Sábado, 12 de dezembro de 2015

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE MONTEVIDÉU, URUGUAI, À VIDENTE IRMàLUCÍA DE JESÚS​

Para transformar o espírito e a consciência de uma nação, é necessário que representantes seus gerem nela tanta luz que primeiro equilibre a escuridão e depois a dissipe.

A oração é a ferramenta para transformar o próprio espírito e, em decorrência, transformar tudo o que no nível do espírito atua e se move, tudo o que ali tem vida. A ação existe para trans­formar a consciência e, assim, chegar à consciência da nação.

Quando oram, estão atraindo dos mundos superiores as Leis divinas, que transcendem as leis da Terra e, assim, geram méritos para a salvação e o despertar espiritual. Quando agem seguindo os passos ditados por Deus e vivem na matéria os princípios que suas almas já conhecem e já compreendem, estão irradiando exemplos, que são a melhor fonte de conversão e de salvação para as almas, porque uma alma perdida, sem fé e sem perspectiva de vida, ao encontrar diante de si um exemplo, que é mais do que uma doutrina, sente no coração a esperança de que uma vida superior pode existir neste mundo e encontra sentido para a própria existência.

O Uruguai, como nação, tem uma missão primordial no final dos tempos, mas, como consciência, acomodou-se no que é e não anseia esforçar-se para viver uma brusca mudança. Isso levará a maior parte da população a despertar pela dor, porque as pessoas sofrerão quando virem que nada do que viveram tinha um sentido verdadeiro. Sofrerão, também, por não pode­rem compreender a Vontade de Deus e, por ser ela tão diferente de tudo o que sentem e vivem, muitos preferirão negá-la. Por isso, os Mensageiros Divinos chegam a esta cidade, que cor­responde ao coração material da nação, o ponto de onde deve partir uma maior transformação e um maior esforço.

Trabalhem todos os aspectos que os levam à comodidade e deixem que suas consciências se incorporem ao permanente serviço, à vida fraterna e ao constante ato de vencer a si mesmos para amar o próximo.

Todos aqueles que estão nesta nação, e mais ainda os que nela nasceram, devem buscar a transcendência dos próprios gostos e de suas comodidades, por amor ao próximo. Isso os levará ao despertar do que Deus espera verdadeiramente de vocês.

É tempo de cada nação cumprir sua parte para preparar em si o surgimento de uma Nova Humanidade. E esse impulso não partirá dos seus governantes, nem dos que vocês têm ao lado, mas partirá de cada um que, com seu exemplo, irradiará a todos.

Espero que, depois deste impulso de Deus, mais do que dis­tribuir informações distribuam amor, fraternidade, serviço e oração, começando com os que vocês têm ao lado e, depois, expandindo até aqueles que querem manter bem longe.

Eu os amo e por isso lhes digo todas essas coisas.

Que cada nação busque o seu ponto de transformação e se encaminhe ao despertar.

São José Castíssimo, pela consagração da América ao Coração de Deus Criador