jan

06

Sábado, 6 de janeiro de 2018

Maratona da Divina Misericórdia
Aparição de Cristo Jesus durante a Maratona da Divina Misericórdia, no Centro Mariano de Aurora, Paysandú, Uruguai, ao vidente Frei Elías del Sagrado Corazón

Hoje venho trazer o Silêncio de Deus ao mundo para que seja sentido, para que seja  recebido pelos corações que levam adiante a Obra de Deus neste planeta.

O Silêncio de Deus traz uma mudança importante para as almas do mundo, especialmente para aquelas que ainda estão submersas na ilusão e que não conseguem, por si mesmas, sair dela.

O Silêncio de Deus foi o que permitiu a criação dos universos, dos corpos celestes, dos planetas, dos sóis e das estrelas.

Do Silêncio de Deus surgiu o Divino Pensamento para toda a Criação.

Desse Silêncio depois surgiu a vida, pela força do Sopro do Espírito, que manifestou a essência e depois a matéria.

Deus pensou em tudo, em cada detalhe, e cuidou para que Seus filhos fizessem parte desta Criação e se sentissem partícipes no cumprimento de uma parte de Sua Vontade, entre tantas humanidades, entre tantos universos, entre tantas galáxias.

Mas esta Criação deveria viver um grande aprendizado, que surgiu muito tempo atrás no Universo, com a rebelião. Nesse momento, os Portadores de Deus tiveram que decidir no caminho da dualidade, pelo bem ou pelo mal, e uma cicatriz, uma ferida, ficou aberta. 

E o Silêncio de Deus, que regenera a vida e a consciência, se retirou, desde o momento em que um dos Pais Criadores não obedeceu à Fonte, nem às Leis do Altíssimo.

A partir daí e dessa rebelião universal, o planeta foi escolhido pelo Pai para levar adiante o máximo Projeto do Amor Crístico.

Nesse momento, o Silêncio de Deus se recolheu no mais íntimo de Seu Ser e de Sua Existência.

Pensou, contemplou e meditou em toda a Criação, em tudo o que já existia, para buscar uma resposta à grande falha das humanidades do Universo.

Enquanto isso, espíritos valentes e desconhecidos circundavam as estrelas como grandes Anjos de Luz, levando uma mensagem de paz; e sendo portadores da paz, uniram-se a toda a Confraternidade a fim de cicatrizar as feridas e de apagar as marcas que ficaram gravadas em milhões de consciências que hoje estão aqui, neste planeta.

Quando Deus Se recolheu em Seu Silêncio e contemplou a Criação e os erros cometidos por Suas criaturas, os Resplandescentes, os Elohim ou os Hellel se reuniram ante os Tronos do Criador para entregar uma decisão tomada, que em verdade, companheiros, era uma petição de todos os seres da Luz, de todos os anjos, que buscaram, em sua sabedoria e amor, uma sábia resposta.

Essa petição e essa resposta foram o surgimento da Segunda Pessoa de Deus, de Seu Amado Filho, para que o Espírito do Amor-Sabedoria descesse do mais invisível do Espírito para o mais material e encarnasse entre os homens deste mundo, levando-os à redenção e à aprendizagem do amor e do perdão.

A partir desse momento, o Projeto de Deus e a Criação foram recriados.

São Miguel Arcanjo, São Rafael Arcanjo e São Gabriel Arcanjo se comprometeram a chegar à humanidade para prepará-la para esse grande acontecimento: o nascimento de Cristo.

O Filho do Pai, portador do Amor-Sabedoria, chegou como um Sol mais brilhante do que todos os sóis, trazendo em Sua Essência e Divindade a experiência que a humanidade deveria viver por meio de Seu nascimento, de Sua vida pública e de Sua morte.

Até os espíritos mais caídos deste planeta, durante a existência de Cristo sobre esta humanidade, aprenderam e viveram a redenção, o perdão dos erros. E assim se fechou um ciclo.

Judas, o antigo apóstolo, foi o antes e o depois para esta humanidade e este planeta. Foi quem se ofereceu, em sua maior ignorância e indiferença, a recriar esta Criação. E assim, como parte da condição humana, levou ao mundo a Escola do Perdão e da Reconciliação.

Ainda que o destino de Judas não tenha sido muito bom, seu Mestre e Senhor, apesar de saber de sua traição, o perdoou, assim como Sua amada Mãe, Maria.

Por que hoje lhes conto essa história?

Porque a humanidade ainda não sabe a essência do Meu Evangelho, nem da Minha Existência nesta humanidade.

Desde a rebelião até o presente, muitos erros continuam sendo cometidos. Por isso é tão importante a manifestação da Obra da Misericórdia em todas as nações e em todos os povos. 

Esta é a última tábua de salvação que Deus entrega a todas as criaturas deste mundo.

Uma parte da humanidade foi redimida durante o tempo da Presença do Senhor, mas outra ainda não foi redimida, que é esta última civilização do final dos tempos, que tem a chance de viver o amor e o perdão.

Do Silêncio de Deus surgiu a Fonte do Amor-Sabedoria que, através dos tempos e dos ciclos, foi descendo de plano em plano até chegar aqui, com o nascimento do Messias e Redentor.

A humanidade necessitava ter encarnado o próprio Amor-Sabedoria para que pudesse compreende-Lo, senti-Lo e vivê-Lo. Do contrário, não teria sido possível a redenção dos espíritos mais resistentes, que cometeram erros em tempos anteriores. 

Este planeta e esta humanidade ainda são a escola escolhida para a expressão do Amor-Sabedoria entre os seres e as almas.

Enquanto Novos Cristos não surjam no final destes tempos, essa escola de Amor-Sabedoria, de perdão e de redenção estará aberta, para que as almas possam vivê-la e aprender como amar cada dia mais, sem condições, assim como amou seu Mestre e Senhor os maiores ultrajes, as temíveis indiferenças, os grandes erros de toda esta raça, ainda não redimida. 

Conto-lhes isso, companheiros, porque vejo em seus corações o potencial de um Cristo do Novo Tempo, que deve animar-se a não ser nada mais para si, senão tudo em doação pelos demais, e sem condições.

Através destes últimos tempos levei-os pela mão à experiência na escola do Amor-Sabedoria. E assim como foi no antigo Oriente, neste tempo Meu grande desejo e aspiração é que no Ocidente surja uma raça de Novos Cristos, de seres abertos de coração, de almas em doação, de espíritos incansáveis a serviço do Plano do Criador.  

Os Cristos do Novo Tempo, que surgirão de diferentes religiões e caminhos e que se encontrarão em um mesmo estado de consciência e de liberação, são os últimos santos dos últimos dias, que prepararão o retorno de Cristo para o momento mais difícil da humanidade, que já se aproxima.

Vocês são parte da transição deste acontecimento. Sua história de redenção e de amor está sendo escrita nos Livros de Amor dos Senhores das Vestiduras Brancas.

Se essa história se concretizar e finalizar, um importante acontecimento sucederá, para que mais consciências possam ser partícipes do retorno de Cristo e seja evitado que essas consciências sejam transladadas para outras moradas.

Desejo que, com seu coração ardente, que vi durante esta Maratona, este ardente amor, que os leva a encontrar o Amor-Sabedoria, possa permanecer em vocês, sobretudo neste ciclo em que as provas serão maiores e os desafios inalcançáveis. Mas quem estiver no Amor-Sabedoria estará em Mim e Meu Pai estará em vocês, para que sempre os conduza pelo caminho da Verdade e do Amor. 

Há muitas coisas que a humanidade não sabe do Universo e da Divina Existência. 
Hoje somente lhes contei menos de um por cento. Imaginem então, companheiros, quanta história está escrita nos Espelhos de Deus e em toda a Fonte de onde surge a vida das essências, das almas e dos espíritos encarnados neste e em outros mundos.

Já não pensem que esta Terra, que este planeta, é o único que está vivo com uma humanidade. Abram suas consciências ao infinito do Universo e vejam que dentro dele existe muito mais vida do que parece; existem Consciências que os amam e que vocês desconhecem; que servem ao Projeto de Deus silenciosamente para que a Criação e, neste caso, os universos, se mantenham em seu perfeito equilíbrio e harmonia.

Convido-os, com ânimo de alegria e de motivação, a penetrar nas Leis do Universo, naquilo que é intangível e cósmico, e assim, algum dia, poderão ter a sabedoria e a compreensão de que tudo faz parte de uma Hierarquia.

Neste tempo, a obediência, companheiros, será imprescindível. A obediência também será uma escola para os apóstolos, porque será a forma de permanecer na Luz, ou longe dela. A obediência a Deus e ao Seu Plano não são restrições nem regras, tampouco lamentações nem resistências.

A partir do momento em que um dos Pais Criadores desobedeceu a Deus, decretou neste Universo a prova da desobediência em todas as criaturas, não importando sua evolução ou despertar.

Vocês, com seu compromisso e adesão ao Meu Coração Misericordioso, devem ajudar-Me a vencer definitivamente esta dualidade, para que este Universo local viva o ciclo, o ciclo que o espera, para ser recriado como o Pai pensa em Seu Silêncio interno.

Por isso, retornarei ao mundo em Glória, Luz e Potestade, e ninguém poderá escapar desse acontecimento tão importante, em que Leis, portais e energias sublimes serão movidas, para que o Filho Solar retorne a esta humanidade.

Cada cumprimento do Plano, e suas etapas, é vital: daí a importância de cumprir com Meus pedidos e com a convocação da Hierarquia Celeste. Isso testemunhará ao Pai que é possível levar adiante Sua aspiração cósmica, não só neste planeta, mas no Universo.

Quando o retorno do Meu Glorificado Coração se concretizar, muitas coisas terminarão e, como Eu disse, não ficará pedra sobre pedra, senão corações triunfantes.

Cada detalhe, cada ato de amor, cada oração, assim como cada caridade que ofereçam, constroem o Plano do Pai nesta humanidade e ativam, de modo pulsante, os Cristos do Novo Tempo.

Meu propósito, amados Meus, é fazer um corte no tempo e no espaço da história deste Universo, para que seja purificado, transmutado, liberado; e, a partir do Meu regresso ao mundo pela segunda vez, seja  reescrita finalmente a história da redenção e o despertar dos Novos Cristos ao Amor Crístico.

Meu Coração se aflige por aqueles que não puderam seguir Meu Propósito e que hoje não podem escutar esta mensagem, na qual lhes revelei, com total abertura, uma pequena parte da história desta Criação, da Vida Infinita que os chama à elevação da consciência, para que todas as raças, todos os povos e todo este planeta se elevem de plano e de vibração e façam parte da Confraternidade. 

Venho dizer isto fora de Minha Igreja, que se estende por toda a Terra, para que muito mais corações, independentemente de sua religião ou de seu credo, possam saber que Eu Sou o Amor-Sabedoria. Sou mais que Jesus. Sou o Unigênito, o Primogênito do Pai, o que foi anunciado pelo Arcanjo Gabriel para trazer ao mundo a Redenção e a Misericórdia a todas as criaturas. 

Hoje, como Profeta e Pastor de nosso Altíssimo Pai do Universo, venho ampliar a história do Apocalipse. Venho ampliar o que escreveu João no Livro do Apocalipse, porque à medida que os Cristos despertem e se confirmem, a história muda e as possibilidades de redenção nas almas são visíveis e se concretizam.

Eu os convido, companheiros, a persistir rumo a este novo tempo que chega; a suportar os embates, a transmutar as interferências e a sofrer com valentia as dissociações e as provas, sabendo que Minha Mão poderosa e invencível, que Meu Raio Glorificado estarão estendidos para vocês para salvaguardá-los sempre e ajudá-los diante de cada prova.

Para que a humanidade seja merecedora de uma nova oportunidade, grupos de almas, em diversas partes do mundo, se oferecerão para sustentar junto Comigo esta humanidade, a fim de que ao menos sua quarta parte se redima e seja a que repovoará a Nova Terra e viverá o princípio de uma nova e fraterna humanidade.

Enquanto isso, não deixem de sustentar em suas mãos a espada de fogo que o Arcanjo Miguel lhes deu, para que suas orações sejam, nas batalhas, as grandes vencedoras contra o mal e tudo o que dissocia a mente humana.

Que seu escudo protetor, entregue pelo Arcanjo Rafael, seja a fé, que moverá os acontecimentos e gerará oportunidades inexplicáveis nas consciências, que hoje nem sequer imaginam.

Que seu capacete de Luz, entregue pelo Arcanjo Gabriel, seja a proteção de sua sabedoria e de seu discernimento, para que sempre saibam o que fazer e onde estar quando a Hierarquia os convocar à  grande Missão.

Com todos estes testemunhos da Criação, venho abençoar os que hoje serão sacramentados, sabendo que detrás de cada Sacramento encontra-se um mistério que ainda não foi revelado.

Quem vive  o Sacramento com total abertura de coração desvelará esse mistério e penetrará na essência da divina Existência.

 


Pai Altíssimo, Criador de tudo o que existe: peço-Te, em Nome de Teu Amor-Sabedoria e de Tua Graça, que abençoes todos estes elementos para que sirvam de gozo e de plenitude às almas que clamam pela redenção. Amém.

Pai Altíssimo, Soberano da Misericórdia, concede, por meio do Sacrifício de Teu Filho, a reparação pelos pecados cometidos contra Teu Divino Coração e Teu Plano de Amor para este planeta. Que as almas que se servirem deste Sacramento vivifiquem o Amor-Sabedoria de Teu amado Filho Jesus Cristo. Amém

 


Sintam-se neste momento como chispas de Luz do Pai e já não mais sejam miseráveis, senão espíritos que podem, em Cristo e por Cristo, irradiar amor a tudo o que existe e a tudo o que vibra, buscando como aspiração trazer a cura, o amor e o perdão para este planeta e sua humanidade.

Sempre Me alegro quando posso voltar a Aurora, porque aqui Eu posso dizer ao mundo o que sempre quero dizer e não devo cuidar-Me sobre o que devo pronunciar para as almas e seu despertar.

Aurora é essa Luz que brotou da Fonte dos Pais Criadores, da mesma Fonte que manifestou a segunda e a terceira Pessoa de Deus: o Filho e o Espírito Santo.

Então, irmãos Meus, estão ante um grande mistério, cheio de Amor e de Sabedoria.

Aurora é essa Luz que os leva à reconciliação e a à cura interior e os faz seres livres para sempre.

Quando quiserem encontrar Meu Perdão venham aqui, a Aurora, que Eu os esperarei. E quando não puderem vir, coliguem-se com Aurora e assim se coligarão Comigo plenamente.

Agradeço nesta noite pelo oferecimento de todas as suas orações e de todas as suas canções. Encheram-me de gozo a voz consoladora das almas que persistem no caminho da consagração.

Que suas vozes, algum dia, sejam consoladoras para este mundo que sofre e está enfermo.

Que suas vozes nunca se cansem de proclamar o Nome do Senhor, porque assim o Senhor estará com vocês e entre vocês, trazendo-lhes a Vida Divina.

Recolham-se no Silêncio de Deus e tudo será curado. Comunguem de Seu Silêncio Divino e tudo  será compreendido, ainda que tenha sido injusto. 

Não sofram mais, não padeçam mais e não retrocedam mais. Sigam Meus Passos. Contemplem Minhas Pegadas, porque para onde Eu os conduzo ninguém poderá conduzi-los. Para onde Eu os levarei, ninguém poderá levá-los.

Eu nasci da Fonte do Amor-Sabedoria de Deus para que vocês, como almas, vivessem o verdadeiro Amor.

Que se escute a voz consoladora das almas e que nelas possam cicatrizar-se as feridas mais profundas, a fim de que se estabeleça o Amor do Pai nos corações.

Eu os abençoo, filhos, em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Agradeço-lhes por responderem à Minha convocatória. Amém.

jan

05

Sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Maratona da Divina Misericórdia

Hoje seus corações serão perdoados e suas vidas serão renovadas, porque o Todo-Poderoso está chegando, depois de Seu Filho, para liberar o mundo das trevas e da perdição.

Ele vem congregar os espíritos que O amaram e O honraram, que louvaram o Seu Nome e toda a Sua Criação.

Hoje estou ante suas misérias mais profundas, porém venho buscar seu maior amor, aquele amor que hoje Me entregaram e Me doaram incondicionalmente, para que Eu pudesse estar aqui entre os Meus e dar-lhes a comunhão de Meu Corpo e de Meu Sangue, de Meu Espírito e de Minha Divindade.

Hoje o Pai chega com Seu Reino, Seus anjos e arcanjos, com Seus coros celestiais para abençoar a primeira Cruz Azul. E o Sopro do Espírito chegará às almas e acenderá os corações com um desconhecido gozo que nunca viveram.

Assim como os Dons de Deus desceram no Cenáculo sobre os apóstolos e Maria, hoje os sete Dons do Espírito Santo se congregam aqui para descer em seus corações e essências.

Então, companheiros, é um grande momento de renovação e de júbilo, onde o passado deverá se apagar de suas consciências e mentes, porque agora, sim, poderei caminhar com os que estão firmes, com os que aprenderam a sair da tibieza e do desamor.

Agora, sim, poderei caminhar com os que devem ser justos, com os que aprendem a levar adiante Minha Obra, com os que disseram sim ao Meu Sagrado Coração. Neles, não recostarei a cruz das amarguras e do sofrimento, mas a Cruz de Emmanuel, que é a Cruz da vitória e da elevação da consciência humana até o Reino de Deus.

Assim, seus espíritos se elevarão e deverão crer, companheiros Meus, que suas penas se dissolverão completamente, sempre e quando derem permissão para isso.

Por isso, com esta doçura que agora brota de Meu Coração, hoje não venho ver os pecadores, mas os que se redimem e os que caminham na trilha da transformação interior todos os dias.

Não creiam, companheiros, que ganharão o Céu enquanto estiverem na Terra.

Vieram aqui, como a humanidade, para aprender a amar e a perdoar, para aprender a viver a compaixão e a justiça em cada detalhe.

Quando isso for alcançado, toda a humanidade estará livre da adversidade e do pecado, e as portas dos infernos se fecharão tantas vezes quanto foram fechadas por Deus através de Seu Filho e de Sua Serva Fiel, assim como de São José.

Bebam deste momento como um único momento que não se repetirá nunca mais. Unir o Céu e a Terra, o Universo e a humanidade é algo grandioso que não sucede todos os dias.

O Pai não desce ao mundo desde que Eu ascendi aos Céus. Imaginem, companheiros, quanto tempo passou para que chegasse este momento no qual os méritos de Minha Paixão e de Minha Cruz estarão gravados no resplendor da Cruz Azul.

Por isso, hoje, detive as trevas e Meu adversário. Aqui está presente, diante de seus olhos, a manifestação da Vontade de Deus e de Seu divino Propósito. E vocês, neste momento, companheiros, estão sendo levados a ingressar no espírito de Emmanuel, onde se encontra a paz, a harmonia, a cura e o perdão de todas as suas faltas.

A isso se acrescenta a Luz de Aurora e seu divino Raio de Liberação, que hoje trabalha silenciosamente, sem mover tantas leis nem energias, mas no interior das consciências e dos corações que se abrem para poder encontrá-la.

Vejam então, companheiros, como, neste momento, o tempo da ilusão se detém em uma parte deste planeta e ingressa o Real Tempo de Deus, para fazê-los sentir, em Seu silêncio, a unidade com todo o Cosmos e com toda a Vida universal.

Para isso, os Resplandescentes, os Elohim, são os que abrem as portas entre os planos, para que o Pai desça aqui com Seu Espírito.

O vento vem limpar o mal pensamento dos ingratos para que não os afete, mas que prevaleça o Sopro do Espírito de Deus sobre suas consciências neste momento.

Em recolhimento e oração, vamos ao encontro do Pai e da benção da Cruz Azul.

Sigam-Me

Escuta, Senhor, a voz de Teu povo. Escuta a voz de toda esta raça, que hoje se prostra a Teus Pés para louvar-Te e glorificar-Te.

Escuta, Emmanuel, a voz de Teus filhos e chega a este mundo com todo o Teu Poder e Esplendor, para que as trevas mais impenetráveis sejam dissipadas, para que os corações se liberem das cadeias da perdição e da ilusão e se estabeleçam os Cristos do Novo Tempo: aqueles que virão de diferentes partes do mundo e se colocarão aos pés de Tua Cruz para esperar a chegada de Teu Filho.

Escutemos a Voz do Pai, que hoje não só está nos Céus, mas também está aqui sobre Aurora, como o Sábio Criador de tudo o que existe, como o Pai da Misericórdia e da Bondade, que em Seu aspecto divino de Emmanuel chega a Seus filhos para abençoá-los com Sua Luz redentora e cósmica.

Enquanto os Céus se abrem diante de Ti, Amado Senhor, desce, com Teus Raios, o poder da Criação e de toda manifestação divina, para que se cumpra, sobre este planeta, Teu divino Pensamento, e as almas encontrem, finalmente, o caminho do amor e da reconciliação.


A Voz do Pai:

Amados filhos, escutem Seu Pai.

Eu Sou o princípio e Sou o fim.

Eu Sou o que Sou e venho do Universo espiritual para congregá-los em Meu Amor e em Minha Justiça.

Os sete Anjos Regentes que foram convocados, que agora desçam e que se acenda a Cruz.

Hoje o Pai do Amor abençoa este símbolo, que unirá os povos e as nações, que trará a esperança aos não redimidos e que dará a redenção a todo o mal, para que triunfe o Amor da Fonte, para que reine a Verdade e a Justiça.

Amados filhos, Eu os amo e os espero com Meus Braços abertos, para que Meu Amado Filho os leve até Mim e possam estar sentados aos pés de Meu Trono, junto aos anjos, para que cantemos Glória e Aleluia.

Enquanto seus anjos da guarda se prostram no chão, as penas mais profundas são perdoadas e, por meio desta Cruz Azul, mais um Propósito de Deus é cumprido sobre a superfície deste planeta.


A Voz de Cristo

Filhos e companheiros Meus, para que a Luz de Emmanuel se faça visível entre as consciências, entoemos Seu Nome sagrado, para que os anjos derramem os códigos e os méritos alcançados durante Minha Paixão e, assim, se abram as portas às oportunidades e às Graças para todas as almas que buscam a unidade com o Pai e a Criação.

Hoje cantarei, junto a vocês, o Nome santo de Emmanuel.


Todos entoam Emmanuel.


Sintam seus corações liberados do passado, das amarras e das perversões da vida.

Sintam seus corações cheios da Luz de Emmanuel e comunguem do Pai, que hoje está aqui com Sua Consciência divina para trazer a Paz a este mundo e, também, a Fonte de Sua Compaixão.

E agora, chamemos os Nomes de Deus para que os Anjos Regentes, que foram designados pelo Universo, preencham esta Cruz com os códigos da Divindade de Seu Amado Filho.


Todos entoam os Nomes santos de Deus: Adonai, Emmanuel, Abba, Eli Eli, Yahvé, Shekinah, Elohim, El Shaddai, Iod He Vaud He.


Que esta renovação traga para as consciências a ampliação de seus caminhos na consagração e na fé e o ingresso pelas portas da Misericórdia ao Reino de Emmanuel, para que sempre aprendam a viver e a cumprir Sua Vontade por menor que seja.

Eu os abençoo sob a Luz Poderosa de Emmanuel, abrindo neste Centro Sagrado a descida de Seu divino Espírito, para que as almas o encontrem em seu interior.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Quem somos?

Associação Maria
Associação religiosa cristã e ecumênica que tem por finalidade difundir a mensagem universal de amor e de paz que Cristo Jesus, a Virgem Maria e São José transmitem aos monges da Ordem Graça Misericórdia, estimulando o crescimento espiritual através da oração e do serviço altruísta.

Contato

Mensageiros Divinos