Domingo, 12 de fevereiro de 2012

Vigília de Oração

 

Como no dia de ontem, o grupo reuniu-se às 19h30 para iniciar a tarefa de oração aos pés do Cristo Redentor.

Durante a oração foram entoados alguns cânticos como “Maria, Virgem Mãe” e “Misericórdia, Maria”. Pede-se silêncio, depois de aproximadamente uma hora de oração. Ao som de sete badaladas, ouve-se: “Momento de Aparição, contemplemos com o coração”.

Logo depois, Frei Elias nos transmite as palavras da Mãe Divina que, como no dia anterior, foram traduzidas simultaneamente para o português.

 

Frei Elias:  A Mãe Divina diz:

 

Queridos filhos, oremos pelos que ainda não creem na presença de Meu Imaculado Coração.

 

O grupo ora, por algumas vezes, a “Ave Maria”.

 

Frei Elias:  A Mãe Divina diz:

 

Pela proteção do Sagrado Coração de Meu Filho, em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Grata por responder ao Meu Chamado, porém, ainda é necessário mais.

A cidade deve consagrar-se ao Meu Imaculado Coração através da fé renovada.
Queridos filhos, a fé de vocês ajudará a acender a fé em outros e, assim, Meus planos de paz se cumprirão nesta cidade.

Hoje lhes revelo três pontos importantes na consagração ao Meu Imaculado Coração:


1. A devoção na Colina das Aparições.
2. A conversão na Colina do Cristo Redentor.
3. A comunhão na Santa Paróquia.

 

Assim encontrarão a Deus. Confiem no que Eu lhes digo. Com misericórdia derramo sobre vocês uma das Minhas estrelas, para dar-lhes a conversão do coração, para dar-lhes Minha paz e, sobretudo, Meu Imaculado Amor.

Queridos filhos, o mundo pode viver em paz, isso é possível. Eu trago aqui a paz para esta região.

É momento de seus corações viverem o ecumenismo, de viver o que está escrito para que o Reino da Minha paz possa chegar. Muitas almas necessitam de suas orações e devem unir-se a todos, emanando amor e paz. Assim Meu Coração se alegrará, Meus queridos filhos, e todos poderão receber Minha Graça.

Devem dar tempo para que os corações compreendam, pois assim são os Planos do Senhor. Tudo deve ser conhecido pouco a pouco, a fim de que o coração possa sentir Minha presença. Assim Eu poderei derramar mais de Minhas estrelas e os conflitos não acontecerão. Porém, para que não aconteçam conflitos, devem viver em comunhão com Meu Filho. Isso vai mais além de seus corações, pois Meu Filho deve ser uma presença em todos os seus seres internos, e é assim que se dará uma renovação do coração. Um novo mistério que está chegando para todos: viver em Cristo.

Vocês, queridos filhos, preparam o retorno do Redentor e antes que Ele estenda Seus braços sobre o mundo, vocês deverão viver em paz. Essa é Minha missão, Meu compromisso como Mãe de todos. Desse modo, a misericórdia será possível para todos e as faltas cometidas ao Meu Imaculado Coração se dissolverão pela presença de Meu amor e de Minha paz.

Queridos filhos, Eu lhes trago hoje o Reino dos Céus; sorriam, isso é possível, vocês podem vivê-Lo, nada está distante dos homens. Busquem a Deus em seus corações. Oremos juntos o Santo Rosário, como também todas aquelas orações que vocês conhecem. Assim vocês me ajudarão em Meu plano de paz.

A conversão será rápida para muitos. Eu não venho evangelizá-los, mas abrir seus corações como Mãe de todos, como Guardiã de Meus filhos, como a Divina Concepção da Trindade.

Quero dizer-lhes, queridos filhos, que o mesmo Espírito que desceu sobre Mim e Meus irmãos, os Apóstolos, quero que desça sobre vocês; assim muitos males se curarão e doenças desaparecerão, porque Meu Coração triunfará sobre vocês e o mundo obterá mais paz.

Esse Espírito que desceu sobre Mim é um Espírito novo para vocês, que todos poderão conhecer. Nos Céus chama-se Santo Espírito e na Terra Espírito Santo. A descida do Espírito Santo é o sinal para a conversão de todos vocês. Deus O concede como uma Graça, através de Mim, para esta parte do mundo.

América é Meu lar de peregrinação especial. As orações são ouvidas nos Céus; Meu Coração os escuta, queridos filhos. Porém, para que muitas coisas mudem, devem primeiramente ouvir Meu chamado; tudo virá depois que cumprirem esse chamado, ainda que se passe algum tempo para isto.

Queridos filhos, Eu os adoro com Meu Coração e isto vai além das faltas da humanidade. Recordem Minhas Aparições ao longo dos séculos, assim poderão compreender, queridos filhos, que Eu Sou Onipresente e que estou entre vocês.

Eu venho aqui para prepará-los, primeiro para a renovação da fé; para que o coração possa florescer pelo do dom do amor. Isso é o que não podem perder em suas vidas, queridos filhos, este é Meu chamado fiel.

Depois de Eu estar aqui entre vocês, O Salvador retornará. O mundo, então, deverá estar em vigília, em perpétua oração, todos unidos como um, para que João cumpra sua profecia (Apocalipse). Digo-lhes mais, queridos filhos, João envia suas bênçãos e também envia sua paz.

Levem Minhas estrelas em suas memórias, este é o sinal da consagração para aqueles que querem vivê-la. Meu Coração está com o Coração de Meu Filho; Eu Sou a Serva do Redentor, Aquele que a todos fará caminhar para a Luz.

Queridos filhos, se vocês continuam com suas orações, muitas almas das Américas, e por Minha intercessão, receberão o Espírito Santo. Elas serão tocadas pela chama da paz e da conversão; assim, Minha promessa se cumprirá e vocês chegarão aos Céus com alegria, quando então o mundo viverá seu longo período de paz, depois que se purificarem.

Já não é necessário sofrer, queridos filhos. Pode-se viver em Deus, mas para isso devem abrir seus corações. Assim, Eu cumprirei Minha missão e tudo será como está previsto nos planos do Pai.

 

Neste momento, Frei Elias permanece em silêncio, aproximando-se d´A Mãe Divina; logo depois regressa ao seu lugar e transmite-nos:

 

A Mãe Divina diz:

 

Agora Eu me elevo ao Céu, alegre e vigilante. Cantem a Deus com o coração, o mundo necessita e mais ainda a humanidade. Minhas Graças poderão ser vida no profundo de seus corações.

Grata por aspirar a viver na paz.

Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

 

Para finalizar, e em agradecimento, o grupo entoa o cântico “Misericórdia, Maria”.

 

- Fim da Aparição -

 

Madre Shimani: “Agora Frei Elias vai relatar o que percebeu antes e depois da Aparição”.

 

Frei Elias: “Durante a oração, a primeira imagem que apareceu foi a de um grande coração sobre a cidade, um coração vivo que pulsava emanando uma energia de cor rosada que permeava toda a cidade. Estava rodeado por uma coroa de flores que me recordava as flores da camomila.

Logo depois, esse coração foi trasladado até este morro por dois anjos, que o introduziram na cabeça da escultura do Cristo Redentor. Nesse momento, esse coração começou a emanar e projetar mais luz, principalmente para a cidade. Depois a imagem desapareceu.

Mais tarde, como no dia de ontem, o Céu se abriu e apareceu um grande anjo dizendo chamar-se Arcanjo Gabriel. Fazia um movimento no Céu e, através desse movimento, abria outros Céus sobre a cidade.

Logo apareceu uma terceira imagem sobre este lugar em que estamos. Via-se um Céu mais aberto que o da visão anterior; era uma imagem mais ampla. Nesse Céu havia um grupo de anjos sentados em círculo e no centro apareceu o mesmo anjo maior da imagem anterior que dizia chamar-se Arcanjo Gabriel.

Cada um dos anjos do círculo tinha livro aberto, onde escreviam. O Arcanjo Gabriel estava de pé e gritava para a Terra: “Rendam-se! Rendam-se!”.

Cada anjo escrevia rapidamente alguma coisa no livro que trazia. A metade do livro estava em branco; a parte que estava escrita era a que eles estavam escrevendo, nesse momento da visão. Depois a imagem desapareceu.

Houve uma quarta imagem que começou quando se escutava, internamente, um trovão que parecia gerado por raios, como se fosse uma tormenta. Nesse momento chegava Nossa Senhora. Todavia, Ela não era vista, mas se sentia muito próxima a nós; era como se estivesse descendo do Universo à Terra.

Ela apareceu quando começamos a cantar “Misericórdia, Maria”. Vinha como a Rainha da Paz, com Seu véu branco, manto celeste, túnica rosa, coroada de doze estrelas que brilhavam intensamente quando falava. Suas mãos estavam em frente ao Seu peito, como que segurando algo.

Em certo momento, Ela nos ofereceu uma rosa que emergiu de Seu Coração.. Quando levantou o rosto para nos olhar, vi que tinha lágrimas brotando de Seu olho direito; parecia que estivera chorando. Nesse momento, disse que este era Seu último chamado e que teríamos de nos converter.

Logo depois Ela mostrou uma cruz onde estava escrito a palavra FRATERNIDADE na parte horizontal, e disse: “Se o Mundo não se converter, algo acontecerá”.

Também disse que o mal só será vencido através do Amor. Foi quando abriu Seus braços e pediu que eu me aproximasse para revelar um segredo. Ela estava alegre por nossa presença aqui, e através de Seu amor, desvaneceu as imagens desse segredo.

Ela transmitia, de forma muito intensa, que confiava em nós, assim como nos transmitia Sua paz e serenidade. Convidava-nos a ser perseverantes diante de todas as coisas, para que sigamos respondendo ao Seu chamado. Ela estava muito agradecida por nossa presença aqui.

A cada Aparição, desde o dia 18 de agosto até o presente momento, Ela vem revelando um segredo. E será Ela quem dirá quando os segredos poderão ser revelados. Sempre nos tem dito que, se orarmos, cada um desses segredos pode mudar; se essa mudança acontecer, significará que a humanidade respondeu ao Seu chamado.

Sempre, Aparição após Aparição, Ela nos anima a viver Sua paz, pois afirma que isso é possível.

Grato a todos”.

 

***