Inclusão através da música e tributo à Amazônia marcam próxima edição do Música para a Cura

O programa Música para a Cura e Elevação da Humanidade do mês de setembro contará com a presença de artistas que protagonizam uma história de solidariedade e resgate por meio da música erudita. Além disso, terá um bloco dedicado aos Reinos da Natureza, especialmente à sagrada Floresta Amazônica.

Os instrumentistas convidados nesta edição integram a Escola de Música do Instituto Porto-Alegrense de Arte-Educação (IPDAE), entidade sem fins lucrativos localizada na Lomba do Pinheiro, uma das regiões mais carentes de Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

A escola atende gratuitamente cerca de 200 alunos, na faixa etária dos oito aos 17 anos, oferecendo cursos de flauta, instrumentos de cordas, piano, oboé e canto coral, além de aulas de teoria e percepção musical.

Durante o programa, os jovens da Camerata de Cordas do IPDAE e duas professoras da instituição, a violinista Brigitta Calloni e a pianista Liliana Michelsen, apresentarão peças musicais de Antonio Vivaldi, Béla Bartók, Franz Schubert e Robert Schumann.

O último bloco será uma oferta a Deus para reparar o sofrimento gerado pela exploração da Amazônia. Através do amor e do perdão emitidos em cada nota musical, espera-se levar alívio espiritual aos Reinos da Natureza lastimados pela ação do homem. 

A programação ainda inclui a exibição do videoclipe inédito “Vida Infinita”, do Coral Jovem de Brasília, bem como a participação do coral e dos instrumentistas da Comunidade-Luz Figueira. 

Com este programa, a Mãe Divina mostra mais uma vez como a arte da música, quando transmitida com amor e altruísmo, é capaz de transformar vidas e curar profundas feridas do planeta.  


Sobre as musicistas convidadas


A violinista Brigitta Calloni iniciou o bacharelado em violino na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e o concluiu com distinção na Universidade Mozerteum, em Salzburg, Áustria. Possui mestrado em violino pela Universidade Estadual do Michigan, nos Estados Unidos. Atualmente, integra a Orquestra Unisinos Anchieta e é violinista concursada da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

A pianista Liliana Michelsen é bacharel e mestre em piano solo pela UFRGS, além de mestre em piano colaborativo pela Universidade de Música de Nuremberg, na Alemanha. Foi professora dessa instituição e da Universidade de Augsburgo, também na Alemanha. Hoje se dedica à música de câmara em Porto Alegre.


EVENTO:
23 de setembro, às 20h (horário de Brasília)
Comunidade-Luz Figueira, MG.

Saiba mais