Sábado, 30 de maio de 2020

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

 

Sentindo em seu peito uma angústia profunda, que não sabia explicar, uma alma questionou o Senhor, dizendo: – “Senhor, em meu coração há um sentimento que não explico. Não sei se é tristeza ou confusão. Não sei se é angústia ou pesar. Não sei se me falta um sentido para viver ou se estou sentindo a Tua dor, a dor do mundo. Poderás Tu me explicar o que sinto?”

E o Senhor respondeu, dizendo-lhe: – “Alma pequena, contempla o Infinito e a vastidão do universo. Contempla a grandeza e a complexidade da vida. Contempla os mistérios ocultos nas estrelas. Tão infinito como a vida é o teu próprio ser, e o que sentes e vives muitas vezes não provém desta Terra nem deste tempo, mas de um espaço e um tempo distantes do que vives hoje. Muitas vezes, a angústia de teu coração provém do Infinito, de partes de tua consciência que habitam no universo, onde a vida segue a sua evolução, criando-se e recriando-se constantemente.

Mas não importa o que sintas ou de onde provéns. Se queres aliviar o teu pequeno coração, apenas vem a Mim, que Sou teu Deus e conheço as raízes mais profundas de teu ser, de teus pensamentos e sentimentos, de tua vida, enfim.

Vem, alma pequena, ao Meu encontro, rendida e sincera, transparente e frágil. Não terás uma explicação para todas as coisas, porque às vezes não é o tempo de que conheças certas coisas sobre ti, mas sim que tenhas um alívio para tudo, e ele se encontra em Mim.

Por isso vem a Mim, humilde, sabendo-te pequena. Vem a Mim como filha que encontra refúgio em seu pai, e o que puder te explicarei. E, quando não for o tempo, apenas te aliviarei, e seja qual for Minha resposta, ela te fará crescer, porque às vezes cresces pelo conhecimento e, outras vezes, cresces por saber que nada sabes.”

Que esse diálogo, filhos, ensine-os a buscar o alívio sempre em Deus, e nem sempre encontrar as respostas, mas agradecer por Seu Silêncio como por Sua Voz e, sobretudo, acolher o Amor de Sua simples Presença.

Têm a Minha bênção para isso.

São José Castíssimo