Quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO ÔNIBUS ÁGUIA DE LUZ, DURANTE A VIAGEM DA CIDADE DE PORTO ALEGRE, BRASIL, ATÉ O CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Queridos companheiros,

Oferecendo Nossos Corações ao Altar Celestial como parte deste Plano de Deus, clamamos à humanidade que estabeleça a paz em suas vidas. Pedimos que despertem um pouco mais à verdadeira necessidade do planeta, porque nos tempos que chegarão será preciso demonstrar maior consciência e matu­ridade. Os que hoje estão cegos de espírito e de coração bus­carão alento e guia naqueles que poderão estar minimamente equilibrados ante a situação planetária.

Saibam, queridos, que diante do grau de maldade e ódio que vive nos corações de alguns seres humanos, a deflagração de uma terceira guerra mundial poderá destruir completamente a vida planetária. Os corações de muitos governantes estão apenas sedentos por demonstrar poder e superioridade em relação aos demais seres do mundo. Será uma batalha entre o caos e o mal, porque não existirão regras e não haverá miseri­córdia. Todas as nações vão querer demonstrar o seu poder e irão aliar-se umas às outras para destruir as demais, segundo as suas crenças.

Apenas observem o mundo ao seu redor e tornem-se capa­zes de vislumbrar uma prioridade maior do que suas próprias vidas, porque o Plano de Deus transcende os indivíduos e, se for necessário, o Senhor pedirá mais dos que creem que já entregaram tudo, porque não apenas o planeta, mas também o universo necessita disso.

Peço que busquem conhecer a verdade que se encontra em seus corações, para que não sejam tomados pelo terror que se alastrará pelo mundo. Não se desesperem nos dias que virão, porque o Espírito de Deus os amparará, sempre quando forem Seus servos e Seus soldados da paz e da oração.

Não lhes digo que nada padecerão; porém, todo sofrimento e toda prova que o Senhor colocar em seus caminhos será para gerar méritos para a salvação da humanidade.

Digo-lhes que, desde já, aprendam a amar e a aceitar as dife­renças, porque lhes pediremos que acolham e amparem seres que são muito diferentes de vocês, sob todos os pontos de vista.

Também neste dia, rogarei que ajudem os missionários de Maria a chegarem logo ao Oriente Médio, antes que suas por­tas se fechem definitivamente e as almas que ali estão buscando uma saída não encontrem a Misericórdia, apenas a Justiça.

O serviço que pedimos aos missionários, que são consagrados em espírito e alma ao Plano de Deus e de Seus Mensageiros, não é como qualquer serviço prestado no mundo. Por inter­médio deles, Nós podemos ingressar mais profundamente no planeta e derramar um caudal de Misericórdia sobre aqueles que não a mereceriam nesta vida.

Por isso, companheiros de Meu Casto Coração, esforcem-se todos os dias para estar mais despertos, porque Nós não temos mais como alertá-los. O tempo de mudança já chegou.

Seu amado pai e amigo,

São José Castíssimo