Quinta-feira, 14 de julho de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIARIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE AURORA, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESUS

Filhos,

Para que as Graças que recebem dia a dia possam manifestar-se em suas vidas como uma transformação verdadeira, não podem permitir que elas se percam e passem por vocês como o vento.

Ao receber uma Graça divina, meditem sobre ela, sintam-na dentro de suas essências e, em oração, peçam que se expanda e transforme os seus seres por completo.

A ação da Graça divina é infinita; porém, se a receberem e sequer sentirem o que ela está fazendo dentro de vocês, ela permanecerá latente e invisível aos seus olhos até depois desta vida.

Imaginem, filhos, que um dia poderão cruzar os portais deste mundo sem ter cumprido com a própria missão e ali perceberem que infinitas Graças lhes foram entregues, mas que vocês nunca as buscaram e sequer pensaram nelas.

Suas vidas, por si sós, já são uma grande graça: graça inestimável é estar neste mundo, neste tempo, junto aos Mensageiros Divinos, sendo guiados nos mínimos detalhes. E Graça maior e insondável recebem para que essa instrução se torne vida dentro de cada um de vocês e, dessa forma, sejam testemunhas do poder transformador da Graça divina e demonstrem ao mundo, com o seu exemplo pessoal, o verdadeiro potencial dos seres humanos como filhos de Deus.

Busquem, filhos Meus, dentro de vocês, as Graças que lhes entregamos, sintam-nas e as façam crescer e multiplicar-se, sempre sabendo que o resultado da expressão perfeita da obra da Graça não é para si mesmos, mas sim para o Plano divino, para o planeta, para a humanidade. Em oração, observem o próprio mundo interior e, em silêncio, deixem-se permear e transformar pela Graça.

Ao menos enviem ao universo um sinal de que não são indiferentes a tudo o que recebem e que aspiram a que o Criador Se expresse, com toda a Sua Grandeza, dentro de cada um de vocês.

Eu os amo e lhes digo tudo isso para que não desperdicem as Graças que receberam, porque chegará o tempo em que nem a Graça nem a Misericórdia poderão descer sobre o coração humano, pois será com os tesouros que já receberam que vocês construirão sua fortaleza nos tempos que virão.

Seu pai e amigo,

São José Castíssimo