Quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS

Queridos companheiros,

Quero dizer-lhes neste dia, em relação às palavras que venho pronunciando nestes últimos tempos, que, se lhes instruo sobre tais coisas, é porque confio no potencial de todos os corações que Me escutam, independentemente da vida que levam e do grau de consagração no qual se encontram.

Meu Casto Coração foi enviado ao mundo para acompanhar Maria Santíssima no despertar dos 144 mil que devem preparar o retorno de Cristo e reconhecê-Lo entre os homens. É por isso que Nossa presença é puramente espiritual e toca os espíritos daqueles que se comprometeram com Deus no princípio de todo este projeto humano.

Meus amados, os 144 mil são os espíritos que foram enviados à Terra para viver a redenção e para auxiliar no projeto huma­no e que se comprometeram a viver em si os códigos deixados por Cristo.

Não pensem que Jesus veio à Terra para ser o único Cristo existente na Criação de Deus. Ele veio para ser o Caminho que toda a humanidade deveria trilhar, a Verdade que cada ser des­te mundo deveria amar e seguir, a Vida Crística que se mani­festou em Jesus, e que deve manifestar-se também em todos aqueles que se dispõem a fazer de si a expressão do projeto de Deus e tornar vida, na própria carne, os princípios universais e crísticos deixados pelo Filho do Homem.

Meus amados, chegou o momento de assumir o seu verdadeiro papel no Plano de Deus, e isso se alcança quando vocês podem sair das mesquinharias da vida material e, assim, sair de si mes­mos, para que tenham como prioridade em suas vidas o que realmente importa, que é o amor e o perdão, a redenção e a uni­dade com Deus e, em consequência, com toda a Sua Criação.

Os 144 mil devem ser a ponta da lança que abre o caminho para a Nova Humanidade, o exemplo a seguir para os que estão cegos, tateando o ar diante de si. Os 144 mil devem ser a mão estendida aos homens e aos Reinos da Natureza; devem ser a representação da própria humanidade, elevando o planeta para a manifestação da Verdade.

Pensem nisso e sintam Minhas palavras no coração, pois elas devem impulsioná-los a cada dia, para que ao menos almejem não ser mais os mesmos e, assim, vivam o que lhes ensino.

Seu amado pai e conselheiro,

São José Castíssimo