Domingo, 29 de abril de 2012

Aparição Extraordinária

 

O grupo reuniu-se no Monastério da Divina Trindade/Núcleo de Figueira em São Paulo, para orar e receber a Aparição da Mãe Divina.

No começo do trabalho de oração, Madre Shimani apresenta o grupo e faz algumas atualizações sobre os últimos dias e os pedidos da Mãe Divina.

 

Madre Shimani: Boa tarde a todos. Gostaríamos de compartilhar com vocês algumas reflexões sobre porque estamos aqui hoje.

Nestes últimos dias a Mãe Divina nos têm mantido muito ocupados. Cada dia que lhe dizemos “sim” a alguma coisa, Ela nos pede duas coisas mais; assim, temos que ter muito cuidado! (risos).

Depois das últimas Aparições, isto levou-nos, no dia de ontem, até o Santuário de Nossa Senhora Aparecida (interior de São Paulo). Ao pequeno grupo que trabalha nas Aparições, um grupo reduzido, Ela nos havia pautado desde o mês anterior que fôssemos visitar Nossa Senhora Aparecida.

Então, nos últimos dias, enquanto estávamos em Figueira, sentimos a necessidade de convidar todo o monastério para que nos acompanhasse e pedimos permissão a Nossa Senhora. Em meio a tudo isso, ocorreu-nos a idéia de poder estender o convite à Comunidade de Figueira, e assim o fizemos.

Então, além de irem representantes de toda a Comunidade Figueira, somaram-se muitos outros, como o Núcleo de Belo Horizonte, o Núcleo Crer-Sendo, representantes da cidade de Carmo da Cachoeira, além de membros do grupo de São Paulo. E fomos todos ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida. Éramos mais de 200 pessoas e nossa Mãe Divina ficou muito contente.

Em certo momento, numa visão interna que tivemos durante a viagem até o Santuário, nossa Mãe Divina aparecia com o mapa do Brasil em Seu Coração. Ela espera que esta nação possa ajudá-la a elevar muitas almas de todo o planeta.

Chegamos em Aparecida ao meio-dia e todos de nosso grupo participaram da missa do meio-dia. Para nossa surpresa, no momento da comunhão, as pessoas que estavam encarregadas de organizar esse trabalho, que é para muita gente, pediram se cinco monjas da Ordem Graça Misericórdia poderiam acompanhar o grupo organizador da comunhão e colaborar na distribuição às pessoas. Isso nos causou muita surpresa; foi belo, fraterno e muito ecumênico. Dessa forma fraterna e inesperada, participamos muito além do que pensávamos.

Depois da missa, todo grupo retirou-se para uma capela e combinamos orar 150 “Ave Maria”; foi muito importante e muito forte, pois todos oramos como uma só voz e um só coração. Nesse momento a Mãe Divina transmitiu uma mensagem que vamos compartilhar com vocês.

 

Mensagem Extraordinária para o dia 28 de abril de 2012

 

Como Senhora Aparecida, dou-lhes Minha Paz e Minha Benção, a partir do Coração Misericordioso de Meu Filho Ressuscitado.

Hoje os chamo, queridos filhos, a viver a chama da redenção, por meio deste dia de oração e de paz, necessária nestes tempos para poderem viver uma verdadeira conversão. Hoje também, Meus pequenos filhos, agradeço-lhes por terem respondido ao Meu chamado, pois Deus Onipotente, por meio da presença de Meu Imaculado Coração, envia-lhes a plenitude do Perdão e da Graça por reencontrarem o caminho, através do chamado da Serva Fiel de Deus.

Quero dizer-lhes, Meus filhos, que o Senhor Cristo, através da resposta de todos, está derramando Sua Infinita e Divina Misericórdia sobre algumas nações que necessitam do perdão absoluto. Através do “sim” de todos os Meus queridos filhos e pela intercessão de Meu Imaculado Coração, recebi a permissão fiel diante de Deus, para que milhões de almas sejam tocadas pela luz de Meu Coração Maternal.

Por uma vez mais, queridos filhos, e pela resposta desta parte da humanidade, Meus planos de Paz estão descendo sobre o mundo. Isso significa, filhos Meus, que a oração sincera de todos vocês e de todos os fiéis ao Meu Imaculado Coração, permitiu, por uma vez mais, a vitória de Meu Imaculado Coração e o triunfo do Plano de Deus dentro deste ciclo de tribulação.

Por tudo isto, queridíssimos filhos, Eu os chamo para visitar periodicamente – segundo as possibilidades de cada coração – este Santuário de Aparecida, dedicado à honra humilde de Meu Imaculado Coração.

Venham a Mim, por meio do Santuário de Aparecida, porque neste caminho estarão colaborando na salvação dos que estão mais perdidos e longe de Deus.

Unam-se ao princípio consolador de Meu Coração, para que, na renovação da fé de todos os Meus filhos, os corações cheguem até o mesmo Reino do Pai, igual e humilde para todos, que é onde reina o amor de Meu Filho.

Levem em suas vidas a força de Meu Coração e que este atributo lhes dê a oportunidade de viver o estado eterno do perdão.

Grata, filhinhos, por responderem ao Meu chamado.

Agradeço-lhes na Paz de Meu Coração para seus corações.

Maria, Mãe da Divina Concepção da Trindade.

A Abençoada Aparecida do Brasil.

 

Madre Shimani: Como vemos, a Mãe nos deu mais uma tarefa. Ficará a cargo das Irmãs da Oração – da Rede Fraternidade de Oração – organizar os grupos que, não sabemos se serão semanais ou quinzenais, irão realizar a mesma tarefa que nós fizemos no dia de ontem em Aparecida. A tarefa envolve, em humildade, compartilhar a Santa Missa e depois retirar-se à capela para orar 150 “Ave Maria”.

Os grupos podem ser pequenos, grandes, muito grandes ou podemos ir de forma individual. O que isto significa a partir do ponto de vista espiritual?

Quando vamos a um lugar como o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, que é um grande canal mariano, tudo o que façamos em união e por amor, multiplica esse canal e cria um espaço seguro para que a Hierarquia possa trabalhar com muitas almas que necessitam dessa transmutação e dessa redenção, que foi o que sucedeu no dia de ontem.

Quanto mais conscientes estejamos da tarefa de colaboração que fazemos com a Mãe Divina, mais importante será o alcance do que Ela possa realizar. Se bem que Ela não necessita especificamente de nossas consciências para fazer Sua tarefa, necessita, sim, que representantes da humanidade digam “sim” para ampliar essa tarefa. Então, com nossa colaboração, Ela tem uma permissão maior de Deus para aprofundar-se em Sua tarefa.

Por que isso funciona assim? Porque Deus, ao olhar para Suas criaturas, recebe delas o interesse pelo que verdadeiramente acontece, pois a grande doença desta humanidade diante de Deus é a indiferença – e isso é algo que necessitamos reverter.

Quem olha a partir do Universo para cá, vê uma humanidade desinteressada pelo que se passa consigo mesma. Então, cada um de nós, e todos juntos, como grupo representante de parte desta humanidade, dizemos que “sim”, que nos interessa o que sucede à humanidade e que não queremos mais viver neste processo em que nos encontramos até hoje. Que queremos que a Misericórdia de Deus desça sobre aquelas pessoas que estão longe de Deus e perdidas.

Essa é nossa tarefa: procurar reverter a indiferença da humanidade, porque isso pode mudar muito os acontecimentos que estão previstos, verdadeiramente muito, algo que não podemos imaginar. Portanto, necessitamos ser conscientes de que os acontecimentos podem mudar se fizermos alguma coisa para isso.

Assim, estamos todos aqui para que Nossa Senhora possa ajudar esta grande cidade, para que coisas previstas para acontecer, não aconteçam. E se todos reuníssemo-nos aqui para orar de forma periódica e permanente, poderíamos inclusive reverter todas as coisas previstas; só que nós não acreditamos nisso. Então, provavelmente teremos que passar por algumas situações para poder compreender.

Necessitamos saber que todos fomos avisados e treinados sobre como fazer para reverter alguns acontecimentos. Durante a oração de ontem, no Santuário, pudemos comprovar como o grupo responde perfeitamente à tarefa operativa da oração. Foi muito importante e muito bom o que sucedeu; portanto, todos temos que nos unir a essa oração operativa que a Mãe Divina e este mundo necessitam de nossa parte, os seres humanos.

Agora vamos orar para esperá-La, como dignos filhos de Deus.

 

Começa a sintonia de oração e cânticos à espera da Mãe Divina.

Em determinado momento, Frei Elías fica de pé, escutam-se as 33 badaladas e a frase “Momento de Aparição, contemplemos com o coração”.

Depois de mais um momento de silêncio, Frei Elías transmite as palavras da Mãe Divina.

 

Frei Elías: A Senhora pede que repitamos a seguinte oração, que foi transmitida por um anjo do Arcanjo Gabriel.

Esta oração foi encomendada para o Orândio da Paixão e Transfiguração de Jesus1; e faz parte das primeiras sete contas. O anjo disse que esta oração é dedicada especialmente à consciência das cidades e dos povos de todo o planeta.

“Oremos, oremos, filhinhos”, disse a Senhora.



Oh! Sangue de Cristo,
derramado sobre o mundo,
purifica nossa alma,
alivia nosso coração.
Tem piedade de nós, Senhor.


Amém.

 

Todos fazem esta oração por algumas vezes.

 

Frei Elías: A Mãe disse:

 

Queridos filhos, com esta oração guardarão seus lugares, seus corações e suas famílias. Este é um chamado à reparação do Coração de Meu Filho, que é ofendido pelos povos. Por isso, com esta reparação, a promessa de Meu Filho – o retorno de Sua Glória – regressará para os corações que O queiram ver, escutar e receber.

Hoje venho aqui, queridos filhos, para pedir-lhes, pacientemente, mais oração, já que Meus Planos de redenção e de salvação estão chegando a todos. Por isso, a força de vossa oração será importante, queridos filhos. Durante estas horas, Eu os necessito de todos no centro de Meu Imaculado Coração, atendendo ao Meu chamado e dando resposta aos pedidos de Deus.

Saibam, queridos filhos, que muitos corações estão sendo tocados quando Meu Manto passa por este mundo, como neste momento, e em tantos outros lugares onde se necessita de luz para que a Paz de Deus possa estabelecer-se.

Hoje os levo todos Comigo ao Meu Reino; elevo cada uma de suas famílias ao centro do Coração de Deus, para que estejam resguardadas e, na promessa do Retorno do Redentor, todos possam estar preparados para receber Suas prenunciações e Sua Única Voz, Aquela que soará desde o Universo até a Terra.

Hoje estou com a lua debaixo de Meus pés, anunciando o novo tempo que chegará para todos durante a hora da conversão e que seus corações devem viver por meio de Minha absoluta paz. Eu os tenho a todos não só em Meus braços, como também em Meu Coração, conhecendo cada situação interior que necessita de reparação e de auxílio de parte de Meu Coração, o de Meu Filho e principalmente de Deus.

Queridos filhos, se prosseguem na oração reparadora que todos estão exercitando, o fim da guerra (Coréia, Ásia) acontecerá e nada sucederá neste plano onde todos vocês, como única humanidade, vivem e experimentam o perdão, o amor e a redenção necessária para este tempo. Por isso, se estão em Mim, terão a fortaleza de que necessitam; Meu Coração os iluminará e seguirão os passos que Meu Filho tem marcado em direção ao Reino de Deus.

Para que a paz viva em vocês, devem iniciar o caminho na oração, perseverar dia a dia, construir dia a dia as colunas em direção aos Céus; essas fortes colunas de paz e de amor são seus corações, que devem falar a Deus de forma simples e humilde, como Eu o fiz. Ele os escutará e lhes responderá com Sua Glória em seus corações.

Assim, poderão seguir os novos caminhos que muitos não poderão seguir. Mas se percebem a Luz de Meu Coração e persistem na oração, muitos poderão ser resgatados das faltas irreparáveis que dia a dia apoderam-se desta humanidade através de seus pensamentos e de seus sentimentos.

Por isso, Eu os convido, filhos Meus, a purificar seus corações e a consagrar suas almas através do Orândio da Paixão e Transfiguração de Jesus, porque não somente retornarão ao princípio de Sua existência, ao mais elevado que Jesus viveu, mas também encontrarão o caminho que suas vidas tanto buscam.

Hoje estendo Meus braços onde não existe a Paz, porque a verdadeira Paz está em poucos filhos. Por isso, filhos Meus, quero que essa Paz propague-se para todos os Meus filhos, os mais distantes de Deus, aqueles que necessitam ser escutados, assumidos e acompanhados por vossas mãos, vossos corações e vossa paz. Assim, filhos Meus, estarão dando testemunho de Meu Filho através do amor de seus corações e de suas sãs palavras, as que possam ajudar aqueles que mais necessitam e que estão no sofrimento faz tempo.

Saibam que os Céus são a promessa de Deus para todos os Seus filhos no mundo; muitos ainda não se deram conta desta bela promessa que Deus tem para todos.

Por meio de Meu Coração de Misericórdia, Eu os bendigo, filhos Meus; por isso, vão em paz, transmitam essa Paz que nasce a partir do puro coração que responde ao Meu chamado e escuta Minhas palavras a qualquer hora.

Quero deixar aqui uma semente de Minha Presença Universal, dentro destes corações que têm construído esta parte da Comunidade da Nova Era da redenção. E recordem, queridos filhos, que sempre que venham aqui, não só virão ao Lar de Maria, mas ao local de oração que Eu necessito nesta hora e para esta cidade.

Mãos com mãos construíram aqui um lugar para Meu Coração. Assim poderão saber que Eu sempre estarei aqui quando Me chamarem e unirem-se a Mim, na simples oração do coração.

Eu também os espero unidos a Mim em Portugal, pois saibam, filhos Meus, que muitos de Meus filhos que se afastaram de Meu Imaculado Coração, de Meu Filho e, ainda mais, de Deus, serão congregados como novos rebanhos, para que vivam a Paz e brote, a partir deles, a semente que Cristo deixou há tanto tempo. Assim, todos os que são chamados poderão retornar ao Coração de Meu Filho e Seu Coração será aliviado pelo reencontro de Seus filhos com Ele, o Redentor.

Minhas palavras transmitem Graças para seus corações; isso lhes dará, filhos Meus, a valentia para poder continuar nesta senda que é infinita para cada uma de suas vidas. Minha mão misericordiosa estende-se às vossas mãos para sustentá-los fortes e caminhar em direção ao Meu Filho.

Agradeço-lhes por responderem ao Meu chamado.

Minha Luz Maternal seja vida em seus corações.

Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

 

Ainda não Me fui. Devem alegrar seus corações através de Minha Presença. Quero escutar, desde seus corações, a voz de “Revelações de Aurora”.

Grata.

 

É entoado o cântico “Revelações de Aurora”.

 

Madre Shimani: Gracias, Madre, por quanto nos dás.

 

Todos repetem.

 

- Fim da Aparição -

 

Madre Shimani: Agora vamos compartilhar um pequeno relato de algumas coisas que foram percebidas durante toda esta tarefa.

 

Frei Elías: Todos sabem que as Aparições que acontecem dentro dos locais, são mais próximas e mais aconchegantes. É como se Maria realmente estivera caminhando dentro desta casa, compartilhando Seus sentimentos e Seu amor com todos.

Hoje a Aparição foi especial porque a cidade de São Paulo foi muito ajudada por Ela. Houve um grande processo de liberação de almas, que os anjos que vieram com a Senhora auxiliavam. Desde a última Aparição em Figueira a Senhora tem manifestado muita gratidão.

Sentimos que Ela está encontrando algo em nós que é verdadeiro e sincero, que não sabemos de que se trata, mas que Ela conhece e no que confia. Só sabemos que nasce a partir da oração e do que cada um vai colocando dia a dia. Na verdade, compreender o chamado da Senhora é um pouco distante da capacidade de nossa mente e de nosso coração. Na verdade, o que tem permitido construir tudo isto ao longo deste tempo é a obediência, o obedecer sem compreender.

Assim, pouco a pouco Ela vai revelando os passos que temos seguido como grupo desde o ano de 2007, e um pouco antes também.

Hoje a Aparição consistiu nessa liberação de almas e quando Nossa Senhora ingressou, sua presença era muito potente, pois Ela nos revelou Seu Imaculado Coração, o que todos conhecem através da imagem.

Ela aproximou-se e começou a transmitir Suas palavras. A gratidão que Ela transmitia era muito grande, parecia um manancial de energia que invadia todo o local através das palavras que transmitia.

Presenças involutivas foram retiradas e uma parte de São Paulo foi tocada pela energia da Mãe, principalmente aqueles lugares onde existe a solidão de muitos seres e o sofrimento. Enquanto Ela estava aqui dirigindo Suas palavras, através de uma permissão celestial, Ela também podia chegar a todos os filhos que não estavam aqui.

No princípio e no final, fez dois pedidos importantes. O primeiro: que na próxima terça, 1º de maio, a Aparição diária seja aqui no Núcleo de São Paulo, às 12h. O segundo pedido foi a manifestação de que a mesma imagem da Mãe da Divina Concepção da Trindade existente em Aurora, Uruguai, seja também colocada aqui e na Colina das Aparições, em Figueira.

Ela quer que consagremos o triunfo de Seu Coração, através desta imagem e de todos vocês, neste pequeníssimo ponto de São Paulo. Por isso, Ela também nos pediu que essa imagem seja totalmente branca, que representará esta Aparição e que seja colocada dentro da Casa de Oração.

Ela também nos convidou para que, quando for colocada essa imagem dentro da casa, seja realizada, como em Figueira e em Aurora, uma oração de três em três horas, com um motivo especial que Ela colocou: a reparação do Coração de Cristo, através da oração de todos, para que esta cidade receba a Graça da Proteção no final dos tempos.

Grato.

 

Madre Shimani: Sabem o que significa a Graça da Proteção para uma cidade como São Paulo? Não, não sabermos.

Mas como disse nossa Mãe Divina, vamos obedecer sem compreender. Então, novamente na próxima terça, nos reuniremos para esperá-La. Seguramente, com essa nova vinda Ela fará outra incursão sobre a cidade e reafirmará aquilo que começou hoje.

Por isso, teremos que acompanhá-La e à medida que cumpramos o que Ela nos pediu – colocar uma estátua com Sua imagem e começar a orar a cada três horas – o canal que se começará a plasmar neste lugar vai irradiar para a cidade e através dessa irradiação e desse canal, provavelmente todas as hostes celestiais comecem a fazer uma tarefa que atualmente não estão podendo fazer em São Paulo. Assim, é uma responsabilidade de todos nós.

 

Frei Elías: Hoje, um pedido mais para Portugal. Se os irmãos de Portugal estão escutando, especialmente aqueles da Comunidade Coração Sagrado, saibam que as Aparições dos dias 12 e 13 de maio próximo serão na cidade do Porto. Ali se congregarão muitas almas e muitos irmãos. Também sabemos que aqueles irmãos que lá estão preparam o Encontro.

Ao final da Aparição, a Mãe Divina fez um pedido para os irmãos de Portugal: disse que, da mesma forma que estão preparando o Encontro para 12 e 13 de maio, fará também uma Aparição em Fátima nos dias 25 e 26 de maio; pediu que todos os peregrinos e irmãos orantes sejam acolhidos e acompanhados pelos irmãos de Portugal, da mesma forma que o serão agora, nos dias 12 e 13.

 

Madre Shimani: Bom, muito obrigada a todos por estarem conosco. A todos que possam e sintam, nos veremos na terça, 1º de maio, às 10h30.

Obrigada a todos.

 

***