Sábado, 20 de fevereiro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDU, URUGUAI, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS

Filhos,

Proclamar a paz e ser um pacificador é uma necessidade des­tes tempos para que o planeta possa se sustentar em evolução neste universo.

Muitos não creem na mudança deste ciclo final, e outros, embora suas almas reconheçam os tempos de purificação, preferem se afirmar nas indagações da mente e pensar que, em verdade, essa purificação nunca lhes alcançará.

Felizes e bem-aventurados os que não esperarão que o solo estremeça sob os seus pés e que seu mundo interior se desesta­bilize para buscar a Deus e Sua Paz.

Filhos, a união plena com Deus é uma dádiva espiritual conce­dida às criaturas da Terra para que, nessa vivência perfeita da unidade com o Criador, possam se desenvolver como criaturas semelhantes a Ele. Que a busca por Deus os torne Um com o Criador e que vocês possam atuar e viver sendo portadores de Seu Poder Divino.

No entanto, para se unir a Deus é necessário desfazer todos os vínculos criados com o mal e com as tantas faces da involu­ção na Terra; para se unir a Deus é necessário abandonar a si mesmo e a tudo o que acreditam ser, porque o que expressam na Terra é fruto dos aprendizados e das influências terrestres; para se assemelhar a Deus, em unidade, vocês devem primeiro começar a experimentar estar em Deus, aprender com Ele e senti-Lo, até que possam vivê-Lo plenamente.

Esse caminho que lhes proponho não é utópico, é uma realidade e, inclusive, uma Lei para a evolução humana, mas os tíbios de coração e inertes de espírito não o trilharão nem sequer o vislumbrarão.

Para estar no caminho da evolução humana, que os conduz a Deus, vocês devem retirar os pés do caminho da involução, que os conduz aos abismos da Terra.

Para reconhecer o caminho do abismo, basta observar a huma­nidade e tudo o que ela construiu ao longo de sua existência. Já para encontrar o caminho da evolução, basta contemplar o exemplo de Cristo e reconhecer, no próprio interior, a ânsia que as suas almas têm de seguir os passos do Mestre.

Como o caminho para a evolução foi traçado perfeitamente por um único homem, Cristo, e imitado pelos santos e bem­-aventurados, que muitas vezes ficaram anônimos diante da humanidade, não é tão simples para a consciência seguir sem medo esse caminho tão desconhecido e abandonar o caminho da involução, que quase todos trilham neste mundo.

Para vencer o medo de sacrificar-se e de renunciar, vocês devem aprender a amar o Plano de Deus, os passos de Cristo e tudo o que eles representam; devem amar com loucura a entrega do Senhor na Cruz, para querer imitar os Seus passos, mas, como vocês não morrerão na Cruz como Ele, tudo o que viverem será pequeno e pouco diante da grandeza do Seu Amor. E é aqui que encontrarão a valentia e a coragem para não impor limites à própria entrega.

Leiam o Evangelho, orem, silenciem, busquem despertar den­tro de si o amor do qual lhes falo e não temam ser outros e sen­tir coisas diferentes, porque, acima de todo o temor da mente estará a alegria da alma de finalmente poder se expressar e cum­prir com a sua parte de unir o Céu e a Terra dentro de vocês.

Eu os amo e os animo a seguir os passos que um dia segui, até chegarem a Deus.

Seu pai e amigo,

São José Castíssimo