Quarta-feira, 28 de março de 2018

Sagrada Semana

E agora que vim ao teu encontro, recosta tua cabeça sobre o Meu Peito e sente toda a paz que Eu posso te proporcionar neste tempo; uma paz que ninguém mais pode te dar, nem entregar.

Sente agora o Meu Coração vivo, que pulsa interiormente, perto dos teus ouvidos. Este é o Coração que padeceu pelo mundo e pela humanidade.

É o Coração que derramou Seu Sangue pelas almas, para o perdão das faltas, e que ainda continua fazendo-o por todos os Seus companheiros e por Seus inimigos.

Mas hoje não penses, amado Meu, no que estás sofrendo ou no que poderias sofrer. Pensa em Mim, une-te à Minha Consciência e sente o Meu abraço paternal, porque Eu cuido de todas as Minhas ovelhas, uma a uma, e nunca Me esqueço de ninguém.

Entrega-te a Mim e rende-te, como tantas vezes te peço.

Não temas pelo que virá, mas pelo que não está sucedendo em tua vida.

Agora, refugia tua alma sob os Raios do Meu Coração e sente o sopro do Espírito atuando em cada momento, em cada respiração, bem como em cada palavra.

Eu posso restaurar todas as coisas. Eu posso suprir todas as coisas, porque não sou Eu quem o faz, é Meu Pai que está nos Céus, é Ele quem obra, quem realiza e quem manifesta a Vontade Superior.

Deixa para trás o que não compreendes, o que não aceitas ou o que não entendes.

Confia neste Amor que Eu estou te doando, porque é um Amor que deve se realizar em ti para que o Plano de Deus se realize na Terra.

Recosta-te como João, o apóstolo, sobre o Meu Peito e sente as dores e as agonias do teu Senhor, no silêncio e na calma.

Deus não oferece sofrimento às almas, são as almas que buscam o sofrimento, porque no Reino dos Céus, de onde Eu provenho, não existe dor nem culpa. Alegra-te por estares recostando tua cabeça sobre o Peito do Teu Mestre.

Sei que não compreenderás tudo de uma só vez, mas isso não importa para o teu Senhor. O que importa é que vivas plenamente, unido a Mim, em espírito e em essência.

Não confirmes teus pecados, não afirmes teus erros; eleva teu coração e coloca-o dentro do Meu, para que Eu possa transformá-lo e poli-lo como as mãos do oleiro. Assim estarás em perfeita liberdade e em profunda calma e, da noite para o dia, não saberás o que te sucedeu, porque tudo terá se transformado tal qual Eu pensei, segundo os desígnios de Deus.

Recebe o Amor do Meu Coração como um bálsamo e rende-te. Meu Coração não te fará mal; Meu Coração não te causará dano. Meu Amor é bem e é pacificação para as almas.

Serve-te de tudo o que Eu posso te doar e confia, porque tudo está marcado, tudo tem a sua hora e o seu tempo.

Assim como tu estás hoje sobre o Meu Peito, sentindo o fogo do Meu Coração e a suavidade da Minha Alma, a ação da Minha Divindade e do Meu Espírito, quisera que muitos mais imitassem este exemplo de união com o Senhor.

Acalma teu coração de toda angústia e aceita o que te entrego, porque tudo tem um fim maior e um propósito que algum dia ainda descobrirás.

Deixa para trás o que padeceste, o que não entendeste; submerge-te no oceano da Minha Luz e tudo se dissipará, porque quem confia em seu Mestre confia em Deus Todo-Poderoso. E a sua vida, dia a dia, passo a passo, com esforço e sacrifício, tornar-se-á livre.

Eu quero da tua alma um novo ser, que seja parte de uma nova humanidade, consciente e desperta, responsável e digna com a Criação.

Há tantos tesouros no Céu, querida alma, que tenho para revelar. Minhas Mãos estão cheias de desígnios e ainda não posso derramá-los sobre o mundo, porque não encontro lugar nem refúgio na humanidade inteira.

Mas se tu, valente Meu, hoje dás o passo por muitos mais, algum dia muitos mais reconhecerão Meu Nome e Minha Glória, e a farão digna em suas vidas para que, assim, triunfe o Amor de Deus.

Agora abraça-Me e sente o calor do Meu Espírito, sente a proteção dos Meus Braços e a respiração do Meu Corpo como um sopro renovador que tudo santifica e tudo renova.

Não há nada que possa se perder. Tudo é transformado segundo a Minha Vontade.

Converte-te em uma das santas mulheres de Jerusalém ou tão semelhante ao apóstolo João, em total entrega e abnegação.

Tudo que vives, alma Minha, tem um motivo e um significado para Deus; não há nada que esteja fora do lugar, tudo tem um sentido e um tempo para se realizar, seja no bem, ou longe dele.

Mas Eu quero que hoje sintas o pulsar do Meu Coração manso, de um Amor inexplicável e redentor, que anseia pelas almas boas e dignas, que cumpram a Vontade de Deus neste tempo de difíceis provas.

Abraça-Me forte e sente o Meu consolo, que é intransferível e imediato. Deixa que Eu te nutra com a Minha Paz e com a chama da Minha Fé, que é o que Me traz ao mundo para buscar os que chamei pelo nome, para que Me acompanhassem nesta era e neste ciclo, quando o mundo viverá o seu maior desafio de todos os tempos e de todas as eras. Não poderei dizer-te o contrário.

Almas Minhas, é hora de viver o Meu Plano e de não esperar mais tempo.

Às vezes, vosso Senhor e Mestre necessita sentir o calor do amor dos Seus filhos para seguir adiante. Por mais que Eu esteja no Céu, não significa que não sinta como um ser humano, porque como ser humano estive entre vós para que pudésseis viver-Me e compreender-Me.

Assim, estareis abraçando o vosso Pai Celestial, que também necessita de consolo ao ver as ofensas e as afrontas do mundo.

Quanto o Amor pode fazer nos corações que decidem vivê-lo plenamente, o Amor que vem do Alto e pode brotar dos corações, fazendo nascer Novos Cristos!

Quero que hoje Me ofereçais o vosso abraço porque necessito dele como vós necessitais de Mim para continuardes caminhando por esta senda, a mais difícil de todos os tempos, que nenhuma outra humanidade viveu, em nenhuma outra época.

Vós viestes aqui, almas Minhas, por um propósito e um desígnio maior, que conhecereis algum dia.

Mas hoje não necessito que compreendais os Meus mistérios, porém que sintais a agonia do vosso Senhor e o pedido de consolo aos corações valentes.

Agora senti como Eu vos cubro com o Meu Manto, aquele Manto que foi rasgado pelas mãos dos Meus inimigos, durante a Paixão, e que cobriu o Meu Corpo chagado, com feridas e ofensas.

Estas são as Chagas que Eu vivo pelo mundo, e quero compartilhá-las com os Meus servidores, com os que se dispuseram a seguir-Me incondicionalmente.

Quero oferecer-vos os Meus sacrifícios e as Minhas dores, porque quem padece com o seu Senhor, padece com Deus, e o Amor que nunca acaba, tudo transforma, até o mais impenetrável. Que as Minhas Chagas sejam motivo da vossa santificação, da vossa persistência e da vossa renúncia.

Porque Eu tenho um plano precioso para cada um dos Meus servidores, que deve cumprir-se nesta hora aguda do planeta, quando tudo se precipita, hora após hora.

Por isso, consagro filhas e filhos para ter exércitos na Terra, que estejam firmes em Mim, apesar do que suceda.

Não tenho nada mais para dar, só o Amor do Meu Coração, que é o que Me trouxe até aqui, através dos tempos e das gerações.

Amor que testemunha a presença do Corpo e do Sangue de Cristo para a reparação das faltas e de todas os cometimentos que não estão na Lei de Deus. Volto a dizer, almas Minhas, que necessito ainda mais dos vossos corações abertos para que Eu possa ingressar com a Minha Consciência nos recintos mais profundos das suas almas, onde o Reino de Deus deve realizar-se para que o mundo e a humanidade ainda existam.

Por isso, nesta quarta-feira santa de recolhimento e oração, não só peço as vossas orações, mas também o vosso abraço, para que o espírito consolador possa estar presente e as almas se animem a dizer 'sim', cada dia mais.

Hoje vos trago o momento mais sagrado da Minha vida, que foi a antessala da última Ceia. Venho falar-vos com o mesmo amor com o qual Me dirigi à Minha Santa Mãe e às mulheres de Jerusalém, assim como aos Meus apóstolos. É este Amor irrestrito e infinito que nunca acaba, porque parte e nasce da Fonte de Deus para as Suas criaturas.

Vós necessitais, finalmente, serdes como Eu e superardes-Me, porque Eu venho aqui para que façais coisas maiores que as que Eu fiz um dia. Isso demonstrará ante o Universo que é possível uma Nova Humanidade, que estará arrependida e pedirá perdão por tudo o que realizou, que não terá vergonha de confessar as suas faltas e estará aberta a receber a Misericórdia de Deus, que é inextinguível e eterna.

Quero que vivais no gozo do Meu Amor Celestial.

E tu, pequena alma, que estás aprendendo a Me amar, não deixes de fazê-lo. Anima-te a cruzar os umbrais da resistência humana, porque Eu te ajudarei a ser verdadeiramente livre de ti para sempre.

Não deixes de sentir o Amor que hoje o Meu Coração emana, e vivifica-o como se fosse a última vez, porque o que Eu venho dar hoje não poderei dá-lo novamente; já está se cumprindo o tempo, e a hora definitiva se aproxima.

Não quero coroar-te com flores, mas com espinhos, para que possas superar-Me no Amor, sabendo que o ser humano é um ser imprevisível em todo este Universo, assim como Eu fui, testemunhando Minha Paixão, Morte e Ressurreição.

Eu ofereço a glória e a honra aos que decidiram estar ao Meu lado, mas também ofereço a Minha dor e a Minha agonia aos que se confirmaram diante de Mim nesta tarde de Graça eterna.

E agora devolvo tua alma ao centro do teu ser, onde existe o Templo sagrado do Amor, que sempre deve estar aceso pela luz do Espírito Santo.

E o Meu Coração Se recolhe para Se oferecer novamente a outras almas no mundo, que também necessitam de Mim.

Benditos sejam os que receberam as Minhas Palavras com gratidão, porque compreenderão tudo no próximo tempo. E quando Eu não estiver mais aqui, entre vós, em pouco tempo, conhecereis profundamente tudo o que Eu quis fazer neste lugar, nesta casa e, principalmente, em vós.

Porque deverei aparecer em outros lugares do mundo que também necessitem de Mim, que também tenham sede da Minha Palavra e do Meu Verbo, e sobretudo, do Amor de Deus.

Com esta solenidade que tento construir em vossos corações através deste encontro, quero que hoje vos dignifiqueis ante o Nosso Pai Celestial, assumindo este compromisso Comigo até o fim dos dias, sabendo que tudo que vivereis será uma grande escola para a alma e o espírito.

Só necessito que deis o vosso amor ao mundo, não importando quem seja, não importando a sua crença ou religião, sua pobreza ou sua riqueza, sua doença ou sua saúde.

Quero que ameis como Eu vos amo, porque a prova que chega ao mundo será muito dura. E nem todos suportarão esse momento. Por isso, fortaleço-vos neste tempo e, por meio do Meu serviço incondicional às almas, dou-vos o Meu Corpo e o Meu Sangue para que possais sobreviver, como seu Mestre sobreviveu em cada passo da Cruz e da Sua agonia.

Não é hora de estardes divididos, distanciados, nem indiferentes. Colocai os vossos corações dentro do Meu, e tudo passará. Porque o que Eu desejo do mundo é muito grande, e isso poderá suceder quando Eu retornar pela segunda vez. Ofereçamos então, almas Minhas, este momento ao nosso Deus Todo-Poderoso, O que permitiu novamente, neste dia, esta Graça espiritual a um mundo infiel. Mas o Amor sempre superará todas essas coisas. Tudo será cumprido como Deus pensou.

Incenso.

Podemos pôr-nos de pé para a bênção destes elementos.

Eu vos chamei aqui, porque nunca Me esqueci de vós e porque tudo tem um tempo para Deus e para o Universo *.

Como estes elementos sagrados que estão aos pés do vosso Mestre e Senhor, hoje também oferecerei as vossas consciências a Deus para que Ele possa cumprir os Seus desígnios em vós.

O Senhor Todo-Poderoso, nosso Pai Eterno que está nos Céus, abençoe com a Sua mais infinita Luz e Sabedoria.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Grato por Me abraçardes de verdade.

Hoje escolhi uma canção que testemunha a Obra da Mãe Celestial, de como cada alma da Terra, tal qual Maria Santíssima, pode responder ao chamado de Deus quando Ele o realiza.

Hoje escolhi vozes tão complementares, uma da outra, para oferecer ao Meu Coração esta resposta das almas, este oferecimento que os corações realizaram ao Meu Espírito.

Cristo chama duas pessoas ao palco.