MENSAGEM DIÁRIA DA VIRGEM MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Agora chegou o momento de o coração humano tornar-se um coração transformado, assim como o alcançou São José.

Que o exemplo do simples carpinteiro de Nazaré motive-os a encontrar a transcendência da condição humana, aceitando a imperfeição, mas transformando-a, dia a dia, assim como viveu São José.

Que o exemplo de Sua castidade e impessoalidade convide-os a buscar o mesmo caminho, para que continuem atravessando os desafios da consagração e das aspirações da alma.

Unam-se a São José e sejam obreiros do Plano de Amor. Construam as bases do novo e a renovação chegará.

Imitem São José em Seus passos de humildade. Que seus corações sejam resignados, mas que sejam corações vazios, cheios de serviço e de caridade, assim como São José o expressou.

Que neste dia de encerramento da tarefa de São José, todas as Suas instruções estejam vivas em seu interior e que, sendo abençoados pelo Casto São José, suas almas renovem seus votos com o Plano de Amor do Pai Celestial.

Recordem: São José continuará abençoando o mundo.

Agora chegou o momento de cada alma viver o mesmo caminho que viveu São José. É um convite interno para os que queiram aprender com o exemplo de São José.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado!

Abençoa-os,

Sua Mãe, a Virgem Maria, Rosa da Paz

 

 

 

 

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Como Carpinteiro, fui moldando a madeira bruta de teu coração para que pudesses descobrir o tesouro que há em teu interior.

Como Pastor, fui conduzindo os teus caminhos, assim como Me ensinou o Meu Filho, para que pudesses chegar ao Seu Sagrado Coração.

Como Pai, fui educando teus aspectos mais humanos, mostrando-te o que não és, para que pudesses saber a verdade sobre ti mesmo.

Como Amigo, fui sempre presente, fazendo-Me sentir em cada prova e trazendo paz ao teu coração, para acalmar as tuas angústias e iluminar teus abismos.

Como Companheiro, fui abrindo-te as portas do Céu, assinalando as pedras do caminho e acompanhando os teus passos, para que pudesses fazer triunfar o Amor de Deus em teu coração.

Agora, filho, venho, como um Servo de Deus, para te mostrar um caminho mais amplo e profundo, apesar de invisível e oculto.

Venho mostrar o caminho para que vivas as Minhas palavras, experimentes Minhas instruções e, assim, não apenas vejas como Meu Coração chega ao mundo a cada dia, mas venhas Comigo, adentres nos Portais e encontres teu Pai Celestial, teu Criador e Criador de todas as coisas.

Eu sou Seu Servo. Ele é o teu Senhor. Vim até aqui para buscar-te, para que Me acompanhes ao Seu Coração, e esse caminho é trilhado no silêncio, no profundo de teu interior, cruzando a porta de tua essência que te conduz a Deus.

Vem, que é chegada a hora. Escuta Meu silêncio e segue Meu caminhar. Venho dar lugar à voz de Deus em teu coração.

Teu Pai e Amigo,

São José Castíssimo

MENSAGEM SEMANAL DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

A Imagem do Casto Coração de São José

A Imagem de Meu Casto Coração deve ser contemplada por aqueles que buscam a humildade, a simplicidade, a maturidade do espírito e o despertar do espírito de serviço e de caridade.

Esta Imagem representa o momento em que o Meu Casto Coração pronunciou o Seu “sim” a Deus e aceitou, apesar de Suas imperfeições, cumprir com a Missão que Deus lhe havia encomendado.

Esta Imagem é o símbolo de que, para servir a Deus, filhos, não é necessário ser perfeito, porque a Perfeição, que do Pai provém, vai manifestando-se na alma e no coração à medida que o ser se decide a caminhar.

Diante desta Imagem, devem pedir ao Pai a Graça de saber dizer “sim”, apesar da aparente ousadia de Seus Planos. Porque hoje lhes digo: não é Deus quem lhes pede grandes coisas, mas são vocês que não conhecem o próprio potencial, não sabem de si mesmos e pensam que não podem dar o que Deus lhes pede.

Diante desta Imagem, orem a “Novena para Começar os Novos Ciclos Espirituais” e deixem que Meu Coração os inspire para que possam dizer “sim” e conhecer de vocês mesmos o que até hoje está oculto e lhes é desconhecido.

Já o Relicário de Meu Coração representa o Plano de Deus consumado na imperfeição humana. Nele colocarei todas as Graças que o Pai Me concedeu para cumprir com Sua Vontade, e diante dele, filhos, orarão não apenas por si mesmos, mas por toda a humanidade, para que os Dons da Entrega e da Rendição, que fizeram com que este Coração se tornasse um triunfo divino, possam chegar a cada um de seus irmãos, nos quatro cantos do mundo.

Por meio da Imagem de Meu Casto Coração e do Relicário de Meu Coração, o Criador lhes concede duas novas e únicas Graças, para que saibam que tudo o que precisam para se tornarem uma vitória celestial está ao alcance de vocês.

Peço-lhes hoje uma pequena réplica do Relicário de Meu Casto Coração, para que ele peregrine pelo mundo e esteja em todos os altares de Minhas Aparições. Porque nesse Relicário colocarei os Dons que a humanidade necessita para se renovar, os padrões de conduta de uma nova vida, que se irradiarão nas nações e nos continentes como um terafim da Nova Humanidade, para que, aqueles que o contemplarem e orarem diante dele, alcancem a Graça de saber e viver quem realmente são.

Eu os amo, abençoo-os e lhes agradeço por manifestarem esta Obra de Milagres e de Graças neste mundo.

Seu Pai e Companheiro,

São José Castíssimo

Mensagens semanais
MENSAGEM EXTRAORDINÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA DURANTE A VIAGEM ENTRE AS CIDADES DE SANTIAGO DE COMPOSTELA, ESPANHA, E LOURDES, FRANÇA, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

O Relicário de Meu Coração deve ser contemplado em simplicidade por aqueles que aspiram a descobrir e viver os mistérios do Plano de Deus e que tenham fé no cumprimento de Sua Vontade.

O Relicário de Meu Coração está guardado espiritualmente na Casa do Peregrino, onde os caminhantes que buscam a Verdade e a transformação do espírito podem encontrá-Lo.

Esse Relicário deve despertar, nos seres, a reverência a Deus, à Sua Misericórdia, ao Seu Plano e ao Seu Amor pela humanidade.

Neste Relicário não se guarda apenas o Coração de um pobre homem, servidor de Deus e Pai adotivo de Jesus. Nele se guarda toda a Minha trajetória como Consciência, desde a Origem até o retorno à Origem, até a unidade com Deus, que um dia vivi, por Sua plena Graça.

A Casa do Peregrino recebeu a Graça de Deus de ter uma conexão especial com um Recinto Sagrado, onde se guarda o Relicário de Meu Coração, que é tão misterioso para a humanidade como ela mesma e como a Vontade de Deus para este mundo.

A Casa do Peregrino deve representar um passo para a nova consciência, para a nova humanidade, e é por isso que Meu Casto Coração se encontra ali, puro, simples e em oferta à humanidade, para que os corações dos homens possam encontrar nEle um espelho que lhes reflita a verdade sobre si mesmos.

O Relicário de Meu Coração representa o despertar da consciência. Aspiro a que Lhe seja dedicado um lugar simples, humilde e silencioso, onde as almas possam vigiar e encontrar a Deus, assim como este Coração O encontrou, no silêncio de uma carpintaria.

Quero que ali se construa, então, um espaço simples, como a carpintaria de Nazaré, onde as almas se transformem, como a madeira bruta, em um instrumento de Deus, ao contemplar o Relicário de Meu Coração. Concederei, assim, infinitas Graças, para que a humanidade, como um todo, viva o despertar.

Deixo-lhes a bênção de Meu Coração.

Seu Pai e Amigo,

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NA CASA DE COSTURA OFICINA SÃO JOSÉ, COMUNIDADE-LUZ FIGUEIRA, BRASIL, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS

O serviço dignifica a alma e traz ao mundo o espírito da caridade, tão escasso entre todos. Quando um coração desco­bre o amor ao serviço, ele se plenifica e encontra um caminho seguro para a sua consagração.

O segundo passo depois do serviço abnegado, sob o espírito da caridade, é o sacrifício consciente em nome dos padecimentos de Cristo. Por mais simples que lhes pareça o que realizam, sempre que oferecem ações em reparação do Coração de Cristo, suas ofertas são aceitas e o Sagrado Coração é aliviado.

Consagrei esta casa ao Meu Casto Coração para que aqui vivam a simplicidade, a caridade e o amor entre todos. Quero fazer de cada coração servidor uma fonte de paz para este planeta.

Muitos pensam que é necessário realizar grandes obras e ir mui­to longe para que o serviço seja válido e verdadeiro, mas Eu lhes digo que foi dentro de uma simples carpintaria que prestei o maior serviço de Meu pequeno Espírito e ali encontrei a santi­dade e a porta à Divindade, que alcancei ao lado de Meu Filho.

A santidade na vida de cada ser não depende das circunstân­cias externas em que vive; depende apenas de cada coração, da disposição de cada um para tornar sagrada a própria existência.

Se, no serviço que prestam, oferecerem a Deus os seus atos, descobrirão muitos mistérios que lhes serão revelados como compreensões, às vezes inexplicáveis, que provêm do coração e apenas para ele serão claras.

Comprometo-Me, como pai de todos os servidores, a estar pre­sente entre vocês sempre que invocarem Minha Presença pela oração, pela caridade e pelos atos de compaixão e fraternidade.

Comprometo-Me a interceder pelas almas e pelos Reinos da Natureza neste oratório de caridade.

Apenas lhes pedirei que se lembrem de Mim e que façam deste espaço um lugar de alegria, de caridade e de unidade entre os homens e Deus.

Quisera que na entrada desta casa estivesse a imagem de Meu Casto Coração, consagrando e abençoando este lugar, que irra­diará a inspiração ao serviço para as almas que devem aproximar-se nestes tempos.

Eu os abençoo e os guardo.

Seu pai e amigo,

São José Castíssimo

MENSAGEM EXTRAORDINÁRIA DO CASTÍSSIMO CORAÇÃO DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DO ESPÍRITO SANTO, CAPILLA DEL MONTE, CÓRDOBA, ARGENTINA, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN

Hoje, de forma divina e onipresente, Meu Casto Coração desce ao mundo para recolher de seus corações as súplicas ofertadas ao Pai Celestial. Assim Eu Me apresento extraordinariamente nos Centros Marianos, para que a humanidade compreenda a emergência de poder servir nestes tempos.

Hoje Minha Essência Castíssima recolhe do mundo todas as essências perdidas da África e do mundo, elevando-as ao Reino Celestial reparador, para que os anjos do Senhor as reconstruam e as reintegrem ao ciclo de sua evolução original.

Meu Coração Sagrado de lírios divinos hoje Se abre como uma flor diante de vocês, para que vocês guardem a pureza original que Deus concebeu para cada um.

Meus companheiros e filhos de Cristo, tenham fé e certeza de que o seu santo serviço e esforço chegará a tocar o coração de todo o Universo, para que assim as graças do Céu sejam derramadas.

O Puríssimo e Imaculado Coração de Maria, enviou-Me para lembrar-lhes, neste dia sagrado, que apenas busquem o despertar da pureza original, a que permitirá transformá-los e redimi-los.

Como fiel carpinteiro de Deus, permitam que Eu tome suas vidas para que o novo instrumento, livre de maldades e de ódios, possa surgir e seja um presente celestial para Deus.

Meu Casto Coração promete o auxílio imediato aos que sempre se lembrarem de abrir as portas do coração, para que Deus possa atuar. Nesta hora planetária, quando as essências são afastadas de seu verdadeiro propósito e missão, venho para que se lembrem também de orar por aqueles que não oram a Deus, nem recordam o manancial da existência divina.

Depois da última missão de caridade realizada no Brasil, onde Meu Casto Coração concedeu um tempo de paz e de misericórdia para todos os esquecidos e despossuídos, a África inteira se prepara para gestar, através de todos os servidores do Plano, o seu grande ciclo de redenção, de perdão e de paz. Para que isso seja possível, venho pedir a todos os Meus companheiros de caminho e a toda a Fraternidade Humanitária, que dediquem diariamente três orações a Meu Casto Coração, para que Eu possa interceder ante Deus e conceder a sagrada missão em Ruanda e Angola.

Eu vim até o Centro Mariano do Espírito Santo para pedir a todos os missionários que elevem sua oferta interna a Deus Pai, a fim de socorrer e colaborar na África, no próximo ano de 2015, em honra ao Casto Coração de São José.

Se a oferta de todos os servidores for sincera e firme, Eu prometo descer em Gloria na África e liberar o que ainda não está liberado no espírito de Meus filhos.

Por este encontro especial agradeço a colaboração de todos os que, na caridade e no bem, tornaram possível a missão no Brasil.

Do Castíssimo Coração de Deus, Eu os abençoo.

Seu Fiel Instrutor, São José,

O Pai do Amor e da Unidade

MENSAGEM EXTRAORDINÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA

Escute em seu coração a história que vou lhe contar. Deixe que Minhas palavras fluam como água pura do rio de sua mente e que os mistérios de Minha vida corram dentro desta água com a mesma harmonia. Confie no compromisso que seu coração tem Comigo, porque muito pouco é o que o mundo sabe sobre esta história e muito pouco continuará a saber, até que ingresse no Reino dos Céus.

Nasci de uma gestação de infinita pureza, preparada pelos anjos, como se criassem uma flor, quando era Minha alma que crescia no ventre de Minha santa mãe. Chamo-a santa, porque sobre ela desceu o Espírito Santo e, através dos sonhos, foi preparada pelos anjos para compreender a maternidade que viveria, de uma criança pouco comum para a época.

Minha mãe cantava-Me ao coração, orava e preparava sua gestação com profundo amor; amor que Deus lhe infundia, para inspirar a Sua criação, que seria a semente do que viria a ser José, o chamado filho de David.

Nasci e cresci acompanhado dos anjos. Minha santa mãe, ornada pelo Espírito Santo, foi quem primeiro Me ensinou a realizar as primeiras obras de caridade. Ensinou-Me que, para o próximo, deveria ser ofertado sempre o melhor e, quem assim procedesse, dando ao próximo o que de melhor possuísse, receberia de Deus o que Ele mesmo tinha de melhor no Reino dos Céus.

Desta forma, fui compreendendo as Leis de Deus, que eram muito diferentes das leis da Terra e, quanto mais Minha consciência infantil mergulhava neste Reino, mais Me via fora de todas as leis do mundo, sobretudo das leis da matéria, as que prendem o homem e o fazem refém das energias capitais.

Dotado de profunda união com Deus, o Senhor não permitiu jamais que as leis da Terra atuassem sobre Minha consciência juvenil.

Aprendi do trabalho e da solidão, do silêncio, da oração e do jejum e, nestes hábitos diários, cresci. De família simples e pobre, assim foi se refletindo a vida em Minha alma; cresci simples e pobre das coisas do mundo.

A solidão ensinou-Me a humildade, pois na solidão aprofundava-Me nos mistérios da Fé e na ciência do Reino de Deus, o que Me fazia compreender dia a dia, quão pequeno era, diante da Grandeza de Deus Altíssimo.

É verdade que fiz voto de castidade aos 12 anos. Em verdade, a castidade e a pureza Me foram infundidas por Vontade Divina e eram virtudes naturais de Meu pequeno ser. Quando aos 12 anos compreendi parte da Vontade de Deus para Minha pequena consciência, confirmei-Me nesta Vontade e ofereci o voto de castidade perpétua.

Não apenas este voto fiz diante de Deus, mas também Lhe prometi ser eternamente serviçal, em todas as coisas, enquanto vivesse e ainda na Eternidade. Seria Seu fiel servo e obreiro, servindo eternamente à Sua Santidade e a todos os Seus filhos, aqueles mais necessitados.

Quando Me casei com Maria, encontrei Nela também a perfeita caridade, da qual fomos exemplo como família e como pessoas.

Todo trabalho realizado por Minhas mãos era ofertado aos pobres – os mais pobres que nós – e como havia aprendido de Deus, quando dava aos que necessitavam, por Obra e Graça do Espírito Santo, recebíamos em nossa mesa tudo quanto necessitávamos nós para subsistir.

Maria era exemplo de caridade também espiritual. Formava no Amor a Deus todos quantos necessitavam, desde as anciãs às mais jovens, estando sempre rodeada de mulheres de Nazaré e de Jerusalém.

Em Meu trabalho de carpinteiro, exercia o ofício sempre unido à Vontade do Senhor e isto permitia que os instrumentos confeccionados fossem dotados do Espírito Santo. Muitos milagres aconteceram, dentro e fora de Meu conhecimento; milagres sobre os quais, pedia perpétuo silêncio aos que os recebiam e atribuição total à Graça Divina e à Sua Santa Vontade e Obra.

Em Minha carpintaria, formava os jovens e as crianças de Nazaré, dentre os quais o Menino Jesus, que mais Me ensinava do que aprendia. Com Sua presença, os milagres, realizados através dos objetos que confeccionávamos, começaram a crescer.

Como nossas confecções eram feitas para gente muito pobre, mas de muita fé, não lhes custava acreditar nas Obras do Espírito Santo e, embora profundamente agradecidos àquela família tão misteriosa de Nazaré, vendo tão grande humildade e pureza, não hesitavam em atribuir estas santas obras a Deus.

A vida de José foi uma vida sobretudo de silêncio, de trabalho e de oração. Diz o Senhor que este é o Arquétipo da vida consagrada; uma vida que existiu há tantos anos e que para muitos pode ser considerada como ultrapassada, mas que veio revelar ao mundo o Arquétipo das famílias sobre a Terra.

José e Maria se completavam nas virtudes e na devoção, no Amor a Deus e nos cuidados com Jesus. Jesus aprendeu, em Sua infância, das virtudes de Seus pais e sobressaiu em todas, crescendo nelas e ensinando aos Seus humilíssimos pais a viver sob a Lei de Deus.

A Sagrada Família era o complemento de perfeita santidade, Obra puríssima do Criador, vista desde os mínimos detalhes e preparada não apenas em José e Maria, mas em todas as últimas 14 gerações de ambos os pais de Jesus.

Estas gerações foram crescendo em santidade e pureza, para ofertar aos dois santos a santidade mais pura que pudesse existir sobre a Terra e, desta união perfeita poderia nascer, protegido do mundo e amparado pelo Espírito Santo, o Filho dileto de Deus, Seu primogênito, Jesus Cristo.

 Os escritos que há na Mística Cidade de Deus se complementam com o que consta do Evangelho.

Tudo deve ser lido e estudado com o coração, para que através dele seja transmitido.

Que nasça primeiro em seu coração esta devoção, que depois percorrerá o mundo.

Seu amado Irmão e Instrutor, São José Castíssimo

Quem somos?

Associação Maria
Fundada em dezembro de 2012, a pedido da Virgem Maria, a Associação Maria, Mãe da Divina Concepção é uma associação religiosa, sem vínculos com nenhuma religião instituída, de caráter filosófico-espiritual, ecumênico, humanitário, beneficente, cultural, que ampara todas as atividades indicadas através da Instrução transmitida por Cristo Jesus, pela Virgem Maria e por São José. Ler mais

Contato