Quarta-feira, 24 de maio de 2017

Vigília de Oração

Venho por um mundo ferido pela indiferença e ultrajado por seus erros.

Venho por um mundo cheio de rancor e entristecido por seu sofrimento.

Venho em auxílio de todos os Meus filhos, porque assim como é no Céu, assim é na Terra. Nada está separado entre as almas e Deus.

Venho porque estamos em um tempo de crise e os corações não sabem para onde ir, porque não se sentem guiados e não sabem que direção tomar para chegar ao Pai.

Venho como esta nova aurora que pode amanhecer na vida de cada espírito e de cada alma que se entrega a Deus.

Seus corações e suas orações Me trouxeram até aqui. Mas eu olho o mundo com olhos tristes e isso não posso negar aos Meus filhos, que estão rodeados pelo rancor, pela soberba e pelo poder.

O poder é Deus que o tem, queridos filhos, e ninguém mais. A Ele devemos todas as coisas; a Ele devemos toda a gratidão.

Ele merece todo o nosso amor. Assim como Ele nos ama desde o princípio de nossa existência, desde antes de sermos esferas de Luz, essências divinas em Seus Estanques de Amor e de Criação.

Agora compreendem, queridos filhos, quão grande é o Amor de Deus e infinita a Sua Misericórdia? Ele envia Sua Mensageira em um tempo de destruição, no qual muito poucos buscam o verdadeiro amor e o benefício comum entre seus semelhantes.

Hoje, Minhas Mãos oram pelo mundo. Eu as uno implorando ao Pai por uma Graça infinita e inexplicável.

Venho em um tempo de grandes provas e, hoje, tomo este tempo com vocês para que escutem, uma a uma, Minhas Palavras e para que elas vibrem em seus corações, para que não as percam, nem em suas memórias e menos ainda em suas consciências.

Hoje, venho como a Senhora do Rosário da Paz. E, hoje, lhes mostro sim Meu Coração rodeado de espinhos, sangrando em um profundo e imaculado Amor, ao ver o mundo tão distante de sua realidade.

Quero que contemplem com sua Mãe Celeste tudo o que Ela vê desta humanidade, porque Minha intenção é tirá-los da indiferença, do orgulho e de tudo o que os torna frágeis nesta vida material.

Por isso, venho nesta última instância do planeta para dar um ultimato à humanidade.

Filhos, já não há mais tempo para esperar. Se seus corações não se resignam verdadeiramente, Eu não poderei acompanhar o mundo por muito tempo. E quem virá em seu auxílio? Nunca pensaram nisso?

Por isso, hoje lhes faço essa revelação; porque Minha Alma necessita que suas almas escutem o que brota de Meu Coração, como sentimento profundo de uma Mãe que os ama mais do que vocês possam imaginar.

Se Meus pilares na Terra não estão fortes, como suportarão os tremores que haverá neste planeta?

Eu não venho deixar tristezas aqui, mas o pranto de uma Mãe que clama por uma humanidade adversa, ingrata e cega.

Venho abrir seus corações e, assim, abrir os corações do mundo através da chama poderosa de Meu Amor. Não quero que sigam caminhando sem se dar conta de sua verdade interna, do que move suas consciências e do que elas acionam em cada passo de Minha Obra.

Já não são crianças. Ingressem na escola da maturidade espiritual, porque o mundo está ferido por sua ignorância e por seu parecer.

Venho, assim, pedir-lhes que Me deem tudo. E Eu lhes darei tudo; tudo o que se guarda no Universo de Deus e o que a humanidade conhece como Mistérios.

Não venho falar-lhes de fantasias, mas de realidades cósmicas, de Vida suprema, da verdadeira Unidade e Amor, da existência divina do Pai Celestial.

Deus está novamente em silêncio. E, assim mesmo, Ele estende Seus Braços e Suas Mãos ao mundo, esperando poder abraçar Seus filhos, cheios de rancor, de ignorância e de falta de amor.

O Amor de Deus é invencível e grande Sua Misericórdia. Sua Consciência é como um oceano inesgotável, onde as almas podem submergir para encontrar Sua Paz.

E nestes últimos tempos, Sua Mãe Celeste decreta as últimas palavras para a Redenção planetária. Felizes serão os que as escutam e se apropriam delas em cada etapa de suas vidas.

Não poderei voltar ao mundo para desperdiçar a energia de Deus. O Pai é justo, bondoso e misericordioso e Ele necessita simplesmente que todos saibam corresponder-Lhe e que não se esqueçam do que Ele lhes diz através de Seus Mensageiros.

Hoje, venho compartilhar com vocês, filhos Meus, a dor de sua Mãe Universal. Quem assumirá isso Comigo?

Quem, depois de haver escutado Minhas Palavras, não será mais o mesmo e poderá deixar para trás tudo aquilo que o distancie de Deus e especialmente de Seu Amor infinito?

Quem fará algo por este planeta? Quem se arriscará a dar tudo pelo triunfo do Sagrado Coração de Jesus?

Quem despertará amanhã pensando diferente, agindo diferente, sem fazer sempre as mesmas coisas? Declaro-lhes que alguém deverá fazê-lo para que possa surgir uma Nova Humanidade.

Eu tenho a intenção de construir, através dos tempos, em suas vidas e em seus corações, as bases desta nova raça que deverá surgir do caos, vencendo o mal, a indiferença e a soberba humana acima de tudo. Eu prometo estar com aqueles que se animem a fazê-lo.

Rezarei por vocês dia e noite, e Meus Lábios não se cansarão de aspirar a ver realizado o que Deus tanto necessita deste planeta e desta humanidade.

Meus anjos os socorrerão. Enviarei centenas deles em seu auxílio, para que as almas que se arrisquem a viver os novos padrões, deem os passos seguros, longe da indiferença, rumo ao Coração do Senhor, onde terão morada e encontrarão, depois desta vida, a vida eterna.

Hoje, tomo este tempo com vocês para que percebam, definitivamente, que não há nada mais importante que escutar a Deus através de Meu Imaculado Coração, flagelado e ferido pelos pecados do mundo, pela indiferença e pela ingratidão.

Quero que seus espíritos, suas verdadeiras essências, atuem nestes tempos para que, finalmente, se realize a Obra de Deus em todos os corações que, em santa humildade, escutem as Palavras da Serva de Deus.

Quero compartilhar Minhas Chagas com cada um de Meus filhos.

Quero que sintam o planeta no coração, porque, em silêncio, ele está agonizando e não encontra a paz sobre esta superfície, nem nesta humanidade, que o agride, que o fere através dos Reinos da Natureza e de todos os seus anjos.

Desejo, ardentemente, que saiam do superficial; que aspirem a alcançar o que Meu Filho tanto necessita.

Jesus está em tudo e Sua Graça reinará até os confins da Terra. Quem o seguir não estará perdido, porque Sua Mão o guiará e Seu Coração invencível o fará sentir o que Ele tanto deseja em Seus companheiros.

E agora, cruzem o portal para a realidade planetária. São chamados por Deus para deixar sua própria cruz e carregar a cruz do mundo, pois os anjos os ajudarão. Deus não lhes dará um sacrifício maior do que aquele que, nestes tempos, possam superar. Ele pensa em tudo e sabe o que cada um necessita para poder crescer interiormente e, assim, fazer parte de Seu Plano.

Quero que escutem esta mensagem, que hoje lhes entreguei, quantas vezes forem necessárias, porque deixei especialmente para cada um o que cada um necessita nesta hora, neste momento e neste tempo.

Elevo-me ao Céu em uma eterna súplica e, junto aos anjos, oro a Deus, Nosso Senhor, para que as almas cresçam interna e espiritualmente e saiam da distração, da negação e, especialmente, da indiferença.


Escuta, ó Pai, a Voz de Tua Filha e Senhora
que, emanada de Teu Espírito, concebida por Tua Graça
e gestada por Tua Pureza,
Me enviaste ao mundo para humilhar-Me diante da humanidade,
na Paixão de Meu Filho, na dor e na agonia de Seu Coração,
para que Tua Misericórdia, infinita e inesgotável,
se fizesse carne e essência nos homens.

Hoje, Te imploro, Pai Celestial,
por Teus filhos, que estão cegos no caminho do espírito;
por Teus filhos que estão perdidos nas mãos do mal;
pelas essências que se apagam e perdem sua luz interior.

Pai amado,
escuta a Voz de Tua Servidora incansável.
Escuta a voz de quem suplica de coração,
sob a poderosa presença de Teu Amor.
E abrindo Minhas Mãos,
estendo Meus Braços a Meus filhos, que Tu me confiaste.

Entrega a Meu Coração, pobre e semelhante ao Teu,
a dor que sentes pelo mundo e a falta de amor que vives
dos filhos desta humanidade.
Serve-Te, Senhor, dos que, sim, Te correspondem;
dos que oram Contigo e suplicam ao Teu Eterno Coração
todas as Graças.

Vem, misericordioso Pai e faz-Te pequeno em Teus filhos,
como Te fizeste pequeno em Jesus,
e entra em comunhão com tudo o que existe,
com tudo o que Tu criaste, para finalmente salvá-lo.
E que todas as Tuas criaturas ingressem no Reino de Tua Paz.
Amém.


Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

E antes de elevar-Me ao Céu, quero escutar a súplica de Minha filha, Piedad, com o cântico "Criador Supremo", por todas as essências que necessitam ser resgatadas dos profundos abismos da Terra. Amém.

Escuto-os.