Aparições de Cristo Jesus

jun

06

Sexta-feira, 6 de junho de 2014

Maratona da Divina Misericórdia

Olhem agora Meu Sagrado Coração Misericordioso, altamente reparado por suas orações e súplicas, liberto dos espinhos que os homens Me colocam, derramando Luz e Misericórdia sobre aqueles que O invocaram.

Olhem Meu Sagrado Coração Glorificado. Ele é a Fonte para a sua Reparação e a Redenção.

Olhem Meu Sagrado Coração. Ele é a fonte que os banhará e os saciará; lavará suas feridas e reacenderá seus espíritos através do Amor de Deus, Dom perfeito para este tempo, o qual sempre deverão buscar apesar das circunstâncias da vida.

Hoje, trago-lhes a manifestação de Meu Coração Sagrado. Coração que espera pulsar em seus corações, para que as portas do inferno se fechem para o mundo e que se abram as portas dos Céus nas moradas de todos os filhos de Deus.

Nesta tarde de Misericórdia e Piedade, renasçam mediante a presença dos anjos. Comunguem através dos anjos com o Ministério de Meu Corpo Eucarístico, com Meu preciosíssimo e sagrado Sangue, códigos perfeitos que reordenarão suas vidas e darão a Paz àqueles que mais a buscam. Por isso, sigam os caminhos que Eu lhes estou mostrando.

Saibam, queridos companheiros Meus, que nem todas as almas percorrerão o mesmo camino. Deus lhes deu desde o princípio a liberdade, mas isso deverá terminar porque as almas deverão viver na Vontade de Meu Senhor.

Eu não lhes prometo a felicidade para este tempo; prometo-lhes, sim, a eternidade e o amor para o próximo tempo. Vocês estão cruzando juntos o umbral da transição; é pequeno o portal que está aberto, que os conduzirá à Terra Prometida que tanto buscam, que é a terra do coração, do Amor eterno, da unidade perfeita com Deus para cada um de vocês.

Mas não temam por aqueles que ficarão para trás. Eu virei buscá-los na hora certa. Cada alma tem seu tempo para dar os passos ao Senhor.

Por isso, preciso de vocês fortes e disponíveis, atentos aos pedidos do Céu, para que no momento correto suas vontades se unam à Vontade de Deus, desapareça de seus corações a propriedade e o controle, para que em verdade, no fim dos tempos, possam converter-se em Meus servidores plenos, possam converter-se em almas livres de suas próprias vontades e decisões.

Alguns, neste último tempo, deverão sofrer; por isso, orem muito, orem muito porque estão a tempo, assim como o fizeram durante estes dois dias. Dessa forma, poderão ver no horizonte, Meus companheiros, os sinais que Eu revelarei ao mundo. Mas só os verão os olhos abertos na Fé, por meio do sentimento puro e amoroso que cada alma puder construir em seu coração.

Eu necessito de servidores plenos, para que Minhas Obras na Terra possam dar os frutos. Que já não sejam os frutos que se decompõem na cesta; sejam sementes para a nova humanidade, que germinarão e darão frutos para o futuro, darão alimento por meio de seus espíritos àqueles que nunca conheceram a Deus, especialmente àqueles que se negaram a vivê-Lo.

Por isso, trago-lhes hoje Meu Coração Glorificado, prova de honra e de Amor para o mundo, aquela Luz que brilha perpetuamente em vocês e que lhes quer indicar os passos seguros na grandeza deste Plano de Amor de Deus.

Ninguém poderá cumprir a Obra do Pai se não estiver unido a seu irmão de caminho. Esta Obra de fim de tempo deverá cumprir-se por mais de dois discípulos. Todos os corações deverão se unir para poder dar a grande resposta ao Universo, o grande “sim” que Deus espera há muito tempo.

Enquanto as almas ainda seguem ofendendo o Altíssimo, principalmente aquelas que vivem a vida material e se esquecem da vida espiritual, Meus Raios Misericordiosos se derramam sobre essas criaturas, para que algum dia possam ser participantes do Reino de Deus. Vocês sabem o que isso significa? Esta é a prova de Minha confirmação. É a resposta para a resposta que vocês têm Me dado através de suas orações e súplicas.

Tento construir, no fim deste tempo, templos dedicados à vida de oração, moradas disponíveis para acolher os corações feridos, porque muita cura é necessária neste tempo, principalmente para aqueles que não entendem os Planos de Deus.

Honra-Me abençoar as almas que se consagram de forma diferente, porque, aos Olhos de Deus, seus espíritos vivem a mesma consagração. No Céu as almas se consagram como bem-aventuradas, na Terra as almas se consagram como redimidas. Esse é o primeiro passo para a santidade, para a santificação do coração e da vida, instrumentos dispostos a servir ao Criador como essência de vida, como caminho espiritual, nesta ou na outra vida.

Por isso, tudo o que construírem nesta vida tem um grande valor aos Olhos do Criador. Tudo o que recebem em seus caminhos, seja alegria ou tristeza, perturbação ou desolação, Graça ou Misericórdia, tudo isso é contemplado pelos Olhos do Criador. Ele tenta ensinar-lhes, companheiros, que através de Meu Coração, através de um sacrifício semelhante ao Meu, vocês podem dar os passos para a definitiva consagração do coração.

Nada mais vale neste tempo do que a sua filiação com o Altíssimo; se chegarem a viver esta Lei, a Lei da filiação, a Lei dos filhos de Deus, tudo estará dito e então estará consumado, porque viverão em Meu Coração e Eu viverei em vocês.

Que Minhas palavras de Sabedoria e Amor sirvam de consolo para suas vidas, alento para seguir adiante, esperança para poder dar os passos e Misericórdia para reconciliar-se com o Senhor.

Apesar de que muitos de vocês, como também a humanidade, sejam grandes devedores da Criação, Eu trago Minha Misericórdia para saldar essas dívidas.

Meus amados, Meus companheiros, vejam que Meu Coração Misericordioso não vê as faltas, mas a beleza que Deus deixou semeada em seus internos . É a morada do Reino de Deus. Busquem essa morada todo o tempo; não se cansem pelo que vivem em suas vidas. Que seu consolo seja a morada do Criador.

Já chegou o tempo, Meus companheiros e amigos, de viverem na unidade com Deus e de criarem dentro de vocês essa coluna que os unirá ao Altíssimo. Pelos méritos que gera a oração tudo será possível.

Apesar de Minhas grandes tarefas universais, nesta tarde Meu Coração dedica-lhes este tempo sagrado para que suas almas possam se sentir acariciadas por Minhas Mãos, abraçadas por Meus Braços paternais, perto do Meu Coração pulsante, para que possam ouvir Minha Misericórdia, Minha Piedade e Meu Amor eterno que apagará suas feridas, seu passado e, assim, poderão renascer como espíritos novos, servos do Senhor, colaboradores do Plano Maior.

E apesar do que possam escutar neste último tempo, de onde quer que venha a mensagem ou a palavra, Eu lhes peço que não se surpreendam nem fechem seus corações, porque, sem percebê-lo, poderão fechar o coração à Minha Morada eterna. Que as provas que virão, sirvam de fortaleza e especialmente de confirmação como apóstolos de Cristo. Isso é o que mais importa neste momento: cumprir a Minha Vontade Divina.

Necessito de seus braços e de suas mãos; necessito de seus pés para poder caminhar sobre o mundo, e especialmente necessito de seus corações para derramar Minha infinita Misericórdia.

Nesta tarde confirmarei Minha Presença através da benção destes filhos que se animaram a seguir Meus passos crísticos de uma forma simples e humilde. Porque é assim que Eu desejo; que não sejam grandes almas desenvolvidas, mas almas que servem a Deus na simplicidade e no sacrifício. Dessa forma, serão iguais aos apóstolos daquele tempo e reconhecerão, dentro de vocês, como viver o caminho de Cristo.

Em cada consagração farei uma oração para que a bênção se estabeleça entre o Céu e a Terra.

Participarei honradamente desta consagração porque assim verão como é que Eu quero as coisas simples.

Abram-se para sentir além desta consagração, para que possam sentir Meu Amor manifestado neste plano.


Nesse momento começa a cerimônia de dois irmãos que se consagram à vida monástica dentro da Ordem Graça Misericórdia. Para cada um dos irmãos que se prostram diante de Nosso Senhor para serem abençoados, Cristo recita uma oração:


Que o Sol ilumine teus caminhos para que, no futuro próximo, ele seja a tua morada, o regresso à Casa de Deus, ao Infinito.

Que esta chama que acenderão, represente a Luz do Espírito Santo, que iluminará os passos do servidor e do discípulo, que dará alívio nos momentos difíceis e alento para as provas, para que através desta Luz do Espírito Santo, os passos sejam dados no caminho do Senhor, da Cristificação.

Sob o mesmo Sol que nos rege, neste e em outros Universos, a Estrela poderosa de Meu Coração Misericordioso abençoa as almas que decidem viver no Senhor, porque o propósito definitivo para este mundo é que sejam um Comigo no Reino do Senhor.

Nesta tarde de alegria e de misericórdia, abençoarei os filhos de Maria.

Que venham abraçar-Me internamente.


Expiraste Jesus,
Mas Tua Morte fez brotar um manancial de Vida para as almas,
E o oceano de Tua Misericórdia inundou o mundo inteiro.
Ó Fonte de Vida, insondável Misericórdia Divina!
Inunda o mundo inteiro derramando sobre nós
até Tua última gota de Sangue.
Amém.


Deixo para a Ordem Graça Misericórdia a força de Meu Coração para esse momento, a convicção interior de que tudo ficará bem, porque está sob a Vontade de Meu Pai.

Rebanho amado, não se dispersem do Meu Caminho, mas unam-se como um só em torno do Cenáculo de Meu Coração para que Eu possa aquecê-los e confortá-los, dar-lhes Meu Amor e Minha Paz.

Por esta oportunidade que Me deram de chegar na Espanha e irradiar o Meu Amor e Misericórdia para a Europa, agradeço em nome da Santíssima Trindade, da maior Fonte de Amor e em nome do Imaculado Coração de Maria, por haver aberto as portas para esta peregrinação.

Que esta lembrança de todos os eventos sucedidos nas diferentes nações da Europa permaneça guardada em suas memórias como uma força superior que os alentará no fim dos tempos.

Que a Graça de Deus permaneça em seus corações para sempre. Aleluia, Aleluia!

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

jun

05

Quinta-feira, 5 de junho de 2014

Maratona da Divina Misericórdia

Louvem e adorem o Santíssimo Sacramento Universal, a Custódia Universal da Paz, que desce em corpo e sangue imaterial para dar vida a seus espíritos, levantar os que caíram e ressuscitar em espírito todos os que confiaram em Meu chamado.

Estou formando apóstolos e missionários de coração e de alma, mas também estou formando sacerdotes que instituam ecumenicamente Minha Eucaristia.

O que Eu pretendi desde o princípio, quando estive entre vocês, Meus amigos, foi que vivessem e imitassem Meu sacerdócio interior. Se assim o fizerem, reforçarão as bases da vida espiritual e novos corações se aproximarão de Meu Coração, porque serão renovados em espírito e em amor, apesar de terem se afastado de Mim há muito tempo.

Este mistério que hoje lhes revelo, ao qual chamo Sacerdócio Espiritual, é a fundação de Novos Cristos sobre a superfície da Terra; Cristos que ajudarão os que já são Cristos e os que ainda não despertaram para ser Cristos. Meu Sacerdócio Espiritual é o que Eu infundi desde o princípio, através do pão e da água, do sangue consagrado e do corpo glorificado e vivo.

Eu necessito nesta tarde, neste tempo e neste século, que os sacerdotes se fortaleçam para que difundam verdadeiramente Meus ensinamentos e possam despertar os novos apóstolos; aqueles que, através da oração e da misericórdia, irradiarão a Palavra de Vida sobre os que morrem em vida e necessitam de alento e de cura.

Eu não venho hoje para ver seus pecados ou as grandes dívidas que jazem em seus corações. Eu venho em Misericórdia para encontrá-los, para trazer-lhes Minha Esperança Divina, Minha Ressurreição e Minha Glória, porque a única coisa importante, Meus companheiros, é que busquem dia e noite Meu Coração.

Que seus olhos já não olhem os homens simples, nem busquem a santidade naqueles que não a podem viver; Eu somente os utilizo como instrumentos para realizar Minhas obras de Paz.

Congrego os rebanhos neste tempo, renovando-os através da comunhão viva, aquela comunhão que Eu lhes entrego em um simples pedacinho de pão, que é grandioso aos Olhos do Pai, porque está cheio do Espírito de Vida, de Minha Divindade, de Meu Amor e de Minha Unidade.

Dessa forma, Meus companheiros, convido-os a elevar suas consciências. Voem para o alto como as aves, para fundirem-se no Reino de Deus, que será o único Raio e o único impulso que lhes permitirá caminhar entre as penumbras, entre os abismos e as pontes quebradas. Assim poderão elevar-se em espírito e encontrar a missão que tanto buscam, cumprindo a Vontade de Meu Senhor e levando a Paz àqueles que mais necessitam.

A tarefa dos Cristos será com todos. Meu chamado é para todas as almas vivas e, principalmente, para aquelas que morrem em vida por estarem submersas no pecado e na perdição.

Quero que vejam ainda a luz de Minha Misericórdia, aquela que se aproxima do Céu até seus corações, preparando seus seres internos para o que logo chegará ao mundo. Por isso, deverão estar preparados em suas consciências e em seus corações, no amor e em unidade com Deus.

E se suas mãos, como irmãos, se mantiverem juntas, poderão suportar a corrente que chegará. Corrente que purificará a Terra tão contaminada e que em outros despertará novas chaves para viver em Deus. Essa corrente é uma corrente divina, é um fluir divino do Coração de Deus. É a manifestação da Lei neste Universo material, que pouco a pouco se aproxima desta humanidade; porque já chegou o tempo para os que dormem e para os que não querem saber de Deus. Os que abrirem seus olhos para o Céu verão vir em glória o Filho de Deus.

Em verdade, Meus companheiros, esse será o momento do grande juízo para todos. E em Meu Livro Universal Eu escreverei, com Meu Pulso e com Minha Mão, o que fizeram bem e o que não fizeram bem. Agora não venho como um juiz, venho como seu Salvador e Redentor. E se vocês mantiverem a chama viva em seu interior, seus erros logo se purificarão. O exemplo de suas vidas será de renovação e impulso para outros irmãos, que já não verão a mesma pessoa, mas verão, sim, o brilho de suas almas acesas pelo fogo de Minha Divina Misericórdia.

Em cada comunhão que Eu lhes entrego mês a mês, neste encontro de oração e de paz, aproximo-os ao Meu Coração, para que possam sentir Minha Unidade e Meu Amor, dons de fortaleza e de vida para este tempo. Por isso os congrego nesta tarde, para que reafirmem seus votos Comigo dando um “sim” verdadeiro ao Universo.

Seguindo Meus passos de peregrino, verão no firmamento o sinal de Minhas estrelas. Essa será a indicação de que está chegando o tempo de receber-Me em amor e em verdade, e desta forma, Meus companheiros, dar testemunho de Minha Presença no mundo antes de Minha chegada gloriosa à Terra. Assim Me ajudarão, Meus companheiros, a cumprir o propósito de Deus.

Enquanto a tarde cai no horizonte, Minha Misericórdia se derrama sobre este lugar e sobre o mundo, expandindo, como moléculas de Luz, Minhas Células crísticas da Ressurreição, para que os corações se sintonizem com Minha Presença. Minha Presença é como um espírito imaterial de paz, como uma força poderosa que nasce da Fonte do Criador e que vem em auxílio dos que a invocam.

Preparemos amorosamente, Meus amigos, no espírito do novo sacerdócio, esta sagrada comunhão que hoje compartilharemos em memória de Minha Presença na Terra; principalmente da Obra de Deus através de Mim, que é a grande chave para sua redenção, o grande passo para sua evolução.

Quando comungarem Comigo depois deste encontro, entreguem-Me aquilo que ainda não Me entregaram, porque espero que no dia de amanhã seus corações floresçam como as flores que se abrem aos raios do sol e expressem o amor que vivem, sem restrições e sem medos, doando-se e entregando-se em confiança ao Meu Coração.

Saibam que não venho chamar somente a vocês, mas a todas as almas. Faço ressoar Minha Voz como um grande eco, para que todos os espíritos que se encontram sobre a Terra, visíveis e invisíveis, nos infernos ou no purgatório, possam ter a esperança de uma nova vida, da ressurreição através de Minha Misericórdia e da elevação de suas moradas ao Reino de Deus.

Cada vez que comungam Comigo e fundem suas consciências com Meu Coração, este mistério tão poderoso da união de suas almas com Minha Alma abre portas para a liberação e ao menos uma alma, entre tanto sofrimento, é liberada do inferno ou do purgatório, tão somente quando vocês colocam amor no que estão fazendo.

Rezemos.1

Com três Pai-Nossos e três Glórias, recordem, tenham consciência, que estarão aliviando Meu Coração dos flagelos que Me infunde a humanidade por meio de suas ações inconscientes. Porque também Meu Espírito e Meu Coração se encontram na natureza, na beleza que Deus criou. Em cada ramo de uma árvore que é quebrado, em cada pedra que é destruída ou na água que é contaminada, é como se quebrassem, destruíssem ou envenenassem Meu Coração.

O mesmo ocorre quando tiram a vida do Reino Animal, que está encarregado, neste tempo, de ensinar-lhes, de ensinar à humanidade a grandeza do Amor de Deus através do silêncio que eles vivem ou do canto das aves que expressam agradecimento a Deus por havê-las criado.

Alguma vez, Meus companheiros, agradeceram a Deus por haverem sido criados?

Observem na natureza essa resposta. A natureza muito lhes ensinará. Deus criou os Reinos da Natureza para que as almas pudessem se elevar com facilidade. Com três Pai-Nossos e três Glórias também ajudarão, tão simplesmente, os Reinos criados por Deus. Agradecerei a vocês por esse exercício.

E nesta tarde de benção, Minha paternidade abençoará os Filhos de Maria que se abriram ao chamado do Imaculado Coração. Novamente o Céu quer lhes mostrar que todos podem ser consagrados, sempre que digam “sim” como uma resposta do coração. Assim, tão simplesmente, se unirão à Vontade do Pai e poderão seguir os caminhos que Ele prevê.

Abençoo todas as almas presentes e todos aqueles que se afirmam no Meu caminho, confirmando os passos da cristificação e da união perfeita que haverá com Deus depois desta vida, no Reino da Eternidade.

Glória a Deus nas alturas e Paz na Terra aos seres de boa vontade.

Por este momento e por todos os que temos compartilhado, agradeço -lhes.

Vão em Paz, alegremente, comungando com Meu Corpo e Meu Sangue, fonte de renovação, esperança e redenção.

Que assim seja.

 

 

1. Os presentes oraram três Pai-Nossos e três Glórias.

 

Quem somos?

Associação Maria
Associação religiosa cristã e ecumênica que tem por finalidade difundir a mensagem universal de amor e de paz que Cristo Jesus, a Virgem Maria e São José transmitem aos monges da Ordem Graça Misericórdia, estimulando o crescimento espiritual através da oração e do serviço altruísta.

Contato

Mensageiros Divinos