Domingo, 19 de agosto de 2018

APARIÇÃO RESERVADA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA PARA O DIA 19 DE AGOSTO DE 2018, NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Tão rápido quanto passam os dias na Terra, assim passam os ciclos neste tempo. E, apesar de tudo, a Voz de Deus não se cansa de pronunciar-se ao coração dos homens, a Voz de seu Pai e Criador segue fazendo eco dentro de cada criatura através de Seus Mensageiros.

E quando tudo parece estar por terminar, é aí, filhos, que tudo começa. Que começa a sua missão nesta Terra, que começa a verdadeira Obra dos Mensageiros Divinos dentro de cada um de vocês.

É quando o mundo agoniza diante de seus olhos e essa realidade já não é espiritual, mas também física, é aqui que seus corações deverão estar preparados. É no ápice da purificação interna, não só dos autoconvocados mas de cada ser do planeta e que se reflete na vida planetária, que os servidores deverão dar o seu sim.

Sei o quanto é difícil sentir a agonia no próprio interior e também sentir a agonia do planeta, mas hoje lhes digo que é exatamente neste momento que deverão reconfirmar-se diante de Deus.

Não teria sentido chamar estes tempos de paixão planetária se não vivessem cada passo dessa paixão imitando os passos de seu Senhor, imitando o Seu sim diante de cada provação que Ele era levado a viver.

Para despertar um amor semelhante ao Amor de Cristo em seus corações, devem viver provas semelhantes às Suas e, em sua agonia, não suarão sangue, mas necessitarão transpor obstáculos internos e espirituais que os levem a vencer a si mesmos e a tendência humana.

Jesus não vivia sob as mesmas influências que vocês vivem nestes tempos. Por isso, naquele tempo, Suas provas eram outras. Mas agora, filhos, deverão aceitar a própria agonia interior, deverão aceitar a agonia que vive o planeta como o primeiro passo dessa paixão planetária, como a primeira oportunidade de dizer sim a Deus, para chegar ao fim do fim dos tempos.

Aquilo que para Cristo culminou com Sua crucificação e morte também chegará para cada um de vocês e será desconhecido.

Hoje apenas lhes peço que não reconheçam esta agonia interior apenas como uma prova pessoal, como um momento pessoal de definição. Que vivam esta prova como algo que, como humanidade, devem enfrentar neste tempo, porque é necessário.

É necessário sentir que se desgarram por dentro e, ainda assim, saber dizer sim a Deus. É necessário sentir que não conseguem superar a si mesmos e, ainda assim, abrirem-se para que seja Deus Quem Se supere dentro de vocês.

Apesar de toda agonia e de toda prova, este momento também lhes revela a presença divina em seu interior. Porque aqueles que se abrirem poderão reconhecer o milagre divino em seu próprio coração, e saberão que a cura não provém de si, mas de Deus; saberão que o Amor não provém de si, mas de Deus; saberão que a vitória de Cristo em Sua cruz não foi uma vitória própria, mas foi Deus mesmo entregando-Se ao mundo através de Seu Filho.

Cada um de vocês também porta em seu interior esse mistério que devem descobrir e conhecer neste tempo. Quando se abrirem para conhecer os mistérios do próprio coração, poderão então, filhos, desvendar os mistérios celestiais.

Deus começa a Se revelar dentro dos homens, Deus começa a Se revelar dentro de cada um de vocês quando se abrem para isso.

Sei que é difícil render a condição humana, sei que é difícil acreditar que Deus Se revelará no próprio interior quando o que conhecem de vocês mesmos apenas são misérias e algumas destrezas.

Deixem que Deus lhes revele as suas virtudes.

Abram-se à humildade divina, para não ter vergonha de expressar algo novo. Não tenham vergonha ou medo de ser aquilo que desconhecem; não tenham vergonha ou medo de que os homens os olhem e não encontrem aquilo que vocês construíram ao longo de sua existência, ao longo desta vida.

Deus, dentro de vocês, revela algo novo. Deus, dentro de vocês, é desconhecido.

Hoje venho para começar um novo ciclo de Instrução, porque a humanidade o necessita, o planeta o necessita, e os instrumentos de Deus o necessitam.

Se os Mensageiros Divinos não estiverem com vocês todos os dias, nestes tempos, não poderão superar os tempos que chegarão. Acompanharemos cada passo deste calvário planetário, para que deem passos seguros, para que se renovem, para que se levantem após cada queda.

Nossa presença trará ao mundo os anjos e os arcanjos que os conduzirão quando Deus silenciar Sua Voz. Assim como os anjos e os arcanjos acompanharam cada passo de Cristo com a cruz, também acompanharão os seus passos. Por isso, não temam.

O triunfo de Deus deve ser uma certeza dentro de cada um de vocês, mas ele não se faz sozinho. Ele se constrói com persistência, com humildade, com resignação, com rendição, com a fortaleza que nasce da união com o Coração de Deus, para que vivam o Seu Plano, mesmo sem compreendê-lo; para que Lhe digam sempre sim, mesmo sem saber aonde Ele os conduzirá.

Assim como Cristo e Maria, sua Mãe Santíssima, Meu Casto Coração voltará a acompanhá-los todos os dias, não por um mérito da humanidade, mas pela necessidade do planeta.

Hoje quero que compreendam que a paixão planetária já não é espiritual. Ela se manifesta dentro e fora de vocês, e agora, filhos, chegou o momento de beber do cálice que Deus lhes oferece e não deixá-lo de lado.

Reconheço que este caminho é difícil, que essas provas são incompreensíveis e, às vezes, parecem impossíveis de superar. Mas Deus lhes oferece tudo isso porque desde a sua origem se comprometeram com Ele para renovar a Sua Criação, para renovar a Ele mesmo.

Para que pudessem cumprir com este Propósito, o Criador lhes concedeu muitas graças, dádivas e dons que estão guardados em seu interior.

Concedeu-lhes o exemplo de Cristo, vivo entre os homens, vivo diante de seus olhos, acompanhando cada um de seus corações.

Concedeu-lhes o exemplo de sua Mãe Santíssima, silenciosa e humilde, para que aprendessem a silenciar diante das maiores provações e a ser humildes quando a condição humana parece que vencerá dentro de vocês.

Deus lhes concedeu construir a Sua Obra junto a Seus Mensageiros, aos Seus anjos, aos Seus arcanjos e a uma Hierarquia de Luz, de Consciências sublimes, de uma Sabedoria infinita, que, no silêncio de seu coração, acompanham cada passo da humanidade e esperam apenas que o coração se abra para que eles possam revelar-se, para que sua Sabedoria deixe de ser oculta.

Reconheçam neste ciclo que a condição humana não são apenas misérias.

Reconheçam que em seus corações existe algo maior do que os próprios desejos e aspirações humanas.

Reconheçam que um espírito que se une ao Poder de Deus pode vencer todo o poder e jugo de suas condições; condições retrógradas, condições de pecado, condições de ilusão.

Deixem que sua agonia seja vencida por um amor que os faz superarem-se. Deixem que suas vaidades e orgulho humano sejam vencidos pela verdade que provém do Coração de Deus e que desmascara todas as suas mentiras. Chamo de mentiras aquilo que não o são e que acreditam ser.

Façam destes tempos um tempo sublime.

Coloquem seus olhos dentro dos olhos de Cristo, do Cristo do calvário, o Cristo que carrega a cruz; que não apenas vivia o sofrimento e a agonia que transbordavam de Seu mundo interior, mas que, em cada passo, vivia a revelação de um Amor maior, que despertava em Seu Coração, que se revelava dentro de Suas Células, tão humanas e tão divinas ao mesmo tempo.

Estes novos ciclos serão marcados pelas escolhas de cada ser.

Tudo lhes será oferecido, tanto pelo mundo como por Deus. As coisas do mundo serão ofertadas àquilo dentro de vocês que pertence ao mundo, e as coisas de Deus serão ofertadas àquilo dentro de vocês que pertence a Deus.

Cada um saberá o que aceitar, cada um saberá o que fazer crescer no próprio interior. Cada um saberá se quererá construir dentro de si um triunfo divino ou uma derrota.

Minha Voz voltará a se pronunciar todos os dias a seus corações por mais um ciclo, como um símbolo da infinita Misericórdia de Deus. Porque ao mesmo tempo que a humanidade transborda misérias, indiferença, Deus transborda Misericórdia.

E assim como Cristo, naquela cruz, descobria o Amor dentro de Seu Coração, Seu Pai e Criador também está vivendo uma revelação de Si mesmo nestes tempos; uma revelação de Sua Misericórdia, uma revelação de Sua Graça, para que cada coração humano saiba encontrar o espelho dessa revelação dentro de si mesmo, e, através das palavras dos Mensageiros Divinos, não apenas reconheça essa revelação, mas a viva.

Deixem que Deus se renove dentro de vocês e recebam com amor a Sua Graça.

Agradeçam ao Pai o cálice que Ele lhes dá de beber e não sintam amargo o que Ele lhes oferece, porque Ele não lhes dá apenas sacrifícios, mas também a possibilidade de viver um Amor infinito.

Com estas palavras abro este novo ciclo e lhes agradeço por Me acompanharem nestes tempos.

A humanidade necessita que a Voz de Deus chegue aos quatro cantos deste mundo, porque muitos estão morrendo de sede por não conhecer a Fonte, a Fonte do Amor que brota do Verbo Divino.

Eu lhes agradeço, abençoo-os e abençoo os pequenos relicários que as crianças da Comunidade Figueira Me prepararam.1 Através desses relicários lhes entrego uma graça especial para as suas famílias e para todas as crianças do mundo.

As crianças que orarem diante deles pelas famílias e pelas crianças que padecem na Terra gerarão méritos para que uma graça especial desça nestes tempos sobre aqueles que mais necessitam.

Agradeço-lhes e os abençoo.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

1 As crianças da Comunidade-Luz Figueira, Minas Gerais, Brasil, construíram pequenos relicários de papel, semelhantes ao Relicário do Castíssimo Coração de São José, como uma oferta a Ele.