Domingo, 21 de maio de 2017

Mensagens diárias
MENSAGEM PARA A APARIÇÃO EXTRAORDINÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ E MÃE DOS OCEANOS, TRANSMITIDA NA CIDADE DE LISBOA, PORTUGAL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS, POR OCASIÃO DO ANIVERSÁRIO DO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN

Enquanto a humanidade dorme e caminha buscando um preenchimento que a cada dia a leva para um vazio maior, Eu estou aqui, filhos Meus, no horizonte, contemplando os seus pequenos corações.

Eu sou a Mãe dos Oceanos, Aquela que sustenta, com Seu Manto e com a Sua Graça, os mares e todas as criaturas que neles habitam.

Cada pequena criatura marinha é uma parte viva do Meu Espelho de Luz, do Meu Coração.

Os seres marinhos ocupam um lugar especial em Meu Coração Materno, porque eles são parte da Minha Pureza. Através deles, Eu equilibro as mentes e os espíritos dos homens e gero méritos perante Deus para que este mundo continue existindo

Contemplem hoje os mares como grandiosos Espelhos de luz, semelhantes aos Meus Espelhos no Universo. Através deles, reflito para o mundo a paz, e aqueles corações que estão abertos podem senti-la e recebê-la em seu interior.

Os mares são partes vivas da Minha Fonte espiritual, são a materialização da pureza divina e existem na Terra para recordar aos corações, constantemente, que eles devem um dia retornar a Deus.

Os mares são uma oferenda do Criador ao mundo, para que Suas criaturas pudessem recobrar a Pureza Essencial e, a cada vez que submergissem os seus corpos nos mares, saíssem renovados como uma nova essência que surge nos estanques celestiais. E os seres marinhos são aqueles que, com amor, sustentam essa possibilidade de renovação para a Terra.

Os mares não apenas equilibram e transmutam o planeta, eles são espiritualmente um caminho para retornar a Deus.

Por isso, filhos Meus, ao longo dos oceanos, estão distribuídos os Espelhos de Luz que os limpam e purificam para que nunca percam a pureza que Deus lhes entregou.

Mas o sofrimento dos seres marinhos, a poluição das águas e a incompreensão dos homens diante da missão espiritual dos mares enfraquecem-nos e fazem com que, pouco a pouco, eles sustentem menos o planeta.

É chegada a hora de sustentar espiritualmente os mares, por tudo o que eles entregaram ao mundo. 

Chegou a hora de reconhecer a missão espiritual da natureza e buscar uma compreensão mais ampla da vida, e não apenas uma compreensão encerrada no próprio interior, no próprio eu, na própria personalidade e vida pessoal.

Tudo no mundo, como no Universo, tem uma razão de existir.

Toda a vida cumpre uma função espiritual, e é da comunhão e da unidade vivida entre todos que o Plano de Deus se cumpre e o retorno à Origem se manifesta.

Tudo é parte da multiplicação de Deus, em tudo está Sua Presença, e, como um misterioso quebra-cabeça celestial, o Criador conta com cada uma de Suas criaturas para expressar a Sua Unidade. Por isso, toda a vida, filhos, depende da unidade entre os seres.

Compreendam hoje, então, a grandeza dos mares e a sua missão no mundo.

Orem pelos oceanos, orem pela vida que habita em seu interior e agradeçam todos os dias pela sua existência.

Com esse ato simples de pensar menos em si e mais na Criação, vocês se aproximarão de Deus e colaborarão para a expressão de Sua Divina Unidade.

Eu os abençoo neste dia de graças e lhes agradeço por estarem comigo, orando pelos oceanos.

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz e Mãe dos Oceanos