Aparições de Cristo Jesus

maio

06

Sábado, 6 de maio de 2017

Maratona da Divina Misericórdia

Venho do Céu com uma intenção especial: de reconhecer e honrar aqueles que são consequentes Comigo em seu mais profundo silêncio, no anonimato de sua pessoa, na vida incondicional, no serviço ao semelhante. Em tudo isto, Eu honro aqueles que são consequentes Comigo, porque não importa o que sejam, mas o que sentem quando estão diante de Meu Misericordioso Coração.

É assim que Eu os consagro, Eu os renovo, Eu lhes dou a essência de Minha Vida, que é o legado de Minha Divindade, aquela alcançada durante a Paixão na Cruz. Por todos aqueles que seriam consequentes Comigo, Eu também Me deixei morrer na Cruz, porque sabia que os encontraria no fim dos tempos, para poder levar adiante Minha Obra final no planeta.

Cada Sangue derramado, cada dor vivida, como cada transmutação expressada por cada uma de Minhas Chagas não somente eram pelos pecadores, mas também por aqueles que Eu Me oferecia, para vê-los nestes tempos trabalhando em Meu Plano e levando adiante Meus desígnios – no silêncio de suas vidas como em seus momentos de oração. E cada vez que estão unidos a Mim, esta promessa se cumpre e se renova.

É assim que Eu visito os Novos Cristos, os novos templos e as novas moradas transformadas por Mim, trabalhadas por Minhas Mãos, moldadas por Meu Espírito e plenificadas pelo Meu mais puro Amor – o Amor que provém de Meu Coração, de Minha Essência e de Minha Vida neste Universo Celestial.

Para que Eu pudesse encontrá-los neste tempo nas diferentes regiões do planeta, em seus diferentes povos e nações, Meu Pai teve que assinalá-los com o Dom do despertar, que é a Graça de ter consciência do que significa estar neste planeta e nesta humanidade para estes tempos, sabendo o que é o que tem que se fazer, o que se deve cumprir e levar adiante pelo seu Mestre e Senhor.

Dessa forma venho retirar as chaves daqueles que as desperdiçam. As chaves são o símbolo do tesouro espiritual, da Confiança do Altissímo em tudo o que Ele concedeu por Obra e Graça do Espírito Santo.

Retirando estas chaves daqueles que não souberam aproveitá-las, deposito-as nas mãos dos consequentes, dos anônimos, daqueles que se deixaram vencer pelo Meu Amor e não pela vida material.

Assim construo uma grande rede de almas, a serviço do Redentor e do Pai Eterno. Porque, por detrás de todo este mistério, está vosso Pai Celestial, Quem decreta e realiza todas as coisas.

Hoje venho ungir os consequentes destes tempos. Hoje volto a assinalá-los, desta vez com o sinal luminoso da Cruz, o símbolo da Redenção da humanidade e da entrega absoluta ao Criador.

Assim como as mulheres de Jerusalém ungiram Meu Corpo ferido, através do amor de seus corações e vidas, hoje Eu venho ungi-los com Meu Espírito e em ação de graças àqueles que são consequentes Comigo e àqueles que são consequentes em nome de toda a humanidade, especialmente por aqueles que se perdem.

Agora que cumpriram com o que necessitava, darei continuidade àquilo que vim fazer neste dia com todas as almas e por todas as almas do mundo.

Venho renová-los no apostolado, porque na renovação de seu carisma espiritual sempre terão a força interior para poderem realizar todas as coisas que o Pai lhes encomenda através de Seu Filho e de Sua Santa Mãe.

Quero Me despedir de vocês, até um próximo encontro, recordando a importância da oração entregada e do cumprimento dos desejos de seu Senhor para algo que é mais amplo que suas consciências e que todo este planeta. Essa é a magnitude de Meu desejo.

Consagremos os elementos como também as almas que têm sede do verdadeiro Amor de Deus, para poder sobreviver nestes tempos ao caos desta humanidade.

Cada Sacramento que é vivido, recordem que é realizado não só pelas suas vidas, mas por esta raça, que está enferma e ferida por seus próprios erros.

Cada Sacramento é um bálsamo de cura, é uma renovação para a alma, é reencontrar o caminho que antes haviam perdido pelas influências desta vida material e superficial.

Hoje tentem sentir suas almas em um profundo gozo por serem novamente sacramentadas, não só pelos elementos que os renovarão, mas também pela comunhão perpétua com o Coração de seu Senhor.


Louvado seja o Senhor, porque Tu permitiste ao Teu Amadíssimo Filho encarnar entre os homens, para que voltasse a descer Teu Amor, Tua Graça e Tua Misericórdia, com a finalidade de que cada ser neste planeta pudesse alcançar sua redenção.


Hoje renovo este testemunho através do pão e do vinho e, unido a cada ser consequente a Mim, instituo novamente esta Ceia, com Meu Corpo e com Meu Sangue, para que todos recebam os Códigos de Vida. Amém.

Deste encontro de oração aqui, em Porto, surgiram muitas oportunidades, que em pouco tempo conhecerão e que são fruto da oração e da fé de seus corações.

Mais uma vez Meu Coração e o Coração Imaculado de Minha Santa Mãe voltam a triunfar em Portugal e na Europa. E este é um presente especial para Deus. É uma dádiva do Céu gestada pelos corações simples que escutam a Voz de seu Mestre e caminham ao Seu lado, sempre buscando o caminho da paz para si mesmos e para o mundo.

Eu os abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Quero que cantem “Os pacificadores”, assim como cantaram em glória no dia de ontem para seu Redentor e Senhor.

Elevem suas almas a Deus, em um profundo júbilo, para que este triunfo dos Sagrados Corações se infunda no mundo inteiro. Amém.

maio

05

Sexta-feira, 5 de maio de 2017

Maratona da Divina Misericórdia

E verão vir entre as nuvens o Filho do Homem, rodeado de glória, esplendor e alegria. E O verão vir com todos os Seus anjos e a potestade de Seus arcanjos, junto aos doze coros que proclamarão o retorno do Primogênito.

E O verão vir em Seu esplendor, assim como o sol desponta no horizonte para clarear a noite, que estava em trevas.

Os portais incertos se fecharão ao soar das trombetas dos anjos. E o Todo-Poderoso se fará presente na Essência Primordial de Seu Coração e pela irradiação de Luz do Amor de Seu Filho para com todas as Suas criaturas.

Não existirá a noite por um longo tempo. A noite das trevas finalmente desaparecerá e os não redimidos serão levados a viver seu juízo interior ante os Pais Criadores e os Juízes da Lei.

Assim como virá o Filho de Deus, posteriormente virá a Mãe de Deus. E não só estará rodeada por doze estrelas, mas todo o Universo será Seu infinito Manto na humanidade.

Para esse tempo que se aproxima, verão a vitória dos autoconvocados; a tristeza já não estará em seus rostos, porque refletirão a cura e a esperança em seu profundo olhar ante o Universo Celestial.

Verão, assim, a nova irmandade dar as mãos entre si, para voltar a gestar a união e a fraternidade que a humanidade perdeu por sua indiferença e por seu erro.

O Filho de Deus colocará o Cetro de Ouro sobre o planeta e com um simples toque de Luz iluminará a face da Terra, e todas as línguas e todos os povos, apesar de suas diferenças e culturas, compreenderão a Palavra de Deus que emanará de Seu profundo Coração misericordioso.

Nesse momento, uma só língua se falará no mundo, que é a língua do Amor e da Verdade, e todos a compreenderão.

Nesse tempo que se aproxima e enquanto o esperam, purifiquem seus sentimentos, purifiquem suas ações, purifiquem suas consciências, para que Meu Pai realize Seus prodígios em cada um de Seus filhos, assim como em cada essência deste planeta, porque dessa forma, Meu inimigo não os encontrará, porque estarão no refúgio de Meu Coração Glorificado, vivendo a nova Ceia Comigo, a eterna Comunhão Reparadora com o Coração de Deus.

E assim, soarão os sinos do Universo e as portas ao novo tempo se abrirão. Não se escutará mais os gemidos das almas nem o lamento das mães da Terra. As mulheres já não chorarão e a profecia será revertida antes do tempo.

O Arcanjo Gabriel, na companhia de todos os santos, abrirá o Livro da Sabedoria de Deus para ler no próximo tempo as novas Escrituras sobre as novas Leis da nova humanidade.

O pecado será extirpado e já nenhum descendente fará parte da nova humanidade. Não será parte de Adão e Eva. O pecado original será extirpado e a nova raça terá a Graça de viver em Deus para sempre.

O sentimento maligno se dissipará pelo sentimento profundo do Amor e da Unidade. Felizes serão os que o vivam neste tempo, como uma preparação interior para a chegada do Grande Mestre do Universo.

Quero que hoje sejam flores em Meu altar, expressões do amor e da beleza para o Criador do Universo.

Hoje, com os bem-aventurados e os autoconvocados para esta sagrada missão, celebramos a unidade interna que pode ser gestada nos corações simples, buscadores da verdade e da paz, pacificadores de Meu Coração e mensageiros de Minha Consciência Divina.

Hoje, oro também por um mundo novo, por uma nova humanidade redimida, que seja consequente com o Universo, com as Leis e os mandamentos. E assim, testemunharão o Filho de Deus, presente nos corações humildes, que vivem a grandeza do Universo Celestial.

Que as Palavras sagradas se cumpram e que os divinos Decretos se realizem nesta humanidade e na próxima, porque vocês hoje são parte de uma transição: o fim de um ciclo e o princípio de um novo ciclo nesta Terra.

Que se cumpra o advento do novo; que os corações despertem ao chamado; que os autoconvocados sempre respondam à convocatória, e que se escreva a nova história do planeta através dos que servem incondicionalmente a Deus.

Que a caridade reine entre as almas e a fraternidade se expresse nos espíritos simples. Que ninguém perca o sentido de viver esta vida que o Pai lhes doou com tanto amor, e que, apesar de suas enfermidades e provas, aceitem com humildade a purificação.

Porque o velho vinho deverá ser descartado para que se deposite em vocês o vinho novo, que é a Nova Aliança entre o homem e Deus. Isso é possível pelo poder misericordioso de Meu Coração.

Que se escrevam em suas memórias Meus Decretos, e que Minhas Palavras, uma a uma, estejam impressas no papel, registradas nos livros de todas as línguas do mundo. Ainda estou esperando que isso aconteça.

Será através dos servidores das nações do mundo, que ajudarão a concretizar esse Meu pedido: que Minhas Palavras estejam em todas as línguas, em todos os povos, como em todas as culturas, que devem reencontrar o Amor de Deus, Amor que perderam por seu sofrimento, por sua dor, por sua indiferença.

Bem-aventurados sejam os que escutam com a humildade do coração, porque as palavras são bálsamos de cura, renovação para as consciências, liberação para o passado, começo de um novo ciclo.

Celebremos no Pai, no Filho e no Espírito Santo, para que se estabeleça a promessa do Filho de Deus nesta humanidade.

Enquanto as trombetas dos anjos soam para anunciar o novo, que suas almas proclamem a exaltação a Deus, porque é Ele quem concede todas essas coisas a uma humanidade equivocada, indiferente e egoísta. Sejam todos partícipes da comunhão com Cristo e novamente renovem seus votos, como se fosse a primeira vez, levando aos seus corações todas Minhas Vibrações sutis, para que, em verdade e de uma vez e para sempre, transformem-se no que Deus espera de suas vidas, porque esta é a última oportunidade antes que tudo aconteça.

Céu e Terra passarão, mas Minhas Palavras permanecerão. Amém.

Recordarão porque serão abençoados.

Porque tive fome e Me deram de comer.

Porque tive frio e Me agasalharam.

Porque estive enfermo e Meus irmãos Me visitaram.

Porque estive preso e foram Me ver para levar esperança aos corações que sofrem.

Porque tive sede e Me deram de beber.

Porque estava moribundo e Me ajudaram.

Estava sem domicílio e Me acolheram.

Lavaram Minhas Mãos e Meus Pés, Minha Cabeça e Meu Rosto, nos menores e inocentes, para curar-Me do horror das guerras.

Porque estive nas mães que, em seu desespero, buscavam paz e Me deram.

Essas são as causas do testemunho de Meu Amor por vocês.

Quero que sempre recordem a fraternidade e sejam semelhantes a Mim em cada ato diário da vida. Assim, o inimigo perecerá e os irmãos já não estarão contra seus irmãos, mas estarão unidos através do esplendor de Meu Coração e de Minha Sabedoria. Amém.

Deixando seu passado para trás e vivendo em Meu Caminho de renovação, sejam sacramentados pelos Sacramentos que Eu lhes entreguei, para que a vida renasça e assim voltem a surgir a esperança e a cura nas almas.

Felizes os convidados à Mesa do Senhor, porque terão vida eterna.

Elevando Minha Mão direita ao Alto, colocando Minha Mão esquerda sobre o Coração Misericordioso, trazendo o sinal luminoso da Cruz, Eu abençoo vocês e os que sofrem, os que mais necessitam em cada parte deste mundo, como em cada continente e em cada nação, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Agradeço-lhes por acompanhar-Me, pois sua companhia para Mim é imprescindível.

Cristo Jesus

Quem somos?

Associação Maria
Associação religiosa cristã e ecumênica que tem por finalidade difundir a mensagem universal de amor e de paz que Cristo Jesus, a Virgem Maria e São José transmitem aos monges da Ordem Graça Misericórdia, estimulando o crescimento espiritual através da oração e do serviço altruísta.

Contato

Mensageiros Divinos