Sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Mensagens semanais
MENSAGEM SEMANAL DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Quanto mais os ponteiros do relógio se perdem do tempo e as horas que antes mediam os dias já não passam com o mesmo ritmo, aproximam-se deste mundo a Verdade e o Tempo de Deus.

As horas da Terra se revelam como uma ilusão. As estações e os dias já não são os mesmos de tempos atrás, porque a Terra não está no mesmo ponto, está em constante movimento de aproximação das dimensões do Universo.

Os corações dos homens temem o caos e a perdição, porque suas almas podem vislumbrar os abismos que se abrem diante das vidas vazias de sentido.

E aqueles que podem sentir a angústia de seus interiores e escutar a voz de suas almas estão buscando um caminho pelo qual caminhar seguros.

Oh, corações do mundo! É chegado o momento do Tempo Eterno, da dissolução da ilusão, da absolvição dos pecados, da reparação do Coração de Deus, tantas vezes ferido pelos homens.

As últimas portas para o despertar estão se abrindo. Enviem o seu “sim” ao Universo e deixem que o preconceito, o temor ou a incapacidade de buscar a Deus dê lugar a um novo ciclo em suas vidas.

Animem-se pelo exemplo dos que dizem “sim” e deixem-se quebrar por dentro, para que sejam reconstruídos pelas Mãos de Deus.

Aos que estão com os pés no caminho de uma Vida Superior, digo-lhes: não se permitam titubear.

Sejam retos, firmes consigo mesmos e verdadeiros. Sejam mansos e simples e deem a conhecer a alegria que nasce em seus corações ao encontrar a Deus, além das misérias humanas, porque esta alegria e este exemplo animarão as almas que estão indecisas entre a Luz e o caos neste tempo.

Sejam instrumentos de auxílio para a definição humana, e isso não se faz de outra forma senão servindo, amando e deixando-se corrigir, transformar, purificar, redimir e elevar a Deus.

Coloquem-se, filhos do Novo Homem, nos Braços de Deus, em Sua nova e última Barca. E mesmo em águas agitadas e cheias da fúria própria desta batalha espiritual, segurem-se firmes na fé, não se deixem atirar no mar das ilusões do mundo.

Recolham de Minhas Palavras a Fortaleza. Escutem o eco da Voz de Deus em Seus Mensageiros e sigam adiante!

Remem! E nunca deixem de remar! Alcem as velas brancas do triunfo da Paz e salvem os que se perderam nestas águas de ilusão. Têm a Minha Bênção para isso.

Seu Pai e Amigo, este que sempre remará com vocês e em silêncio os ajudará a manter, no alto, as velas desta nova e última Barca da Salvação e da Redenção da vida humana.

São José Castíssimo