MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

O Relicário é o espelho de Meu Coração. Nele guarda-se tudo que Eu vivi como consciência, desde a Origem até o retorno ao Coração de Deus.

No Relicário guarda-se a história escrita pelo Criador para o Meu ser. Sobre essas letras de luz, escritas pelas Mãos de Deus, fui caminhando ao longo de Minha evolução. Meus passos tocavam suas letras douradas, e abracei com amor cada um de Seus desígnios.

Essa experiência de obediência incansável Eu irradio a vocês quando contemplam o Relicário de Meu Coração. Através desse espelho de luz, Minha paz se expande, e tudo o que hoje sou pode tocar a humanidade.

Hoje, filhos, não sou apenas o pai adotivo de Jesus. Meu Coração aprendeu a retornar a Deus e, guiado pelo Criador, alcancei a plenitude de cumprir Sua Vontade. Minha consciência se expandiu para ser parte de Seu Plano, e Me tornei um lápis em Suas Mãos.

Sem corpo e sem forma, Meu espírito retornou à Origem da Vida, mas Minha consciência segue servindo ao Criador, até que a última de Suas criaturas alcance a unidade com Ele.

Através do Relicário de Meu Coração, trago-lhes essa experiência, para que também a sua evolução caminhe pela Vontade Divina.

Amem seguir os passos que Deus escreve para suas vidas e, ainda que muitas vezes isso lhes seja um convite ao sacrifício, esse sacrifício os conduzirá à Origem.

Seu Pai e Amigo,

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE FÁTIMA, PORTUGAL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Levem o Relicário de Meu Coração por onde forem, porque, como peregrino, derramarei as Graças de Deus, silenciosamente, sobre as almas, irradiando a pureza e a humildade que os corações necessitam para encontrar o Pai e o caminho de retorno à Sua Morada Celestial.

O Relicário peregrino de Meu Casto Coração revelará aos seres a sua própria pureza e verdade, para que, diante dele, as almas reconheçam quem são e o que vieram fazer neste mundo.

O Relicário peregrino de Meu Casto Coração será como um espelho para as almas, que verão refletido nele a sua essência mais pura e, pouco a pouco, descobrirão como expressá-la, como ser isso que estão descobrindo de si mesmos.

O Relicário peregrino de Meu Casto Coração existe com o simples propósito de trazer a paz e revelar aos homens o caminho de retorno para o Coração de Deus.

Quando forem sinceros diante de Meu Coração, poderão receber as mesmas Graças que Eu recebi para encontrar a Deus e unir-Me a Ele.

Meu Coração não é o Caminho, a Verdade e a Vida, mas sim aquele que soube render-se a Deus, para trilhar este Caminho, conhecer esta Verdade e se plenificar na verdadeira Vida, que é a Vida em Deus.

Que a paz, que dele provém, lhes revele suas origens e os inspire, para que saibam retornar em espírito ao Coração de Deus, mesmo estando com os pés na Terra.

Que suas almas saibam o caminho para o Coração do Pai.

Seu Pai e Amigo,

 São José Castíssimo

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Que o silêncio do Coração de Deus fale ao mundo.

Deixem que seus corações transcendam as aparências, a matéria, este espaço físico, para que Eu possa conduzi-los ao lugar aonde quero levá-los hoje.

Como servo de Deus, venho conduzi-los à Fonte da Divina Misericórdia, da qual bebi como consciência, como coração humano.

A Misericórdia que provém do Coração de Deus ainda lhes é muito desconhecida, porque, se conhecessem essa Misericórdia, amariam-na infinitamente.

Coloquem sua atenção no Coração de Deus. Deem essa permissão ao próprio espírito, para que, neste lugar, eu possa lhes mostrar algo diferente de todo sofrimento e angústia que se guardam na consciência humana e no éter da Terra.

Quero lhes mostrar uma Face da Consciência Divina que é o aspecto misericordioso de Deus através de Seu Filho.

A Misericórdia não nasce apenas do sofrimento de Cristo na Cruz. Ela tem ali a sua porta para o mundo, mas esta Fonte é ampla, universal e divina. Esta Fonte transborda para toda a vida a partir do Coração de Cristo.

A Misericórdia é a Cura para todas as enfermidades. A Misericórdia é o Perdão para todos os erros e a Graça para todas as necessidades.

Eu olho o mundo e vejo uma humanidade enferma por não conhecer o poder da Divina Misericórdia. Vejo as almas que se perdem nos abismos de escuridão, de desesperança, de ignorância e de desamor, por não conhecerem a Divina Misericórdia.

Eu olho para o mundo e tantas vezes vejo os Reinos da Natureza ultrajados pela consciência humana, porque nela não habita a Divina Misericórdia.

Tão simples como uma fonte de água que nasce da Terra e se transforma em um rio que sacia a sede dos homens, assim é a Fonte da Divina Misericórdia no Coração de Deus.

Uma Fonte que se torna um caudal inesgotável quando as almas clamam com sinceridade, quando as palavras não passam vazias pelas suas bocas, quando invocam: “Pela Sua dolorosa Paixão, tende Misericórdia de nós e do mundo inteiro”.

Quando os corações expressam gratidão a Deus e as almas louvam ao Criador em sua mais pura alegria, Deus também expressa Sua gratidão aos homens, às Suas pequenas criaturas, àquelas pequenas partes de Seu Ser, de Seu infinito Coração.

Quando expressam gratidão a Deus, unem-se a Ele, porque a gratidão, filhos, abre as portas do Céu e une as dimensões, apesar da indiferença da humanidade, apesar do adormecimento e da ilusão que ainda permeia os corações de tantos seres nesta Terra.

Quando uns poucos, mas sinceros, expressam sua gratidão a Deus, as portas se abrem ao Universo infinito de Sua Misericórdia e de Seu Amor e não só aqueles que clamam, que são agradecidos e que amam ao Pai recebem Sua Misericórdia. Sua Fonte se derrama indistintamente sobre todas as almas, porque assim é o Coração de seu Deus: infinito, infinito em Seu Amor, infinito em Sua Graça, infinito em Sua Misericórdia.

Hoje venho até aqui não só por vocês, mas por um continente ferido.

Venho até aqui por aqueles que estão mais distantes de Deus, que não O conhecem e que por isso não O amam.

Venho até aqui por aqueles que se aferraram às suas feridas e que, sem perceberem, prendem as suas próprias almas ao sofrimento, à angústia, ao vazio, que não é um vazio espiritual, mas um vazio de Deus, uma ausência de amor.

Sei que, no profundo de cada um de vocês, essas feridas também se refletem. Por isso estou aqui.

Eu sou parte desta humanidade, que desconhece a si mesma. Eu sou parte de seus corações, compreendo-os, mas também sei quanto podem oferecer a Deus e não o sabem ou não querem saber, porque isso, filhos, significa esforço, valentia, coragem e, sobretudo, amor.

Não há outra forma de conhecer o Amor de Deus senão se arriscando a amar, tentando amar todos os dias, buscando o caminho que os leva ao verdadeiro amor. Não o busquem em outros seres humanos, porque apenas aprenderão a amar os seus semelhantes de verdade quando amarem a Deus, porque Ele se encontra em todas as criaturas.

Hoje venho para estender Minhas Mãos e tocar cada uma de suas essências para que despertem.

Por muito tempo, Eu os acompanhei de uma forma silenciosa, caminhando por este continente, trazendo cura e despertar para as almas, mas isso não foi suficiente. Por isso, retorno em nome de Deus, em nome de Meu Filho, que é o Filho do Criador, que é Deus mesmo. 

APARIÇÃO DE SÃO JOSÉ NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Sopram os ventos para limpar os corações dos homens, porque necessitam disso.

Sopram os ventos para purificar a Terra com o Sopro Divino que provém do Espírito de Deus.

Deixem que sopre, que limpe, que leve consigo aquilo que já não lhes corresponde.

Deixem que sopre o vento e que lhes traga a verdade, para que seja depositada em seus corações.

Os elementos reverenciam a Deus, tornam-se Seus instrumentos e deixam que o Pai atue através deles para chegar ao coração humano.

Sintam o vento que sopra e deixem que estes elementos sejam para vocês um exemplo de como ser um instrumento de Deus.

Sejam como este vento que sopra, que provém do Pai e chega ao mundo.

Deixem que o Coração de Deus os conduza aonde for mais necessário.

Deixem que Ele leve suas orações aos quatro cantos deste mundo.

Entreguem a este vento, que hoje sopra, suas dificuldades e imperfeições, suas limitações, seus erros e o seu passado.

Sei que vieram até aqui com a esperança de algo novo, com a esperança de encontrar um caminho, de receber uma Graça.

Sei que muitos vieram até aqui sem saber por quê, impulsionados pelo coração, sem a compreensão da mente.

Agora que chegaram, filhos, deixem que o vento sopre e os purifique.

Entreguem suas aspirações e seus medos, suas incertezas e suas dúvidas.

Peçam ao Pai que este vento sopre e que cruze fronteiras, que não tenha limites, que chegue aos corações que mais necessitam, porque eles são muitos, desconhecidos e solitários nos quatro cantos deste mundo.

Recebam com este vento a Graça de Deus, a Presença de Seu Santo Espírito, que se prepara para chegar à Terra no dia de Pentecostes.

Que esse Espírito os prepare para algo maior.

Saibam, filhos, que suas vidas são preciosas diante de Deus; que há um pensamento perfeito que provém do Coração do Pai para cada um de vocês.

E hoje, é esse pensamento que Eu venho chamá-los a manifestar.

Venho convidá-los a que façam, de suas vidas, vidas a serviço de Deus.

APARIÇÃO DE SÃO JOSÉ NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Hoje, filhos, seguiremos caminhando a Belém, mas desta vez de uma forma diferente.

Em cada passo, contemplarão o céu, o horizonte e a Terra e compreenderão mais profundamente os acontecimentos da própria vida.

Verão que em seu caminho não estão sozinhos e que seu sofrimento e seu esforço se transformam em uma infinita graça quando compreendem verdadeiramente para que estão caminhando.

Quando Meus pés tocavam a Terra e com Minha divina Esposa caminhava para Belém, vivi muitas coisas que a história não conhece, que não estão escritas nos livros sagrados, mas, sim, no profundo de Meu Casto Coração e no Relicário que Eu lhes consagrei. Nosso caminhar era acompanhado pelos anjos e todo o Universo nos contemplava.

Apesar de que em Meu interior Meu coração de homem, nascido nesta Terra, temia, estava inseguro pelo tesouro que trazia, o tesouro que guardava, não deixava de contemplar as estrelas e saber que os Olhos de Deus estavam sobre Nós.

O Criador silenciava, mas o Seu silêncio nos acolhia e observava as provas que vivíamos, porque Meu coração, em aprendizado, ainda precisava aprender a confiar em Deus. Eu precisava compreender a grandeza dos planos do Pai, que em nada se assemelham aos planos feitos pelos homens.

Naquela noite Eu queria que o mundo inteiro contemplasse o Filho de Deus, não apenas para Lhe render honra e glória, mas porque Eu sabia que dentro daquela pequena criança se guardava a porta para a redenção de toda a vida, e Meu coração aspirava que todos os seres desta Terra pudessem estar diante d'Ele. Mas os Planos do Pai eram diferentes e não deixavam de ser perfeitos.

O Universo nos contemplava, e todos aqueles que compartilhavam da verdade de Deus sabiam que Seu Filho chegava ao mundo. Nos quatro cantos da Terra, aqueles corações verdadeiramente unidos a Deus se detiveram por um instante e em seu coração sentiram algo novo que começava a acontecer, apesar de que isso ainda lhes fosse um mistério.

Se queserem ser provados, transformados naquilo que Deus espera de vocês, Ele os provará, mas lhes entregará tudo, para que cada prova tenha a sua graça, seus méritos e sua razão de existir.

Eu não fui apenas provado por Deus. Recebi dEle os maiores tesouros de Sua Criação, que foram o Seu Filho e Sua Serva, que Me ensinou a ser incansável, assim como hoje ensina a cada um de vocês. Ela também Me ensinou o amor, assim como ensina a vocês. Abriu Meu coração para uma verdade que Eu desconhecia, apesar de que sabia que Deus Me preparava para alguma coisa, desde o início de Minha vida neste mundo.

Deus os provará, purificará suas consciências e fará emergir em vocês esse tão esperado e novo homem pelo qual clamam todos os dias em suas orações. Eu também clamei por um homem novo, porque não me sentia digno de fazer parte desta família tão Sagrada, Divina nesta Terra.

Mas Eu aprendi, filhos, que a dignidade humana não provém de sua condição, não provém do que o homem construiu nesta Terra. Isso não é ser um ser humano.

O ser humano é aquele profetizado nas Escrituras, barro que parte de Deus, profundamente semelhante ao Seu Coração, à Sua Fonte Divina. E isso é o que, pouco a pouco, Eu venho lhes dar a conhecer.

Hoje, humildemente, revelo- lhes Minha Face, para que também possam Me ver, assim como Eu quero Me expressar para o mundo nestes tempos. Eu não venho para ser adorado. Esta imagem existe para que unam seus corações ao Meu, para que reconheçam esse momento no qual Minha imperfeição ficou de lado para dar lugar à perfeição de Deus. Esta imagem existe para que compreendam a essência da existência humana e o caminho que devem seguir neste final dos tempos.

Eu não sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Eu estou no Caminho, na Verdade e na Vida. Sinto-me parte do Coração de Meu Filho, porque Sua Misericórdia Me abriu as portas para que ingressasse em Seu Coração. Essa mesma Misericórdia se apresenta em suas vidas. Esse mesmo Caminho, esta mesma Verdade, essa mesma Vida, que transcende a vida neste mundo, também estão aqui, disponíveis para os seus corações, para os seus espíritos, para sua condição humana.

Quem somos?

Associação Maria
Associação religiosa cristã e ecumênica que tem por finalidade difundir a mensagem universal de amor e de paz que Cristo Jesus, a Virgem Maria e São José transmitem aos monges da Ordem Graça Misericórdia, estimulando o crescimento espiritual através da oração e do serviço altruísta.

Contato

Mensageiros Divinos