Sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS​

Quando estive sobre a Terra como José de Nazaré, muitos Me buscavam, procurando um conselho sobre como se unir a Deus. Meu Casto Coração estava descobrindo, em Jesus Menino, que Deus estava dentro de todos os seres. Mas em uma época na qual não se pensava em um Deus Vivo, senão nas Escrituras, muito difícil seria conceber a existência de Deus dentro de cada ser.

Hoje, já existem conhecimentos e experiências suficientes, como humanidade, para que vocês compreendam as coisas do Céu e como elas se expressam no mundo. Desta forma, vocês descobrirão no mundo o potencial que ele tem de viver segundo a Vida Celestial.

Assim como Deus está vivo em cada ser e poucos podem vê-Lo, o Seu Reino vive na ideia original da criação da Terra. Desta forma, tanto o Deus Vivo deve surgir nos seres como o Seu Reino deve se manifestar no mundo.

Para encontrarem o Senhor dentro dos seus próprios corações e reconhecerem-se semelhantes a Deus, vocês haverão de se desconhecer como indivíduos imperfeitos e meramente humanos do ponto de vista da Terra.

Para que o Reino de Deus seja uma realidade no mundo, tudo o que não conforma esse Reino deve deixar de existir. E não será Deus quem fará desaparecer todas as coisas e, assim, irá resolver todos os problemas planetários. Vocês, Meus amados, é que devem fazer desaparecer, primeiro das suas próprias consciências, todos os conceitos, os princípios, as ideias e as intenções que constroem todas aquelas coisas que os separam de Deus como humanidade.

Por exemplo: por mais que não sejam governantes e não tenham a potestade de começar ou acabar com uma guerra, para abolirem as guerras do mundo, vocês devem aplacar, nas suas próprias consciências, a ira, a competição, a avareza, a cobiça. E, dessa forma, devem atuar com tudo, porque é aos poucos que o Reino de Deus descerá ao mundo. Mas, para isso, a harmonia com a qual esse Reino se instalará dependerá do preparo da consciência humana para recebê-la.

Muitos temem a tão citada transição planetária, mas poucos estão reconhecendo que o curso dessa transição será o resultado do que cada um possa fazer para transformar, em si, a consciência humana e, em decorrência, a consciência planetária.

Meditem no que lhes digo e no que lhes disse nos dias anteriores. Vocês encontrarão em Minhas palavras as chaves para alcançarem a redenção de uma forma pacífica e harmoniosa.

Deixo-lhes Meu Amor e Meu conselho paterno, assim como em outros tempos.

São José Castíssimo