MENSAGEM PARA A APARIÇÃO DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE FÁTIMA, SANTARÉM, PORTUGAL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Eis, filhos Meus, que a noite escura deste mundo começará no interior dos homens que, separados de Deus, oferecem-se para ser instrumentos do inimigo do Criador.

Eis que essa noite será longa e parecerá eterna, para os que não tiverem sua fortaleza firmada na fé do coração.

Eis que o mundo tremerá e viverá as consequências de uma vida vazia de espírito e de sentido espiritual.

A Mãe Celestial observará do Céu os Seus filhos que, como puderem, tentarão difundir as Suas palavras que, nesse momento, terão como eco o verbo de Seus pequeninos.

Eis que esse tempo já se inicia, porque as almas, cada vez mais, se distanciam de Deus e caem nos abismos deste mundo.

A fortaleza dos filhos de Maria se radicará na obediência a tudo quanto Deus lhes pedir através de Seus Mensageiros, e é aprendendo a obedecer a Deus hoje, que saberão obedecê-lo amanhã, quando Sua voz for como um sussurro dentro do próprio coração.

Deus sempre falará aos homens, ainda que seja com um sentir ou uma intuição, mas, para isso, devem construir hoje o caminho de unidade com o Pai, para que nem o caos nem o mal, em batalha nos tempos vindouros, possa perturbar e destruir essa união, que lhes permitirá escutar Deus.

Eis, filhos Meus, que o mundo deverá enfrentar a sua purificação e muitos não quererão ver que o que vivem são as consequências de suas próprias ações e desvios, e colocarão em Deus a culpa de seus sofrimentos.

Digo-lhes hoje que firmem os seus espíritos na fé e se unam ao Coração do Pai. Construam na consciência um espaço seguro, no qual poderão ouvir a voz de Deus, que os inspirará.

A paz deverá ser um estado de consciência, fruto do espírito da neutralidade, que nasce nos corações amadurecidos pela oração e pelo conhecimento divino. E é ali, nesse estado de paz, que poderão compreender os fatos vindouros de uma forma diferente e verdadeira, sabendo como transpassar os obstáculos, sem se perder, e o mais importante, sendo capazes de guiar outros para que não se percam.

Eis que, na noite escura do mundo, Eu os chamarei a serem as tochas que guiarão a humanidade. E não lhes falo apenas de um símbolo, filhos Meus; falo de uma realidade espiritual, pois se hoje a humanidade já se encontra tão fria e perdida, o que será de todos, nos momentos mais agudos da purificação do planeta?