MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA DURANTE A VIAGEM DA CIDADE DE SÃO PAULO AO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Assim como os povos do deserto, enviados por Deus para serem provados na fé, no contato interior e na confiança na Vontade Divina, puderam construir as bases para a chegada do próprio Criador a este mundo, que vocês, filhos, levados pelo Pai ao deserto interior, conduzidos pelas provações deste tempo, possam fortalecer a própria fé, possam construir as bases para uma nova vida e, mais do que isso, possam construir as bases para o retorno de Cristo a este mundo.

Em níveis diferentes, a história da humanidade se repete, porque os ciclos trazem novas oportunidades de se cumprir com plenitude a Vontade do Criador.

Estão aproximando-se do retorno de seu Senhor ao mundo e, para que vivam esse momento, devem preparar o Seu caminho. E o caminho para Cristo, filhos, será preparado não de fora para dentro, mas de dentro para fora.

Esse caminho tem sua origem em seu universo interior, no mais profundo da verdade humana, chamada essência; e esse caminho, que começa em vocês, conduz ao Universo Celestial, à Fonte da vida, na chamada Essência Divina.

O caminho para o retorno de Cristo é a ponte entre os seus corações e o Coração de Deus, e essa ponte está sendo construída agora, através da fé, da persistência, da obediência e do amor absoluto ao seu Criador.

Por isso, deixem que as provas se transformem em tijolos, nessa construção interna, partes dessa ponte para o Coração de Deus. 

Não temam nada, mas apenas aprendam com tudo o que viverem e façam-se fortes em Cristo, a cada novo desafio.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA DURANTE A VIAGEM DA CIDADE DE SÃO PAULO PARA CARMO DA CACHOEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Aos puros de coração, são abertas as portas do Céu.

Aos puros de coração, são abertos os caminhos para o perdão e para a redenção, e suas almas podem tocar o Coração de Deus por sua simples pureza.

Ao pensar a evolução humana, filhos, o Seu Criador manifestou o nascimento e a infância dos seres, porque, nesse período de suas vidas, recebem novas oportunidades de curar o incurável e redimir o que parecia impossível.

Quando uma alma encarna, em um corpo frágil de criança, manifesta a pureza de sua essência e de seu espírito. Dessa forma, recorda o que é necessário para comover o Coração do Pai e retornar a Ele.

Vida após vida, na infância, as almas recebem uma oportunidade de recomeçar antes que suas dívidas mais antigas comecem a atuar em sua consciência espiritual e desenhem o seu destino em mais uma vida.

Ser criança é ter as portas abertas para curar-se, redimir-se, perdoar-se e retornar a Deus. Por isso, é muito importante que, ainda nessa etapa da vida, as almas conheçam e reconheçam a Presença Divina, Sua Misericórdia e Sua Graça, porque é dessa forma que espíritos tão antigos, e outrora tão perdidos, podem voltar a reencontrar Deus.

Orem pelas crianças e, mais do que isso, orem pelas almas que, em pequenos corpos e grandes essências, recebem mais uma oportunidade de retornar a Deus e renovar o Seu Amor.

Que a pureza da infância não se perca, mas que seja fecunda, para que o destino das almas seja traçado com bases de amor e de perdão.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, PAYSANDÚ, URUGUAI, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Caminhar pelo deserto e ser vencido pelo Poder de Deus não é ser indiferente com a vida ou com o próximo. O deserto os leva a conhecer a Deus para que sejam capazes de encontrar toda criatura e toda vida dentro do Criador.

O deserto é um Encontro.

Depois de cruzar o vazio, a aridez e a solidão, transcendidas as primeiras etapas do deserto, purificado o coração e rendido a Deus, que é sua única e última Fonte de água pura, os corações vivem um Encontro. Em Deus descobrem a verdade, a pureza e a Vida mesma, contendo em si todas as criaturas.

O deserto é um caminho para encontrar o próximo de verdade. Ao conhecerem a si mesmos, despojando-se das aparências, das muletas, das correntes, também vão começar a ver com olhos transparentes. Cruzando o deserto e encontrando a Deus, poderão enxergá-Lo em tudo e em todos, descobrir Seu Amor revelado nas essências dos homens.

Quando um coração vive árido, não é porque está simplesmente cruzando o deserto, é porque pisou o deserto. Mas precisa caminhar nele, deixar-se transformar nele, viver o vazio e também o Encontro.

O deserto é feito de etapas, descobertas, experiências profundas e internas que devem hoje ser compreendidas. Se os seus corações sentem aridez, vazio, tentação, solidão, aprofundem-se no que vivem e cheguem à rendição, à revelação da fé. 

Deixem quebrar suas muletas, suas correntes. Deixem pelo caminho os apoios humanos e, inclusive, os espirituais, que se manifestam como virtudes e destrezas, e permitam-se ser nada.

Sigam deserto adentro em um longo caminho que é esvaziar-se.

Sintam-se suspensos no nada e, ao mesmo tempo, muito próximos de tocar a Deus.

É o Encontro do deserto que os fortalece para renovarem o Amor de Deus. Se não há deserto, não há Amor Crístico. Mas não lhes falo apenas de tocar os pés nas areias quentes e sentir sua aridez; falo de saber-se no deserto, aceitá-lo, adentrá-lo, vivê-lo plenamente.

Por isso lhes falo sobre o deserto, não para trazer alento, mas para trazer valentia. Valentia de ser nada.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo

Quem somos?

Associação Maria
Associação religiosa cristã e ecumênica que tem por finalidade difundir a mensagem universal de amor e de paz que Cristo Jesus, a Virgem Maria e São José transmitem aos monges da Ordem Graça Misericórdia, estimulando o crescimento espiritual através da oração e do serviço altruísta.

Contato

Mensageiros Divinos