Segunda-feira, 25 de julho de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM PARA A APARIÇÃO DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA,  À LA VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS

É tempo de reconhecer a verdade de Deus, filhos Meus; retirar a consciência da ignorância sobre si mesma e viver a filiação divina como princípio todos os dias.

É tempo de reconhecer a própria essência e, em humildade, voltar-se para o Criador de todas as coisas, que habita no próprio interior, e deixar que Ele se expanda e estabeleça definitivamente o Seu Reinado.

Eu vim ao Reino de Lys, filhos amados, por um propósito universal e não por um propósito humano. Eu vim porque é neste Meu Reino, espiritual e divino, onde se guarda o mais puro de cada consciência. É a partir do Reino de Lys que resguardo as essências e protejo todos os Meus filhos de si mesmos e de Meu adversário.

As chaves que abrem as portas desse Reino são a fé e a devoção ardente, e é essa fé e essa devoção, que vim renovar no interior de Meus filhos, para que, através de seu despertar, as portas do Reino de Lys estejam abertas para toda a humanidade e para todos os Reinos da Natureza, que também tem sua pureza resguardada em Lys.

Enquanto os tempos agudos iniciam e muitos de Meus filhos estão perdidos em trevas, sobretudo no norte do planeta, é necessário que as portas de Lys estejam abertas, para que, reconhecendo a própria essência, descobrindo e vivenciando a filiação com Deus, as almas não se apaguem e não esmoreçam diante dos desafios e dos abismos nos quais as lança o Meu adversário.

Filhos, estamos em uma grande batalha pelo triunfo da Paz, e vocês devem ser conscientes disso. O Reino de Lys deve contar com soldados despertos na superfície da Terra para que, conscientes da situação espiritual e física do planeta, sejam guardiões do manancial que flui de Lys para sustentar as almas na verdade e no amor e que elas não se deixem perder nem se enganar pela confusão destes tempos.

Filhos Meus, a pureza irradiada pelos Espelhos de Lys é imprescindível, nestes tempos de escuridão e de trevas, para uma grande parte da humanidade. E, quando lhes falo de trevas, não Me refiro apenas às guerras, à fome, à violência, mas também falo da ignorância, da indiferença para com Deus e do crescimento das energias capitais, que cegam os olhos dos que se comprometeram com o Meu Filho e com o Criador, para viverem princípios crísticos e despertar um amor que abre as portas do Infinito para a união com Deus.

Os Espelhos de Lys, com sua potência divina, devem dissolver as trevas que não permitem que Meus filhos encontrem a verdade sobre si mesmos e sobre a vida na Terra. E para que esses Espelhos estejam ativos, filhos, deve haver colunas de oração e de fé que os sustentem e que, com pureza de intenção e humildade, ofereçam ao Pai o seu despertar e sua entrega, para serem instrumentos Seus no mundo.

É por este motivo, filhos Meus – um motivo universal e divino – que desperto o Reino de Lys e que instituo aqui uma nova Casa na superfície da Terra; não porque não seja suficiente o que já alcancei como Divindade na Europa através de Fátima, de Lourdes ou de Medjugorje. Cada uma de Minhas Casas tem uma função única: certas almas a despertar e um princípio divino a manifestar.

Agora é tempo de um despertar mais profundo para a Europa, assim como para a América. É hora de Meus filhos serem mais conscientes da batalha destes tempos e de se unirem através do ecumenismo universal para sustentar espiritualmente o planeta e preparar no solo da Terra a fecundação de uma nova vida.

Filhos, com o simples motivo de elevá-los e despertá-los é que estou aqui. Como Mãe Celeste e Universal, busco conduzi-los à verdade do Criador.

Que, nesta noite, os Espelhos de Lys se acendam no interior e reflitam em suas essências a Sua pureza e Sua paz, para que vocês sintam e vivam o despertar para a vida superior. E que suas almas, que estão sedentas por servir ao Pai, encontrem finalmente o seu caminho.

Eu os amo e os abençoo, colocando em suas essências a Flor de Lys, flor que desperta a pureza e a verdade em seu interior.

Aquela que os guia sempre,

Sua Mãe Maria, Rosa da Paz