Quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Mensagens diárias
MENSAGEM DIÁRIA DE MARIA, ROSA DA PAZ, TRANSMITIDA NA CIDADE DE SAN FRANCISCO, CALIFÓRNIA, ESTADOS UNIDOS, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN

O Santo Graal: Instrumento da Divindade e de uma Lendária Irmandade

Desde o momento em que Cristo tomou em Suas Mãos o Santo Graal para que este fosse o depositário de todos os códigos crísticos da redenção, a Consciência Arcangélica de Miguel estabeleceu definitivamente entre as almas e Deus uma união espiritual capaz de sustentar-se interiormente ao longo dos tempos, não podendo ser quebrada por nenhuma outra força contrária.

Essa aliança espiritual, essa comunhão celestial que foi celebrada pelo próprio Arcanjo Miguel para todas as almas por meio do potentíssimo Filho Primogênito fechou um ciclo decadente e involutivo da humanidade.

Foi assim que, através do Santo Graal, se estabeleceram na Última Ceia sete novos princípios, segundo os quais todas as almas em redenção, e sobretudo as que buscassem esta comunhão com Cristo, poderiam viver conscientemente.

O primeiro princípio que o Santo Arcanjo Miguel estabeleceu foi o principio da Reparação, que é a Graça de poder restaurar, por meio da comunhão, a aliança das almas com Deus.

Segundo, o princípio da Redenção, a oportunidade de saldar todos os pecados por meio de uma confissão sincera com Cristo.

Terceiro, o princípio da Liberação, a oportunidade de desprender-se para sempre de todas as correntes que atam as almas aos abismos da Terra e a todos os infernos.

Quarto, o princípio da Cura, o momento culminante para restaurar-se espiritualmente através do amor e da unidade com Deus.

Quinto, o princípio da Ascensão, a oportunidade de elevar a consciência de dimensão e de vibração por meio da fusão interior com o Corpo e o Sangue Divino de Cristo.

Sexto, o princípio do Perdão, a possibilidade de fechar ciclos passados e de permanecer no eterno presente para viver a reconciliação da própria consciência com o Universo Celestial.

Sétimo, o princípio da Reabilitação, a capacidade de aceitar inteiramente o serviço ao Plano Divino e o cumprimento, por meio dele, de todas as fases do Propósito Maior.

Através desses sete princípios, o Arcanjo Miguel ─ por meio do Santo Graal, que foi transfigurado no Sangue Precioso de Cristo, sangue que foi derramado naquele momento ─ quis mostrar à humanidade o valor incalculável que teria a Paixão de Jesus e todos os benefícios espirituais que o mesmo acontecimento traria para a humanidade através dos tempos.

Assim, o Santo Graal é um instrumento universal, um símbolo cósmico e divino, capaz de despertar em nós os códigos crísticos, aquelas emanações de amor-sabedoria que surgiram da Fonte da qual todas as criaturas do Universo provêm.

É a essa poderosa Fonte que o Santo Graal nos conduz e nos comunica em essência. E é esse poderoso instrumento que neste momento os santos anjos e as elevadas consciências do Universo Espiritual estão transportando reverentemente por cada uma das nações da América, até chegar aos Estados Unidos, a fim de atrair para a humanidade a lembrança de retornar aos princípios da cristandade e da pacificação ante os acontecimentos planetários que a raça humana está vivendo.

O Santo Graal, que é divino e espiritual, é transladado amorosamente por toda uma Irmandade Angélica, a mesma que, no momento culminante da Última Ceia de Jesus com Seus apóstolos, presenciou a tarefa oculta e positiva que o Santo Arcanjo Miguel realizou no próprio Jesus.

Isso proporcionou ao mundo, desde aquele momento, a oportunidade de recuperar a comunhão com todos os santos e com todos os anjos para que um equilíbrio maior se estabelecesse na consciência da humanidade.

O Santo Graal traz todos esses tipos de correntes celestiais para uma humanidade que, nestes tempos, despertará de forma intensa pelo que lhe couber viver.

O Santo Graal nos lembra que devemos ser como Espelhos, capazes de refletir no planeta e em toda a raça humana os princípios que a Fonte Divina proporciona à humanidade.

O Santo Graal prossegue, há alguns dias, numa sagrada peregrinação espiritual pelas Américas para que alguns fatos não se precipitem e tudo possa se equilibrar.

Este acontecimento, que não somente é universal, mas também divino, permitirá abrir as portas para que os estados corruptos da consciência possam ser liberados, curados e redimidos e, assim, a consciência planetária possa recuperar certos valores que já estão perdidos.

Na sua totalidade, este acontecimento puramente espiritual e interior é amparado pelo Santo Arcanjo Miguel.

E agora, que os Mensageiros Celestiais esperam a chegada do Santo Graal aos Estados Unidos, os corações desta nação são preparados para receber este último e grande impulso de Luz e Redenção.

Sua Mãe Santíssima agradece a comunhão que as almas tiveram nestes últimos dias com esse Santo Instrumento da Irmandade.

Em Unidade e Amor, agradece-lhes por responderem ao chamado final,

Sua Mãe, Maria, Rosa da Paz