Quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Entra no recinto do teu coração para compreender que, nestes tempos, a lei primeira é o amor; amar sobre todas as imperfei­ções, defeitos, desavenças, orgulhos e vaidades.

A única ferramenta que te protegerá do mal, filho Meu, é o amor: amor ao próximo, amor aos Reinos da Natureza, amor ao Plano de Deus.

Se não abrires teu coração para aprender a amar as coisas como são – e, assim, levá-las a se transformarem no que verdadeira­mente devem ser – te submergirás na incompreensão, na arro­gância e na competição permanente.

Tens diante de ti duas mãos que se estendem para que escolhas um caminho a seguir. Não há outras opções: uma é a Mão de Deus, e a outra, a mão do caos.

Muitos já escolheram a mão do caos e hoje se encontram em meio a uma batalha trevosa sem regras; mas tu, filho, tens dian­te de ti a opção consciente de transcender as trevas em teu interior por meio do triunfo do amor em teu coração. É por isso que te chamo a pedir perdão, a vencer o teu orgulho e a descobrir a Graça que é ser humilde e cumprir com os desíg­nios do Criador.

Eu te peço que te reconcilies com o próximo em oferta ao Oriente Médio, e também com o teu próprio coração, que em sua imaturidade e ignorância não aprendeu a amar.

Eu te peço essas coisas, filho Meu, porque já não terás tanto tempo para plantar sementes no canteiro de tua existência e da vida humana. Logo chegará o tempo em que apenas colhe­rás aquilo que plantaste e comerás dos frutos das árvores que cresceram em teu jardim.

Quando te digo que peças perdão e registres o que fizeres, é para que te aprofundes em teu exercício de humildade e reveles a todos as tuas imperfeições, para, assim, dares exemplo à humanidade de como é simples dar um passo em direção ao amor.

Hoje te digo, filho, que não te pedirei apenas isso. Pedirei tam­bém que não somente realizes um ato de perdão, se todos os dias vives longe da fraternidade. Esse teu ato de perdoar deve ser permanente, constante e eterno, porque quanto mais se aproxima do planeta o Armagedom, mais terás de perdoar o que acontecer dentro e fora de ti.

Por isso, necessito que sigas perdoando, que sigas dando exem­plos de amor e de perdão para a humanidade, para que esses exemplos cheguem a todos os teus irmãos que precisam de inspiração para dar os seus passos. Mas não sejas somente um exemplo registrado em um vídeo nas redes sociais; sê tu, filho Meu, um exemplo diário, permanente, deixando-te humilhar e pedindo perdão cada vez que teu coração se separar do Deus que habita em teus irmãos.

Não temas fazer o que te peço, porque, quando passar um tem­po e já não puderes fazê-lo, não bastará arrepender-te por não o ter feito.

Deixo em teu coração Minha bênção e Meu impulso para que sigas adiante.

São José Castíssimo