Sábado, 31 de março de 2018

Sagrada Semana

Que a Luz de Meu Coração e de Meu Espírito esteja presente em vocês.

Que esta Luz perdure através dos tempos e das formas.

Que esta Luz penetre no que é corrupto para poder transformá-lo, e assim a matéria seja transfigurada pela Luz Glorificada de seu Mestre e Senhor.

Que suas almas recuperem a alegria de viver em Deus, porque chegou o Sábado de Glória, em que seu Mestre está reunido com vocês e em companhia das santas mulheres de Jerusalém, hoje, bem-aventuradas no Universo.

De novo, hoje chamo Minhas Filhas que Me servem em Minha cerimônia.

Chamo as Auxiliadoras da Divina Misericórdia para que, neste Sábado de Glória, estejam aos Pés do Seu Senhor, Quem hoje mostra as Chagas do Seu lado, de Suas Mãos e de Seus Pés; transfigurado por Sua Túnica de Luz, na resplandecência de Seu Espírito e na companhia das santas mulheres, veio renovar este Mistério da Luz de Deus em todas as essências do mundo, apesar de seus erros e de seus pecados.

Hoje seu Mestre e Senhor está trabalhando com os infernos deste mundo. Este é o motivo de acender as velas, em representação da Obra do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Que as madres da Ordem também venham aqui, porque são Minhas santas mulheres; que aproximem a oferenda do óleo que trouxeram para seu Mestre e Senhor.

E agora quero que todas as almas se aproximem de Mim em espírito para reverenciar este glorificado momento em que o Filho de Deus ressuscitado e transfigurado vem submergir-se nos abismos da Terra para resgatar as essências do mundo e fazê-las dignas ante o Senhor.

Estão diante da Consciência Divina de Cristo, e ainda que isso não seja completamente compreendido, é um Mistério que está sendo revelado a partir deste dia e depois de todos os fatos sucedidos como de todos os méritos alcançados por seu Mestre e Senhor há mais de dois mil anos.

Por isso estão diante de um acontecimento novo; estão diante da Divindade de Cristo, que é a Luz de Deus para o mundo e as almas. Esta é a Luz que nunca se apagará nos que creem em Mim, porque apesar do que viverem ou do que atravessarem, a Luz da Divindade de Cristo os ressuscitará em espírito para trazê-los para a nova vida.

O Sagrado Corpo do Senhor já não está repousando no Sepulcro. Ele agora caminha pelo mundo com toda Sua Consciência e Divindade, a fim de buscar a Luz dos Novos Cristos, dos que testemunharão Minha Presença no fim destes tempos e se unirão como irmãos em sagrada comunidade, apesar de suas crenças, de suas religiões ou de suas nacionalidades.

Este é o momento, companheiros Meus, que ante a Divindade poderosa de Cristo manifestada como a Luz do Pai Eterno, todos vocês são um em Mim para que Eu Seja em vocês, em profunda igualdade. Este é um mistério que a humanidade, até os tempos de hoje, não conheceu.

Hoje se cumpre uma das tantas promessas reveladas pelos anjos de Deus no Horto Getsêmani durante Minha difícil agonia. Isso foi o que me alentou a seguir adiante, entregar Meu Ser e toda Minha Consciência por vocês, apesar dos padecimentos e de todas as provas vividas, através de todos os tempos, em todos os ministérios da Igreja e de suas gerações, apesar de todas as ofensas recebidas e das flagelações vividas em Meu Coração Espiritual.

Hoje estão ante a Divindade de Cristo, que é um dos grandes Mistérios de Deus, que vem ajudar o mundo para poder resgatá-lo, a fim de que existam novas comunidades-Luz, plenas de seres crísticos que vivam a paz e sejam exemplos de bem e de irmandade, para que os tesouros do Pai sejam concedidos a todas as almas, independentemente de seu despertar e de seu amor.

Vigiem hoje junto às santas mulheres e adorem a Divindade de Cristo, presente e manifestada na Fonte Espiritual, onde tudo se redime, tudo se transforma, porque as almas confiam no Sagrado Coração de Jesus.

Ante a Divindade de Cristo, que os ilumina e que os faz partícipes da comunhão eterna, entreguem agora sua divindade ao seu Mestre e Senhor, para que ela seja elevada em oferenda e em revelação deste Sagrado Mistério de Amor presente em todos os Tabernáculos da Terra.

Estão ante o Sacrário Luminoso de Cristo, diante da Essência Primordial de Deus manifestada na Segunda Pessoa da Santíssima Trindade.

Hoje o Universo se une à Terra apesar dos erros, e a Luz da Divindade de Cristo penetra na Terra, chegando aos mais profundos abismos da consciência humana para reparar as faltas graves e perdoar os graves cometimentos realizados por todas as almas que se afastaram de sua luz interior.

Hoje estão ante a Divindade de Cristo que ressuscitou em Glória, e a Chama profunda do Amor de Deus se expande nos corações deste mundo a fim de que despertem para a sua realidade interior, para a sua verdadeira essência.

Hoje não há nada que impeça esse acontecimento, porque, diante da Divindade de Cristo, seus corações se abrem como novos tabernáculos para que sejam depositários da Luz do Senhor, que vem santificar suas vidas em um profundo Mistério de Consagração.

Repitamos:


Eu aceito, Senhor, Tua Divindade e Espírito,
para que Tua Obra se realize no Planeta. (8x) 
Amém.


E agora sintam como Minha Divindade descende às suas almas e o gozo do Espírito de Deus se instala em seus seres, fortalecendo esta comunhão com o Altíssimo e com toda a Vida Suprema.

Não percam a esperança; não percam a alegria; nunca deixem de sorrir, apesar de suas provas, misérias ou dificuldades. Afirmem suas vidas na Sagrada Divindade de Cristo, para que a Terra seja repovoada pelo Sagrado Espírito da Paz, pela Sagrada Fonte Feminina que tudo nutre e cuida, que tudo protege e resguarda em seus Sagrados Braços Maternais.

Assim como Eu entreguei Minha Mãe a João, hoje lhes entrego Minha Mãe Poderosa, para que Ela cuide de sua divindade, de todas as essências que nestes tempos devem caminhar em direção a Cristo para ser um só Ser e uma só Consciência.

Adorem, como as santas mulheres hoje presentes, este momento, para que tudo seja iluminadamente transformado, assim como a Sagrada Divindade de Cristo o espera, em todas as almas participantes de Sua Igreja Celestial.

Ofereçamos agora, companheiros, ante esta Sagrada Divindade do Senhor, o Mistério mais importante de todos os tempos, a Eucaristia, para que seus corpos mais materiais comunguem da Divindade de Cristo.

Agora, que as madres desta Ordem elevem o óleo ao Senhor, para que seu Mestre o abençoe:


Adonai, Pai Altíssimo, Amor incomensurável e infinito, que testemunhaste Tua Presença incondicional por intermédio do Teu Filho, que Te entregaste em Corpo e Sangue, Alma e Divindade para todo este planeta e esta humanidade.

Que uma chispa do Teu Espírito, Fonte da Tua Divindade Imaterial, consagre estes óleos, a fim de que Minhas filhas e madres unjam seus filhos quando estiverem enfermos de forma física ou espiritual; para que suas almas sejam curadas, as chagas sejam cicatrizadas e se estabeleça, Amado Senhor, o Reino Infinito do Teu Amor, por todos os méritos que alcancei, por todos os padecimentos que sofri, pela Ressurreição de Teu Filho.

Em Teu Nome, Amado Senhor, Eu abençoo este elemento, fruto das árvores e de Tua Criação.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém


Incenso e água.

Pai Nosso...

Coloquemo-nos de pé para esta consagração.

Que esta água renove o compromisso da maternidade e da aliança com cada filho, porque apesar de que possam existir padecimentos, provas ou desafios, Minha Divindade sempre as fortalecerá neste sagrado desafio de cuidar e de proteger os seus semelhantes.

Que hoje a Senhora do Universo as abençoe, Fonte Sagrada Feminina do Imaculado e maternal.

Louvado seja, Senhor, pelos que hoje serão sacramentados.

Louvado seja, Senhor, pelos que hoje serão batizados e acenderão em si mesmos a Divindade de Cristo, reconhecendo em seu interior o compromisso e a vivência da Divina Vontade de Deus.

Que por intermédio destas almas que receberão hoje o Sacramento, tanto no Batismo como na Eucaristia, muitas almas mais sejam iluminadas pelo oferecimento do Teu Filho ante a Fonte Sagrada de Sua Divindade, que tudo repara e tudo cura.

Que o Senhor abençoe esta água como Fonte de renovação e de limpeza do passado, para que despertem os frutos chamados "Talentos de Deus" naqueles que hoje participam de Tua Comunhão interna por intermédio do Teu Filho. Amém.

O Cordeiro de Deus foi imolado e agora está vivo. Ditosos serão os que comungarem dEle nesta Sagrada Ceia. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Filhas, Eu as abençoo como as santas mulheres de Jerusalém, para que tenham força interior para poder seguir-Me e sempre recordem que esperarei por sua resposta ante Meu Sagrado Chamado.

E agora todos desceremos aos pés deste altar para que vocês respondam, companheiros, a um pedido especial que hoje faz seu Mestre diante do Mistério de Sua Divindade, que hoje é revelado profundamente às suas almas e assim se possa voltar a viver a comunhão com Deus.

Esperá-los-ei enquanto se preparam, em oração, para que por intermédio desta canção que hoje escolhi especialmente, mais divindades despertem nas almas que devem sair da ilusão do mundo para encontrar a vida eterna.

Vamos em peregrinação.

As auxiliadoras podem vir aqui, aos pés do palco.

Todos me sigam.

Agora, as auxiliadoras darão três passos para trás e ali se colocarão as madres.

E agora, companheiros, que estão formados como desejo, entoarão esta canção para que a Divindade de Cristo possa ser expandida a todo o planeta, desde este Centro Mariano para todas as almas e os corações do mundo.

Não temam pelo que poderão sentir. Se Eu estou presente, nada lhes acontecerá, somente poderão sentir a alegria de servir-Me.

Agradeço-lhes por estarem Comigo em Minha Divindade.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.