM DE CHICAGO, ESTADOS UNIDOS, PARA TORONTO, CANADÁ, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Bases ardentes de uma vida comunitária e grupal – Parte VII

Em uma comunidade, deve existir espírito de unidade e de pacificação para que, nesse caminho, cada membro possa fazer florescer o melhor de si para contribuir com o caminho da construção evolutiva.

A comunidade se configura como uma família espiritual diversa, como um espelho do Projeto original de Deus para os povos sagrados.

Nessa diversidade, devem-se transcender as crenças e as formas de como levar adiante uma comunidade. Assim se evitarão desencontros entre os seus membros.

Os valores que a comunidade deve viver, acima detalhados, formarão nas consciências a gestação de novos atributos para que, nesse caminho de formação e de aprendizagem, as almas comecem a perceber não apenas as suas virtudes, mas também a Graça que as atrai para começar a viver uma vida diferente, que permita aplicar valores até no cotidiano; mas, principalmente, que a consciência seja preenchida de valores espirituais que, com o tempo, atrairão a neutralidade e a paciência, o que mostrará o maravilhoso de cada ser.

A família espiritual, que é uma comunidade, alcançará a unidade inquebrantável, através da consideração por aquele que se transforma e tenta viver, todos os dias, algo novo e profundamente evolutivo.

Os membros da comunidade são os irmãos internos daquela alma que está transformando-se lentamente ou que, também, pode dar um salto em seu processo de redenção.

A Irmandade é o arquétipo espiritual que a comunidade deverá alcançar para que, algum dia, possa ser consciente de estar cumprindo as Aspirações de Deus.

Agradeço-lhes por guardarem Minhas Palavras no coração!

Abençoa-os, 

Seu Mestre e Senhor, Cristo Jesus

MENSAGEM DIÁRIA DE CRISTO JESUS GLORIFICADO, TRANSMITIDA EM TAHLEQUAH, OKLAHOMA, ESTADOS UNIDOS, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Bases ardentes de uma vida comunitária e grupal - Parte VI

Na vida grupal, não apenas deve governar o espírito da comunidade, que é o que a fortalece, mas também é necessário cuidar da unidade entre os membros. 

Essa unidade neutraliza as diferenças e, inclusive, os sentimentos diversos. A unidade da comunidade dever ser construída por amor a Deus, para que, nesse movimento de unidade, as consciências aprendam a reconhecer o melhor de si.

Sem a unidade de Deus presente, não é possível levar adiante a tarefa principal da comunidade e, sem unidade, não é possível atrair para os seus membros o espírito que os unifica e que os concebe como seres em igualdade e em harmonia.

Por isso, a comunidade, através da compaixão, deve conseguir transcender as diferenças ou os possíveis erros que possam surgir. Não significa serem omissos, mas serem justos, equitativos e neutros.

Essa é a grande chave para construir na comunidade o espírito da paz, assim como viveram os povos originários desde a natureza das suas origens e das suas culturas.

O projeto das comunidades deve estar preenchido de princípios que elevem todas as consciências, e que esses princípios construam o novo, tudo o que, de ciclo em ciclo, possa se renovar e ampliar.

A comunidade deve praticar a solidariedade contínua para que os seus membros nunca se esqueçam da necessidade do outro, para que a humildade prevaleça acima do poder ou do governo que creem ter.

Em síntese, a comunidade só pode existir estando todo o tempo no Coração de Deus, e, em suas mãos, constituir o princípio e meta para os quais foi criada.

O vazio espiritual de uma comunidade evitará alimentar as expectativas e solidificará o poder do serviço altruísta entre os seus membros.

Nesse exercício permanente, a comunidade estará absolvida de provas desnecessárias e poderá ter prontidão e ânimo para viver em doação pelos demais, qualquer que seja o seu serviço.

Agradeço-lhes por guardarem Minhas Palavras no coração!

Abençoa-os,

Seu Mestre e Senhor, Cristo Jesus

MENSAGEM DIÁRIA DE CRISTO JESUS GLORIFICADO, TRANSMITIDA EM TAHLEQUAH, OKLAHOMA, ESTADOS UNIDOS, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Bases ardentes da vida comunitária e grupal – Parte III

Todos os que chegam à vida da comunidade, em essência, são atraídos pela própria Hierarquia Espiritual. Isso significa que essas almas têm um compromisso interno com  o Plano Divino da Criação.

Mas esse compromisso não é igualitário, o que quer dizer que cada compromisso do autoconvocado representa um ciclo em que a consciência é convidada a viver dentro da escola que a representa no seu caminho evolutivo.

Esse compromisso, do possível membro de uma comunidade, está baseado em sua fé ardente e em sua consciência, que irá amadurecendo à medida que as condições dessa experiência forem favoráveis e que o âmbito dessa vivência grupal integrar todos os elementos possíveis para que a consciência recém chegada possa atravessar sua transição interior, espiritual e física. 

Nesse sentido, a Hierarquia representa os impulsos da comunidade através da sua contraparte material e física. Quer dizer, tudo que está na matéria também deve evoluir e alcançar um grau de correspondência cada vez maior.

Para isso, cada autoconvocado é colocado, segundo o seu sentir, em uma tarefa, em uma tarefa que ressoe por afinidade e sintonia para que, assim, comece a viver a escola da maturidade que lhe está sendo oferecida. 

Mas, atenção: as tarefas ou as responsabilidades em uma comunidade não são estáticas, tampouco  pode-se apropriar delas.

O espírito do serviço altruísta e incondicional  permite aos seus membros perceber que o ciclo das tarefas pode mudar ou ser modificado.

A finalidade é mudar o âmbito material para algo puramente espiritual, e assim poder compreender, a partir do coração, que tudo tem um tempo e um ciclo. 

As tarefas comunitárias forjam ou despertam o esforço constante do discípulo, mas também forjam ou despertam a oportunidade da transcendência interior.

É importante perceber que dentro de uma  comunidade a tarefa não é o epicentro da vida espiritual, mas é uma das peças que faz funcionar a Lei do Ritmo e da Ordem, até no âmbito material. 

MENSAGEM DIÁRIA DE CRISTO JESUS GLORIFICADO, TRANSMITIDA EM TAHLEQUAH, OKLAHOMA, ESTADOS UNIDOS, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Bases ardentes de uma vida comunitária e grupal - Parte II

O espírito de uma comunidade é a luz que ilumina sua vida para sempre, seguindo os princípios propostos pela Hierarquia e permitindo que esses princípios se ampliem segundo a necessidade dos tempos e dos ciclos.

Para que o espírito da comunidade seja imortal, seus membros devem ter alcançado a transcendência do que é terrenal e vulnerável.

As bases da comunidade, detalhadas na mensagem anterior, representam o suporte fundamental e inalterável para que se cumpra o desígnio ou o propósito dessa comunidade, sabendo que é importante a presença da Lei da Hierarquia, porque nessa Lei os membros da comunidade saberão orientar-se o tempo todo e, por sua vez, essa Lei os ajudará a basear suas vidas no que é evolutivo e moral.

Nesse sentido, o centro da comunidade é o seu espírito, que acolhe todos os que chegam e os faz partícipes de todos os impulsos representados na experiência da vida grupal e do caminho constante do serviço.

Mediante a Lei da Hierarquia, a comunidade nunca estará desamparada, não sentirá solidão nem abandono espiritual. Ao contrário, a Lei da Hierarquia lhes aportará o que os seus membros e simpatizantes necessitam aprender com a finalidade de crescer interiormente em seu nível de doação, de serviço e de entrega.

Em palavras simples, o espírito da comunidade evita o âmbito das aparências, da presença de irresponsabilidades e, sobretudo, estabelece o amor, que alimenta as consciências para que, com confiança, animem-se a dar os passos internos que necessitam dar.

Na comunidade, vive-se e pratica-se a consciência, e essa consciência  permite alcançar outros níveis, mais amplos, de compreensão do que significa o propósito dessa comunidade e da participação ativa de todos os seus membros.

Assim, o espírito da comunidade não se personaliza, tampouco se individualiza em uma pessoa. Todos são possíveis instrumentos e, também, podem ser captadores dos sagrados impulsos da Hierarquia.

Agradeço-lhes por guardarem Minhas Palavras no coração!

Abençoa-os,

Seu Mestre e Senhor, Cristo Jesus

MENSAGEM DIÁRIA DE CRISTO JESUS GLORIFICADO, TRANSMITIDA EN TAHLEQUAH, OKLAHOMA, ESTADOS UNIDOS, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Bases ardentes de uma vida comunitária e grupal – Parte I

Existem princípios éticos e, sobretudo, espirituais para que as bases de uma vida comunitária e grupal possam sustentar-se, interna e materialmente e, assim, evitar-se correr riscos de desafios ou decadências que dificultem a sustentação do princípio fundamental de uma comunidade.

Para que o fio de luz espiritual e interno, que alimenta essencialmente as almas que formam uma comunidade, possa manter-se estável e sem oscilações, é necessário cumprir e viver alguns requisitos para que a vida grupal esteja, o tempo todo, impulsionada para o serviço de renovação da sua consciência, que une todos os seus membros em comum unidade.

Para isso:

•           o critério,

•           o senso comum,

•           a ausência de ideias pessoais

•           o equilíbrio,

•           a harmonia,

•           a ética interna e externa,

•           a solidariedade,

•           o serviço incondicional,

•           o dinamismo,

•           a neutralidade,

•           a compaixão,

•           o sentido de referência,

•           a Lei da Hierarquia,

•           o entendimento,

•           o ecumenismo universal e

MENSAGEM DIÁRIA DE CRISTO JESUS GLORIFICADO, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

O fim de algumas experiências

Como uma vez já lhes disse, companheiros, Meu tempo entre vocês está terminando e quando este tempo chegar tudo se desencadeará.

Hoje quero anunciar-lhes que não só está chegando o tempo e o ciclo do fim dos impulsos diários, mas também está chegando o fim de muitas experiências crísticas que alguns dos Meus, os mais próximos, viveram nos últimos seis anos e que, por diversas escolhas, perderam a experiência espiritual Comigo, e só ficaram com a recordação do que alguma vez viveram Comigo.

Com isso, quero explicar-lhes e adverti-los claramente que a escolha que foi feita por alguns dos que estavam Comigo, em Meu caminho, e que agora não estão, levou-os a perder a grande experiência crística de toda a sua vida, já que foram prisioneiros da ilusão e da crença de uma suposta invulnerabilidade aos assédios.

Em verdade, deixaram-se vencer, renderam-se e perderam forças internas por se deixarem levar pelas suas fraquezas.

Este é o tempo do fim das experiências, e as almas que ficam sem a experiência crística perdem o estado de Graça que, por Misericórdia e Piedade, uma vez receberam.

Em verdade, a gravidade das desmedidas escolhas de algumas almas não está na ação, senão na perda absoluta do sentido comum e da realidade, e do sentido espiritual da vida.

Por esse motivo, e quando essas situações ocorrem, a Hierarquia Espiritual já não pode intervir ou resgatar, porque aquelas almas mais miseráveis que receberam tudo do Universo e ridicularizaram e ofenderam os tesouros espirituais da Hierarquia, passam a estar dentro do caos planetário e do denominador comum do sofrimento inerte da humanidade.

É perder, absolutamente, a possibilidade de estar em comunhão com seu próprio espírito, porque o espírito desse ser, que se desvincula do caminho crístico, perde a experiência, que é ultrajada e roubada por Meu adversário, na arte da sua astúcia e engano. 

Compreendem, companheiros?

Estar com a Hierarquia Espiritual e viver no âmbito onde a Hierarquia está, como, por exemplo, são as Comunidades-Luz, não significa fazer, cumprir ou realizar a vontade própria.

Quem somos?

Associação Maria
Associação religiosa cristã e ecumênica que tem por finalidade difundir a mensagem universal de amor e de paz que Cristo Jesus, a Virgem Maria e São José transmitem aos monges da Ordem Graça Misericórdia, estimulando o crescimento espiritual através da oração e do serviço altruísta.

Contato

Mensageiros Divinos