Quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Vencerás a indiferença diante de tudo o que acontece no mundo quando, em tuas orações, teu coração for uno com o coração de teus irmãos, onde quer que eles estejam.

Quando sentires dentro de ti o Coração de Deus e, nele, o amor pela humanidade e pelo planeta, então, para ti, as dores do mundo serão maiores do que as tuas. Sente o Amor de Deus por este Seu Plano. Sente a esperança do Pai de multiplicar, em Seus filhos, o Espírito de Cristo.

Ao comungar, não apenas ponhas um pedaço de pão em tua boca. Vive, na Comunhão, o maior milagre de Cristo que, em união à Vontade de Seu Pai, entregou-Se à cruz e prossegue entregando-Se todos os dias, várias vezes ao dia, em todos os altares consagrados por Deus, para repartir a Misericórdia por meio do Corpo de Cristo.

O Senhor assume todos os dias os pecados dos que têm fé e fazem do pão o Corpo Sagrado de Cristo e, do suco da uva, Seu Precioso Sangue.

Onde estás tu na hora da Comunhão? O que compreendes do maior mistério universal de Transubstanciação e Misericórdia?

Sabes que todas as criaturas deste vasto infinito te observam e, de joelhos, rogam que este pão se faça carne e te convertas uno com Cristo?

Vai, alma pequena, mergulha além da tua ignorância. Não permitas que os ciclos passem e tua mente permaneça enferma nas superficialidades da vida, quando tens diante de ti a maior oportunidade de transformação deste universo.

Não ores apenas para acalmar o teu coração e para encontrar um pouco mais de paz no manicômio que é este mundo para ti. Mergulha no universo da oração, funde-te com Deus, descobre Seu Amor e Suas Dores, alivia o Seu Sacratíssimo Coração. Abre a porta ao bálsamo que até hoje brota do Coração de Cristo e permite que Sua Misericórdia se derrame sobre as almas e sobre os Reinos da Natureza.

Faz de tua vida a razão do sacrifício de Cristo. Faz de teu per­manente esforço para fundir-te n’Ele e ser tu um Cristo Vivo, o motivo pelo qual Ele ainda tem Seus Olhos postos nos seres da Terra e não deixa de oferecer Seu Coração em reparação dos pecados do mundo.

Transforma-te, voa longe.

Tem os pés firmes nesta Terra para que, em tua elevação, ela transcenda as dimensões e ingresse contigo no Tempo Real, no Tempo de Deus.

Abençoo-te e guardo-te em Meu Coração para que desveles ali os mistérios que Eu descobri em vida e também na glória dos Céus.

Teu pai e companheiro,

São José Castíssimo