Aparições de São José

  • jan

    19

    Sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

    De onde Eu vim é escasso o amor e o sofrimento das almas não lhes permite receber a Graça e a Misericórdia de Deus.

    Como servo do Criador de todas as coisas, ingressei nos profundos abismos deste planeta, para dar a conhecer aos corações uma realidade diferente, que os seus olhos não podiam ver, que não podiam sentir nem compreender que existia.

    Uma parte deste sofrimento Eu trouxe até aqui e poderão se perguntar por quê. Para que vejam, filhos, que em verdade vocês têm tudo, apenas lhes resta doar tudo de si mesmos, por aqueles que verdadeiramente necessitam.

    Apesar de Eu trazer este sofrimento para que seja liberado, não é apenas isso que coloco diante de seus corações; trago-lhes também a esperança e a graça da liberação, para que acreditem que tudo é possível de se transformar, mesmo as feridas mais antigas, os sofrimentos mais profundos, os piores erros cometidos; tudo é possível de se transformar.

    Esse abismo que hoje Eu mostro a vocês provém do coração de uma nação ferida. Ferida pela ignorância dos homens, pela distância que há entre o coração humano e o coração de Deus, quando não querem vê-Lo. Mas da mesma forma, filhos, do mesmo coração desta nação, mais profundo que todos os abismos, mais poderosa que a ignorância, que a indiferença, que a dor, Eu trago a vocês uma nova esperança.

    Do profundo do coração desta nação ferida, faço emergir uma essência que não provém deste mundo, mas sim do Coração de Deus. Essa essência, hoje, é incompreensível para vocês, porque a desconhecem, mas ela é tão brilhante quanto mil sóis e tão palpável como vocês o são para o mundo.

    Esta essência que estava oculta começa a pulsar, porque recebeu uma nova oportunidade. Esta essência cruzou os abismos que a encobriam e, silenciosamente, também cruzou fronteiras e se retirando desta nação ferida, encontrou repouso em outro lugar.

    Eu lhes falo do coração de Roraima. Isto não significa, filhos, que seus queridos irmãos da Venezuela não têm mais uma esperança, ao contrário; esta essência que agora emerge e se prepara para poder se expressar vem em auxílio de todas as almas, vem em auxílio de seus filhos, aqueles que se comprometeram com ela desde o princípio desta criação; que se comprometeram, inclusive, a purificar suas vidas e perseverar, confiantes neste plano de amor.

    Por que Eu lhes falo dessas coisas, estando aqui, tão distante, aparentemente, do coração de Roraima? Porque esta é Minha casa. Aqui Eu protejo Minhas palavras e as pronuncio ao mundo com a potestade que o Criador Me concedeu, para instruir e despertar as almas. Aqui Eu revelo mistérios, independentemente da compreensão humana, porque Minhas palavras são como códigos de luz e de amor que os transformam e os elevam, para que cheguem até aquele lugar onde o Criador os espera, onde deveriam estar desde o princípio.

    É por isso que daqui, de Minha casa, impulsiono o coração de Roraima e o protejo para que sua essência seja resguardada e não esteja mais nos cativeiros deste mundo, como estão tantas almas neste tempo. A essência de Roraima se liberta, para que as almas também sejam libertadas e, apesar da dor e das provas que seguirão vivendo, que a fortaleza interior dos filhos de Roraima não seja destruída e o amor que alcançaram, a alegria e a esperança, não desapareçam de seus corações.

    Aparentemente, o inimigo comemora um triunfo, mas Deus, filhos, comemora a vitória de suas criaturas através do amor que supera todo o sofrimento, assim como o Seu Filho o superou estando na cruz.

    A essência de Roraima será, para os seus filhos, como os arcanjos e os exércitos celestiais, que sustentaram a Cruz de Cristo até o fim. Ela se liberta para que sua luz os sustente, apesar do calvário deste mundo e os cure, ainda que o corpo pareça esmorecer. E se todas as células desaparecerem e a consciência conhecer o que chamam de morte, a essência de Roraima lhes mostrará a verdadeira vida, que a humanidade ainda desconhece, por estar tão presa das ilusões deste mundo.

    Hoje é o dia de um novo começo, um dia para erguer os seus rostos a Deus e clamar pela renovação.

    A essência de Roraima terá muito para reconstruir e, apesar de se manter silenciosa, o seu silêncio fala mais alto que todos os gritos de dor deste mundo.

    Com isso digo-lhes, filhos, que o mundo conhecerá neste ciclo sua purificação, mas também uma esperança que desconhece, assim como Aurora despertou nestes últimos dias através da Voz da Mãe do Mundo, que ecoou nos universos e voltou a abrir as fontes de cura para a Terra.

    Esta cura, como um manancial que provém do Reino de Aurora, está chegando, também, silenciosamente, àquelas essências que estavam caladas e ocultas no profundo do planeta, como se não existissem, como se ninguém as conhecesse porque, pela Lei de Deus, deveriam estar silenciosas, para que logo chegasse o tempo de suas vozes voltarem a ressoar; de que o som dessas essências divinas, guardadas no profundo da Terra, pudessem se fazer escutar no coração dos homens e todos os mistérios escondidos na Terra, para emergir neste tempo e despertar as criaturas se revelem aos corações dos homens.

    Os que eram tidos como loucos serão os únicos que terão razão e saberão estar de pé quando esses mistérios se revelem. Que todos os ensinamentos que os trouxeram até aqui sejam a base desta nova escada, que deverão começar a subir a partir deste novo ciclo. Não se aferrem apenas ao que já conhecem. Deixem que se renove a sabedoria e o conhecimento dentro de vocês, para que sejam instrumentos para a renovação desta humanidade, para que o que lhes parece novo seja o óbvio, aquilo que Deus pensou desde o princípio, mas que a humanidade nunca viveu.

    Que tudo o que já aprenderam lhes dê forças para que possam voltar a aprender. Sejam como as crianças que não conhecem nada e se abrem para todas as coisas. Que se lançam à verdade com intensidade, que não deixam as dúvidas tomarem conta de suas mentes e, com alegria e sem temor, seguem este caminho que Deus lhes aponta com Suas mãos invisíveis

    A essência de Roraima já tocou o coração do Brasil, para que seus filhos a amparem. Agora, filhos, companheiros e servidores terão muito o que fazer, o que construir, o que manifestar, o que despertar, o que transformar e o que viver, para dar uma oportunidade a outros.

    E seus irmãos em Boa Vista agora precisam de seu auxílio. Porque as dificuldades já transcendem suas capacidades humanas e seus corações estão um pouco cansados. Sejam esta mão que se estende e este coração que chega para renovar, como um sangue novo nas veias de seus irmãos, que até hoje perseveraram no serviço e nesta missão que vai muito além de suas tarefas, de seu dia a dia e daquilo que os seus olhos podem ver.

    Essa missão está fazendo com que eles cresçam, mas Deus não pode permitir que seus filhos percam as forças e façam coisas que não estão prontos para fazer; por isso eles precisam de mais mãos, corações e, sobretudo, consciências dispostas ao serviço.

    Muito ainda devem saber, não só sobre a essência de Roraima, mas sobre tantas essências que estão ocultas neste mundo. Assim como as crianças aprendem a ler e vão soletrando as primeiras letras, eu lhes ensino os mistérios de Deus.

    Quando crescerem descobrirão que não apenas uma frase estava oculta em Minhas palavras, mas uma história inteira, a história da criação desta humanidade, o presente e o triunfo de Deus na derrota da ignorância, da soberba e do egoísmo humano.

    Com isso, filhos, Eu os abençoo e agradeço-lhes por estarem aqui.

    Hoje quero deixar-lhes uma graça especial, como símbolo deste sofrimento que Eu vim curar, desta fortaleza que Eu vim despertar, para que os corações transcendam a dor, a tristeza ou a enfermidade e reconheçam que, independentemente de suas provas, Deus os chama a uma superação maior, a uma experiência de amor que, assim como o Seu Filho, transcende qualquer sofrimento corporal, interior ou espiritual, porque é dessa forma que o amor se torna verdadeiro e cruza as dimensões.

    Ofereçam esta graça aos que desconhecem a Graça de Deus, que não a vêem e submergem cada dia mais em seu sofrimento e em sua dor.

    Aos que buscam, sempre lhes será dado.. Se não fosse assim, as palavras do Filho de Deus não seriam verdadeiras. Confiem em Suas promessas e vivam-nas neste tempo.

    Vamos cantar para que a humanidade receba esta graça.

    Com isto os abençoo e abençoo a toda a humanidade, com a potestade que Deus Me entregou, para interceder pelas almas e elevá-las ao Seu Coração.

    Agora vão, filhos, e com este impulso em suas consciências o multipliquem, para oferecer aos pés do altar de seu Mestre e Senhor quando Seus Pés, nesta noite, tocarem a Terra.

    Eu lhes agradeço e novamente os abençoo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, Amém.

    Sigam em paz e levem esta paz ao mundo.

  • jan

    19

    19 de janeiro de 2018 - Centro Mariano de Figueira, Brasil

    De onde Eu vim é escasso o amor e o sofrimento das almas não lhes permite receber a Graça e a Misericórdia de Deus.

    Como servo do Criador de todas as coisas, ingressei nos profundos abismos deste planeta, para dar a conhecer aos corações uma realidade diferente, que os seus olhos não podiam ver, que não podiam sentir nem compreender que existia.

    Uma parte deste sofrimento Eu trouxe até aqui e poderão se perguntar por quê. Para que vejam, filhos, que em verdade vocês têm tudo, apenas lhes resta doar tudo de si mesmos, por aqueles que verdadeiramente necessitam.

    Apesar de Eu trazer este sofrimento para que seja liberado, não é apenas isso que coloco diante de seus corações; trago-lhes também a esperança e a graça da liberação, para que acreditem que tudo é possível de se transformar, mesmo as feridas mais antigas, os sofrimentos mais profundos, os piores erros cometidos; tudo é possível de se transformar.

    Esse abismo que hoje Eu mostro a vocês provém do coração de uma nação ferida. Ferida pela ignorância dos homens, pela distância que há entre o coração humano e o coração de Deus, quando não querem vê-Lo. Mas da mesma forma, filhos, do mesmo coração desta nação, mais profundo que todos os abismos, mais poderosa que a ignorância, que a indiferença, que a dor, Eu trago a vocês uma nova esperança.

    Do profundo do coração desta nação ferida, faço emergir uma essência que não provém deste mundo, mas sim do Coração de Deus. Essa essência, hoje, é incompreensível para vocês, porque a desconhecem, mas ela é tão brilhante quanto mil sóis e tão palpável como vocês o são para o mundo.

    Esta essência que estava oculta começa a pulsar, porque recebeu uma nova oportunidade. Esta essência cruzou os abismos que a encobriam e, silenciosamente, também cruzou fronteiras e se retirando desta nação ferida, encontrou repouso em outro lugar.

    Eu lhes falo do coração de Roraima. Isto não significa, filhos, que seus queridos irmãos da Venezuela não têm mais uma esperança, ao contrário; esta essência que agora emerge e se prepara para poder se expressar vem em auxílio de todas as almas, vem em auxílio de seus filhos, aqueles que se comprometeram com ela desde o princípio desta criação; que se comprometeram, inclusive, a purificar suas vidas e perseverar, confiantes neste plano de amor.

    Por que Eu lhes falo dessas coisas, estando aqui, tão distante, aparentemente, do coração de Roraima? Porque esta é Minha casa. Aqui Eu protejo Minhas palavras e as pronuncio ao mundo com a potestade que o Criador Me concedeu, para instruir e despertar as almas. Aqui Eu revelo mistérios, independentemente da compreensão humana, porque Minhas palavras são como códigos de luz e de amor que os transformam e os elevam, para que cheguem até aquele lugar onde o Criador os espera, onde deveriam estar desde o princípio.

    É por isso que daqui, de Minha casa, impulsiono o coração de Roraima e o protejo para que sua essência seja resguardada e não esteja mais nos cativeiros deste mundo, como estão tantas almas neste tempo. A essência de Roraima se liberta, para que as almas também sejam libertadas e, apesar da dor e das provas que seguirão vivendo, que a fortaleza interior dos filhos de Roraima não seja destruída e o amor que alcançaram, a alegria e a esperança, não desapareçam de seus corações. Aparentemente, o inimigo comemora um triunfo, mas Deus, filhos, comemora a vitória de suas criaturas através do amor que supera todo o sofrimento, assim como o Seu Filho o superou estando na cruz.

    A essência de Roraima será, para os seus filhos, como os arcanjos e os exércitos celestiais, que sustentaram a Cruz de Cristo até o fim. Ela se liberta para que sua luz os sustente, apesar do calvário deste mundo e os cure, ainda que o corpo pareça esmorecer. E se todas as células desaparecerem e a consciência conhecer o que chamam de morte, a essência de Roraima lhes mostrará a verdadeira vida, que a humanidade ainda desconhece, por estar tão presa das ilusões deste mundo.

    Hoje é o dia de um novo começo, um dia para erguer os seus rostos a Deus e clamar pela renovação.

    A essência de Roraima terá muito para reconstruir e, apesar de se manter silenciosa, o seu silêncio fala mais alto que todos os gritos de dor deste mundo.

    Com isso digo-lhes, filhos, que o mundo conhecerá neste ciclo sua purificação, mas também uma esperança que desconhece, assim como Aurora despertou nestes últimos dias através da Voz da Mãe do Mundo, que ecoou nos universos e voltou a abrir as fontes de cura para a Terra. Esta cura, como um manancial que provém do Reino de Aurora, está chegando, também, silenciosamente, àquelas essências que estavam caladas e ocultas no profundo do planeta, como se não existissem, como se ninguém as conhecesse porque, pela Lei de Deus, deveriam estar silenciosas, para que logo chegasse o tempo de suas vozes voltarem a ressoar; de que o som dessas essências divinas, guardadas no profundo da Terra, pudessem se fazer escutar no coração dos homens e todos os mistérios escondidos na Terra, para emergir neste tempo e despertar as criaturas se revelem aos corações dos homens.

    Os que eram tidos como loucos serão os únicos que terão razão e saberão estar de pé quando esses mistérios se revelem. Que todos os ensinamentos que os trouxeram até aqui sejam a base desta nova escada, que deverão começar a subir a partir deste novo ciclo. Não se aferrem apenas ao que já conhecem. Deixem que se renove a sabedoria e o conhecimento dentro de vocês, para que sejam instrumentos para a renovação desta humanidade, para que o que lhes parece novo seja o óbvio, aquilo que Deus pensou desde o princípio, mas que a humanidade nunca viveu.

    Que tudo o que já aprenderam lhes dê forças para que possam voltar a aprender. Sejam como as crianças que não conhecem nada e se abrem para todas as coisas. Que se lançam à verdade com intensidade, que não deixam as dúvidas tomarem conta de suas mentes e, com alegria e sem temor, seguem este caminho que Deus lhes aponta com Suas mãos invisíveis

    A essência de Roraima já tocou o coração do Brasil, para que seus filhos a amparem. Agora, filhos, companheiros e servidores terão muito o que fazer, o que construir, o que manifestar, o que despertar, o que transformar e o que viver, para dar uma oportunidade a outros.

    E seus irmãos em Boa Vista agora precisam de seu auxílio. Porque as dificuldades já transcendem suas capacidades humanas e seus corações estão um pouco cansados. Sejam esta mão que se estende e este coração que chega para renovar, como um sangue novo nas veias de seus irmãos, que até hoje perseveraram no serviço e nesta missão que vai muito além de suas tarefas, de seu dia a dia e daquilo que os seus olhos podem ver.

    Essa missão está fazendo com que eles cresçam, mas Deus não pode permitir que seus filhos percam as forças e façam coisas que não estão prontos para fazer; por isso eles precisam de mais mãos, corações e, sobretudo, consciências dispostas ao serviço.

    Muito ainda devem saber, não só sobre a essência de Roraima, mas sobre tantas essências que estão ocultas neste mundo. Assim como as crianças aprendem a ler e vão soletrando as primeiras letras, eu lhes ensino os mistérios de Deus.

    Quando crescerem descobrirão que não apenas uma frase estava oculta em Minhas palavras, mas uma história inteira, a história da criação desta humanidade, o presente e o triunfo de Deus na derrota da ignorância, da soberba e do egoísmo humano.

    Com isso, filhos, Eu os abençoo e agradeço-lhes por estarem aqui.

    Hoje quero deixar-lhes uma graça especial, como símbolo deste sofrimento que Eu vim curar, desta fortaleza que Eu vim despertar, para que os corações transcendam a dor, a tristeza ou a enfermidade e reconheçam que, independentemente de suas provas, Deus os chama a uma superação maior, a uma experiência de amor que, assim como o Seu Filho, transcende qualquer sofrimento corporal, interior ou espiritual, porque é dessa forma que o amor se torna verdadeiro e cruza as dimensões.

    Ofereçam esta graça aos que desconhecem a Graça de Deus, que não a vêem e submergem cada dia mais em seu sofrimento e em sua dor.

    Aos que buscam, sempre lhes será dado.. Se não fosse assim, as palavras do Filho de Deus não seriam verdadeiras. Confiem em Suas promessas e vivam-nas neste tempo.

    Vamos cantar para que a humanidade receba esta graça.

    Com isto os abençoo e abençoo a toda a humanidade, com a potestade que Deus Me entregou, para interceder pelas almas e elevá-las ao Seu Coração.

    Agora vão, filhos, e com este impulso em suas consciências o multipliquem, para oferecer aos pés do altar de seu Mestre e Senhor quando Seus Pés, nesta noite, tocarem a Terra.

    Eu lhes agradeço e novamente os abençoo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, Amém.

    Sigam em paz e levem esta paz ao mundo.

Quem somos?

Associação Maria
Associação religiosa cristã e ecumênica que tem por finalidade difundir a mensagem universal de amor e de paz que Cristo Jesus, a Virgem Maria e São José transmitem aos monges da Ordem Graça Misericórdia, estimulando o crescimento espiritual através da oração e do serviço altruísta.

Contato

Mensageiros Divinos