Domingo, 20 de setembro de 2015

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE SÃO JOSÉ, TRANSMITIDA NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, À VIDENTE IRMÃ LUCÍA DE JESÚS​
 

Se vocês contemplassem com o coração as necessidades do mundo de uma forma natural, as necessidades pessoais se dis­solveriam. O que acontece é que as consciências não estão ver­ dadeiramente tocadas pelo que ocorre no planeta e ainda não se abriram para compreender o que está acontecendo.

Enquanto as almas se submergem nos abismos planetários, muitos ainda estão preocupados em tentar oferecer pequenos sacrifícios a Deus e em se transformarem, com muito esforço, quase nada a cada dia.

A impossibilidade de transformação é ditada pela consciência que, ao estar imersa em si mesma, não consegue sair das pró­prias dificuldades, e o que de pior acontece no mundo para essa consciência é aquilo que ela não consegue transformar.

Companheiros, em tempos de Apocalipse, suas proporções devem mudar na consciência: em vez de estarem tão preocupa­dos com o que acontece consigo mesmos, coloquem a atenção no planeta e toda a sua vigilância e oração para equilibrar o caos planetário.

Asseguro-lhes que, se descobrirem o amor ao Plano de Deus e, dentro desse amor, a perseverança absoluta na concretização desse Plano em todas as almas, em pouco tempo vocês não serão mais os mesmos e se dissolverão em um propósito maior.

O Senhor necessita, nestes tempos, de consciências capazes de abandonar a si mesmas para serem apenas instrumentos da manifestação de Seu Plano, e isso se dá quando o ser doa tudo de si, inclusive a si mesmo, para que o Propósito de Deus se cumpra em todas as almas.

Vocês devem preocupar-se menos com o cumprimento do propósito de Deus em si mesmos e mais em toda a humani­dade. Se tudo fizerem para que o outro alcance a salvação, o despertar e a santidade, asseguro-lhes que chegarão à meta de uma forma que nunca chegariam se estivessem tão preocupados consigo mesmos.

São tempos de crise planetária, de Apocalipse, de Armagedom. Que cada um retire a atenção de si e observe o que tem ao redor. É hora de desenvolver o amor ao próximo, o amor ao planeta, aos Reinos da Natureza, ao Plano de Deus.

Ofereçam suas vidas a um propósito maior e direcionem todos os seus esforços para a salvação de outros. Com esmero, deem o melhor de si para que outro alcance a santidade.

Orem, não por si mesmos, mas pelas almas verdadeiramente necessitadas, pois, se vocês estão lendo estas palavras é porque já têm tudo, até muito mais do que merecem.

Com amor os guio e em Minha divina paternidade os faço crescer.

São José Castíssimo