Quinta-feira, 12 de julho de 2012

Vigília de Oração

O grupo reuniu-se às 15h para realizar uma procissão até a Casa de Oração. Ao chegar ao lugar, e depois de que todos ocuparam seus lugares, foi lida a mensagem diária, de 12 de julho.

Logo começou o trabalho de oração, que se prolongou por mais de uma hora.

Próximo da hora indicada, a presença da Mãe Divina começou a ser sentida de forma mais intensa. Frei Elias se colocou em pé, junto com Madre Shimani, e contemplaram até o lugar onde a Mãe Divina havia aparecido.

Depois de vários minutos, pede-se silêncio e são ouvidas catorze badaladas. Começa a transmissão da mensagem.

 

Frei Elias: Em total harmonia, todos nos daremos as mãos para fazer uma oração. A Mãe disse que utilizará a oração que realizaremos para fazer, neste momento, uma absolvição.

Realizaremos a oração do ‘Pai Celestial’ por três vezes; a Senhora pede que, enquanto fazemos essa oração, pensemos na força de Seu Imaculado Coração.

Faremos essa oração todos juntos, quando Ela indicar.

Podemos começar.

 

Realiza-se a oração indicada.

 

Frei Elias: A Mãe Divina disse:

Como a Senhora do Santo Rosário, lhes peço que mantenham suas mãos unidas e que não as separem.

Isso é o que quero construir neste tempo: a Paz, a Paz que falta nos lares, a Paz que falta no coração de Meus filhos.

O mundo, queridos filhos, está dividido, e vocês são Meus instrumentos da Paz. Eu necessito-lhes firmes e perseverantes, para que Meus Planos de Paz possam cumprir-se nesta parte do mundo.
A unidade é importante para este tempo e ela deve brotar do coração. Como já foi dito antes, hoje volto a lhes dizer: como Senhora do Santo Rosário, lhes convicto a orar o Rosário todos os dias.

Hoje levo um cinturão azul, que nos une com o Céu Divino. Essa é a unidade que Deus quer construir em seus corações através de Meu Filho.

Neste tempo, é necessária a sinceridade para poder viver na Paz e, assim, seus corações serão transparentes diante do Reino de Deus. Permitam que Meu raio de Misericórdia os transforme e reconstrua novas moradas para Meu Filho.

Quanto Eu anuncio Seu retorno, é porque Ele retornará ainda que poucos creiam nesse mistério, que já está escrito. Quanto Eu os convido a orar, é para que se preparem para esse momento. Dessa forma, queridos filhos, não só estarão unidos a Mim, mas também a Deus; dessa forma ajudarão também a difundir ao Meu chamado.

Convido-lhes a viver a mensagem diária, todos os dias. Aprofundem-se em Minhas palavras, entregues ao longo destes sete meses; há um caminho que Eu construí através delas e que poucos estão vendo. Por isso devem ler, interiorizar e sentir Minhas palavras com o coração, para que possam compreender os mistérios que hoje estou revelando-lhes.

Hoje, novamente, deixo sobre vocês Minha coroa de estrelas, para que recordem que elas serão guia neste tempo final. Estas doze emanações do Espírito Santo que trago de Meu Coração; são o que vocês podem compreender, Meus pequenos, como atributos para seus corações. Essa luz que Deus Me entregou, hoje Eu as entrego a vocês. Essa é a verdadeira confiança que quero construir em seus corações, a que há tanto tempo tento construir com toda a humanidade. Confiança que transcenda as diferenças que existem entre Meus Filhos, para que eles possam, finalmente, viver em unidade.

Eu venho a vocês, Meus filhos, para recordar-lhes da importância da unidade entre todas as coisas deste mundo; entre todas as coisas do Reino de Deus que vocês temem porque não o conhecem. É a falta de amor em Meus filhos que desperta os medos nestes tempos. O amor de Meu Coração leva-lhes à unidade, e por isso Eu os convido a viver dia a dia este mistério.

A unidade não é separação, a unidade é pureza; é isso que vocês devem despertar em suas vidas. Quando não há pureza, é porque não há unidade, e falta, nesse sentido, a oração que deve brotar dia a dia em seus corações. Dessa forma, estarão unidos a Deus, algo muito importante para estes tempos, Meus queridos.

Por isso Eu estou aqui. Eu os guio, Eu os amo. Desde antes que vocês viessem a esta Terra, Eu comecei a amá-los e amo-lhes muito mais desde que existem como almas pra o Reino de Deus.

A promessa do Paraíso é para todos. É uma verdade, não é uma ilusão, Eu os convido a ter essa aspiração para este tempo presente, aspiração que fortalecerão mediante a oração. Poderão chegar a esse Paraíso prometido quanto mais se unirem em oração. O que lhes disse Meu Filho é verdadeiro, mas Suas palavras parecer ter sido esquecidas pelos corações dos homens, porque lhes falta amor.

Eu convido-lhes a permanecer nesse amor sobre todas as coisas, no amor de Meu Filho, o que lhes permitirá, filhos Meus, alcançar o propósito que Deus planejou nos Céus para esta humanidade.

Neste tempo de emergência devem estar firmes, devem estar Comigo para poder prevalecer diante dos movimentos que chegarão a Terra. A eles não deverão temer, porque Eu estou aqui como a Rainha da Paz, para recordar-lhes que a eternidade é a promessa que Deus me concedeu para cada um de vocês, eternidade que nos levará à Paz. Se viverem em Minha Paz, se trabalharem por Minha Paz, se orarem por Minha Paz apesar de tudo, Minha Paz estará como um grande Reino de Amor no íntimo de seus corações.

Alivio hoje o sofrimento de muitos para que possam curar-se. É por isso que hoje lhes pedi, filhos Meus, que orassem junto Comigo essas três orações ao Pai Celestial de coração. O coração é um lugar ao qual sempre devem regressar e disso nunca podem se esquecer, apesar dos sentimentos que este mundo desperta, sentimentos que desviam Meus filhos do verdadeiro caminho que Deus lhes confia neste tempo.

Recebo diariamente muitas perguntas neste lugar do Céu no qual Me encontro, por isso hoje lhes digo, Meus filhos: só a oração os protegerá. O Espírito Santo será o grande mediador para cada uma de suas vidas e esse impulso de luz chegará por intermédio de Meu Imaculado Coração, que hoje novamente lhes trago, para que possam adorar o que Deus fez em Sua serva fiel, em Sua peregrina de Nazaré, na Mãe Maria... Mãe de todos.

Preparo-lhes hoje para o amanhã, e amanhã os prepararei para o ponto a que chegará este mundo, que deverá purificar-se na Paz do Coração para que sempre possa estar em Deus.

Hoje lhes entrego um presente espiritual: a Rosa Mística de Meu Coração, para que possam contemplá-la e mantê-la em suas mãos através da oração. Dessa forma, filhos Meus, estarão Comigo em cada um dos símbolos, em cada um dos sinais que lhes tenho revelado ao longo deste último ano e do ano anterior. Sinais que Deus me concedeu presentear a todos vocês, sinais que preparam seus corações silenciosamente para quando chegue Meu Filho.

No quero ver o mundo em um novo calvário; para isso já esteve Meu Filho por todos vocês.

Eu os convido a estar na Paz, somente na Paz, sempre buscar a Paz de Meu Coração. Essa é a verdadeira Graça que hoje lhes posso entregar. Porque saibam, queridos filhos, que muitos de Meus filhos que estão no mundo sofrem pela falta de Paz e seus corações estão inquietos porque não estão em Deus.

Eu lhes chamo a orar por eles e colocá-los próximos do Trono de Deus. Serão assim meus servidores, os que poderão interceder por todos aqueles que são muito esquecidos, em especial por seus agravos, os que ofendem a Deus. Mas Eu sou a Mãe da Misericórdia, sou emanação do Raio de Meu Filho, que quer iluminar o caminho de todos, ainda mais de todos aqueles que estão na escuridão e que há muito tempo não veem a Deus.

Lembrem-se de que tudo que estou fazendo com vocês tem um sentido para a vida, é um propósito de Deus sobre o qual devem refletir para compreender. Por isso EU os convido a orar, para que a sabedoria entre suas consciências e ali resida Meu Filho eternamente.

 

Frei Elias: Vamos fazer uma oração que a Senhora está fazendo por todas aquelas almas que necessitam dessa luz.


Estou Contigo, Senhor,
porque confio em Ti.
Estou contigo, Senhor,
em Tua Misericórdia.
Amém.

 

A oração faz-se frase por frase, várias vezes.

 

Frei Elias: A Mãe Divina disse:

Gratidão por responder ao Meu chamado.

Que o Reino de Deus seja a Luz em seus corações.

Agradeço-lhes por responder com perseverança aos Meus pedidos.

Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

 

Para despedir-se da Mãe Divina, todos cantam “Maria de Nazaré”.

 

* Fim da Aparição *

 

Após alguns momentos de silêncio, e como em todas as Aparições, Frei Elias fez um pequeno relato do que se sucedeu.

 

Frei Elias: Hoje a Mãe Divina em Seu manto trouxe um pedaço do Céu e, através desse símbolo, pudemos compreender que Maria é uma grande reconciliadora de almas.

 

Esse exercício que nos fez realizar, na primeira oração, foi acompanhado por duas presenças angelicais, que disseram ser dois arcanjos, mas não nos disseram quem eram. Se lembram-se, Ela disse que iria absolver-nos, e que o faria em Nome de Cristo.

Uma coisa que Ela nos disse no começo da Aparição, e no que deu muita ênfase, foi sobre poder trabalhar sincera e verdadeiramente, como obreiros de Seu Plano, do Plano que Ela propõe para este tempo.

A maior parte da Aparição foi um trabalho interno e profundo, o qual não compreendemos completamente. Só se podia visualizar formas de relâmpagos de luz branca de desciam dentro e fora da sala.

Durante a Aparição, a Mãe Divina colocou Sua presença e Sua consciência sobre o ‘Jardim de Maria’ (onde se encontra a laranjeira das Aparições). Pediu-nos que concretizemos e finalizemos o projeto do Centro de Oração, tanto a Fonte como a parte dos caminhos, preparando-a para o dia 08 de agosto. Ela disse que nesse dia algo importante sucederá, que nesse mesmo dia saberemos do que se trata.

Hoje, Nossa Senhora veio vestida de branco e, como Ela disse, tinha um cinturão azul. Atrás d’Ela se manifestava uma forma, que podemos compreender como um sol, um sol que estava resplandecente, vivo, que iluminava e que permaneceu durante toda a Aparição.

Quando Ela recitou a última oração, essa oração foi irradiada para todo o planeta, principalmente a todos os Seus filhos da Ásia, Oceania e Europa. Enquanto orávamos, como um decreto, essa oração ia chegando a todos eles. Ela mostrou que enquanto orávamos, a irradiação dessa oração apagava muitas sequelas internas em todas as almas que ali se encontravam.

Nesse momento, Frei Elias se aproxima de Madre Shimani para dizê-la algo ao ouvido. Depois de um instante retoma o relato.

 

Frei Elias: Às vezes devemos conferir se os pedidos da Mãe Divina podem ser ditos... Porque há informações que a Mãe transmite e que podem ser ditos, mas cada um em seu devido tempo.

Hoje Ela nos falou de Suas Aparições até o final do ano. A respeito de Buenos Aires, disse ‘A princípio estarei até dezembro, mas há um último lugar que Eu visitarei até o final do ano: Chile... em Santiago’. Esse foi um momento muito forte, porque Ela mostrou algo na nação chilena e disse que ia ao Chile porque ia ao resgate de muitos de Seus filhos que necessitavam de ajuda também, como nós. Ela referiu-se principalmente à consciência indígena, que não sabemos se é física ou não, mas que Ela irá ajudar.

Disse que estaria em Santiago como último momento do ano, e compreendemos que se referia à última parte de Sua peregrinação fora deste país. Que Ela estaria em Santiago em novembro, dedicando 12 e 13 de novembro.

 

Madre Shimani: E se o ano tivesse mais meses, vai saber aonde mais iríamos! (Risos de todos).

 

Frei Elias: Lembrei-me de um pedido que fez a Mãe Divina à equipe da Divina Madre.

Ela pediu que esta Aparição fosse gravada e que não fosse transmitida arbitrariamente para todo o planeta, somente para as Comunidades e Monastérios; que fosse editada de maneira simples, referindo-se aos detalhes mais técnicos do vídeo que foi gravado pelas câmeras. E que fosse colocado da mesma forma que foi colocada a Aparição do dia 13 de março, na internet. O pediu porque disse que havia ocorrido um trabalho planetário e quando nós voltássemos a assistir a Aparição compreenderíamos melhor.

 

Madre Shimani: Não acredito que haja muito a se dizer. Creio que a Mãe Divina disse tudo que devíamos escutar. Nos chamou a atenção para que vivamos na unidade. Isso significa que não a estamos alcançando, por isso Ela nos chama a atenção. Devemos estar vigilantes e atentos para que não percamos, sem querer, toda preciosidade que Deus nos dá. Assim, que estejamos atentos e vigilantes para trabalhar nessa energia da unidade, para que nunca nos falte, porque é a base para o trabalho que Ela necessita fazer. Coloquemos tudo isso no coração e estaremos mais atentos.

 

Frei Elias: Há um último pedido do qual me recordei agora. Ela convidou a fazer o trabalho com o Rosário na vigília desta noite. O que aconteceu no dia 11, que aconteça também nesta madrugada até a Aparição de amanhã. Em especial indicou a vigília específica para os monastérios das 6h às 8h. Os outros horários estariam disponíveis para trabalhar aqui na Casa de Oração.