fev

24

Sábado, 24 de fevereiro de 2018

Vigília de Oração

Venho aqui, porque é um povo que ama o Meu Filho, que O reverenciou, que O honrou, que O glorificou, em todo este Universo e além deste mundo.

Por isso, hoje estou aqui, queridos filhos, para derramar-lhes Minha Paz e Minha Graça, para fazer de seus corações, corações fortes, predicadores da Palavra de Meu Filho por meio do exemplo do amor e da misericórdia, da fé inquebrantável que seu povo construiu através dos tempos.

Também hoje estou aqui, queridos filhos, pelos primeiros povos originários desta região; por esses povos tão queridos e amados por Mim, que em tempos antigos, por meio de seu amor e sua devoção à Criação, também deram testemunho do Divino Verbo do Criador, por meio de sua súplica e de sua união com o Altíssimo.

Hoje venho reunir, como Mãe do Universo e Mãe de todas as culturas, todos os povos do princípio, para que, como no Peru, também o seu povo recupere as raízes, as origens e os princípios que permitiram neste tempo atual, fazer do seu povo um povo sagrado.

Quero, queridos filhos, como Mãe das culturas e Mãe de todos os povos, que protejam seus princípios, aqueles que nasceram com a cultura inca no mais alto destas montanhas sagradas, onde se reverenciava o Espírito de Deus, por meio de Sua Presença através dos elementos.

Quero que possam perdoar, como fez Meu Filho, por todos os que fizeram o mal, por todos os que invadiram suas terras e suas colônias, fazendo desaparecer, não só o seu povo original, mas, também suas raízes.

Mas recordem, queridos filhos, que uma verdadeira civilização de Deus, um verdadeiro povo sagrado, sempre guarda os seus dons e seus princípios em seu sangue. Ali se guardam todos os códigos que podem voltar a despertar, tomando seu contato interior com Deus e com todo o Universo.

Que, por meio de sua oração e sua devoção ao Meu Imaculado Coração, esses sagrados atributos que os seus povos do princípio adquiriram, voltem a despertar em seus corações, não temendo nem duvidando de viver o que verdadeiramente são como cultura e como povo, porque isso os fará livres, e serão tão especiais para Deus como o são muitos povos sagrados no mundo, que nestes tempos definitivos e críticos estão tentando sobreviver da humanidade atual.

Que o espírito sagrado que uma vez esteve presente em vocês pela Criação, as estrelas, os sóis e os universos, possam voltar a despertar neste tempo. Isso fará deste lugar, igual ao Peru e Bolívia, uma terra sagrada para os próximos tempos.

Creiam verdadeiramente, queridos filhos, que a marginalização social e a pobreza terminarão, não pelas mãos dos que governam, mas pela Mão poderosa de meu Filho, que do firmamento fará o sinal da Cruz para fechar os abismos, onde muitas, mas muitas almas estão perdidas e são submetidas dia a dia sobre esta superfície, dentro desta vida material, que só busca realização e o despertar da ilusão humana.

Retornem às suas origens sagradas como povo e como cultura e despertarão em vocês o verdadeiro sol interior, como Meus filhos do Peru o despertaram nos últimos dias. Assim, sua Mãe Celeste, a Senhora de todas as culturas e de todos os povos vai estendendo o seu manto nas Américas; não só como A Guadalupana, mas como Mãe Sagrada que cuida e protege os princípios sagrados de Seus filhos.

Assim como sua Mãe Celeste, quando esteve na Terra Santa, todo o Seu povo sagrado, o povo do Seu princípio, foi protegido pela Mão de Deus.

Eu venho ensinar-lhes, queridos filhos, a resgatar os valores da sua espiritualidade e da sua fé, que os farão livres algum dia, destas pressões constantes que outras nações impõem.

Quero voltar a despertar, não só no Peru, mas, também no Equador, esses sagrados valores, que lhes farão sentir no coração o Fogo cósmico do Amor de Deus, que renovará todas as coisas; que fará repovoar a Terra de verdadeiros espíritos do bem, dos sagrados servidores do amor, que lutarão junto Comigo pela instituição do Reino de Deus na Terra; assim como muitos corações no mundo, que hoje estão unidos a vocês nesta sagrada missão, trabalham pela mesma causa e pelo mesmo espírito.

Queridos filhos sorriam à vida, sorriam ao Amor de Deus, porque o fim do seu cativeiro está próximo, assim como estará o fim do cativeiro do Peru, e as almas se liberarão espiritualmente. Poderão sentir em seus corações uma esperança renovadora, algo que os levará a cumprir o Plano de Deus e a viver coisas grandiosas e imprevistas, que estão escritas no Coração de Deus e  que neste novo ciclo, queridos filhos, tão somente pelo trabalho de sua oração, de sua consagração ao Meu Imaculado Coração e da Comunhão Reparadora com Meu Filho, poderão viver.

Creiam que isso será possível, porque se Eu vim até aqui, até o Equador, é porque Deus assim o deseja, Deus assim o sente e Ele o fará levar adiante, por meio de Sua Servidora fiel, de Sua Mensageira Celestial, da Mãe da humanidade.

Sei que têm muitas intenções para o Meu Coração Imaculado, mas Eu necessito, filhos Meus, que antes que Mas entreguem para que Eu as leve em Meu Coração, rezem todos os dias por elas, a fim de que Deus faça de suas intenções grandes milagres, dentro do tempo que Deus prevê, sob o Espírito de Sua Soberania e de Sua Sabedoria. Porque tudo tem um tempo para poder realizar-se, para poder levar-se adiante.

Confiem em que tudo tem um tempo. Não adiantem os acontecimentos, mas, sim peçam com fervor, com o fervor de seus corações, porque assim Deus os escutará por intermédio do Meu Imaculado Coração.

Quando seus sóis sagrados e internos despertarem, a Terra, poderá ser iluminada de um Espírito redentor, puro e imaculado, que passará por seus corações e que virá diretamente do Meu Amado Filho, para chamar os últimos não redimidos, que formarão as últimas filas do Seu exército de Luz e de oração, sabendo que, nestes tempos difíceis, a oração será imprescindível em suas vidas. Será o grande escudo que os afastará do mal, que os afastará dos abismos e das ilusões que o Meu adversário ainda segue gerando, nublando os olhos e deixando os corações distraídos, sem a Luz de Deus.

Mas Eu venho fazer das suas vidas e do Equador um presente para Deus. Deus permitiu que o Santo Padre chegasse aqui para abençoá-los e que ele transmitisse por meio de sua humildade, o espírito da Misericórdia renovadora; a Misericórdia que finalmente liberará os corações que tão somente, na simplicidade de seus corações, digam "sim" ao chamado de Deus, que hoje é pronunciado por sua Mãe Celeste.

Amanhã rezaremos o Rosário pela Paz e contemplaremos os Mistérios Sagrados que a Sagrada Família viveu e sobretudo Meu Amado Filho, que é o verdadeiro testemunho da sua redenção.

Quisera que no dia de amanhã rezassem o Rosário com o coração. Que o próprio coração de cada um de vocês fosse o que pronunciasse as palavras, para que em vocês desperte uma luz infinita, que converterá coisas impossíveis e difíceis dentro de vocês e em torno de vocês.

E assim, o Anjo da Justiça de Deus, São Miguel, colocará Sua Espada e fará enobrecer suas vidas, como membros do Seu exército celestial, unidos espiritualmente à Sua Milícia Divina, para estes tempos, onde a batalha fundamental será vivida por meio da oração do coração.

Meu Filho envia-lhes uma mensagem, por meio de Sua Mãe, Mãe de vocês.

Ele lhes diz que escolheu o Equador para o próximo encontro da Misericórdia, a fim de que aqui, neste país, não só as almas se redimam, mas também despertem para os sagrados Tesouros de Deus, que muitos não veem, tampouco sabem que estão guardados nestas sagradas montanhas, como legado do Universo da Criação. Um legado que fará desta humanidade uma humanidade nova, sob a guia do Seu Salvador.

Preparem seus corações para esse momento e chamem as almas que mais necessitem da Misericórdia de Nosso Senhor, para que quando Ele vier visitá-los e abençoá-los, transforme todas as coisas e os leve ao Seu Coração, ao seu Coração de Amor.

Hoje estou tão agradecida por este altar simples, mas belo, que engrandece mais a Deus e menos o Meu Coração, porque tudo pertence ao Senhor, tudo é parte de Sua Obra; da Obra de Sua Infinita Misericórdia.

Tenham isso sempre bem presente, porque assim estarão em Deus e Ele estará em vocês para sempre.

Antes de despedir-me e de recolher-me ao alto destas montanhas, quisera levar  Comigo, como oferenda a Deus, a Ave Maria que neste momento estão tocando, para que por meio desta melodia e deste canto, muitas almas mais recebam a Graça de Deus, que necessitam para poder despertar.

Eu lhes agradeço por responderem ao Meu chamado, por terem vindo ao Meu encontro; porque em verdade, vieram ao encontro de Deus, do Deus que está presente em todas as coisas e em todos os que abrem o seu coração para Ele.

Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém

Agradeço-lhes

fev

12

Segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Vigília de Oração

Hoje venho liberar uma Terra oprimida para que alcance a luz do Reino de Deus.

Eu vim aqui por estes povos que tanto amo e tanto aprecio por sua perseverança para alcançar a paz. Da Colômbia até o Chile, os sagrados povos dos Andes não puderam ensinar mais coisas ao mundo, porque desapareceram pela ação do homem branco.

Mas Eu Sou a Senhora de todas as nações, a Mãe de todos os povos e venho corrigir os erros, dissolver os sofrimentos e trazer o Amor do Coração de Deus.

Escolhi chegar primeiro a Lima, porque é um povo que necessita muito de Deus. É um povo que elevou a súplica ao Coração do Filho Primogênito, que a escutou. Por isso estou aqui com alegria e júbilo de encontrá-los e voltar a reencontrar alguns nesta vida, para levar adiante a missão de Deus, que não tem nação, língua, nem fronteira, mas união e irmandade entre os corações que serão parte deste Novo Éden, como foi uma vez a América.

Eu estou aqui, queridos filhos, para trazer-lhes a cura universal, algo muito desconhecido pelo mundo e pela ciência.

Através da Luz de Minhas Mãos, venho trazer-lhes a cura do espírito e da alma, para que o sofrimento do seu passado possa ser apagado e para que as novas portas à reconciliação se estabeleçam entre as nações e os povos, a fim de acolher em seus corações o chamado de Deus, aquele que vem pela última vez anunciar-se, trazer ao mundo por meio da mensagem, a Sabedoria e a Misericórdia de Deus, a que tenta, nestes tempos, permear as almas, para que possam ingressar no caminho da salvação e da redenção.

Eu venho dar a seus corações o testemunho de que é possível viver o alívio e a cura interior, para que possam ressurgir da Fonte, onde tudo se recria e tudo se regenera, onde podem ser permeados pelo Amor e pela Compaixão de Deus, que os ajudará e os motivará a dar os novos passos até a vida consagrada, até a vida do Espírito, até a vida do Plano de Deus.

Eu venho pelos povos originários, mas também pelos povos de hoje, que são os remanescentes dos primeiros povos, que são os que necessitam do maior alívio de Deus para poder enfrentar estes tempos que chegarão à porta de todas as vidas.

Agora confiem, queridos filhos, que poderão repovoar a Nova Terra por meio de sua conversão e de sua redenção, por meio da aceitação ao chamado de Deus, para que este se edifique em vocês e se manifeste nesta vida planetária, que também o necessita.

Hoje trago como manto a bandeira do Peru, que representa a expressão de sua cultura e de suas origens, desses sagrados ensinamentos que foram vividos nos Andes pelos primeiros povos, antes da conquista. Ensinamentos que também foram guardados na Arca da Aliança de Deus, onde as culturas deixaram para o mundo o que os homens brancos não compreendiam e nunca compreenderam, por ignorância, por falta de sabedoria e até por temor.

Mas assim como Eu vim ao México como Senhora de Guadalupe para unir o que estava separado entre os homens, as culturas e os povos, hoje venho como a Senhora e Mãe de todos os Povos, como a Sagrada Mulher que traz o Amanhecer da Nova Aurora, para que os corações despontem em seu despertar e em sua cura interior.

Que cada uma de Minhas Palavras se cumpra em suas vidas. Que cada Verbo que pronuncio seja um decreto para a concretização do Plano de Deus.

Vivam, queridos filhos, em Meu Coração de esperança, porque seu cativeiro terminará; também aquele cativeiro que é espiritual e que derrota as almas sem deixar-lhes nenhuma força para poder viver a vida do espírito e sair desta ilusão da vida material.

Necessito, queridos filhos, que reeduquem suas famílias com os princípio básicos da vida, para que seu povo possa se regenerar e adquirir novos valores, que permitam manifestar a nova consciência e a Nova Terra. Vocês, como partícipes de uma nova humanidade que também deve se manifestar em todos os Andes, em todas estas nações que abraçam as sagradas montanhas, que são parte dos sagrados tesouros de Deus, guardados em seu interior como uma chama incandescente que tudo ilumina e que tudo reconsagra.

Recuperem os valores de seus antigos povos. Não temam mostrar o valor de sua cultura e de sua origem, porque isso também é parte da obra de Deus.

Não se deixem, queridos filhos, influenciar pelas modernidades destes tempos, por tudo o que vem do exterior desta nação e que não faz parte da essência de seu espírito e de sua divindade.

Necessito que sigam consagrando-se ao Meu Imaculado Coração por meio do ato de sua fé, de seu amor e de sua constância, mediante a Comunhão com Jesus, Meu Amado Filho.

Nestes últimos tempos, o Santo Padre os visitou para dar-lhes a mensagem de que seu povo pode viver os novos tempos fazendo sua religação com o alto e com todos os valores que adquiriram nos tempos passados, como povos de sabedoria, como povos amantes da natureza, da criação, da vida, dos elementos.

Por isso o Santo Padre vem tão seguidamente à América; porque não só é parte dessa nova humanidade que ele está construindo, pouco a pouco, mas também seu povo e os demais povos da América devem voltar a recuperar o que perderam pelo avanço dos homens, pela ciência que acredita ter alcançado, sem ter a Sabedoria de Deus.

Sejam como o sagrado condor das montanhas, que sempre está em alto voo para reverenciar a Deus e para dar o grito de esperança nos mundos sutis, onde está o espírito de quem se oferta a Deus em amor e em verdade.

Que suas sagradas raízes sejam revividas.

Que hoje seus sagrados códigos sejam reintegrados em seus corações e essências, para que surja o fogo da nova humanidade, um fogo cheio de esperança, de alegria, de irmandade e de amor.

Vim ao Peru, porque também deve ter essa oportunidade, essa graça inexplicável, que Meu Coração maternal vem conceder às nações do mundo, especialmente às Américas.

O mundo deve saber que aqui existem valores que não estão perdidos, mas preciosamente guardados na Arca da Santa Aliança de Deus. E Eu, como Porteira desse Sagrado Símbolo dos Universos celestiais, venho anunciar-lhes, queridos filhos, que é possível voltar a encontrar o que já perderam por influência destes tempos.

Que seus santos Anjos da Guarda os levem por esse caminho para encontrar os valores da vida sagrada sobre esta Terra e os valores espirituais, que em seus povos originários os levaram a estar em contato com o Universo.

Eu Sou a Mãe das Raças e de todas as etnias; Sou a Senhora de todos os povos, a que vem unir as consciências e as nações na essência do amor; essência do amor que os levará a compreender-se e aceitar-se, apesar das diferenças ou dos traços. Mas, em verdade, queridos filhos, todos são parte de um mesmo povo, de uma mesma civilização e de um mesmo projeto pensado pelo Único em Sua Fonte Criadora de Manifestação e de Luz.

Nesta noite de Vigília, queridos filhos, não só oramos pelo Peru, e Sua Mãe ora junto a vocês por seu povo, mas também oramos pelas Américas, para que daqui possa despontar o sol de uma Nova Humanidade, invadida pelo Espírito do Pai e pela Luz de Sua Graça Redentora.

Agradeço-lhes por estar aqui Comigo na simplicidade do coração, na humildade de suas essências, porque isso permite, queridos filhos, que Eu possa também chegar ao mundo.

Daqui, do Peru, sua Mãe Celeste também pode ajudar a Venezuela, que está em Minhas contas do Rosário para, algum dia, retornar e por fim ao cativeiro, junto ao Arcanjo Miguel. Mas tudo tem um tempo; confiem. Tudo tem um tempo. Tudo está marcado na hora de Deus. Tudo se resolverá quando os corações simplesmente aceitarem o chamado.

Em unidade com o Pai, Eu os abençoo e abençoo esta nação como Mãe da Igreja, como Mãe da Esperança e da Reconciliação, como Mãe do Sagrado Despertar da Sagrada Luz Interior dos Povos Originários, dos que uma vez souberam amar os reinos e a Criação incondicionalmente. Isso também ajudará, queridos filhos, a aliviar o sofrimento dos pecadores, dos que ainda seguem cometendo faltas e ofensas ao Coração de Deus, por meio das transgressões aos Reinos da Natureza.

Algum dia, a humanidade saberá quem tem a seu lado e que os Reinos criados pelo Pai também tem um propósito neste planeta.

Agradeço também a todos os que oram pelos Reinos da Natureza de forma semanal. Isso está ajudando a essência dos Reinos, para que tenha uma sagrada oportunidade em novas moradas de Deus no Universo.

Cada conta de oração rezada pelos Reinos é um nó que se desata no sofrimento de um Reino semelhante, seja mineral, vegetal, animal ou dévico.

Lembrem que cada conta que somam pelos Reinos semanalmente, é um grande nó de sofrimento que se desata, se alivia e se cura.

Abençoo-os, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Agradeço-lhes por responder ao Meu chamado.

Agradeço-lhes hoje por estar aqui em união e em confiança. Amém.

 

Quem somos?

Associação Maria
Associação religiosa cristã e ecumênica que tem por finalidade difundir a mensagem universal de amor e de paz que Cristo Jesus, a Virgem Maria e São José transmitem aos monges da Ordem Graça Misericórdia, estimulando o crescimento espiritual através da oração e do serviço altruísta.

Contato

Mensageiros Divinos