MENSAGEM SEMANAL DA VIRGEM MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE PIRIÁPOLIS, MALDONADO, URUGUAI, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Queridos filhos,

Com alegria, hoje lhes digo que, através de todas as orações oferecidas durante este mês de dezembro, importantes intercessões divinas estarão sucedendo nos planos internos, em diferentes setores da humanidade, a fim de gerar e trazer alívio às almas desesperadas destes tempos, mas também para atrair o despertar espiritual à humanidade, porque as almas, despertando ao Chamado de Meu Filho, conseguirão aplacar a Justiça que o mundo merece.

A adesão e a resposta dos corações humildes permite, filhos Meus, que o soberano e poderoso Pai Celestial tenha mais Misericórdia e Piedade do mundo inteiro.

Enquanto Meus filhos continuarem em oração sincera oferecida à Mãe de Deus, terei permissão de regressar ao mundo para abençoá-lo e para que as almas estejam em Minha Paz, porque muitos necessitarão da Paz divina para compreender e aceitar estes tempos tão cruciais e definitivos.

Com Meu Rosário de Luz e a Cruz de Meu amado Filho, abençoo-os e, uma vez mais, agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado.

Abençoa-os,

Sua Mãe, a Virgem Maria, Rosa da Paz

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Desde a Sua crucifixão, e pela eternidade, do Coração de Cristo brotam Sangue e Água, gotejando pouco a pouco sobre o mundo e sobre a Criação. Sempre que oram à Sua Divina Misericórdia, sempre que vivem sob essa Lei, sendo misericordiosos, essas gotas de Sangue e Água tocam as almas, lavam seus olhos para que possam ver um novo caminho, e lavam seu coração para que possam ser dignos de caminhar sobre ele. 

Nestes tempos, filhos, precisam aprender a contemplar e amar os sinais de sua salvação, como o são o Sangue e a Água que brotam do Coração de Cristo. 

Para manter-se com o coração em equilíbrio, crescendo na vida espiritual, com fundamentos verdadeiros, não basta viver dos próprios esforços e conhecimentos ou de toda a Graça recebida; também precisam experimentar a rendição e o amor que a contemplação do sacrifício de Cristo os conduz a viver.

Há um poder único no Sangue de Cristo: poder de restaurar, curar e redimir o que é impossível. O Sangue de Cristo é a base para toda redenção, é o sentido da espiritualidade neste mundo, é o segredo para a santidade, a porta para a rendição, a revelação dos mistérios de Amor mais profundos de toda a Criação. E, para adentrar esse mistério, basta que clamem sinceramente por Misericórdia, que contemplem espiritualmente a Cruz de Cristo, sempre alçada aos níveis internos da consciência humana, e, revivendo Sua Paixão repetidas vezes, reencontrem o sentido de suas vidas.

Contemplando o Sangue de Cristo, encontrarão os Dons de Seu Espírito, a unidade de um Deus Trino, que Se entrega por amor a cada instante; reviverão a humildade de saber-se pequeno diante de um amor imenso e, ao mesmo tempo, a Graça de saber-se chamado a imitá-lo. 

Orem pela Misericórdia e vivam as bases de toda espiritualidade verdadeira. No Sangue de Cristo está a base para toda a vida religiosa. Orem uns pelos outros, contemplando o Sangue de Cristo, e, sobretudo, rendam-se aos pés da Sua Cruz e compreenderão o que lhes digo.

Têm a Minha bênção para isso. 

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Como manter a paz e a calma em tempos de caos?

Não busques, filho, sentimentos e sensações perfeitas em tempos de transição. O que deves buscar é estar em equilíbrio interior, sustentado em tua fé e na certeza de um novo tempo, na certeza de que cada prova vem para purificar os homens segundo as Leis de Deus. E a única coisa necessária a se fazer é não perder de vista o Amor e o Plano Divino. 

Que teus olhos estejam fixos no Propósito de teu Criador; que tua consciência tenha sempre presente a Cruz do Senhor, porque Ele é o teu modelo para transitar o calvário destes tempos.

A fortaleza de Cristo não esteve neste mundo, mas apenas no Coração de Deus. Enquanto Sua Mente, Seu Coração e Seu Corpo humano padeciam, sofriam e ingressavam em uma tristeza e dor profundas, Sua Alma e Seu Espírito se mantinham no Coração de Deus, com os Olhos fixos no Propósito do Criador, que era a renovação do amor e do perdão e a instituição da Misericórdia e da redenção através desse amor.

Nestes tempos de calvário, o que verás a teu redor e dentro de ti muitas vezes não te permitirá estar em paz e sentir a calma que antes sentias. Mas não te prendas aos sentimentos e sensações que podes experimentar com teu corpo, mente e coração. Fixa tua consciência, tua alma e teu espírito em Deus para que, além das circunstâncias da Terra, tua alma esteja acima do caos, acima da dor, das tristezas e dos desequilíbrios.

Não será algo fácil de alcançar, mas para isso foste chamado, para isso sentiste tão de perto o Amor de Deus, em uma união perfeita com o Filho, assim como Ele a viveu com o Pai.

Tudo te foi dado para transpor obstáculos e estar em Deus. Não busques, então, circunstâncias perfeitas na Terra. Não busques paz em teus aspectos humanos, mas coloca tua alma e teu espírito na Paz, na Graça e no Amor de Deus, e assim Ele triunfará em ti.

Tens a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Quando sentires em teu caminho o peso dos erros do passado que, como um assédio, o inimigo te entrega para deter os teus passos, apenas põe teus olhos sobre a Cruz, sobre a Eucaristia, sobre o Coração de Cristo e permanece ali.

Na Cruz, filho, teus pecados mais profundos foram perdoados. Na Cruz, teus maiores erros foram justificados.

Na Cruz está não apenas a memória do perdão, mas também o perdão vivo e eterno, que se renova de tempos em tempos quando um coração sincero é capaz de arrepender-se pelos méritos da Cruz de Cristo.

Porém, na Cruz não se encontra apenas o perdão para os teus pecados; na Cruz se encontra também o teu caminho. Nela se escreve o manual para os teus próximos passos, para que não voltes a pecar, para que saibas por onde ir.

Na Cruz, descobres o perdão de Deus, mas também a forma que teu Criador te concede de fazer fecundo esse perdão. Através da entrega, da humildade, do sacrifício e, acima de tudo, do amor sem condições é que imitas os passos do Cristo do Calvário, é que bebes do Cálice que Seu Pai Lhe ofereceu para restituir a Aliança entre Deus e os homens.

É ali, filho, aos pés da Cruz, que teu caminho começa. Mas é quando o teu Senhor desce dela e ascende aos Céus que tu és chamado a multiplicar os dons da tua redenção, dando testemunho do Amor que te curou e que está sendo derramado constantemente sobre o mundo, do Coração de Cristo para todos os que sabem buscar e encontrar os méritos da Cruz.

Por isso, quando o inimigo colocar diante de ti os teus erros e pecados, que teus olhos se voltem para a Cruz, que teu coração recorde que já foi perdoado e que agora se trata de seguir os passos do teu Senhor, Cristo Jesus.

Tens a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Contemplando o mundo e também os espaços mais internos de sua consciência, uma alma buscava paz e não conseguia encontrar. A confusão da humanidade, os desequilíbrios dos homens, enfermidades, sofrimento, falta de um verdadeiro sentido para a vida, isso era o que essa alma via ao buscar paz no mundo e até mesmo dentro de si.

Pedindo então o auxílio de Deus, essa alma orava ao Senhor, dizendo-Lhe: − "Senhor, se é possível sentir paz em tempos de angústias, dá-me a paz. Se é possível sentir-Te, mesmo no deserto, faz-me sentir. Se é possível manter a fé e acreditar que depois desta noite profunda virá a luz de um novo dia e de uma nova vida, concede-me então essa fé, porque me sinto perdida, sozinha e vazia, e não encontro senão angústias e incertezas ao meu redor."

E, depois de observar essa alma com um longo silêncio, o Senhor respondeu-lhe: − “Vê, alma pequena, teus pés estão, espiritualmente, sobre um monte; este é o Calvário do mundo. Para passar por ele, sem perder a fé e a esperança, ou a paz dentro de ti, deves colocar tua consciência no verdadeiro propósito de tua existência. 

Contempla então a Cruz e revive a cada dia o Calvário do Senhor. Medita em que momento Ele encontrava paz em Seu Coração e imita os Seus passos. Percebe que era no olhar de Maria Santíssima e na certeza de Sua presença silenciosa, durante todo o trajeto com a Cruz, que teu Senhor, Meu Filho, encontrava paz e Se renovava para seguir adiante. Era nos olhos de Maria, Virgem Mãe da vida, que teu Senhor encontrava esperança e retomava o propósito de cada gota de Seu Sangue derramado.

O Calvário destes tempos é desenhado pelas escolhas das almas do mundo inteiro. Como uma única humanidade, deverão passar por essa prova. Mas tu, alma pequena, podes viver o Calvário na inconsciência dos dois ladrões ou podes viver o Calvário renovando a Criação, as leis e a vida, como Cristo te ensinou a fazer.

Se perdes então a paz, busca essa paz nos olhos da Virgem Maria. Ora ao Seu Imaculado Coração, e Ela, que é a própria Fonte da Paz para toda a vida, te responderá com silêncio, mas com Seu profundo Amor, com Sua Paz e Sua renovação. Essa é a forma de encontrar a paz nestes tempos de transição.”

Que esse diálogo, filhos, ensine-os a não permanecer nas angústias do mundo, mas a aprender a renovar-se em Maria Santíssima e encontrar a Sua Paz, apesar de qualquer tribulação no mundo.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

 

 

 

 

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Uma alma que aspirava a viver o caminho crístico e imitar o seu Senhor lutava todos os dias com as tentações e tendências humanas e, sentindo-se sempre vencida pelo mundo, questionava a Deus, perguntando: – “Senhor, como poderei eu vencer as tentações do mundo e superar os vícios da carne, que parecem tão senhores de minha condição humana?”

E, respondendo-lhe o Senhor, também com uma pergunta, disse: – “Alma pequena, acaso não te dei Eu o exemplo para superar a condição humana? Acaso não venci os vícios e tendências da humanidade, em carne frágil e mortal, através de Meu Filho? Contempla então a Cruz de Cristo, porque ali encontrarás a resposta para tuas questões mais profundas; ali teu corpo, mente e sentimentos se verão comovidos para viver a transformação. Através do Amor de Cristo, encontrarás a chave e o ímpeto para escolher a vida crística, e não o mundo, em cada situação da vida em que as tentações te forem apresentadas.  

A Paixão de Cristo deve ser teu refúgio, para onde deves correr cada vez que o mundo buscar o teu coração. Quando fores tentada a escolher as coisas do mundo, põe teus olhos sobre a Cruz e contempla cada chaga e ferida do Senhor. Tudo isso foi por ti, para que hoje possas escolher o Amor, e não as ilusões; para que hoje possas descobrir quem és e não permaneças com os véus sobre o teu rosto. 

Os vícios humanos apenas são vencidos quando tua consciência é tomada por um Amor maior, que te leve a caminhar para Cristo, e esse Amor se encontra na Cruz. Por isso, contempla todos os dias o Senhor do Calvário, e ali encontrarás a paz.”

Conto-lhes essa história para que saibam vencer o mundo que se agita dentro de vocês mesmos, nessa batalha constante entre o velho e o novo homem que se trava em seus corações.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Enquanto caminhava com a Cruz, no Coração de Cristo, além de sofrimento e dor, havia paz e compaixão. 

Este era um exercício constante de Seu Espírito Divino em um corpo humano: transcender a cada segundo as dimensões de caos, de ignorância, de maldade, onde os seres que O rodeavam estavam absorvidos pela obscuridade, e ingressar nas dimensões de paz, de compaixão, de sabedoria, de Verdade, onde Seus Olhos poderiam ver cada acontecimento como ele era, e não como parecia ser.

Os Olhos do Cristo do Calvário contemplavam o mundo e viam uma realidade mais complexa, mais profunda; olhavam a maldade dos seres e viam essências presas do jugo dessa maldade; conheciam o espírito do mal que conduzia cada ação dos que O maltratavam, e sabiam que a forma de liberar essas essências era o Amor, o Amor não apenas da Cruz, mas o Amor de toda a eternidade; o Amor que começaria a nascer com o Seu exemplo, como uma nascente que surgiria com a última gota de Sangue que se derramaria de Seu Corpo, mas que se tornaria afluente através das almas que, ao longo dos séculos, responderiam ao Seu Chamado e imitariam o Seu exemplo, renovando e multiplicando esse Amor.

Em cada obstáculo da vida, filho, que teus olhos sejam os Olhos do Cristo do Calvário, contemplando a Verdade, e não a ilusão, colocados nas dimensões de paz, e não de ódio, sabendo que a cura provém do Amor vivo, no exemplo de cada segundo da vida.

Assim é como cumprirás o Plano de teu Pai Celestial e serás um com Ele em todos os tempos.

Tens a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Quando chega o segundo domingo depois da Páscoa, e as almas já foram lavadas pelo Sangue derramado por Cristo em Sua Paixão, é chegado o momento de reconfirmar o seu compromisso com Ele, confessar diante de Seu Coração os pecados mais ocultos, aqueles que envergonham os seres e que, às vezes, nem sequer diante de Deus podem pronunciá-los.

É o momento de se render diante do Amor absoluto do Criador que, com olhos de compaixão, volta-se para cada ser desta Terra e, com Piedade e Misericórdia, perdoa-os de seus pecados mais antigos e desconhecidos.

É o momento de viver sob o espírito da humildade e reconhecer as próprias imperfeições e fraquezas, as fragilidades e ignorâncias que levam as almas a cair todos os dias.

É o momento de olhar para a Cruz de Cristo e também olhar para o Sepulcro vazio e saber que Aquele que foi alçado pelos pecados humanos, por Seu Amor e Perdão, ressuscitou, demonstrando a cada ser o caminho para a vida eterna, para a transcendência de toda condição humana, inclusive daquela que o separa do Tempo de Deus, que é a morte.

A Festa da Divina Misericórdia é o momento em que as almas se regozijam em Cristo. Nenhum pecado foi maior que o poder de Seu Amor, e nem mesmo a autocondenação das almas pode vencer a Misericórdia do Redentor quando os corações se rendem diante da Cruz.

Hoje, filhos, é um dia para recordar o absoluto e insondável Amor de Deus e fazer isso também pelos que não o fazem, porque Aquele que morreu em Cruz e ressuscitou o fez por amor a todas as almas e por cada uma.

Por isso, orem pelos que estão perdidos, orem pelos que não olham para Cristo e são indiferentes diante de todas as Graças e Misericórdias do Redentor, porque assim poderão interceder para que, ao menos no último instante de suas vidas ou depois delas, essas almas tenham uma oportunidade de se arrepender.

A Festa da Divina Misericórdia é o momento em que as almas compreendem um dom que Deus doa gratuitamente àqueles que apenas se abrem de coração e se arrependem. Sejam humildes diante do Criador, resignados frente à Sua Vontade e dispostos a serem amados com um Amor imenso e insondável. E, além de qualquer erro, conhecerão o poder da Divina Misericórdia. 

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Fica aos pés da Cruz do Redentor, para que compreendas onde começou a ser selada a Aliança entre o teu coração e o Coração de Cristo.

Fica aos pés da Cruz do Redentor, para que ali recordes o Seu chamado e saibas porque hoje Ele volta a te chamar no profundo de teu coração.

Fica aos pés da Cruz do Redentor, onde não há honra, senão aquela escondida em Seu Sangue; onde não há glória, senão aquela que se guarda no mistério de Seu Sacrifício.

E é assim, filho Meu, aos pés da Cruz, que começarás a compreender a Vontade de Deus para ti. Ele te quer ali, sempre em adoração ao Seu Coração, sempre unido ao Seu Sacrifício e imitando os Seus passos.

Ele te quer ali, onde tu desapareces e Ele resplandece; onde a glória do mundo se desvanece e dá espaço à Glória de Deus; onde as ânsias pela honra dissolvem-se na única necessidade de justificar Seu Sangue com a renovação do amor em tua própria vida.

Fica aos pés da Cruz do Redentor, e todas as tuas perguntas serão respondidas. Saberás que o medo da cruz é em verdade o medo de entregar-te com loucura, de perder este mundo para ganhar o Infinito, de deixar de ser um para ser Todo.

Fica aos pés da Cruz do Redentor, porque já chegou o tempo de retomar com plenitude o que Ele começou no Calvário.

Tens a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Senhor, 
entra em meu coração como em Jerusalém,
multiplica o pão das virtudes 
e sacia a fome de minha alma.
Cura as feridas mais profundas de minha lepra interior, 
causada pelas misérias e pecados
que me levam a cair, uma e outra vez, no chão.

Deixa-me tocar Tua túnica, ouvir Tua Voz 
e encontrar o Teu Olhar. 
Deixa-me sentir o Teu Reino, 
vivê-lo e descobri-lo
revelado em meu interior.

Reflete a Verdade Celestial 
no espelho de meu coração 
e me chama a seguir Teus passos,
sobre os montes e até a Cruz.

Que o poder de Tua Presença 
perpetue a aliança que fizeste com meu pequeno 
e pobre espírito. 

Faz meu ser sagrado, Senhor, 
semelhante a Ti, Filho de Deus, 
para que eu possa servir-Te, amar-Te 
e renovar Contigo a vida 
em todos os Universos. 

Amém.

Que Minha oração seja a perpétua oração das almas que aspiram a seguir os passos de Cristo.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Estou junto aos anjos e arcanjos, aos pés da Cruz de Cristo, recolhendo todo o Sangue e a Água vertidos pela redenção da humanidade e de toda a Criação. 

O manancial da Misericórdia flui para todas as almas, inesgotável e insondável, mistério que não tem fim, guardado no Sangue e na Água de Cristo.

Este Sangue já se derrama sobre o mundo, sobre o sangue e a vida de todas as criaturas, convertendo sua genética e seu coração em uma semelhança com Cristo.

O Sangue de Cristo já se derrama sobre o mundo e sobre todos os seres, não apenas para redimir, mas também para transformar e restaurar a vida.

Finalmente a humanidade conhecerá o Pensamento de Deus e viverá, em seu interior, o que é sentir e experimentar a Cristo Vivo.

O Sangue de Cristo desce sobre a Terra, transformando todo sangue e toda vida. Sua Paixão tornou-se Eucaristia viva para todo o planeta, e Sua entrega já não redime apenas as Tribos de Israel, mas também todas as criaturas, toda vida, toda essência.

O sacrifício de Cristo faz-se comunhão espiritual e celular, e, como um milagre divino e uma Graça espiritual, as almas são tocadas e transubstanciadas pelo Sangue de Cristo, assim como o trigo e a uva no altar.

A humanidade será o Altar de Cristo neste tempo do planeta, e todo aquele que orar em nome de Sua dolorosa Paixão será Eucaristia viva e unidade com Cristo.

Este é o dom do sacerdócio estendido sobre a Terra.

Este é o milagre da Graça e da Misericórdia Divina que toca toda criatura.

Meditem em Sua Paixão e rendam seus corações. Vivam a unidade com Cristo.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Permite que tua alma seja arrebatada pelo Amor de Cristo. Não temas, não resistas. Entrega a Ele tua vergonha, teus medos, tuas aspirações mais profundas, tuas metas e tudo o que és, entre misérias, destrezas e virtudes.

Está chegando a hora de ser lavado pelo Sangue de Cristo, permeado por Seu Amor e renovado pela Sua entrega e, mais do que estar diante da memória de Sua Paixão, estar diante de Sua própria entrega, de Seu Amor e de Sua Cruz.

Por isso, filho, é chegado o tempo da definição, da maturidade em Cristo, para aprofundar em tua consagração e não ter medo de crescer n'Ele e por Ele. 

Deixa-te ser barro novo nas Mãos do Oleiro, porque Ele conhece o Propósito de Deus para a tua vida e pode moldar tua consciência segundo a Vontade Divina.

Ora e pronuncia com amor os Poemas* que o Senhor te entregou, porque, através deles, Ele te ensina o sentido espiritual da rendição e da humildade; assim, uma alma rendida comunica-se com Cristo.

Não temas viver a experiência da entrega. E no que te resta desta Quaresma e deste deserto profundo, começa a caminhar, em teu coração, com passos decididos para Jerusalém, confirmando e reconfirmando, a cada dia, tua entrega a Cristo.

Tens a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

 

*São José faz referência aos Poemas de uma alma ao Sagrado e Bendito Coração de Jesus, transmitidos por Cristo Jesus nos meses de julho e agosto de 2018.

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Busca a Fonte da Pureza de Deus através da oração e vence os assédios mais internos através do silêncio e da oferta constante de tuas batalhas a Deus.

A mente sempre cairá no pecado, e os sentimentos humanos sempre serão frágeis, mas tua alma, filho, deve ganhar espaço em tua consciência, para acalmar as fragilidades humanas de teus corpos mais materiais. 

Não entristeças teu coração pelos assédios que vives; não permitas que o inimigo te vença ao fortalecer teu sentimento de fraqueza. Encontra refúgio no Coração de Deus, deixa que Ele lave com Seu próprio Sangue tua vergonha e teus medos, para que te sintas puro e limpo no Coração de teu Senhor.

Não temas contemplar Seu Corpo na Eucaristia; não temas colocar teu coração em Sua Cruz, porque é ali que tuas misérias mais humanas se rendem, é ali que tua alma se apodera da fraqueza de teus corpos, para recordar-lhes que a entrega do Senhor por ti é perpétua, e nela sempre haverá Misericórdia e pureza para limpar teu coração. 

Não te deixes vencer, senão por Aquele que já conquistou a tua vida em uma Cruz.

Tens a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Quando nós estávamos orando para receber São José, um pouco antes de Sua chegada, Ele começou a nos mostrar lugares muito pobres do planeta e pessoas em situações muito precárias, de muita pobreza, de muito sofrimento, de muita dor.

Quando chegou até aqui, Ele continuou mostrando esses espaços e, ao mesmo tempo que estava conosco na sala de oração, Ele estava com cada uma dessas pessoas, que eram de todo tipo: mulheres, crianças, homens, idosos. Ele ia falando com cada uma delas, ia peregrinando por esses lugares; elas não O viam, mas Ele ia falando internamente com elas, e Ele entregou essa mensagem para aquelas almas que mais sofrem.

 

Às almas que sofrem

Acalma teu coração, alma pequena, no profundo do Coração de Deus.

Busca em teu Salvador alento e esperança, Graça e paz.

Acalma teu coração na fortaleza que se forja em tuas dores mais profundas. Encontra alívio e paz na Cruz de teu Senhor. Que teu sofrimento equilibre muitos males deste mundo.

Busca tua segurança no Coração de Deus. Busca tua paz em Sua Presença. 

Perdoa as raízes mais profundas dos males humanos, que geraram a dor e o desequilíbrio neste mundo.

Faz de teu sofrimento uma bem-aventurança, porque estás aprendendo a encontrar recompensa verdadeira em Deus, e não no mundo.

Sente que o Coração do Senhor angustia-se com o teu; não estás só em tua dor. 

Que o Amor do Criador acalme teu desespero, tua tristeza e tua desesperança. Sabe que tens um lugar perfeito no Coração do Pai e que teu sofrimento abre as portas do Céu para os que não mereceriam entrar.

Já chegará o tempo em que a paz reinará no mundo e não haverá distância ou diferença entre este mundo e o Coração de Deus, Seu Reino Celestial.

Enquanto esse tempo não chega, compreende que as dores da Terra emergirão, fazendo com que este mundo se estremeça; mas esse é o prenúncio de uma realidade superior que se aproxima da Terra.

Sei que tua dor é profunda e teu sofrimento verdadeiro, assim como foi o sofrimento e o padecimento de teu Senhor na Cruz. Oferece tua vida inteira a Deus, abre teus braços na cruz que está sobre ti e permite que um amor novo surja de toda essa experiência que hoje vives.

Perdoa os desequilíbrios, perdoa os que têm tudo e se perdem em seu egoísmo, os que não sabem olhar para o próximo e alimentam as raízes profundas da indiferença que penetram a Terra.

Que teu perdão seja a porta para a Misericórdia; que tua vida seja fonte de amor, e assim teu sofrimento será convertido na Graça que transformará a Terra.

Sei que Minhas palavras parecem tão distantes da realidade de teu coração, mas escuta-as com amor, assim como teu Senhor escutava o Seu Pai em cada novo passo do Calvário e, desde a primeira Chaga até a Cruz, de Suas feridas brotaram Amor.

Que de tuas feridas internas e humanas brotem a fé e o amor que renovará a Criação de Deus.

Tens a Minha bênção para isso.

Teu Pai e Amigo,

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Diante dos mistérios celestiais, sê tu, filho Meu, como as santas mulheres de Jerusalém, que não necessitavam ser reconhecidas para viver profundamente a Cristo. 

Era o seu próprio silêncio e humildade que as faziam cruzar os portais em seu interior, para que pudessem experimentar os mistérios de Deus, inclusive sem que fosse necessário que Cristo lhes pronunciasse palavra alguma.

A profundidade interior que as santas mulheres aprenderam de Maria lhes permitia ler nos Olhos de Cristo a Sua Sabedoria e compreender com Seu Amor todos os mistérios.

No Coração do Senhor, estavam guardadas como um tesouro a humildade e a fidelidade das santas mulheres.

Em silêncio, encontraram a Cristo no próprio coração e, ao mesmo tempo em que desvendavam os Seus mistérios e viviam uma transformação profunda, os seus passos internos e a fé com a qual caminhavam reparavam e sustentavam o Coração Divino e humano do Filho de Deus.

As santas mulheres de Jerusalém não precisavam fazer grandes coisas para experimentar o que era verdadeiramente grande para Deus. Era justamente sua simplicidade o que lhes permitia aprender da Pureza de Maria e despertar essa pureza em seu próprio coração. E dessa forma, puras, apesar de imperfeitas, pouco a pouco se tornavam uma com Cristo e, através d'Ele, uma com Deus.

Aprende hoje, filho Meu, das coisas simples, mas verdadeiras, do tesouro grandioso que se cultiva no secreto de tua entrega e na profundidade de teu coração.

E, em tempos de Paixão e de definição em Cristo, que teu espírito viva o exemplo das santas mulheres e, neste tempo, dê um passo a mais, não apenas o de sustentar a Cruz de Deus no silêncio, mas também de  saber carregar a própria cruz no oculto.

Tens a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Se teu coração está cansado interiormente, se tua mente está cansada de resistir, se teus corpos estão cansados de sustentar a si mesmos e a este mundo, filho, chegou o momento de render-te a Deus.

Se teu espírito está tentado, se tua alma está em agonia, se a solidão se aproxima e ainda, cercado de amigos, é o seu silêncio quem fala mais alto em teu interior, filho, é porque chegou o momento de render-te a Deus.

A Paixão planetária começa com a tentação. 

Antes de entregar tudo por amor, teu Senhor já carregava espiritualmente o peso do mundo e, vencendo as tentações internas, com a revelação de Sua Fé inquebrantável, venceu, então, Suas resistências mais humanas ao suar Sangue e, nele, o medo de toda a humanidade de viver a entrega e o sacrifício, por um amor sem recompensas.

Mais uma vez te digo, filho Meu: medita na Cruz de teu Senhor e cria um vínculo profundo com Ele. 

Porque quando o Verbo Divino silenciar, quando as estrelas se ocultarem no céu e até mesmo teu universo interior estiver obscuro, como uma noite sem luar, é apenas o poder da memória da Paixão de Cristo o que inspirará a tua alma. É tua união profunda com Ele e a meta de imitar os Seus passos o que te permitirá seguir adiante.

Tão pouco é o que padeces, filho Meu: pesar engrandecido pelas tentações do mundo, os assédios destes tempos. Mas te digo que muito maior é o Amor e o Poder de Deus dentro de ti.

Arrisca-te a descobri-lo; entrega-te para vivê-lo. 

Não permaneças no cansaço ou na agonia, mas bebe do Cálice divino que parece oferecer-te dor, mas que, em verdade, oferece-te Amor infinito.

Tens a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA EM REDWOOD, CALIFÓRNIA, ESTADOS UNIDOS, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Filho, 

Nestes tempos de assédios e conflitos internos, silencia e coloca tua consciência em Deus.

Fica diante de Seu Coração e clama por Sua Misericórdia, contemplando Sua Cruz, Seu sacrifício e Seu triunfo por ti.

Contempla tudo o que Cristo viveu até chegar à Cruz: os momentos de reconhecimento, de glória e de alegria, mas também os assédios, as batalhas, as humilhações.

Sente o Coração cansado de teu Senhor, porém pleno de fé, pleno da certeza de que a Vontade de Seu Pai se cumpre e se manifesta através da persistência, da valentia e da firmeza.

Contempla o Coração de teu Senhor e pede-Lhe um coração igual ao Seu, disposto a sofrer, mas disposto a amar; firme na compaixão, mas também na justiça; transcendente na Graça e transbordante na Misericórdia. Um coração sábio diante dos assédios, fortalecido na fé diante dos vazios; um coração puro diante dos mistérios e simples diante do desconhecido.

Pede ao teu Senhor um coração sacerdotal como o Seu, para reconhecer no próximo a possibilidade de que a Misericórdia se expresse. 

Vê em teus irmãos almas enviadas por Deus para cumprir uma missão e sê tu, filho, ponte para o Coração do Pai, porta para Sua infinita Misericórdia.

Tens a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA EM REDWOOD, CALIFÓRNIA, ESTADOS UNIDOS, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Aquieta teu coração para uni-lo ao Universo como ao Infinito. A vida superior começa a se revelar dentro de ti. 

Envia ao mais profundo de tua consciência o Dom do Perdão, que provém da Consciência Divina. 

Medita em teu Senhor na Cruz e em todos os méritos que Ele alcançou para que vivas a redenção, não apenas do que foi cometido e vivido neste planeta, mas também, e, sobretudo, muito além dele, na história de tua evolução, que desconheces.

Contempla o Sangue de Cristo e sente como esse mesmo Sangue, código redentor, permeia tuas células e átomos. Comunga do perdão e da redenção.

Que, a partir de tuas células, esse perdão ingresse em teu universo interior, nos registros mais profundos de tua consciência. E ali, onde a vida universal se une com tua condição humana, deixa que aconteça o propósito de tua encarnação e experimenta a paz de sentir-se perdoado.

Todos os dias, o sacrifício de Cristo se renova em cada Eucaristia, para que Seus códigos de perdão e redenção, alcançados por ti, na Cruz, possam chegar cada vez mais profundo em teu ser.

Acompanha com teu coração o estabelecimento e a realização do perdão em todo o teu ser. Chegou o tempo de ser curado e não apenas de purificar, sem fim, o que estava apodrecido em teu interior.

Teu perdão e redenção devem ser conscientes. É preciso saber e ver o que deves perdoar, mas para isso, filho, tua consciência deve estar amadurecida no Amor de Cristo e na certeza de tudo o que Ele já alcançou por ti.

Agora que tens o lodo diante de teus olhos, contempla o Amor e o Perdão de Cristo e vive a química oculta da redenção e da transfiguração da consciência.

Tuas misérias, tocadas pela Misericórdia de Deus, transformam-se na renovação de Seu eterno Amor.

Tens a Minha bênção para viver o que te digo e alcançar a paz.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Retira-te no deserto com Deus, confiando em Seu silêncio e em Sua Presença.

Deixa que todas as sensações espirituais e humanas, que antes eram para ti confirmações e impulsos internos, sejam agora substituídas pela fortaleza da fé que te une pura e simplesmente a Deus.

Aceita com amor o milagre do deserto, porque Deus chama ao deserto aqueles nos quais espera colocar Sua confiança, Sua Cruz, Sua Graça e, acima de tudo, filho, aqueles que se dispuseram, desde o princípio, a redimir a própria vida, superando o Amor de Deus.

Minha voz é alento para as almas que caminham no vazio, porque simplesmente digo: “Vai por este vazio e este deserto; caminha longe e adentra profundo, porque ali, onde não podes reconhecer-te a ti mesmo, é que Deus Se revelará e te mostrará finalmente quem és.”

Teu Senhor Se recolhia para orar no deserto, porque era ali onde deixava para trás Sua condição humana e abraçava Sua Condição Divina. Por isso, o deserto deve ser para ti uma esperança.

Deixa que as dores da renúncia se transformem em liberdade daquilo que te prende ao mundo.

No deserto, podes sofrer com passos pesados devido às correntes de escravo do mundo que estão presas em teus pés, ou podes abaixar-te diante de Deus, tocar teu rosto no chão e saber que, com o clamor elevado ao vazio, essas correntes se rompem e tu podes caminhar livre.

O deserto não deixará de ser árido e solitário, mas teus passos serão livres e teu coração leve para chegar ao próprio destino.

Tens a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

 

 

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Apesar de todas as purificações que vives em teu interior e da purificação que vês acontecer no mundo, contempla este ciclo com gratidão.

Apesar do caos, da angústia e, às vezes, do temor que há nestes tempos, dentro e fora dos seres, contempla este ciclo com gratidão.

Apesar de que, às vezes, não saibas o que fazer com o que sentes e pensas, não saibas como proceder ou escapar de ti mesmo, contempla este ciclo com gratidão.

Deixa, filho, que a gratidão te eleve diante das purificações da vida. Deixa que a gratidão te eleve diante das situações do mundo. Deixa que a gratidão te coloque em um degrau de amor, diante do sofrimento, assim como o esteve o teu Senhor, ao expirar na Cruz.

Deixa que a gratidão te permita ver este ciclo como o anúncio de um novo tempo, como o amanhecer de um novo dia.

Deixa que a gratidão te mostre que teu ser se purifica para alcançar a Verdade. São as capas que se rompem dentro de ti, para que alcances tua essência e possas ver quem verdadeiramente és.

Deixa que a gratidão te conduza a Deus.

Tantas vezes te falei da gratidão e jamais deixarei de te apresentar esse Dom Divino, porque é através dele que superarás estes tempos; é através dele que auxiliarás o mundo; é através dele que retornarás a Deus.

Teu Pai e Amigo,

São José Castíssimo

Páginas

Quem somos?

Associação Maria
Fundada em dezembro de 2012, a pedido da Virgem Maria, a Associação Maria, Mãe da Divina Concepção é uma associação religiosa, sem vínculos com nenhuma religião instituída, de caráter filosófico-espiritual, ecumênico, humanitário, beneficente, cultural, que ampara todas as atividades indicadas através da Instrução transmitida por Cristo Jesus, pela Virgem Maria e por São José. Ler mais

Contato