Quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Aparição
APARIÇÃO DE MARIA, ROSA DA PAZ, NA CIDADE DE CALI, COLÔMBIA, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Hoje não encontro outro lugar no mundo que não o coração dos Meus filhos, porque é no coração dos Meus filhos que poderá realizar-se a Vontade de Deus e expressar-se Sua divina providência.

É no coração dos Meus filhos que poderei encontrar a paz dos Meus queridos filhos para poder servir-Me dela e, unindo-a à Minha Paz, poder derramá-la sobre o mundo, especialmente nos lugares onde ela não existe.

Hoje não venho apenas com a alegria de poder reencontrá-los, queridos filhos, e poder abençoá-los neste dia de consagração, mas também volto com a alegria interior de poder ajudar outras nações da América do Sul, como a Venezuela, onde através da Minha Presença maternal, neste momento, todos os que se encontram nesse sofrido e ferido país, e também todos os que emigram dele, são amparados e ajudados espiritualmente pelos anjos do Céu; e hoje suas bocas recebem um maná espiritual para que possam recobrar a fortaleza, a confiança e a fé no Criador. 

Mas este tempo, filhos Meus, não é apenas de tribulação, a tribulação que a humanidade escolheu viver neste ciclo. Deus está com Seus braços abertos para recebê-los e acolhê-los. Por isso, permitiu-Me regressar aqui, na Colômbia, não só para abençoar sua pátria e seu povo, mas também para ajudar espiritualmente suas nações irmãs, Venezuela e Equador, porque como vocês sabem, coisas gravíssimas estão ocorrendo nestes tempos.

Deus contempla todas as almas do mundo, especialmente as que vivem os conflitos e a divisão nas nações; por isso envia o Seu Espírito Santo através da Sua Serva fiel, para despertar as consciências do mundo inteiro para a cooperação e a colaboração com os mais necessitados. Porque, se um dos seus irmãos, por mais desconhecido que seja, está sofrendo ou está padecendo, a humanidade inteira é que está padecendo e sofrendo. 

Por isso, nesta noite venho colocá-los, filhos Meus, ante um panorama e uma visão espiritual e universal, porque chegou o momento, chegou a hora, de cada um sair de si para poder abraçar o todo, que é a humanidade enferma.

Isso permitirá, filhos Meus, que, sob o espírito da colaboração e da solidariedade pelos irmãos que sofrem e padecem o caos destes tempos, chegue o espírito da intervenção divina, da ajuda celestial e cósmica de que todas as almas neste tempo necessitam, sem exceção, cada um em sua escola, cada um em sua aprendizagem e em seu momento de despertar.

Venho conceder-lhes a Graça de liberá-los para sempre do hipnotismo e da ilusão mundial para que seus corações também impulsionem outros corações ao despertar da consciência, ao despertar da cooperação e da solidariedade, sabendo que o mundo inteiro está sofrendo, ainda que a minoria sofra muito mais que a maioria, nestes tempos.

Eu lhes trago, queridos filhos, esta Graça especial porque a humanidade ainda tem véus em sua consciência e não só não consegue ver a realidade destes tempos, como também não consegue ver o que está por trás de cada consciência, quem é a alma, quem é o espírito que está encarnado neste momento para servir e cumprir uma missão com Deus.

Por isso, este é o tempo da cooperação e da integração grupal. Não são tempos de barreiras nem divisões. É tempo de poder sentir Deus no coração e de cumprir Sua Vontade e Seus Mandamentos.

Quando derem esse passo, aprofundarão a sua vida espiritual não apenas orante, mas também a sua vida interior, e poderão representar o Meu Filho de alguma forma, porque Ele também está de braços abertos para receber Seus novos e últimos apóstolos que, de forma serviçal e humanitária, ajudarão os que mais necessitam, os que não têm nada, os que perderam tudo, como os Meus filhos da Venezuela.

Mas muitos se perguntarão neste momento, ou alguma vez se perguntaram: onde está Deus ante tudo o que sucede na Venezuela? Deus está ali. Por isso venho para estar em seus corações, porque Deus está em seus corações e é nos corações que se realizará o Plano de Deus.

Os corações serão impulsionados a viver o fim destes tempos através do apostolado e do serviço de maneira incondicional e abnegada. Esse é o primeiro passo e a primeira escola para vocês, filhos Meus, além de formar os grupos de oração dos quais Eu necessito neste momento para a Colômbia. Porque a Colômbia não pode ser um espelho do que ocorre na Venezuela.

Sei que a devoção interior de cada um de vocês e a fidelidade para Comigo, filhos Meus, tudo impedirá, e Deus continuará derramando Sua Graça sobre este povo querido e amado pelo Plano Divino. E suas consciências estarão mais disponíveis, mais dispostas, mais inteiras para ajudar no que for necessário, não só ao reino humano, mas também aos Reinos da Natureza, em todos os lugares da Terra. À volta de suas casas, ou ainda dentro das suas famílias, há grandes necessidades internas que terminam refletindo-se em necessidades materiais.

Não estou falando de propriedade ou de poder, ou de possuir alguma coisa material; estou falando das carências que os Meus filhos enfrentam nestes tempos, principalmente da falta de amor e de uma incomensurável incompreensão do que sucede a cada filho Meu.

Por isso, Nossas Palavras, que já estão sendo as últimas neste ciclo, serão a sua Fonte, para que possam beber, nutrir-se e saciar a sede. Nossas Palavras, as Palavras dos Sagrados Corações, serão a Luz para o mundo que enfrenta a tribulação e a adversidade. Nossas Palavras serão seus impulsos para a mudança da consciência e para a transformação do ser.

Nenhuma das Nossas Palavras, através dos anos, foi desperdiçada, porque as Nossas Palavras provêm da Vontade de Deus; é Deus quem dita para Nós o que devemos dizer, assim como vocês devem fazer ressoar no seu mundo interior tudo que recebem.

Nenhum ser da Terra, por mais ateu ou não crente que seja, ficará sem instrução e sem guia. Todos os passos estão sendo indicados até nos mínimos detalhes. Por isso, filhos Meus, devem aproveitar a Fonte da instrução nos momentos mais difíceis e agudos do planeta. Estes são os tempos difíceis; os tempos difíceis não chegarão, os tempos difíceis já estão aqui, ante seus olhos, ante suas casas, ante a realidade planetária destes tempos.

Eu os convido, filhos Meus, não só a viver a consagração para que sempre sejam abençoados e protegidos por Mim, mas também os convido a fazer algo por este planeta e pela humanidade. Quantos mais fizerem algo por esta humanidade e por este planeta, menos situações graves ocorrerão, muitas almas serão desviadas do perigo, do terror, da perseguição e do caos. Porque, quando a maioria da humanidade fizer algo de forma verdadeira, permanente e sincera, muitos se salvarão e os Reinos da Natureza serão protegidos das mãos dos homens que quiserem feri-los e lastimá-los.

Quando a humanidade compreender que é parte de uma única Criação, e se der conta disso, tomará consciência de tudo que não fez bem; e esperamos, rezamos e imploramos pelo arrependimento de todos, para que o ódio e a maldade acabem, para que a paz e o amor se estabeleçam, para que as almas encontrem dentro de si mesmas o Reino de Deus.

Este é o tempo do Armagedom. O livro de João, o apóstolo, o Apocalipse, está cumprindo-se. Por isso é o tempo, filhos Meus, de proteger o seu mundo interior de tudo que é externo. Não estou dizendo que se isolem, nem que deixem de comunicar-se com os seus irmãos. Estou dizendo-lhes, filhos Meus, que sejam seletivos e saibam o que lhes faz bem e o que não lhes faz bem. Assim sua pureza essencial não será contaminada com os ruídos contínuos que este mundo gera e que se escutam a éons de tempo, aqui e em outras partes do sistema solar, ainda que não pareça. 

Levem suas consciências ao sacrifício e ao exercício do silêncio interior e, por meio da oração, ajudem a equilibrar e harmonizar este planeta, para que toda a vida que está na superfície da Terra alcance pelo menos um momento de paz.

Filhos, o tempo das palavras bonitas terminou. Chegou o tempo da consciência, da maturidade e da responsabilidade. Por isso, estas são Minhas últimas aparições, depois de onze anos, porque quando se concluir o ciclo que Deus espera, tudo se cumprirá e a humanidade viverá o que escolheu. 

Mas, como Mãe mediadora e intercessora, Eu venho evitar esses acontecimentos e hoje Me coloco de joelhos ante vocês para pedir ao mundo inteiro que se arrependa de coração, que busque a paz e saiba que tudo o que digo não é apenas uma advertência, mas um pedido do Meu Coração maternal a cada filho Meu, em cada parte deste planeta, a cada raça, povo ou cultura, e a cada religião. 

Hoje venho como a Mãe do Apocalipse para colocar os Meu filhos debaixo do Meu manto, onde encontrarão proteção e amparo para estes momentos. De joelhos lhes digo: não venho dar-lhes medo; Eu sou a Rainha da Paz, a Mãe Universal, o Imaculado e materno Coração de Maria.

Venho chamá-los à verdade e à consciência. Quero construir através de vocês uma ponte para Deus, porque Deus e o Meu Coração serão a sua força e a sua graça neste ciclo. 

Com amor, hoje abençoo todas estas flores que não são Minhas, mas dos Meus filhos, e representam a simplicidade da beleza de Deus, através do Coração de Maria e dos aromas sutis do Céu, que as rosas captam pela sua natureza. Estas rosas são para vocês, para que as levem consigo até os seus últimos dias e para que sempre recordem a Minha presença, que é eterna e inextinguível. 

Por isso, nesta noite, convido a aproximar-se deste cenário os que se consagrarão como Filhos de Maria, para receber a bênção, a consagração e a paz do Meu Coração. 

Mas antes que isso aconteça, hoje venho pedir uma canção que representa uma passagem da vida da sua Mãe Celeste: a Ave Maria que foi inspirada pelo senhor Gomes. E que essa Ave Maria não seja realizada por Mim, mas pela imploração de todos os Meus filhos a Deus através do Meu Coração Imaculado. 

Esta canção hoje derramará Graças sobre vocês e sobre o mundo. Esta canção hoje os consagrará como Meus filhos, como os novos grupos dos Rosários de Luz, para que muitos mais filhos Meus que necessitam de alívio, de cura, de amor e de redenção possam fazer parte desses grupos, para que em todos os pontos da Terra existam Rosários de Luz, que são o reflexo de todos os Meus filhos, que Eu amo profundamente.

De joelhos, agora os escuto, e abram seus corações a esta consagração.

Cântico: Ave Maria.

Levem as mãos ao coração e agradeçam. 

Em nome do Amor e da Paz do Meu Filho, hoje os abençoo e consagro como Meus filhos e orantes do planeta, que servirão a Deus com amor e dedicação. Sempre foram Meus filhos e sempre o serão. Recordem-no, assim o Meu Imaculado Coração triunfará.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Agradeço à Colômbia e a todo o seu povo por Me receber. Deus está alegre por este acontecimento.

Agradeço-lhes.

Ponhamo-nos de pé, neste momento, para terminar respondendo a mais um pedido de Maria, cantando o Hino da Consagração dos Filhos de Maria e acendendo em nosso coração a chama do amor de Maria.