Domingo, 21 de abril de 2019

Sagrada Semana
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO, DURANTE A SAGRADA SEMANA, 8º DIA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Coloquemo-nos de pé para receber o Nosso Redentor.

Canção: Adoramos (em português).

Glória a Deus nas Alturas, Paz na Terra a todos os seres de boa vontade!

Podemos sentar-nos.

Quando Eu ascendi aos Céus, os Universos viveram o estado de iluminação, porque foi o próprio Deus, por meio do Seu Filho, que se fez presente no Universo para poder iluminar toda a Criação.

Essa iluminação é parte da Transfiguração de Jesus mediante a atuação de leis desconhecidas, que provêm da Fonte do Meu Pai e que atuaram naquele momento para despertar a consciência da humanidade e de todos os seres criados neste vasto e infinito Universo.

Não apenas o seu Mundo foi partícipe dessa iluminação, mas todo o Universo e além do que se encontra nele.

Essa iluminação que ocorreu no Universo após a Ascensão do seu Mestre e Senhor permitiu reencarnar nos homens a Luz do Pai, para que tivessem a graça da Comunhão Eterna com Ele, um Mistério ainda não compreendido pela humanidade, mas um conhecimento vivido pelos anjos que louvam e glorificam o Pai eternamente.

Essa iluminação da qual lhes falo hoje, também a alcançaram alguns homens da Terra e importantes servas Minhas que, através dos tempos e das gerações, puderam trazer à Terra a Luz de Deus.

Exemplos vivos existem na memória da humanidade. Seres humanos, como vocês, alcançaram o estado de iluminação porque se animaram, apesar dos seus medos, a viver a transcendência e a confiar além das suas limitações ou capacidades, a unir-se profundamente ao desconhecido, ao que vibra e atua no Universo Celestial.

Incenso.

Para que Leis Sublimes desçam à Terra, ações corruptas devem ser transmutadas, as quais estão além da capacidade da mente humana, mas que fazem parte do erro desta raça que um dia deve alcançar a redenção.

Hoje ofereceremos o incenso como símbolo da elevação da consciência e da transmutação das dimensões inferiores da Terra, que impedem o obrar e a ação de Deus.

Mas nesta hora tudo é possível, porque a Luz de Cristo desce à Terra e vivifica os corações no Amor de Deus.

Enquanto a Terra estabiliza os seus princípios, Eu desço com o Conhecimento de Deus para abraçá-los, para fazê-los partícipes da Ciência de Deus através de um dos Dons do Espírito Santo.

Isso os ajudará a ser consequentes Comigo nos tempos que chegarão, quando as Minhas Obras deverão cumprir-se, além dos acontecimentos ou dos desafios, além da consciência humana.

Vocês devem ser partícipes dos Meus Desígnios, concretizá-los e levá-los adiante, para que a Minha Graça permeie a Terra e a Minha Misericórdia redima os corações perdidos. Somente através da sua oferenda o conseguirei. Somente através da doação dos corações poderei chegar ao mundo inteiro e auxiliar as almas necessitadas, os corações solitários, os que não têm o amor de Deus.

Por isso, Eu os envio assim como enviei os Meus apóstolos, para que na Terra, nas nações e nos povos, deem testemunho do Amor de Deus em vocês, não para evangelizar, mas para compartilhar o amor que Eu lhes entreguei nestes tempos, amor que curará a Terra, amor que curará feridas, amor que renovará quem for tocado pelo Amor de Deus.

Não venho oferecer-lhes uma nova Igreja. Eu venho convidá-los, nesta era e neste tempo final, a entrar na Igreja Celestial de Deus, Templo do Coração do Pai que pode morar em Seus filhos por meio das suas essências.

Assim honrarão a Deus Todo-Poderoso como Me honraram hoje e permitirão que Eu esteja mais perto de vocês neste tempo, apesar dos acontecimentos na humanidade e nas nações.

Não Me separarei dos Meus apóstolos. Não abandonarei os Meus seguidores. Eu os farei dignos no Senhor, não apenas pelos Sacramentos, mas pelo Espírito do Pai que está nos Céus e que os contempla com imenso Amor.

A iluminação é um estado de transformação permanente que as almas devem alcançar com a sua entrega e com seu sacrifício. Essa iluminação os transmutará, e a oração é um meio para isso.

O serviço é uma porta para a iluminação total. O despojamento de si é outro caminho para a iluminação, para que se entregue a própria vontade para viver a Vontade Divina.

Muitos seres na Terra participaram desses mistérios e, sem perceber, alcançaram, pouco a pouco, a iluminação em Deus. Exemplos claros existem na história da sua humanidade. É tempo de as suas células serem iluminadas e os seus aspectos mais profundos redimidos, porque assim sempre alcançarão a paz e viverão o grande Mistério.

Nos últimos oito dias, suas almas viveram muitas revelações, suas consciências participaram de muitos acontecimentos e os seus corpos inferiores receberam grande ajuda. É tempo de fazer valer todas essas Graças, e que as suas consciências não percam esses impulsos, porque são os últimos, e jamais se repetirão.

Aproveitem o que Deus lhes entregou, e que isso não seja uma emoção passageira, mas a responsabilidade de um espírito e de uma consciência desperta em Deus, que compreende e sabe onde deve estar, e entende do que está participando e o que está atravessando neste ciclo agudo do planeta.

Assim, companheiros, multiplicarão as Minhas Graças por onde forem ou com quem estiverem. Serão Meus instrumentos e aprenderão a viver dia a dia a obediência, sem esquecer o espírito da santa humildade e da resignação permanente ante o Todo-Poderoso, afastando-se da soberba, da arrogância, da competição e sobretudo da maldade.

Quero torná-los puros no amor, cristalinos como a água, elevados como o Espírito Santo.

Não há mais o que decidir. Já não há tempo para retroceder; é hora de caminhar para a esperança, para que a Terra Prometida se manifeste no planeta e os mil anos de paz se estabeleçam e deixem de ser uma promessa na humanidade, senão uma realidade consciente e presente em todos.

Sustentem o Planeta e a sua raça; muitos são os que se autoconvocam, mas poucos os que Me seguem de verdade.

Meu rebanho deve ampliar-se; Meu estábulo está aberto para todos. O Templo do Meu Coração os espera e nunca lhes direi que não, porque sei do que necessitam no devido tempo. Assim, participarão da iluminação da consciência, e não serão teorias na mente humana; será algo que sentirão em seus corações, será vivo e resplandecente como a Luz que lhes entrego, encontro após encontro.

Chegamos ao fim de um ciclo. O ano 2019 promete muitos desafios e esforçados sacrifícios, mas não temam o esforço, temam não fazer o esforço correto e não estar no lugar correto.

Cada um de vocês tem sua missão a cumprir na Terra. Quando decidirem obedecer-Me, absolutamente, é que os véus da consciência cairão, e recordarão quem foram, para que vieram aqui – não só para encarnar e viver, mas para ser o que devem ser, o que Deus espera que sejam. Porque se vocês forem o que devem ser, os seus irmãos também serão o que devem ser.

Seremos muitos, neste Comando Divino e Celestial, que vêm do Céu ao seu encontro, para abrir os seus olhos e despertá-los, como nunca antes despertaram.

Não percam os tesouros que lhes entreguei. Não percam os impulsos de Luz que lhes derramei. Reconheçam os Meus Tesouros nos momentos mais difíceis das suas vidas, na prova mais dura das suas consciências.

Recordem estes momentos, porque somente recordando-os renascerão, sentirão a Minha Paz e recobrarão a força interior para seguir adiante, assim como Eu segui até o final, até a Cruz.

Nunca se esqueçam de adorar o Deus Todo-Poderoso. O mundo O ofende, dia a dia, com a sua indiferença e tibieza. Mas vocês, que foram chamados por Mim para transformar as suas vidas em Meu Nome e pelo Meu Nome, tornem os seus irmãos partícipes da Minha Misericórdia e, assim, o Meu Amor continuará triunfando na humanidade.

Antes de despedir-Me, neste oitavo dia, venho, a pedido do Pai Celestial, consumar o Meu sacrifício durante a Paixão, Morte e Ressurreição, por meio da Comunhão.

Que os seus corações se alegrem por estar entrando neste momento na Minha Igreja Celestial.

O Cordeiro foi imolado, mas o Seu Espírito os renovou e os renovará de tempos em tempos.

Soprarei sobre estes óleos, através do Meu Espírito, para que as almas sejam ungidas pelo Amor de Deus e alcancem a cura de que necessitam.

Ante o Todo-Poderoso, o Filho e o Espírito Santo, ante as potestades angélicas e arcangélicas, ante o Universo Criador e todos os seres de boa fé, celebraremos esta Comunhão em união a todos os servidores de Cristo, presentes na Terra através dos tempos e até os dias de hoje.

Ajoelhemo-nos.

"Santo Pai do Universo, que os Teus Tesouros, Legados e Relíquias espirituais toquem por um momento a Terra e toda a sua consciência humana para que, pelos méritos da Paixão do Teu Filho e pela Sua Gloriosa Ascensão, as almas caídas, perdidas e enfermas recobrem a força interior, a paz e a esperança para sentirem-se merecedoras do Teu Reino.

Ante todas as religiões, culturas e povos, ante todas as línguas e, apesar de qualquer condição superior ou inferior, positiva ou não positiva, constitua-se a transubstanciação dos elementos sob os princípios superiores da Arca da Santa Aliança e das Leis Cósmicas que regem todos os Mundos e Universos. Em nome da Fraternidade Universal, que guia e acompanha este mundo, em nome dos arcanjos, criadores de tudo o que existe e vibra neste Universo, hoje celebraremos, sob essas potestades superiores, o Sacramento da Eucaristia."

Recordem este momento como se fosse a primeira vez.

Eu lhes disse: "Tomem e comam todos d'Ele, porque este é o Meu Corpo, que foi entregue pelos homens para o perdão dos pecados".

Adoramos-te e bendizemos-Te, Senhor.

"Tomem e bebam todos d'Ele, porque este é o Cálice do Meu Sangue, Sangue da Nova Aliança, que foi derramado pelo Seu Redentor para a remissão dos pecados. Façam isso em Minha Memória."

Adoramos-te  e bendizemos-Te, Senhor.

Oração: Pai Nosso (em português).

Piedad cantará: Louvado seja Deus, e Glorioso Seu Reino, Aleluia, Aleluia...

"Este é o Corpo e o Sangue de Cristo. Bem-aventurados os convidados a servir-se deste Sacramento a fim de que a paz reine no planeta e na humanidade. Amém."

Quisera estar mais tempo com o mundo, mas sei que os Meus filhos e todos os Meus seguidores necessitam compreender e refletir sobre o que viveram durante esta Sagrada Semana.

Da mesma forma que quando Me elevei aos Céus, hoje trago o Poder de Deus, o Amor do Pai, do Filho e do Espírito Santo para derramá-lo sobre o planeta, em todas as nações, em todas as culturas, em todos os povos.

Neste momento, Nossa Senhora e São José apareceram ao lado do Nosso Senhor.

Agradeçamos.

E os três Sagrados Corações estão unindo-Se, criando uma Geometria Espiritual para ser colocada na consciência do planeta, a Sagrada  Geometria de Deus, que ilumina o mundo por meio do Amor e da Verdade.

Agradeçamos por este momento. Levemos nossas mãos ao coração e unamo-nos intimamente ao Sagrado Coração de Jesus, ao Imaculado Coração de Maria e ao Castíssimo Coração de São José. Sintamos o Amor de Maria, o Amor de São José.


Neste oferecimento que Eles fazem ao mundo, ante tanta adversidade e escuridão, a Luz de Deus reina em meio aos Sagrados Corações. Ante os Mensageiros Divinos e no silêncio de nosso coração, façamos a oferta a cada um d'Eles.

Oração: Ave Maria


"Venerável e Castíssimo Coração de São José,
obreiro e servo fiel do Pai Altíssimo,
auxilia a humanidade para que ela seja redimida
pela Graça Misericordiosa de Cristo,
Rei do Universo. Amém."

"É tudo por Ti, Jesus,
por Tua insondável Misericórdia,
Amém."

"Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo
como era no princípio, agora e sempre,
pelos séculos dos séculos. Amém."

 

Tomemo-nos as mãos e, ante os três Sagrados Corações, na Presença do Altíssimo e dos Seus Coros Celestiais, repitamos a oração mais poderosa que Jesus nos ensinou: o Pai Nosso (em aramaico).

Cristo estende o Seu Braço e a Sua Mão para abençoar todos nós, colocando a Sua outra Mão no Coração, como fez naquele tempo.

Deixemo-nos inundar pelo espírito de gratidão e pela reverência ante Deus e Seus Mensageiros.

Levemos as mãos ao coração e agradeçamos novamente.

No próximo ano, 2020, Eu os esperarei aqui; não só vocês, mas os seus irmãos, todos aqueles que não puderam estar aqui para ser partícipes da Minha Graça, da Misericórdia de Deus.

Preparem o próximo ano com maior consciência e colaboração. Todos devem construir a próxima Sagrada Semana para o Seu Senhor. Terão um ano para fazê-lo, porque será a última, a última Sagrada Semana.

Que a Paz de Deus esteja em seus corações, e essa Paz abrace o mundo inteiro, que renove as vidas, exalte os corações, que todos sejam parte da infinita Fraternidade de Deus. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém

Em silêncio e adoração, vocês se darão a saudação da Paz.

Agradeço-lhes.

A pedido do Nosso Senhor, entoaremos um cântico que muitos conhecem, que se chama "A Ceia".

A pedido de Cristo, faremos este tributo a Trigueirinho, fazendo uma síntese da história que Trigueirinho foi gerando através dos tempos para que o Mestre pudesse estar aqui, e em louvor e gratidão entoaremos esse cântico.

Em seguida faremos um intervalo, para administrar um importante Sacramento, o Sacramento da Unção dos enfermos. Trinta e cinco irmãos foram escolhidos para serem ungidos pelo óleo que foi abençoado especialmente por Nosso Senhor para esse exercício.

Cada um de nós é convidado a acompanhar esses irmãos para que espiritualmente possa suceder o que Cristo necessita que suceda.

Ponhamo-nos de pé.

Canção: A Ceia (em português).