Quinta-feira, 25 de maio de 2017

Mensagens diárias
MENSAGEM PARA A APARIÇÃO DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE LISBOA, PORTUGAL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

O bálsamo para a indiferença: a Oração

Filhos amados, desde o princípio desta Obra, e antes dela, ensinei-lhes a orar, inspirando os seus corações para a vivência de um simples mistério, que, por ser tão simples e acessível, para muitos foi incompreensível.

A oração é simples, mas não deixa de ser misteriosa, não deixa de guardar em si, assim como o silêncio, um tesouro incalculável.

A oração é um escudo contra o mal, mas também contra si mesmos, contra todos aqueles aspectos que lhes são incontroláveis; porque não é com a própria força e poder humano que conseguirão controlá-los e sublimá-los. A oração os coloca nas Mãos de Deus, como indivíduos e como humanidade, e abre uma porta para que seja a Lei Divina a atuar em suas vidas.

Quando Eu lhes conto as Minhas dores, mostro-lhes Minhas chagas e os chamo a vivê-las Comigo, não estou lhes oferecendo um peso maior do que podem suportar, mas apenas impulsionando-os a que façam e vivam as coisas que já estão preparados para fazer e viver, como orar constantemente.

Se orassem um Mistério todos os dias, muitos espinhos não estariam em Meu Coração. Se orassem à Mãe Universal, invocando os Seus atributos, muitas das energias capitais que os atormentam e que atormentam a humanidade já não estariam em seus corações nem em suas mentes, porque os atributos de sua Mãe Divina preencheriam os espaços que hoje estão ocupados pela vaidade, pela soberba, pela indiferença e pela inércia que permeiam as mentes e os corações dos Meus filhos.

Não sofram nem se entristeçam ao escutar Minhas palavras, porque essa é uma forma humana de compensar a falta de esforço e sacrifício em suas vidas. Aquele que compreende verdadeiramente o que lhes digo toma em suas mãos o rosário e vai esmerar-se por atrair ao mundo o Dom da Presença Divina.

Aquele que vê no horizonte a Justiça de Deus não se esconde dela, debaixo de uma mesa, mas sim clama até o último segundo pela Misericórdia, mesmo sabendo que viverá aquilo de que necessita, segundo o aprendizado que escolheu viver.

Filhos Meus, com amor lhes digo que é tempo de viver a maturidade espiritual; e isso alcançarão não com o pesar de seus corações, mas com a coragem e o valor de atrair para o mundo, através da oração e da transformação verdadeira, as leis que equilibram tudo o que a humanidade vive pelas permissões que vocês constantemente se dão de ferir o Coração de Deus.

Com simplicidade em Minhas palavras e com Amor em Meu Coração, apenas lhes digo, hoje, que orem. Orem para que Deus triunfe em vocês. Orem para que seja Ele a viver esta batalha. Orem para que encontrem forças para não serem indiferentes, distraídos e tão perdidos nas influências do mundo e distantes de Deus. Orem para reconhecer a Verdade, para contemplar no mundo aquilo que fere o Coração do Pai e saber equilibrá-lo.

Orem para curar os seus próprios corações e já não buscar no outro, ou no mundo, a justificativa de suas misérias. Orem para saber verdadeiramente o que é carregar Comigo a cruz da humanidade inteira e viver a Paixão planetária, como Meu Filho viveu a Sua Paixão no Calvário.

Orem para saber que a vida vai além do que os seus olhos podem ver e encontrem na eternidade a sua fortaleza. Orem, filhos Meus, porque é a oração – simples como ela é – que vencerá os abismos, fechará as portas ao mal e consumará a redenção dos filhos de Deus.

A oração é o bálsamo para os enfermos de espírito, para os cegos, para os fracos, para os pobres, para os que estão cheios de si e vazios de Deus.

Orem com verdade e compreenderão, no silêncio de um sentimento inexplicável e inominável, a essência do que hoje lhes digo. Meu rosário será uma extensão dos seus. Sempre que orarem de coração, estarão orando Comigo.

Eu os abençoo hoje e sempre, sob a Luz do verbo orante,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz