MENSAGEM PARA A APARIÇÃO DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE BUENOS AIRES, ARGENTINA, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

No princípio, Deus pensou e sentiu em Seu Misericordioso Coração que deveriam existir criaturas tão semelhantes a Ele que, por amor à vida, pudessem povoar todos os espaços do Universo para poder experimentar a felicidade de estar dentro de Seu Reino.

Ali foi quando nasceu o Projeto Divino, porque Seus Filhos, seres da Terra e de todo o Universo, eram o mesmo Projeto, que surgiu e foi criado por intermédio dos Arcanjos nas Fontes de Luz.

Dessas Fontes de Luz, todos os Seus Filhos guardam, dentro de si, uma chispa divina, a chamada Essência.

Mas foi quando se manifestou a primeira desobediência por parte de um dos Anjos de Deus que surgiram o mal e a escuridão, estados opostos à luz e à iluminação da consciência. 

Nesse momento, o Projeto Divino foi interferido, e para que o Projeto não se deteriorasse, o Pai Celestial decidiu Ele mesmo manifestar-Se e encarnar em diferentes momentos do planeta.

Foi assim para demonstrar que Ele amava e ama profundamente Suas Criaturas e que os amará eternamente, porque ninguém além do Pai Eterno conhece e sabe quem são Seus Filhos em essência e porque hoje estão aqui, sobre a superfície da Terra.

Dessa primeira desobediência surgiram os primeiros erros universais. Uma ação contrária e oposta à Vontade Divina foi criada no Universo Mental e por último se plasmou no Universo Material.

Através de acontecimentos e de fatos que levaram os Filhos de Deus a sair da Lei uma inumerável quantidade de vezes, surgiu o que conhecemos como a dualidade, que é o sentimento espiritual, mental e material de encontrar-se dividido ou contrariado diante dos passos espirituais ou internos que deve dar uma consciência a serviço de Deus.

Então, Deus voltou a encarnar há pouco mais de dois mil anos; desta vez, o Pai Eterno decidiu que a Sua Segunda e Divina Pessoa, o Filho, chegasse à Terra através de uma preparação espiritual e cósmica que fosse capaz de reverter o desvio que naquele tempo estava vivendo a humanidade inteira.

Foi assim que grandes consciências servidoras do Universo ajudaram na preparação da encarnação do Filho de Deus, e, através da ação suprafísica e imaterial de Leis superiores, o Pai Eterno concedeu que a Santíssima Mãe fosse fecundada pelo Espírito Santo e que, através de um desenho perfeito e sublime, trouxesse a Segunda Pessoa de Deus à Terra.

A partir do nascimento de Cristo, todas as criaturas da Terra encontrariam a chave perfeita para dissolver e vencer, por si mesmas, a dualidade, que gerava dívidas impagáveis e que segue despertando contrariedade e oposição ao Plano Divino.

Essa chave, que abriu e sempre abrirá as portas, chama-se Amor. O Amor de Deus que é sabedoria. O Amor que é entendimento. O Amor que dá ciência a tudo o que existe. 

Por isso, este é o tempo de voltar a transcender essa dualidade dentro de cada um, colocando todo o ser e toda a consciência em Deus, onde vocês sempre encontrarão sentido e resposta para tudo o que vivem.

Porque se existirem mais consciências que trabalhem todos os dias para vencer essa dualidade ou essa desigualdade espiritual, vocês impulsionarão outros para que também o vivam e o façam, e possam romper a corrente do sofrimento e dos erros milenares, que só levam a humanidade à escuridão e à confusão.

Se sua consciência está em Cristo, nada será duvidoso nem confuso, porque em Cristo estarão em sabedoria, estarão em discernimento, para que, nestes tempos tão complexos, não sejam confundidos no caminho de fé que decidiram percorrer.

Por essa razão, os Sagrados Corações vêm ao seu encontro como fizeram em outros momentos agudos da humanidade, quando o caminho da oração e do serviço foram pontes que levaram milhões de almas a encontrar sua própria redenção.

Agora é o tempo de levar as nações, como, por exemplo, a Argentina, para que não se esqueça de Deus, para que sua aprendizagem e escola  seja benéfica para todos os que a integram neste ciclo.

A Argentina necessita manter-se protegida dos embates através de responsáveis e maduros grupos de oração que, como em uma guerra espiritual, não deixem de clamar ao Pai e de atrair Seus Dons e Atributos para poder manter a paz e a unidade interior nos tempos de crise, para que nenhum irmão se levante contra seu irmão, para que exista o espírito do entendimento e da Verdade.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado!

Abençoa-os,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM PARA A APARIÇÃO EXTRAORDINÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE FÁTIMA, PORTUGAL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS, POR MOTIVO DO ANIVERSÁRIO DA MADRE MARÍA SHIMANI DE MONTSERRAT

O Projeto Divino da Redenção

Dentro deste Universo material, e na existência infinita de muitas formas de vida, o Criador pensou amorosamente em levar adiante um Projeto Divino de Redenção que, por meio da entrega de Seu Amado Filho, pudesse recuperar nas almas a união com o Alto e, especialmente, a comunhão espiritual com o Pai Celestial.

Esse Projeto não poderia ter falhas. Por isso, o Pai Eterno o encomendou e o entregou aos cuidados dos Arcanjos Miguel e Gabriel. E outra parte do Projeto Divino da Redenção esteve aos cuidados do Arcanjo Rafael.

Foi assim que a experiência e o testemunho de amor que Cristo deixou plasmados na consciência do planeta, através de Sua Paixão, Morte e Ressurreição, aproximaram a humanidade inteira da grande oportunidade de voltar a viver o caminho da redenção, em diferentes épocas e etapas.

Essa é a razão pela qual o Projeto Divino da Redenção se renova de tempo em tempo, por meio dos passos das almas na Escola dos graus de amor e de perdão.

Cada vez que alguma consciência dá um passo no Projeto Divino da Redenção, esse acontecimento passa a fazer parte do Legado Crístico de Amor que a nova humanidade receberá para poder começar a viver, verdadeiramente, o Plano de Deus.

Esse Projeto Divino da Redenção também enfoca a história de vida terrena e espiritual, álmica e cósmica que cada consciência traz como bagagem interior.

É assim que, quando as almas se definem a seguir o caminho de Cristo e da vida fraterna, toda a história da consciência começa a ficar em evidência ou é revelada através dos impulsos de seu trabalho espiritual de serviço.

Quando a consciência enfrenta sua verdadeira história, e o desconhecido lhe revela a realidade de seu espírito e de sua alma,  na maioria dos casos as consciências negam a origem ou o sentimento desses conhecimentos ou dessas histórias, que através dos tempos marcaram uma ferida espiritual inapagável, que trouxe consequências e traumas espirituais, internos e até físicos.

O Projeto Divino da Redenção, que foi alcançado pelo próprio Cristo sob a manifestação e a expressão de um amor sábio, compassivo e misericordioso, é o meio pelo qual as almas poderão liberar-se de seus erros e histórias de sofrimento ou de fracassos que a própria consciência sente, mas desconhece a origem.

O Projeto Divino da Redenção não só promete a cura espiritual e interna dos fatos passados, mas esse Projeto, governado pelo próprio Cristo, aspira a colocar a consciência na escola e no caminho que lhe corresponde percorrer, sem interferências nem obstáculos por parte de sua própria consciência.

Esse Projeto Divino, que ainda se sustenta através dos tempos, é o Projeto de Deus que mais milagres e conversões realizou nos últimos tempos.

Todos os seres da Terra são chamados a recordar o sacrifício do Filho de Deus, a fim de poder ingressar dentro do Projeto Redentor, para que seu passado seja transformado, e seu futuro seja preparado conforme a Vontade de Deus.

Para que esse Projeto cumpra com os desígnios para a consciência dependerá, absolutamente, da abertura do ser humano ao caminho da transformação e da mudança interior.

Isso fará do Projeto uma nova vitória na Terra, por meio do testemunho de redenção de cada ser.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado!

Abençoa-os,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

A paz é a chave mais importante para a elevação da consciência humana nestes tempos.

Se a paz está unida à oração e ao canto, constrói-se uma potentíssima ponte de união entre o Universo Material e o Universo Espiritual.

Essa ponte de união, elevada e erguida através da oração e do canto que promovem a paz, chega às almas que perderam a esperança e o ânimo de seguir vivendo e toca tudo que necessita de cura interior e espiritual.

A paz no mundo só pode estabelecer-se através da oração e do canto oferecidos a Deus para que Ele, como Pai Misericordioso e Compassivo, mude o destino de toda a raça humana.

Cada vez que oferecem uma nova oração ou um novo cântico, vocês criam a condição espiritual para que  poderosos caudais de graça e de misericórdia desçam sobre o mundo e sobre a humanidade.

Especialmente o canto abre os Céus, porque a voz é um dos maiores instrumentos que o Pai criou para os Seus filhos louvarem-no e, com simplicidade, unirem-se a Ele.

Animo-os, neste tempo, a seguir aprofundando este exercício para que mais graça e mais misericórdia cheguem à humanidade.

Agradeço-lhes por oferecerem as suas vozes a Deus.

Abençoa-os,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE FÁTIMA, PORTUGAL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Além dos Universos - Parte I

Através dos Nomes de Deus as criaturas deste Universo Material encontram a possibilidade de se coligarem e de acessar estados de consciência superiores e desconhecidos. 

O desconhecido para as almas da Terra poderia parecer um mistério, mas, por trás desse mistério superior e cósmico, encontra-se uma revelação.

Através dos Nomes de Deus acessamos a revelação de um conhecimento, ou seja, de um aspecto ou forma que foi projetada para contribuir como ideia com toda a Criação.

Os diferentes Nomes do Pai Eterno permitem que as criaturas que Ele criou contatem Fontes sublimes e positivas de informação, que ajudam no despertar das virtudes da alma e no cumprimento da missão dos diferentes espíritos da Terra.

No caso deste Universo local, as diferentes chaves que proporcionam os Nomes de Deus constroem, nos Universos Material, Mental e Espiritual, essa inter-relação entre os planos de consciência e as criaturas.

Nos Nomes de Deus encontramos aspectos divinos da Criação e nos unimos a eles para atrair à vida terrestre o princípio de tudo o que Deus pensou, ou seja, aquilo que conhecemos como o Propósito.

Em cada Nome de Deus guarda-se não apenas um código, mas também uma chave de acesso aos Princípios da Criação que ainda esperam para se mostrarem e se revelarem à humanidade atual.

Quando nos unimos a um dos Nomes de Deus, estamos comunicando-nos espiritualmente com uma Virtude de Deus representada em um aspecto criador.

Um aspecto criador é um dos muitos Princípios da Fonte que se revela em altas voltagens de energia, de vibração e de espaços. É como se ingressássemos no epicentro fundamental da Energia Criadora, que se retroalimenta através dos impulsos cósmicos que a Fonte Primordial emana constantemente do Universo Espiritual.

Nesse sentido, ao contatar apenas um dos diversos Nomes de Deus, as criaturas conseguem, por seus próprios meios, unir-se essencialmente a uma rede suprema de energia espiritual que é emanada da Fonte da Criação, que gera o tempo todo a evolução e a recriação da vida por intermédio de experiências, de escolas e de aprendizagens.

Por meio da revelação dos Nomes de Deus, a humanidade poderia voltar a conceber no seio de sua raça os atributos fundamentais que, uma vez estabelecidos na consciência humana, permitirão gestar as bases futuras de uma nova civilização, que estará principalmente baseada na vida do espírito e não na vida da matéria.

Esta transição que a atual humanidade está atravessando despertará em todo o planeta uma grande definição interior, e isso se dará no momento mais culminante, quando a raça se definir em permanecer no amor ou na indiferença.

Se os seres humanos dessem esse salto cósmico à concepção divina do amor que existe dentro de cada ser, a Terra seria repovoada por novas Leis da Fonte, que até os dias de hoje não puderam descer para transfigurar e sublimar a consciência humana.

A partir dessa definição de estar em Deus e de invocar Seus Nomes sagrados, será criada a condição necessária para aprender a superar os tempos finais e definitivos.

A escolha estará nos seres humanos, criaturas que guardam em si o potencial infinito de saber e de poder comunicar-se com Deus.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado!

Abençoa-os,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM PARA A APARIÇÃO DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

No princípio de tudo, o Criador aspirava a que todos os Seus filhos conhecessem a verdade e compreendessem a essência do Seu Amor, razão pela qual Ele se havia multiplicado.

O único motivo da existência de todas as coisas é o Amor de Deus, que em um momento foi tão grande que não coube n'Ele mesmo o que o fez multiplicar-se em Três, sem deixar de ser Único. E, ainda sem deixar de ser Único, multiplicou-se em muitos mais.

O mistério do Amor é que ele se multiplica e se doa, sem deixar de pertencer à mesma Fonte. Aquele que ama participa da multiplicação de Deus e da essência da Criação; aquele que ama verdadeiramente, ama com o Amor do Pai e o doa a todos, tornando infinita, e ao mesmo tempo única, essa presença Divina.

Chegará o tempo em que as palavras darão lugar à sabedoria do coração, porque o Verbo Divino é vibração e não conjuntos de letras, que formam ideias, conceitos e tentam encerrar em si algo que é inexplicável e compreensível ao mesmo tempo.

No princípio da escola humana, os seres da Terra atraíam, de experiências anteriores, o raio da ciência de Deus, porque, naquele momento, necessitavam do conhecimento Divino para evoluir como raça e como consciência. Porém, a humanidade limitou a ciência divina com os muros concretos de sua mente e muito do que o que Criador tentou revelar-lhes ficou preso na impossibilidade humana de receber os impulsos de Deus.

Foi assim que o conhecimento estancou-se na limitação da mente humana e aquilo que era infinito e sublime limitou-se tanto quanto o homem, que estava preso em sua matéria e distante de seu espírito.

Dessa forma, filhos, a verdade nunca lhes foi revelada, porque, apesar de acreditarem que tinham sabedoria, sempre tentaram colocar na compreensão humana um conhecimento e uma verdade que transcendem infinitamente essa compreensão.

Aqueles que puderam contemplar ou vislumbrar um pouco dessa verdade mantiveram-se em silêncio, porque sabiam que ela não cabia nos conceitos humanos; como lhes disse, o Verbo Divino é vibração e não palavras.

É por essa razão que a história do Universo, do Cosmos, da Criação, escreve-se nos Espelhos e não em folhas de papel.

Para compreender a verdade que lhes trago, devem ingressar no universo interior e ler no espelho do coração o que Eu lhes transmito.

Muitos acreditaram que o fato de que Eu me aproximasse do planeta significava um retrocesso na vida evolutiva, e, na verdade, filhos, a arrogância e ignorância humana não lhes permitiram compreender que Eu vim colocá-los no caminho correto da evolução; vim para ativar os espelhos de seus corações e ensinar-lhes, mais do que a pensar, a sentir e a viver o ensinamento.

É através de Minha presença que podem chegar à essência do coração e ali compreender, sem explicar, os mistérios divinos.

Agora que a oração já lhes abriu a porta do coração e da consciência, chegou a hora de compreenderem esses mistérios que tanto lhes anunciei. Apenas lhes peço que não cometam os mesmos erros do passado, tentando compreender e explicar cientificamente o que Eu lhes direi. Esta era é a era do Amor e não mais da ciência, porque a ciência os trouxe até aqui, para que agora ingressem em outros graus de evolução e possam manifestar a Vontade divina.

Se seguirem tentando guiar-se por impulsos e ensinamentos do passado, perderão a oportunidade de viver o novo e de serem transformados pelas correntes que este ciclo atual lhes traz do Universo.

Escutem o que lhes digo, filhos Meus, acendendo o espelho do coração e não a mente. No espelho do coração, há silêncio e sabedoria e é assim que deverão receber as novas chaves destes tempos.

O Criador deseja aproximá-los da verdade sobre a sua origem, não apenas para que tenham conhecimento, mas para que essa informação os aproxime da Vida Divina e encontrem o caminho para retornar.

Que a Verdade e a amplitude do Cosmos lhes revelem a verdade e a amplitude sobre si mesmos, porque já é hora de reconhecerem a semelhança com Deus – que é espiritual e essencial – para assim suportarem os tempos que virão, sustentados pela verdade, e manifestarem na Terra o Plano do Criador.

Eu os amo e lhes agradeço por escutarem-Me com o espelho do coração.

Sua Mãe Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN

A Rede de Comunicação dos Espelhos Celestes (continuação)

Abra seu coração e esvazie sua mente para compreender e viver os mistérios da Criação.

Nessa abertura, você poderá penetrar a essência do conhecimento, e tudo o que é sagrado no Universo não lhe chegará somente como informação, mas também como códigos de Luz que despertam em seu ser para transfigurá-lo.

Este é o poder dos espelhos, usinas celestiais de harmonia universal que concentram dentro de si todos os atributos da Criação. Dizemos e entendemos por atributos todos os raios e correntes celestiais que os Pais Criadores utilizaram para a manifestação dos planos e da vida.

São esses atributos que permitem, de tempos em tempos, renovar a vida universal e todos os ciclos, trazendo impulsos positivos que compenetram toda a Criação. É assim que os Espelhos Celestes guardam em si a lembrança de nossa origem espiritual, mental e material.

No princípio, na origem, o que compreenderíamos como a essência do Pensamento de Deus, a Fonte criou os Arcanjos, para que eles criassem os exércitos de luz no Universo Mental; e foi assim que, no princípio de tudo, o Universo Mental foi gestado pela existência dos primeiros exércitos dos Elohim.

Essas consciências resplandecentes foram impulsionadas a colaborar na criação do Universo Material, porque, no Pensamento e no Coração do Pai Eterno existia a Vontade de que houvesse grandes experiências de Amor que superassem todas as anteriores.

Os Pais Criadores desde o princípio criaram, a pedido de Deus, os Espelhos Celestes, porque dentro do Universo Material e Mental eles ajudariam na evolução espiritual de toda a vida universal.

Os Espelhos Celestes foram formados também por doze atributos, doze raios ou doze correntes de energia espiritual e divina que permitiriam manter a história da origem da Criação bem guardada e disponível, como uma informação luminosa para todas as consciências que seriam criadas à imagem e semelhança de Deus.

Os doze atributos que se expressaram durante a gestação do Universo Mental e Material emanaram diretamente do que conhecemos como Fonte da Criação, que é a essência pura e imaculada do Pai Eterno.

Desde então, durante doze ciclos ou doze tempos, o Universo Mental e Material que estava em formação recebeu esses impulsos espirituais para que se terminasse de constituir a vida evolutiva nos diferentes planos.

O primeiro atributo emanado da Fonte foi o da VIDA. Deus, naquele momento, decretou:“Que em todos os planos exista a Vida, que será visível e invisível, mas que, em essência, estará cheia de Amor”.

O segundo atributo emanado da Fonte foi o da UNIDADE. Deus decretou naquele momento: “Que toda Vida que se manifestará à semelhança da Minha conheça e viva a Unidade para alcançar a Fonte através do Amor”.

O terceiro atributo que emanou da Fonte foi o do AMOR. Deus decretou naquele momento: “Que o Amor Divino seja conhecido por toda a Vida e que a Vida expresse todos os graus de amor para que a evolução avance”.

O quarto atributo que emanou da Fonte foi o da SABEDORIA. Deus decretou naquele momento: “Que a Sabedoria torne sagrada toda a Vida; que os espíritos enobreçam suas consciências ao terem conhecimento do amor e da unidade”.

O quinto atributo que emanou da Fonte foi o da HUMILDADE. Deus decretou naquele momento: “Que toda a Criação seja humilde em seu espírito e em sua constituição; que o verdadeiro governo e evolução alcancem os humildes e que toda a vida imite esse sagrado caminho”.

O sexto atributo que emanou da Fonte foi o da COMPAIXÃO. Deus decretou naquele momento: “Que a Compaixão absoluta surja na vida universal para que as consciências recordem que tudo é baseado no Amor e na Misericórdia”. 

O sétimo atributo que emanou da Fonte foi o da MISERICÓRDIA. Deus decretou naquele momento: “Que toda a Criação viva em essência a Misericórdia e que essa lei vivifique quem a contemplar em devoção”.

O oitavo atributo que emanou da Fonte foi o da POBREZA DE ESPÍRITO. Deus decretou naquele momento: “Que a verdadeira evolução aconteça em todos os pobres de espírito para que nada nem ninguém, nenhuma tentação os desvie do sagrado caminho”.

O nono atributo que emanou da Fonte foi o do SERVIÇO, e Deus decretou naquele momento: “Que a cooperação e a ajuda mútua estabeleçam nos universos o espírito do serviço; que o amor e o serviço penetrem toda a vida para que a fraternidade surja e seja a base da evolução universal”.

O décimo atributo que emanou da Fonte foi o da PIEDADE, e Deus decretou naquele momento: “Ditosas todas as consciências que implorarem ao Meu Santo nome, porque terei Piedade absoluta por cada uma delas e, assim, conhecerão o poder da Misericórdia de Meu Coração”.

O décimo primeiro atributo que emanou da Fonte foi o da ETERNIDADE, e Deus decretou naquele momento: “Que toda a Criação conheça, depois de sua experiência, a Eternidade; que todos os planos que guardam a vida universal elevem os espíritos para que se fundam com o infinito e, assim, alcancem a imortalidade”.

O décimo segundo atributo que emanou da Fonte foi o da CIÊNCIA, e Deus decretou naquele momento: “Que toda a Criação e a vida tomem consciência das Leis e que elas conduzam, guiem e readaptem toda a vida universal, sob o espírito da harmonia”.

Estes doze atributos foram guardados essencialmente dentro dos Espelhos Celestes, que também irradiam esses princípios criadores para todo o universo material.

Os espelhos celestes são como grandes estados de consciência divina presentes em três planos: material, mental e espiritual. E, assim, se estabelece em todo o universo um poderoso equilíbrio que é sustentado pelas consciências angélicas.

É assim que a Rede de Comunicação dos Espelhos ajuda na redenção e na reabilitação de toda a vida, em ciclos e em tempos diferentes. Dessa forma os Espelhos Celestes, contando com esses impulsos divinos, tornam-se fontes de emanação de amor e de unidade para toda a vida.

A existência dos espelhos celestes recorda a toda a vida planetária que as almas sempre devem aspirar a se tornarem um dia semelhantes a um Espelho, não por sua potência, mas para poder espelhar o que o Pai espera de cada criatura, assim como Ele pensou no princípio.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado!

Unida ao espelho de luz de cada coração,

Sua Mãe Maria, Rosa da Paz

MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN

A Rede de Comunicação dos Espelhos Celestes

No vasto universo, onde a vida infinita se expressa, existem áreas específicas dentro do universo material como o de vocês, em que redes de espelhos atuam como retransmissores de correntes de energia divina, assim como de impulsos que são gerados através dos sete primeiros raios.

Nessa grande rede de comunicação, a vida evolutiva consegue comunicar-se entre si e, ao mesmo tempo, toda a vida universal capta espiritual e interiormente os impulsos que gera a mesma rede.

Entendemos por rede um amplo agrupamento de instrumentos espirituais da Hierarquia Celeste, que se utiliza para manter interligada toda a vida evolutiva com os princípios de Deus, o que, nesta humanidade, se conhece como Vontade Divina.

É essa Divina Vontade, proveniente da Fonte de Abba, que se retransmite universalmente através da rede de comunicação dos Espelhos Celestes.

Assim como no universo material existem espelhos de luz que cumprem funções específicas, a rede de todos os espelhos se inter-relaciona entre si, já que cada um desses instrumentos contribui para a vida universal com a possibilidade de ampliar o conhecimento, bem como de trabalhar no serviço ao Criador.

Os espelhos são formados por sutis emanações de amor dos Pais Criadores, dos Elohim. No princípio, quando os universos foram criados, a primeira forma de manter toda a vida universal comunicada era através do que denominamos Espelhos Celestes.

Foi assim que os Pais Criadores pediram aos Seus exércitos angélicos que, com seu poder mental superior, criassem, no Universo Material, grandes estanques de luz, que, mais tarde e através dos tempos, se converteram nos chamados Espelhos Celestes.

Os Espelhos Celestes foram criados a partir da fusão que tiveram com os códigos divinos do Amor e da Unidade. Foi a base essencial que permitiria que todo ser que vivesse no Amor do Pai pudesse entrar em contato com os tesouros espirituais guardados na rede de comunicação dos espelhos.

A pedido do Arcanjo Uriel, os exércitos angélicos criadores gestaram a primeira rede dos Espelhos Celestes no universo material, conhecido como o primeiro Céu. Mais tarde, quando os espelhos já estavam criados pelas correntes espirituais que os anjos tinham trazido, os mesmos espelhos foram desdobrados em seis planos ou seis Céus, para que assim estivessem presentes em todos os universos, isto é, no universo material, mental e espiritual.

A rede de comunicação dos Espelhos Celestes está presente nos sete primeiros Céus. É dessa forma que uma grande comunicação espiritual, mental e material se estabelece em toda a vida universal e cada consciência que faz parte da Divina Criação de Deus está integrada a esse potentíssimo caudal de conhecimento e de evolução.

O Arcanjo Uriel foi quem encomendou aos seus anjos que semeassem a essência do Amor e da Unidade nos Espelhos Celestes. Mais tarde, o Arcanjo Rafael enviou suas legiões para que derramassem, em todo o universo material, os princípios da cura e da redenção. Depois do Arcanjo Rafael, o Arcanjo Gabriel enviou seus anjos mensageiros para que guardassem em todos os espelhos o conhecimento sagrado da Criação, com o fim de que, algum dia, fosse revelado, como está sendo no dia de hoje.

Por ultimo, para proteger esse legado divino, o Arcanjo Miguel enviou suas hostes de Luz para que fossem, por toda a eternidade, os porteiros dos espelhos, que, incondicionalmente e por serviço a Deus, protegeriam as relíquias da Criação.

Foi assim que, quando a rede de comunicação dos Espelhos Celestes foi formada pela intervenção dos Pais Criadores e de suas hostes de Luz, Abba decidiu enviar um potente impulso de Amor divino e universal ao universo material. E através da Sagrada Energia Feminina, através da Essência Pai-Mãe, depositou sobre a rede dos espelhos os princípios da Misericórdia e da Piedade.

O Arcanjo Gabriel relata que quando este acontecimento se deu, todas as hostes universais estiveram prostradas durante três dias, no tempo divino, para agradecer a Deus por ter feito surgir de dentro de Si o aspecto feminino da Criação, hoje conhecido como o Espírito da Mãe Universal ou Mãe do Mundo.

Naquele tempo, toda a Criação estava se ordenando e se preparando para as primeiras experiências evolutivas.

Naquela conjuntura, o Pai Abba considerou universalmente que a vida criada necessitaria de uma Consciência Maternal, suficientemente amorosa e misericordiosa, a ponto do Pai enviá-la à Terra para encarnar como Mãe do Messias de Israel.

Este ato de misericórdia universal também permitiu que a rede de comunicação dos Espelhos Celestes estivesse amparada e acompanhada pela Consciência Mãe de Deus.

As primeiras revelações sobre os espelhos chegaram a partir dos anos 70 e 80, quando a Hierarquia Celestial decidiu revelar este segredo divino que está presente e vivo há milhões de anos, depois de a humanidade haver aprendido a se autodestruir várias vezes.

O Pai concedeu a Graça da consciência humana recordar-se da  sua missão no Plano e no Universo. Concedeu que a humanidade despertasse para a verdade da qual por muitos séculos se havia afastado.

A rede de comunicação dos Espelhos Celestes tem permitido que este planeta ainda exista na Criação, e sobretudo os espelhos têm gerado o equilíbrio do eixo da Terra e dos pólos.

Não fosse esta silenciosa intervenção, a raça já teria se auto-destruído. Essa ajuda incondicional dos espelhos vem desde o momento em que o aspecto do Filho Primogênito de Deus chegou ao mundo para salvá-lo em todos os planos da consciência.

É assim que o despertar está sendo concedido a todos, independentemente do grau das dívidas. O Plano de resgate de Cristo já está em marcha e todos terão a última Graça de poder corresponder.

Que a rede dos Espelhos Celestes represente para todos a oportunidade de recordar dentro de si que são consciências criadas por Deus e que podem aprender a amar e espelhar a unidade para todo o Universo, sem a necessidade imperiosa de destruir o planeta.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado!

Unida ao espelho de cada coração orante,

Sua Mãe Maria, Rosa da Paz

Quem somos?

Associação Maria
Fundada em dezembro de 2012, a pedido da Virgem Maria, a Associação Maria, Mãe da Divina Concepção é uma associação religiosa, sem vínculos com nenhuma religião instituída, de caráter filosófico-espiritual, ecumênico, humanitário, beneficente, cultural, que ampara todas as atividades indicadas através da Instrução transmitida por Cristo Jesus, pela Virgem Maria e por São José. Ler mais

Contato