24 de novembro de 2017 - Centro Mariano de Figueira, Brasil

Vigília de Oração

Quando me abrem as portas de seus corações, Eu sempre estarei aqui.

Meu Coração se alegra, filhos Meus, quando Me cantam e oram em tantos idiomas, porque, ainda que seus olhos não vejam, Eu chego a muitos lugares deste mundo; resgato as culturas e a pureza das nações, hoje já tão distantes de Deus.

Quando Me cantam com o coração, Eu abro as portas para retornar a um tempo no qual a sabedoria reinava nos corações dos homens. Venho para fazer essa sabedoria voltar a nascer nos corações de todos os Meus filhos.

Hoje venho para agradecer suas orações e pedir, filhos, que não se cansem de orar, não se cansem de estar diante de sua Mãe Celeste para clamar por este mundo. Quero que sigam orando em muitos idiomas, que aprendam a unir os seus corações a todas as nações deste mundo, para que todos orem como uma só voz e já não clamem por uma nação apenas, mas por todo este planeta.

Unam-se à Voz de Meu Coração, que não tem um idioma deste mundo, mas sim o idioma celestial –‒ o idioma do Amor. Por isso Eu falo todas as línguas com cada um de Meus filhos, como eles podem Me compreender.

Quero que esta Vigília de Oração seja conhecida no mundo, para que todas as almas se unam para orar pelo planeta. Que cada nação encontre aqui o seu espaço, e cada um de Meus filhos, nos quatro cantos deste mundo, possa aqui orar em sua própria língua, esta que mais sente em seu coração, porque foi a que aprendeu nesta vida.

Se assim o fazem, filhos Meus, vão aprender a orar com o Meu Coração, com o idioma do Amor que não tem fronteiras nem barreiras entre as almas.

Assim como vocês se renovaram nesta noite, Eu venho renovar a vida na Terra com Minha Presença e com o Meu Amparo.

Levem a boa nova de Meus pedidos a todos os lares deste mundo, porque vocês já aprenderam a orar, mas há muitas almas que necessitam descobrir o poder da oração nestes tempos, muitas famílias que padecem por estar na ignorância, distantes do Amor de Deus.

Deem a conhecer ao mundo o Meu Chamado, para que todos saibam de Minha Presença como da Presença de Meu Filho e São José Castíssimo, porque Nossa Missão nesta Terra ainda não terminou. E mesmo quando já não estejamos entre vocês, Nosso Verbo, que é eterno, auxiliará as almas e as fortalecerá, para que, não importa o que aconteça neste mundo, jamais percam a paz, a esperança e a fé que o Criador depositou em suas vidas através do eco de Sua Voz.

Quero ver Meus Centros Marianos com muitos peregrinos, e que cada idioma orado ressoe no Universo como uma multidão de almas clamando pela Paz.

Para que Minha Vontade se cumpra, devem difundir o Meu Chamado, como Eu lhes ensinei, sendo uma luz e um exemplo para aqueles que estão perdidos.

Hoje, filhos, venho especialmente pelas famílias, extraordinariamente, porque o mundo necessita.

Meu Coração se encontrava no Reino Celestial clamando a Deus junto com vocês pelas almas da Terra. E quando me abriram as portas de seus corações, Meus Olhos se voltaram para o mundo, e, como um ímã atraído por suas orações verdadeiras, Eu cheguei até aqui. Com isso lhes digo, filhos Meus, que todos os dias, em qualquer momento de suas vidas, se orarem sinceramente abrirão as Portas do Céu, e Eu virei ao seu auxílio. –‒ Como não virá uma mãe quando escuta o chamado de seu pequeno filho?

Em Meu Amor se reúne o amor de todas as mães deste mundo. Porque elas amam, como Eu amei o Meu pequeno Filho. E é porque este amor ainda existe dentro de Mim que este mesmo amor se sustenta no coração de todas as mães. E aquelas que não sabem amar devem clamar por Meu Auxílio, porque o seu coração está ferido, com feridas que não provêm desta Terra nem desta vida e que devem ser curadas.

Por isso, filhos Meus, venho pedir que orem pelas mães, pelos pais, pelos filhos, pelo amor entre irmãos, entre amigos, e que esse amor se expanda às nações e ao planeta. Que o arquétipo da família não se perca!

Não deixem que as modernidades impeçam a unidade nas famílias. Cuidem, filhos Meus, dos importantes momentos de estarem unidos, e que cada segundo com suas famílias seja de vital importância para as suas vidas.

Se são conscientes de Minhas Palavras, façam como um serviço: compreendam o próximo em seus lares; orem por suas famílias e estabeleçam a paz –‒ primeiro dentro de suas casas, depois neste planeta. Se não há paz nas famílias, não haverá paz neste mundo.

Ensinem as crianças a amar. Ensinem-os a orar e a cuidar dos Reinos da Natureza, para que desde pequenos despertem a Semente de Deus que há dentro de cada um deles –‒ que esta pureza se mantenha e cresça junto com os seus corpos –‒, que não se degenerem, mas que vivam neste mundo manifestando o Pensamento Divino.

As crianças que chegam na Terra neste tempo estão aqui para estabelecer a paz. Não deixem que este propósito se perca de suas vidas! O inimigo de Deus tenta todos os dias semear o rancor, a tristeza, a promiscuidade, o sofrimento e as distrações nos corações das crianças, e deve ser responsabilidade de cada família manter viva a pureza das crianças.

Por isso, filhos, a única coisa que lhes peço é que sejam exemplos para os seus filhos. E que se eles não estão em um bom caminho, apenas orem –‒ mas orem com o coração –‒ e deem um exemplo dentro de suas casas de alguém que compreende, que estabelece a paz, que não alimenta conflitos, impaciência ou desamor.

Como eu lhes pedi, montem com gratidão o Presépio em suas casas e verão, filhos Meus, quantos milagres realizarei em suas famílias. Cada vez que orem de coração, essas três vezes ao dia, diante do Sagrado Presépio, um raio de Amor partirá de Meu Imaculado Coração e chegará em seus lares, para que o Menino Jesus volte a nascer neste mundo, dentro de cada um de vocês e assim, espiritualmente, prepare o Seu Retorno a esta Terra.

Isso é o que Eu queria lhes dizer hoje.

Vim derramar o Amor de Meu Coração sobre vocês, porque Me alegra quando oram e clamam pela paz.

Agora, filhos Meus, para que Eu Me eleve, com suas orações em Minhas Mãos, aos Altares de Deus, à Sua Igreja Celestial, cantem diante do Criador, trazendo um novo tempo para a Terra, uma nova estação, uma nova primavera. E que as flores que surgirem de seus corações enquanto cantam, adornem hoje os Pés de Deus, para que Sua Misericórdia siga se derramando sobre a Terra.

Enquanto Me elevo, derramo Graças e Misericórdia sobre os Meus filhos do mundo. Anunciem a alegria de servir e de responder ao Meu Chamado. Que suas vozes ecoem no Universo.

Lhes agradeço e os abençoo.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.